Te cuida, Bruno Covas!

O prefeito de São Paulo pode ter feito a mais infeliz escolha política de sua vida: Mauro Ricardo para a Secretaria Municipal de Governo e da Desestatização. O dito cujo já teve desastrosas passagens pela prefeitura de Salvador, na gestão de ACM Neto (DEM), e no governo do Paraná, que culminou com a prisão do … Read more

Há 3 anos, Beto Richa preparava o ‘pacotaço’ de maldades chamado de ajuste fiscal

O dia 05 de abril de 2015 foi um domingo de Páscoa. O governador Beto Richa (PSDB) e seu secretário da Fazenda Mauro Ricardo davam os ajustes finais no “pacotaço” de maldades contra os paranaenses. O conjunto de medidas de arrocho nas contas seria apresentado em mensagem para tramitação na Assembleia Legislativa na terça-feira seguinte. … Read more

Folha chocada com salário de R$ 100 mil no BNDES, mas no Paraná tem secretário ganhando R$ 110 mil por mês

Bobagem da Folha pegar no pé dos diretores do BNDES, que, em média, ganham R$ 105 mil por mês. O jornalão deveria olhar, também, os supersalários que o governo Beto Richa (PSDB) paga aos secretários no Paraná. Tem um deles, Mauro Ricardo Costa, da Fazenda, que tem o contracheque mensal de R$ 110 mil. É … Read more

ALEP pode barrar supersalários de R$ 100 mil no governo Beto Richa

Que tal ser secretário no governo Beto Richa (PSD), no Paraná, ganhando mais de R$ 100 mil por mês sem se preocupar com o teto constitucional que limita os salários a R$ 33,7 mil? LEIA TAMBÉM: No Paraná, secretário de Beto Richa tem supersalário de R$ 100 mil por mês Sim, no Paraná isto é … Read more

Em crise de final de feira, Beto Richa exonera secretário de segurança pública no Paraná

A 56 dias de deixar o governo do Paraná, Beto Richa (PSDB) exonerou nesta segunda-feira (5) o delegado da Polícia Federal Wagner Mesquita da Secretaria de Estado da Segurança Pública. O tucano vive a crise de final de feira. O novo titular da pasta é Júlio Reis, escolhido com a anuência da vice Cida Borghetti … Read more

No Paraná, secretário de Beto Richa tem supersalário de R$ 100 mil por mês

Vale tudo para driblar o teto constitucional que impede os servidores públicos de ganharem mais de R$ 33,7 mil por mês. Juízes e procuradores vitaminam os próprios vencimentos com o auxílio-moradia, como nos casos de Sérgio Moro, Marcelo Bretas e dos desembargadores do TRF4 que julgaram Lula, mas no governo do Paraná os secretários de … Read more

“Ministra-escrava” fez declaração de “boa-fé” sobre salário de R$ 33 mil

Subitamente, a ministra dos Direitos Humanos Luislinda Valois, do PSDB, virou motivo de espancamento midiático porque comparou sua atividade e o salário de R$ 33 mil com o trabalho escravo. A meu ver, ela fez uma declaração de “boa-fé” ao requerer salário de R$ 60 mil — extrapolando o teto estabelecido pelo Supremo.

Read more

Marajá de Beto Richa ganha mais de R$ 100 mil por mês, denuncia deputado

O líder do PMDB na Assembleia Legislativa do Paraná, deputado Nereu Moura, usou a tribuna nesta segunda-feira (6) para denunciar o salário de marajá do secretário da Fazenda Mauro Ricardo Costa, mais de R$ 100 mil por mês, de acordo com o peemedebista. O diabo, segundo o parlamentar, é que o marajá de Beto Richa é quem tem defendido demissões e calotes nos vencimentos dos professores.

Read more

Secretário de Beto Richa tem supersalário de marajá no Paraná: R$ 61,7 mil

O deputado Nereu Moura (PMDB) levantou nesta quarta (22) a lebre durante “prestação de contas” do secretário importado da Fazenda Mauro Ricardo Costa na Assembleia Legislativa do Paraná. O moço importado tem um supersalário de R$ 61,7 mil mensais.

Read more

“Maldade sempre tem”, diz líder do governo

O líder do governo na Assembleia Legislativa do Paraná, deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB), jurou na manhã desta segunda-feira (6) desconhecer o conteúdo do novo pacote de maldades que será enviado hoje à tarde àquela Casa.

Read more

Beto Richa faliu o Paraná, diz Globo, mas omite exército de comissionados

richa_quebrou_paranaO governador Beto Richa (PSDB) quebrou o Paraná, diz o Jornal da Globo, na madrugada de hoje (21), ao mostrar que estado gasta 61% do que arrecada com pessoal. A emissora não detalhou, no entanto, que a situação falimentar ocorreu em decorrência da incompetência e irresponsabilidade fiscal do tucano.

Read more

Beto Richa põe à venda estatais de água (Sanepar) e de energia (Copel) sem consultar a população

richa_requiao_tadeuO governador do Paraná Beto Richa (PSDB) segue a linha que o interino Michel Temer (PMDB) adotará caso seja confirmado o impeachment de Dilma Rousseff: privatizar, doar, vender todo o patrimônio público a preço de bananas; no caso paranaense, correm risco as estratégicas empresas de água e energia.

Read more

Beto Richa quebrou o Paraná pela 4ª vez; veja na narração de Galvão Bueno

richa_ricardo_chataoFaz sucesso na internet a narração do tetra de 1994 pelo Galvão Bueno, da Globo, para ilustrar que o governador Beto Richa (PSDB) quebrou o Paraná pela 4ª vez seguida. Abaixo, assista ao vídeo:

Read more

Requião Filho: Se é perfeito o mundo de Richa, por que o povo protesta?

beto_richa_caloteiro_coluna_requiao_filho

O deputado Requião Filho (PMDB-PR), em sua coluna desta quinta (2), contesta a versão segunda qual o Paraná do governador Beto Richa (PSDB) seria um “mundo perfeito” diante de injustiças e imperfeições no país inteiro. O colunista afirma que, em contraste com a explanação do secretário da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, a vida real das pessoas é bem diferente daquela apresentada esta semana na Assembleia Legislativa. Se tudo é perfeito e maravilhoso, questiona o líder da oposição, “por que presenciamos denúncias diárias de falta de merenda nas escolas, de descontos inconcebíveis em salários de professores, de recauchutagem ilegal de coletes balísticos por falta de recursos para aquisição de novos, viaturas encostadas por falta de manutenção e a saúde abandonada?”. Abaixo, leia, ouça, comente e compartilhe a íntegra do texto de Requião Filho:

Read more

Educadores prometem mobilizações nesta quarta contra calote e perseguições de Beto Richa

richa_nota_zero_educacao

O governador Beto Richa (PSDB) será alvo de novas mobilizações de educadores do Paraná, nesta quarta (1º), às 11 horas, simultaneamente em todo o estado. Em Curitiba, o protesto será em frente ao Palácio Iguaçu.

Read more

Coluna do Requião Filho: A crise no Paraná é pior que a do Brasil e a razão é o “fator Richa”

fatorricha
Em sua coluna nesta quinta-feira, o deputado estadual Requião Filho (PMDB) comenta o momento de crise vivido no país e analisa como o desempenho do governador Beto Richa (PSDB) faz com que as adversidades sejam mais fortes no Paraná; segundo o deputado, no primeiro mandato do governador, as finanças do estado foram “dizimadas” por uma gestão irresponsável, e após a reeleição vieram os pacotes de maldades; Requião Filho relata que a política tributária, antes benéfica aos pequenos empresários e ao povo “foi substituída por aumentos sucessivos de impostos de milhares de produtos e serviços, somados a escândalos de corrupção, que terminaram por formar o atual cenário de desesperança e descrença da população”; Para o deputado, não há limites na voracidade do atual governo em arrecadas recursos, e nem os depósitos judiciais foram respeitados. Leia, ouça, comente e compartilhe.

Read more

Comerciantes declaram hoje “guerra do vinho” contra Beto Richa; tucano segue quebrando o Paraná

Comerciantes e produtores de vinho protestam às 15 horas desta quarta-feira (30), em Curitiba, no Mercado Municipal, contra a política tributária do governador Beto Richa (PSDB); manifestantes irão denunciar que o tucano segue quebrando o Paraná com sua irresponsabilidade fiscal, por isso eles vão declarar oficialmente a “guerra do vinho”, hoje à tarde, contra o tucano; segunda-feira (28) última, em entrevista ao Blog do Esmael, ex-secretário de Estado da Fazenda, Heron Arzua, havia dito que “vinho do Paraná é o mais caro do país”; política tributária de Beto Richa ameaça quebrar grandes empresas, como a Positivo Informática, que, para sobreviver, trocou o Paraná pelo estado do Amazonas. Outras companhias, a exemplo do setor moveleiro, estão cruzando a fronteira rumo ao Paraguai em virtude do proibitivo ICMS; abaixo, ouça a entrevista na BandNews FM do comerciante César Heiden.
Comerciantes e produtores de vinho protestam às 15 horas desta quarta-feira (30), em Curitiba, no Mercado Municipal, contra a política tributária do governador Beto Richa (PSDB); manifestantes irão denunciar que o tucano segue quebrando o Paraná com sua irresponsabilidade fiscal, por isso eles vão declarar oficialmente a “guerra do vinho”, hoje à tarde, contra o tucano; segunda-feira (28) última, em entrevista ao Blog do Esmael, ex-secretário de Estado da Fazenda, Heron Arzua, havia dito que “vinho do Paraná é o mais caro do país”; política tributária de Beto Richa ameaça quebrar grandes empresas, como a Positivo Informática, que, para sobreviver, trocou o Paraná pelo estado do Amazonas. Outras companhias, a exemplo do setor moveleiro, estão cruzando a fronteira rumo ao Paraguai em virtude do proibitivo ICMS; abaixo, ouça trecho da entrevista do comerciante César Heiden na BandNews FM Curitiba.

Ouça o áudio:

Read more

Beto Richa acelera o fechamento das universidades estaduais do Paraná

corteues
Além de não fazer os repasses mínimos necessários para o funcionamento das sete universidades estaduais, o governador Beto Richa (PSDB) agora quer meter a mão no dinheiro arrecadado pelas instituições com atividades como vestibular, concursos e pesquisas. As instituições devem depositar 80% do valor arrecadado com vestibulares e pesquisas até o início de abril, sob pena de terem os minguados repasses suspensos. O objetivo é reforçar o Caixa Único (CU) do governo tucano a custa da comunidade universitária do Paraná.

Read more

Coluna do Luiz Cláudio Romanelli: O tempo é o senhor da razão

tempo
Em sua coluna desta segunda-feira, o deputado estadual Luiz Claudio Romanelli (PMDB) fala da situação econômica do estado do Paraná. Ele cita a prestação de contas realizada na semana passada pelo secretário da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, na Assembleia Legislativa, referente ao 3° quadrimestre de 2015. Segundo Romanelli, o governo acertou em promover o ajuste fiscal, mesmo com o alto custo político da ação, e agora o Paraná estaria colhendo os frutos. Segundo o deputado, o Paraná talvez seja o único estado da federação com capacidade de investimento e realização de obras nos municípios. Leia, ouça, comente e compartilhe.

Read more

Outra vez, Richa segura repasse do judiciário; servidores ficam sem salário

Novo calote de Beto Richa (PSDB) é mais um capítulo da guerra travada entre o governo do estado com o judiciário paranaense; "Na queda de braço pelo o acesso aos depósitos judiciais, quem paga o pato são os servidores do judiciário", desabafou um servidor ao Blog do Esmael.
Novo calote de Beto Richa (PSDB) é mais um capítulo da guerra travada entre o governo do estado com o judiciário paranaense; “Na queda de braço pelo o acesso aos depósitos judiciais, quem paga o pato são os servidores do judiciário”, desabafou um servidor ao Blog do Esmael.

Os servidores e magistrados do judiciário paranaense ainda não receberam os salários e subsídios referentes ao mês de fevereiro. O dinheiro era para entrar na conta ontem (25).

Segundo o site do Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR), os servidores não receberam até o momento em virtude do calote do governador Beto Richa (PSDB), que deixou de repassar o duodécimo orçamentário.

Read more

Reforma no secretariado de Beto Richa

A crise entre governo Beto Richa e magistratura do Paraná poderá ter duas baixas, avaliam os luas pretas do Palácio Iguaçu. O primeiro a dançar seria o secretário da Comunicação Social, Paulino Viapiana, que até agora não diz a que veio desde julho de 2015. O jornalista Fábio Campana é muito lembrado para o cargo, … Read more

Blog Gazeta do Povo “afrouxou a tanga” para os juízes?

A beligerância geral e irrestrita entre os poderes executivo e judiciário teve início quando o secretário da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, acusou o judiciário de especular no mercado financeiro com sobras do orçamento. Ato contínuo, o secretário importado cortou repasses à magistratura, e holerite de juízes e promotores foram divulgados com mesmo modus operandi empregado pelo Palácio Iguaçu contra educadores em greve no ano passado.
A beligerância geral e irrestrita entre os poderes executivo e judiciário teve início quando o secretário da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, acusou o judiciário de especular no mercado financeiro com sobras do orçamento. Ato contínuo, o secretário importado cortou repasses à magistratura, e holerite de juízes e promotores foram divulgados com mesmo modus operandi empregado pelo Palácio Iguaçu contra educadores em greve no ano passado.
Deputados estaduais que não têm interesse na agudização da crise entre governo do estado, judiciário, legislativo e o blog Gazeta do Povo dizem para quem quiser ouvir, no Centro Cívico, que o ex-jornal “afrouxou a tanga”, na última madrugada, depois que juízes foram orientados a representar individualmente contra reportagem sobre “salários de marajás” na magistratura.

Por outro lado, fontes do Blog do Esmael na antessala da agora blogueira Ana Amélia Cunha dizem ao contrário. Juram que a pancadaria contra juízes e promotores será intensifica nas próximas horas, pois, de acordo com os orelhas secas desta página, a tropa da Praça Carlos Gomes crê no apoio popular para continuar no ataque.

Parte da magistratura paranaense enxerga as ordens dos disparos vindas do Palácio Iguaçu. Por isso, a turma que não topa arrego com o governador Beto Richa (PSDB), quer que a fila no Tribunal de Justiça (TJPR) ande mais rápido: Leia-se: ações do Homem da Sogra (Ezequias Moreira) e das Operações Publicano (Luiz Abi Antoun) e Quadro Negro (deputados estaduais).

Read more

Custo Beto Richa faz companhias aéreas cancelar voos no Paraná

Comandante Beto Richa (PSDB) vai derrubar 12 voos regionais em abril devido aumento nos impostos do Paraná; além de quebrar o estado, tucano também conseguiu a proeza de aniquilar a logística aérea nas terras das araucárias; TAM, Gol e Azul anunciam fim de rotas em consequência do aumento de 160% do ICMS do querosene, o combustível das aeronaves; na época de Roberto Requião (PMDB) esse imposto era de 7%.
Comandante Beto Richa (PSDB) vai derrubar 12 voos regionais em abril devido aumento nos impostos do Paraná; além de quebrar o estado, tucano também conseguiu a proeza de aniquilar a logística aérea nas terras das araucárias; TAM, Gol e Azul anunciam fim de rotas em consequência do aumento de 160% do ICMS do querosene, o combustível das aeronaves; na época de Roberto Requião (PMDB) esse imposto era de 7%.
A crise econômica é somente um pretexto. As companhias aéreas, especialmente TAM, Gol e Azul, começaram a cancelar voos para cidades paranaenses, em represália ao governador Beto Richa (PSDB), que aumentou o ICMS do querosene de aviação de 7% para 18%, seguindo na contramão dos demais estados do Sul, do Nordeste e do Distrito Federal, que baixaram impostos para estimular o turismo e o desenvolvimento da aviação regional.

A TAM está cancelando, a partir do mês de abril, os voos diretos entre Curitiba e Londrina e entre Curitiba e Foz do Iguaçu. A Gol está cancelando voos de Maringá para Curitiba e São Paulo. E a Azul, além de reduzir voos para Cascavel e outras cidades, sepultou a ideia de abrir novas rotas para Ponta Grossa, Guarapuava e Paranaguá.

Read more

Beto Richa “arregou” para o Judiciário

O presidente do Tribunal de Justiça do Paraná, Paulo Roberto Vasconcelos, ao que parece, saiu fortalecido da contenda com o governador Beto Richa (PSDB). Nesta terça-feira (29), judiciário começou pagar correção salarial da URV a funcionários. Governo do estado denunciou na semana passada que o Tribunal de Justiça tem quase R$ 1 bilhão aplicados em especulação; o Ministério Público do Paraná (MP) tem R$ 191 milhões em capital vadio; e o Tribunal Faz de Contas (TCE) outros R$ 106 milhões. No Centro Cívico, a informação é de que Beto Richa “arregou geral” para os homens da toga.
O presidente do Tribunal de Justiça do Paraná, Paulo Roberto Vasconcelos, ao que parece, saiu fortalecido da contenda com o governador Beto Richa (PSDB). Nesta terça-feira (29), judiciário começou pagar correção salarial da URV a funcionários. Governo do estado denunciou na semana passada que o Tribunal de Justiça tem quase R$ 1 bilhão aplicados em especulação; o Ministério Público do Paraná (MP) tem R$ 191 milhões em capital vadio; e o Tribunal Faz de Contas (TCE) outros R$ 106 milhões. No Centro Cívico, a informação é de que Beto Richa “arregou geral” para os homens da toga.

Não durou muito tempo a valentia do governador Beto Richa (PSDB) e do secretário de Estado da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, que fizeram semana passada grave denúncia contra o Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR), que, segundo eles, estaria realizando “especulação financeira” com sobras do orçamento.

De acordo com fonte do Blog do Esmael no Palácio Iguaçu, houve esta semana acerto entre o governo e o judiciário, o que finalizou a “crise” gerada pelo corte de R$ 100 milhões. Ou seja, Richa “arregou” para o Poder Judiciário.

Fruto desse acordo, nesta terça-feira (29) funcionários do tribunal começaram a receber a segunda parcela da URV (Unidade Real de Valor) — uma correção salarial decorrente da conversão do Cruzeiro Real (CR$) para o Real (R$) no ano de 1994.

Read more

Em rota de colisão, Francischini abre fogo contra governo Richa

Ex-secretário da Segurança Pública do Paraná, deputado Fernando Francischini (SD), conhecido como Batman, neste sábado (26), abriu fogo contra o governo Beto Richa pelas redes sociais; ele criticou matéria no blog Gazeta do Povo que comparou o secretário de Fazenda, Mauro Ricardo Costa, a Jesus Cristo que foi ao “céu”; "No céu? Mas usando mais de 1 BILHÃO dos aposentados da ParanáPrevidência!", fuzilou Francischini, que adiantou ao Blog do Esmael que denunciará o governador Beto Richa como verdadeiro mandante do massacre de professores no dia 29 de abril.
Ex-secretário da Segurança Pública do Paraná, deputado Fernando Francischini (SD), conhecido como Batman, neste sábado (26), abriu fogo contra o governo Beto Richa pelas redes sociais; ele criticou matéria no blog Gazeta do Povo que comparou o secretário de Fazenda, Mauro Ricardo Costa, a Jesus Cristo que foi ao “céu”; “No céu? Mas usando mais de 1 BILHÃO dos aposentados da ParanáPrevidência!”, fuzilou Francischini, que adiantou ao Blog do Esmael que denunciará o governador Beto Richa como verdadeiro mandante do massacre de professores no dia 29 de abril.

O deputado federal Fernando Francischini (SD), pelas redes sociais, neste sábado (26), abriu fogo contra o governo Beto Richa (PSDB) de quem foi secretário da Segurança Pública entre fevereiro e maio deste ano.

Ao comentar matéria do blog Gazeta do Povo que elevou ao “céu” o secretário de Estado da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, o ex-secretário não economizou ironias.

“No céu? Mas usando mais de 1 BILHÃO dos aposentados da ParanáPrevidência!”, fustigou.

Read more

Entenda por que a Bancada do Camburão apoia a “especulação financeira” do judiciário

Se a Justiça fosse séria, não especularia. Se os deputados tiverem um lampejo de seriedade instalariam, na reabertura dos trabalhos, em fevereiro, uma CPI para investigar a grave denúncia do secretário Mauro Ricardo Costa; orçamento é dinheiro público imobilizado, portanto, é posto de saúde ou a creche que faltam nos municípios ou ainda é aquele reajuste sonegado ao servidor público; ao longo de 2015, TJPR e Assembleia Legislativa foram cúmplices das medidas do governador Beto Richa (PSDB) que culminaram no confisco da poupança previdenciária de professores e servidores públicos; também, em certa medida,legislativo e judiciário, são corresponsáveis pelo covarde massacre ocorrido em 29 de abril no Centro Cívico.
Se a Justiça do Paraná fosse séria, não especularia; se os deputados tiverem um lampejo de seriedade instalariam, na reabertura dos trabalhos, em fevereiro, criariam uma CPI para investigar a grave denúncia do secretário Mauro Ricardo Costa; orçamento é dinheiro público imobilizado, portanto, é o posto de saúde ou a creche que faltam nos municípios ou ainda é aquele reajuste sonegado ao servidor público; ao longo de 2015, TJPR e Assembleia Legislativa foram cúmplices das medidas do governador Beto Richa (PSDB) que culminaram no confisco da poupança previdenciária de professores e servidores públicos; também, em certa medida, legislativo e judiciário, são corresponsáveis pelo covarde massacre ocorrido em 29 de abril no Centro Cívico; Blog do Esmael teve acesso a discussões sobre o tema em grupo do WhatsApp, entre membros da Bancada do Camburão, mas se comprometeu a não divulgar o conteúdo; eles defendem a demissão do secretário da Fazenda para pôr fim à crise entre poderes.

A famigerada Bancada do Camburão, composta por 31 deputados, apoia os órgãos do judiciário no entrevero com o governo Beto Richa (PSDB), que acusa o Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR) de realizar “especulação financeira” com sobras do orçamento.

O secretário de Estado da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, espécie de alter ego do governador tucano, denunciou ontem (23) que o TJPR, o Tribunal Faz de Contas (TCE) e até o Ministério Público do Paraná (MP) “especulam no mercado financeiro” e, portanto, o judiciário estaria desviando dinheiro de impostos dos contribuintes.

Por que diabos os parlamentares estaria se posicionando a favor do Poder Judiciário em detrimento do Poder Executivo, donde sempre mamaram? Ora, questão de sobrevivência, pois a maioria deles tem o rabo preso nos tribunais da vida. Ou seja, nenhuma preocupação com as questões de Estado. Pelo contrário.

Read more

Coluna do Reinaldo de Almeida César: A restauração do delegado Michelotto e os ataques de Mauro Ricardo

reinaldom
Em sua coluna semanal, Reinaldo de Almeida César fala da restauração profissional do ex-delegado geral da Polícia Civil Marcos Michelotto. Após ser preso sob denúncias de corrupção em 2013, ele teve as acusações arquivadas por falta de provas e agora deverá assumir a direção do Instituto de Identificação do Paraná. Reinaldo também fala sobre “a última” do todo poderoso secretário da Fazenda Mauro Ricardo que afrontou os demais poderes do Estado acusando-os de esbanjarem recursos públicos. Leia, comente e compartilhe.

Reinaldo Almeida César*

Registo aqui meu apoio e aplauso para a lúcida decisão do delegado geral e do Conselho da Polícia Civil, restaurando a dignidade pessoal e profissional do delegado Marcus Vinícius da Costa Michelotto, designando-o para a direção do Instituto de Identificação.

A decisão unânime do colegiado no Tribunal de Justiça é reta e clara. Todo procedimento instaurado em desfavor de Michelotto deve ser trancado por ausência de justa causa, nos termos do voto proferido pelo relator Marcel Rotoli de Macedo, cujos conhecimentos jurídicos e tradição familiar no Direito o iluminaram na correta decisão.

Logo, não há qualquer razão para impor a Michelotto (e sua família) uma espécie de tortura, pena ou castigo infamante, próprios do Código Filipino, que regia entre nós nos tempos do Brasil colônia.

Read more

Coluna do Requião Filho: Fim do romance de Beto Richa com o Judiciário do Paraná

O deputado estadual Requião Filho (PMDB) trata na sua coluna desta quinta-feira do "fim do romance" entre o governador Beto Richa (PSDB) e o Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR). O motivo do "rompimento" seria o corte de R$ 100 milhões no orçamento do TJPR. Segundo o deputado, mesmo após todos os calotes e maldades aplicadas contra os servidores e a população, o governador está sem dinheiro para bancar as promessas e benesses para os aliados. Leia, ouça, comente e compartilhe.
O deputado estadual Requião Filho (PMDB) trata na sua coluna desta quinta-feira do “fim do romance” entre o governador Beto Richa (PSDB) e o Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR). O motivo do “rompimento” seria o corte de R$ 100 milhões no orçamento do TJPR. Segundo o deputado, mesmo após todos os calotes e maldades aplicadas contra os servidores e a população, o governador está sem dinheiro para bancar as promessas e benesses para os aliados. Leia, ouça, comente e compartilhe.

Download áudio

Requião Filho*

Parece que acabou o romance entre executivo e judiciário no Paraná. Óh céus, Óh vida! O que poderia ter acontecido ora tantas tricas de acusações. Sobra dinheiro aqui, falta ali, investe acolá! Quem teria razão nesta briga? O porvir nos contará.

Interessa é que os governistas tem dito a torta e a direita que depois de tantas medidas pra ferrar com o povo, Richa teria caixa no ano que vem e poderia ajudar seus aliados em 2016. Parece que esta não é a verdade.

Parece que enganaram todos mais uma vez. Não tem dinheiro e agora, depois de saquear a previdência, estuprar a data-base, aumentar tarifas e taxas e sangrar os paranaenses o governador continua sem dinheiro.

Read more

‘Judiciário especula no mercado financeiro’, denuncia governo Richa

Segundo levantamento do tesouro do governo Beto Richa (PSDB), o Tribunal de Justiça tem quase R$ 1 bilhão aplicados em especulação financeira; o Ministério Público do Paraná (MP) tem R$ 109 milhões em capital vadio; e o Tribunal Faz de Contas (TCE) outros R$ 101 milhões.
Segundo levantamento do tesouro do governo Beto Richa (PSDB), o Tribunal de Justiça tem quase R$ 1 bilhão aplicados em especulação financeira; o Ministério Público do Paraná (MP) tem R$ 109 milhões em capital vadio; e o Tribunal Faz de Contas (TCE) outros R$ 101 milhões.
O governo Beto Richa (PSDB) foi à televisão, nesta quarta-feira (23), para justificar o por que do corte de R$ 100 milhões no orçamento do Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR), que estavam previstos para este mês de dezembro.

Segundo o secretário de Estado da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, o judiciário tem utilizado sobras orçamentárias para especular no mercado financeiro em detrimento da sociedade paranaense.

“Nós temos dificuldades enormes no Poder Executivo e temos visto aí algumas ‘ilhas de prosperidade’, esbanjando recursos públicos e com significativos recursos em caixa ou aplicados no mercado financeiro, em detrimento da população do estado do Paraná”, atacou o secretário, que age como alter ego de Beto Richa.

Para o deputado federal João Arruda (PMDB), coordenador da bancada paranaense no Congresso Nacional, a forma como o secretário de Richa denunciou esse caso é despeitosa com o judiciário paranaense. “Ele é um forasteiro que desrespeita nossas instituições locais”.

Read more

Garganta Profunda de Londrina: “Richa sonha indicar substituto de Levy”

Garganta Profunda de Londrina arremata: “Sorte do Brasil que foi apenas um sonho de Beto Richa. Azar dos Paraná que foi apenas um sonho de Beto Richa”, nos alivia Garganta Profunda de Londrina; Na vida real, a expectativa é que a presidente Dilma Rousseff (PT) dê um “cavalo de pau” na economia, mudando-a substancialmente indicando um nome para a Fazenda ligado ao desenvolvimentismo – em contraposição ao modelo atual que beneficia o capital especulativo.
Garganta Profunda de Londrina arremata: “Sorte do Brasil que foi apenas um sonho de Beto Richa. Azar dos Paraná que foi apenas um sonho de Beto Richa”, nos alivia Garganta Profunda de Londrina; Na vida real, a expectativa é que a presidente Dilma Rousseff (PT) dê um “cavalo de pau” na economia, mudando-a substancialmente indicando um nome para a Fazenda ligado ao desenvolvimentismo – em contraposição ao modelo atual que beneficia o capital especulativo.
“O governador Beto Richa (PSDB) tem um sonho, que é se livrar do secretário de Estado da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, importado de São Paulo, mandando-o para ocupar o lugar de Levy, de saída do Ministério da Fazenda”. A informação é de Garganta Profunda de Londrina, principal informante do Blog do Esmael dentro do Palácio Iguaçu.

O nosso Julian Assange das Araucárias captou na antessala de Richa, onde tem acesso fácil e diário, que “se Mauro Ricardo resolveu as finanças do Paraná, por que não estaria preparado para resolver a crise econômica que assola o país?”.

Na verdade, Mauro Ricardo Costa é um alienígena que não tem compromisso algum com o Paraná. Trata-se de um forasteiro indicado para o cargo pelo primo do governador, o lobista Luiz Abi Antoun, que esteve preso sob a acusação de chefiar uma quadrilha no governo do estado.

Read more