9 de maio de 2018
por esmael
Comentários desativados em Câmara aprova texto sobre privatização da Eletrobras

Câmara aprova texto sobre privatização da Eletrobras

A Câmara dos Deputados deu mais um passo importante para a privatização dos sistema Eletrobras, nesta quarta (9), com a aprovação na Comissão Mista Especial que analisa a Medida Provisória 814, por 17 votos a sete, o relatório do deputado Júlio Lopes (PP-RJ). O texto ainda precisa ser votado pelos plenários da Câmara e do Senado. ... 

Leia mais

16 de abril de 2018
por esmael
Comentários desativados em Eletricitários param hoje contra o apagão na Eletrobras

Eletricitários param hoje contra o apagão na Eletrobras

Os trabalhadores do setor elétrico e de movimentos populares darão mais uma demonstração nesta segunda (16) de que não aceitam a entrega da maior empresa de energia elétrica da América Latina à iniciativa privada.  ... 

Leia mais

24 de março de 2018
por Eugênio Aragão
Comentários desativados em Temer vai intervir na Eletrobras caso não consiga privatizá-la

Temer vai intervir na Eletrobras caso não consiga privatizá-la


O ilegítimo Michel Temer quer mesmo liquidar o que resta do patrimônio nacional. A bola da vez é a Eletrobras, empresa que é responsável por boa parte da geração e distribuição da energia elétrica no País. Caso não consiga privatizá-la, Temer ameaça intervir e promover uma privatização fracionada, licitando as operações em partes menores. ... 

Leia mais

13 de outubro de 2015
por esmael
28 Comentários

Beto Richa “cochila” e usinas da Copel vão à leilão dia 6 de novembro

A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) colocará em leilão no próximo dia 6 de novembro, às 10 horas, na Bolsa de São Paulo (Bovespa), duas usinas da Companhia Paranaense de Energia (Copel) — Parigot de Souza e Mourão I — cujas concessões venceram há dois anos e o governador Beto Richa (PSDB) não havia manifestado interesse em mantê-las entre o patrimônio dos paranaenses.

O edital nº 12/2015, da Aneel, prevê leilão de usinas em seis lotes (abaixo, confira a minuta do documento).

Para o leitor entender esses leilões da Copel Geração é preciso retroagir três anos, em 7 de setembro de 2012, quando a presidenta Dilma Rousseff (PT) anunciou a redução da tarifa de energia elétrica para todos os brasileiros (clique aqui para relembrar).

Em janeiro de 2013, depois de muita pressão da sociedade pela redução das tarifas, Richa anunciou assinatura de um pacto de renovação das concessões das ‘transmissões’ com o governo federal, mas deixou de fora a ‘geração’ de energia das usinas (clique aqui) — que vai à leilão no final deste mês.

A usina de Parigot de Souza, no município de Antonina, com capacidade de 260 MW, poderia atender toda a região Litoral. Ela entrou em operação em 1970 e está totalmente amortizada (paga) pelos usuários.

Já a usina Mourão I, instalada no município de Campo Mourão, também amortizada, começou operar em 1964. Sua capacidade é de 8,2 MW.

Ambas as usinas que poderão pertencer a outros grupos econômicos, inclusive privados, são considerados orgulho e obras de afirmação da engenharia paranaense. Sua perda, além do revés para a memória técnica dos profissionais, coroa a falta de planejamento do governo Beto Richa na estratégica área energética.

Não é segredo para ninguém que o governo do PSDB planeja a privatização da Copel e de outras empresa públicas, como a Sanepar (Companhia de Saneamento do Paraná). Várias manobras governamentais já foram tentadas para desfazer delas, mas a sociedade tem se mostrado vigilante. A última investida contra as estatais ocorreu no mês passado, quando o Palácio Iguaçu quase revogou lei que o obriga debater venda de ações na Assembleia Legislativa.

No começo deste ano, o secretário importado da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, cuja missão aqui no estado é aniquilar o patrimônio de todos os paranaenses, dentre eles a Copel, admitiu que o governo tucano quer mesmo privatizar as duas companhias-símbolos do Paraná.

Confira a íntegra da Leia mais

17 de junho de 2015
por esmael
26 Comentários

Até deputado do PSDB critica Beto Richa pelo ‘tarifaço’ na conta de luz

O deputado estadual Mauro Moraes (PSDB), não é da oposição, mas também se indignou com o novo aumento de 14,62% na conta de luz da Copel (Companhia Paranaense de Energia). Só neste ano, o governo Beto Richa (PSDB) tungou em 51% o bolso dos consumidores reajustando este insumo tão importante ao desenvolvimento e ao conforto dos paranaenses.

Pelo Twitter, o deputado tucano protestou contra o ‘tarifaço’ do governador correligionário:

O deputado Mauro Moraes tem razão em seu solitário grito no ninho tucano, pois, o governador Beto Richa teria a opção de REJEITAR o tarifaço como sempre fazia o então governador Roberto Requião (PMDB).

No entanto, o governador preferiu colocar o Paraná na contramão haja vista que o estado do Rio Grande do Sul reduziu a tarifa da energia em 4,22%. Os gaúchos pediram para baixar o preço do insumo porque suas usinas já estão amortizadas (pagas). Isto [a redução] ajuda na competitividade dos produtos do Rio Grande.

As usinas do paranaenses também já estão pagas, mas, para satisfazer a fome de lucro dos sócios privados, a Copel sempre pede aumentos e mais aumentos nas tarifas.

As informações de aumento e redução na conta de luz são oficiais e públicas, divulgadas ontem (16) pela ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica).

O deputado Mauro Moraes tem razão: é um absurdo!

Leia mais

16 de junho de 2015
por esmael
41 Comentários

Richa nega 8,17% de reajuste aos servidores, mas aumenta conta de luz em mais 14,62% no Paraná

copel_richaCoração de pedra, o governador Beto Richa (PSDB) vai aumentar mais uma vez a conta de luz. Agora a tungada será de 14,62% no bolso dos consumidores de 366 municípios do Paraná. Em março, o preço do insumo já havia sido majorado em 36,8%. ... 

Leia mais

20 de maio de 2015
por esmael
21 Comentários

Copel despenca 17 posições no ranking de continuidade do serviço, diz Aneel

richa_copelA Copel Distribuição perdeu 17 posições no ranking nacional de continuidade do serviço. A empresa paranaense estava na quinta posição, em 2011, e apareceu na vergonhosa 22ª posição no ano passado, conforme nota técnica da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica).

Em 2011, a empresa tinha registrado os menores índices de desligamentos não programados em toda a sua história.

A piora do desempenho no ranking que mede a qualidade de distribuição de energia coincide com terceirizações de mão de obra na Copel e aumento na tarifa e rateio de lucros entre os sócios privados.

A Copel voltou ser notícia nacional esta semana por conta de declaração “supersincera” do secretário da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, segunda qual o governo do Paraná pretende vender fatias da energética e da Sanepar – a companhia de água e esgoto do estado. Leia mais

28 de fevereiro de 2015
por esmael
50 Comentários

Tarifaço de 36,8% na conta de luz empurra de vez para o “fundo do poço” o governo Beto Richa

richa_copel_requiao.jpgO chão é o limite para o governo de Beto Richa (PSDB), no Paraná? Não. Parece que não é. O tucano vem cavando cada vez mais para atirar-se num poço sem fundo. A partir da segunda-feira, dia 2 de março, a Copel (Companhia Paranaense de Energia) vai aplicar aumento de 36,8% na conta de luz. O índice foi autorizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), de acordo com a solicitação da empresa paranaense. ... 

Leia mais

22 de julho de 2014
por esmael
27 Comentários

A pedido de Richa, Aneel aprova tarifaço de 25% na conta de luz

Governo Richa, controlador da Copel, recuou de aumento de 35% de uma vez só e agora, diante da repercussão negativa, aplicou tarifaço de 25%; diferença de 10,1% na tungada será aplicada em junho de 2015; aumentão na conta de luz vai afetar 4,2 milhões de clientes no Paraná; Aneel homologou nesta terça-feira (22) pedido de reajuste que, com certeza, fará a alegria dos sócios privados da empresa energética.

Governo Richa, controlador da Copel, recuou de aumento de 35% de uma vez só e agora, diante da repercussão negativa, aplicou tarifaço de 25%; diferença de 10,1% na tungada será aplicada em junho de 2015; aumentão na conta de luz vai afetar 4,2 milhões de clientes no Paraná; Aneel homologou nesta terça-feira (22) pedido de reajuste que, com certeza, fará a alegria dos sócios privados da empresa energética.

O governo Beto Richa (PSDB), controlador da Copel, teve pedido aprovado nesta terça-feira (22) de tarifaço médio de 24,86% na conta de luz dos 4,2 milhões consumidores residenciais e industriais paranaenses. O reajuste foi solicitado pela estatal junto à  Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). ... 

Leia mais

8 de julho de 2014
por esmael
15 Comentários

Coluna do Enio Verri: a incoerência do governo Richa parece não ter limites

Enio Verri, em sua coluna desta terça, afirma que perspectiva de derrota na eleição de 5 de outubro, refletido no fracasso da gestão levou os tucanos a apelarem para inverdades e irresponsabilidades!; colunista comenta nota de esclarecimento! do governo Beto Richa acerca do imbróglio entre Copel e Aneel no que diz respeito ao aumento na conta de luz; segundo o colunista, os últimos meses! do governo do PSDB ficarão marcados pela incompetência que administrou o Paraná; petista vê jogada eleitoreira! no tarifaço parcelado em 25% agora e 10% a posteriori; leia o texto e compartilhe.

Enio Verri, em sua coluna desta terça, afirma que perspectiva de derrota na eleição de 5 de outubro, refletido no fracasso da gestão levou os tucanos a apelarem para inverdades e irresponsabilidades!; colunista comenta nota de esclarecimento! do governo Beto Richa acerca do imbróglio entre Copel e Aneel no que diz respeito ao aumento na conta de luz; segundo o colunista, os últimos meses! do governo do PSDB ficarão marcados pela incompetência que administrou o Paraná; petista vê jogada eleitoreira! no tarifaço parcelado em 25% agora e 10% a posteriori; leia o texto e compartilhe.

Enio Verri* ... 

Leia mais

4 de julho de 2014
por esmael
33 Comentários

Governo Richa pede novo tarifaço de 25% na conta de luz da Copel

Governo Richa, controlador da Copel, recuou de todo o aumento de 35% agora diante da repercussão negativa, mas aplicou tarifaço de 25%; diferença de 10,1% na tungada será aplicada em junho de 2015; tarifaço vai afetar 4,2 milhões de clientes no Paraná.

Governo Richa, controlador da Copel, recuou de todo o aumento de 35% agora diante da repercussão negativa, mas aplicou tarifaço de 25%; diferença de 10,1% na tungada será aplicada em junho de 2015; tarifaço vai afetar 4,2 milhões de clientes no Paraná.

O governo Beto Richa (PSDB), controlador da Copel, a estatal de energia, aprovou reajuste de 25% no preço da tarifa aos 4,2 milhões de clientes no Paraná. ... 

Leia mais

2 de julho de 2014
por esmael
17 Comentários

Richa contesta coluna de Enio Verri

Governo Richa pede direito de resposta em cima da coluna do deputado Enio Verri; Copel e Aneel travam uma guerra midiática, com anúncio pago com dinheiro do contribuinte, onde uma entidade empurra para outra a responsabilidade dos tarifaços da vida; Blog do Esmael, amante do bom debate, da democracia e do contraditório concede direito à  contestação à  estatal de energia; leia a íntegra.

Governo Richa pede direito de resposta em cima da coluna do deputado Enio Verri; Copel e Aneel travam uma guerra midiática, com anúncio pago com dinheiro do contribuinte, onde uma entidade empurra para outra a responsabilidade dos tarifaços da vida; Blog do Esmael, amante do bom debate, da democracia e do contraditório concede direito à  contestação à  estatal de energia; leia a íntegra.

O governo Beto Richa (PSDB) escalou a Copel para contestar a coluna do deputado Enio Verri, publicada nas terças no Blog do Esmael, que esta semana cravou que a gestão tucana “dissemina a mentira e manipula a boa-fé dos paranaenses” (clique aqui). ... 

Leia mais

11 de junho de 2014
por esmael
25 Comentários

Richa rebate Gleisi: ‘governo federal é que vai definir reajuste da Copel’

O governo Beto Richa (PSDB) adotou o estilo “bateu-levou” em relação à s acusações da ex-ministra e senadora Gleisi Hoffmann (PT) acerca do tarifaço de 32,4% na energia.

Em nota oficial, assinada pela Copel, o tucano devolveu a bola para a petista dizendo que caberá à  Aneel, do governo federal, definir o índice de 32% na conta de luz dos paranaenses.

A estatal de energia informa também que, em um ano, teve perda de receita de R$ 178 milhões por causa da participação no plano de redução da tarifa do governo federal.

No fim da tarde de hoje, em nota, Gleisi se disse “inconformada” com o reajuste de 32,4% na tarifa de energia da Copel (clique aqui).

Leia a íntegra da nota oficial da Copel:

Sobre as informações a respeito do possível aumento da energia elétrica, a Copel esclarece:

– A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), órgão do governo federal, é que vai definir qual o índice de reajuste da conta da luz no Paraná. Segundo já divulgado pelo órgão federal, a tarifa pode subir 32%.

– O custo da Copel neste reajuste é de apenas 1,5%. O restante é custo do sistema nacional, de compra de energia. A energia está muito cara porque o sistema nacional tem acionado muito as usinas térmicas, que têm um custo mais elevado.

– A Copel Geração, apesar de ter 25 usinas, não pode gerar energia diretamente para os paranaenses, ou diretamente para a Copel Distribuição, que é a empresa que fornece aos consumidores.

– Como o sistema elétrico é interligado nacionalmente, a energia gerada vai para o sistema nacional. A Copel Distribuição tem que comprar a energia nos leilões feitos pelos órgãos do governo federal.

– A falta de chuvas deixou os reservatórios das usinas hidrelétricas com nível baixo. Então o operador nacional tem acio Leia mais

10 de junho de 2014
por esmael
41 Comentários

Richa prepara maior tarifaço da história da Copel na tarifa de energia

via CGNA Copel solicitou um reajuste médio de 32,4% nas tarifas para Agência Nacional de Energia Elétrica. Se autorizado, este será o maior reajuste da tarifa na historia da Copel. O índice a ser implantado deve ser definido pela Aneel no próximo dia 17 e será implantado a partir do dia 24 de junho.

De acordo com a companhia, o que mais contribuiu para a alta taxa apresentada foi a compra de energia, que equivale a quase 20% do total. Um dos pontos que mais pesou para o maior gasto com a compra de energia foi a queda do nível dos reservatórios das hidrelétricas e consequentemente o acionamento de usinas térmicas.

Segundo o diretor-presidente da Copel Distribuição, Vlademir Daleffe, dos 32% do reajuste solicitado, a Copel só tem controle de 1,5%, sendo o restante referente a contratos firmados, principalmente pela compra de energia.

Mesmo a Copel informando ter responsabilidade por apenas 1,5% no total dos 32% solicitados para reajuste médio, o índice da companhia paranaense foi o maior entre todas as distribuidores que apresentaram um pedido de aumento para a agencia nacional.

Segundo o diretor-presidente da Copel Distribuição, o motivo é o momento em que cada empresa contrata os serviços, além de reajustes tarifários de 2013 que não foram repassados ao consumidor.

Vlademir Daleffe entende que o reajuste solicitado é alto, que não era o desejado, mas que o aumento nos valores dos contratos devem ser repassados ao consumidor. Ele explica que o reajuste autorizado pela Aneel será aplicado a partir do dia 24 de junho, mas o consumidor deve perceber o impacto apenas no final do mês de julho.

Atualmente o valor do quilowatt-hora na tarifa residencial por exemplo é de 26 centavos, caso a Aneel autorize o aumento de 32,4% o valor sobe para quase 35 centavos.

Lembrando que o aumento solicitado de 32,4% é um reajuste médio. A Aneel pode definir índices diferentes para cada setor como residencial e industrial.

Leia mais

14 de maio de 2014
por esmael
27 Comentários

Sócio privado da Copel comemora crescimento do lucro em 46% no 1.!º trimestre do ano

Senador Roberto Requião acusa o governador Beto Richa de fazer uma gestão na  para os insaciáveis sócios privados da Copel em detrimento aos interesses dos paranaenses; empresa anunciou nesta quarta-feira (14) lucro líquido de R$ 583 milhões no primeiro trimestre de 2014; segundo o parlamentar, estatal vai pedir mais 35% de reajuste na tarifa à  Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para garantir o lucro dos acionistas privados.

Senador Roberto Requião acusa o governador Beto Richa de fazer uma gestão na para os insaciáveis sócios privados da Copel em detrimento aos interesses dos paranaenses; empresa anunciou nesta quarta-feira (14) lucro líquido de R$ 583 milhões no primeiro trimestre de 2014; segundo o parlamentar, estatal vai pedir mais 35% de reajuste na tarifa à  Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para garantir o lucro dos acionistas privados.

Os acionistas da Companhia Paranaense de Energia (Copel) não têm do que reclamar. A empresa anunciou nesta quarta-feira (14) lucro líquido de R$ 583 milhões no primeiro trimestre de 2014.  ... 

Leia mais

4 de outubro de 2013
por esmael
81 Comentários

No país do pleno emprego, Richa vai demitir 1,1 mil trabalhadores da Copel

Beto Richa tem dia de cão no Paraná; em Campo Mourão, tucano foi vaiado por cinco mil pessoas em cerimônia que contou com presença da presidenta Dilma; professores e agentes educacionais acusaram-no de aplicar novo calote relativo à  R$ 50 milhões atrasados; houve debanda de partidos da sua base política; e, para fechar a sexta, na contramão do país do pleno emprego, governador anunciou demissão de 1,1 mil empregados da Copel para salvaguardar o lucro de sócios privados da estatal de energia.

Beto Richa tem dia de cão no Paraná; em Campo Mourão, tucano foi vaiado por cinco mil pessoas em cerimônia que contou com presença da presidenta Dilma; professores e agentes educacionais acusaram-no de aplicar novo calote relativo à  R$ 50 milhões atrasados; houve debanda de partidos da sua base política; e, para fechar a sexta, na contramão do país do pleno emprego, governador anunciou demissão de 1,1 mil empregados da Copel para salvaguardar o lucro de sócios privados da estatal de energia.

O governador Beto Richa (PSDB) informou à  Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), nesta sexta (4), que vai demitir 1,1 mil empregados da Companhia Paranaense de Energia (Copel) até o fim de 2015. ... 

Leia mais