29 de abril de 2018
por editor
Comentários desativados em 29 de abril de 2015: O dia em que o Paraná chorou sangue

29 de abril de 2015: O dia em que o Paraná chorou sangue

Foto de Joka Madruga.

Hoje faz 3 anos que o Centro Cívico virou uma praça de guerra. A Polícia Militar, a mando do então governador Beto Richa (PSDB), atacou de maneira covarde dezenas de milhares de professores e servidores do Estado. Tudo para garantir a aprovação do confisco da previdência na Assembleia Legislativa do Estado do Paraná. ... 

Leia mais

28 de abril de 2018
por editor
Comentários desativados em Relembre: Clima pesado na véspera do massacre de 29 de abril

Relembre: Clima pesado na véspera do massacre de 29 de abril

No dia 28 de abril de 2015 o clima já estava mais que pesado no Centro Cívico. O entorno da Assembleia Legislativa do Paraná era uma praça de guerra e os servidores estaduais eram tratados como bandidos perigosos. O então governador Beto Richa (PSDB) mandava fechar ruas sem sequer comunicar ao então prefeito Gustavo Fruet (PDT). O acampamento de servidores havia sido invadido pela Polícia Militar na madrugada. ... 

Leia mais

27 de abril de 2018
por editor
Comentários desativados em Professores farão ato para marcar os 3 anos do massacre de 29 de abril

Professores farão ato para marcar os 3 anos do massacre de 29 de abril

Professores da rede pública estadual de ensino farão um Ato Público no domingo (29) para marcar a passagem de 3 anos do massacre de 29 de abril. A manifestação está sendo convocada pelo Núcleo Curitiba Norte da APP-Sindicado e será no grande ponto de encontro de Curitiba aos domingos, que é a Feirinha do Largo da Ordem. ... 

Leia mais

27 de abril de 2018
por editor
Comentários desativados em Há 3 anos: Richa transformou o Centro Cívico numa praça de guerra

Há 3 anos: Richa transformou o Centro Cívico numa praça de guerra

Dia 27 de abril de 2015 foi uma segunda-feira. As ditaduras e regimes de exceção mandavam lembranças. O Centro Cívico de Curitiba havia se tornado uma tenebrosa praça de guerra. Tudo para aprovar sem debate o confisco do fundo de previdência dos servidores públicos do Paraná. Relembre. ... 

Leia mais

26 de abril de 2018
por editor
Comentários desativados em Relembre: Justiça deu aval para Richa descer a borracha nos servidores do Paraná

Relembre: Justiça deu aval para Richa descer a borracha nos servidores do Paraná

Há 3 anos, às vésperas da votação do confisco da previdência dos servidores do Paraná, o então governador Beto Richa (PSDB) recebeu “carta branca” para o cerco policial que resultaria no massacre do Centro Cívico. Um “interdito proibitório” contra a mobilização dos servidores foi concedido pelo então juiz de plantão Eduardo Lourenço Bana, em Curitiba. ... 

Leia mais

25 de abril de 2018
por editor
Comentários desativados em Há 3 anos: Professores retomavam greve contra o confisco da previdência por Richa

Há 3 anos: Professores retomavam greve contra o confisco da previdência por Richa

 ... 

Leia mais

24 de abril de 2018
por editor
Comentários desativados em Relembre: Os “preparativos” de Richa para o 29 de abril

Relembre: Os “preparativos” de Richa para o 29 de abril

 ... 

Leia mais

21 de abril de 2018
por editor
Comentários desativados em Relembre: Os bastidores do confisco da previdência e do massacre de 29 de abril

Relembre: Os bastidores do confisco da previdência e do massacre de 29 de abril

Há 3 anos, em 2015, o feriado de Tiradentes (21/04) caía numa terça-feira. O então governador Beto Richa (PSDB) partia para o tudo ou nada contra os servidores do Estado. O objetivo era confiscar o fundo de previdência e fazer caixa para o governo. O então secretário de Segurança, Fernando Francischini (PSL), já preparava o aparato policial para o dia da votação na Assembleia. Relembre. ... 

Leia mais

20 de abril de 2018
por editor
Comentários desativados em Há 3 anos, Gleisi denunciava o confisco da previdência dos servidores por Richa

Há 3 anos, Gleisi denunciava o confisco da previdência dos servidores por Richa

No dia 20 de abril de 2015, uma segunda-feira no meio do feriadão de Tiradentes, a Senadora Gleisi Hoffmann (PT) publicava um artigo em sua coluna semanal aqui no Blog do Esmael sobre a tentativa de confisco da previdência dos servidores. O então governador Beto Richa (PSDB) atropelou o debate democrático com o regime de urgência na Assembleia Legislativa (ALEP). Restava o debate pela imprensa. ... 

Leia mais

19 de abril de 2018
por editor
Comentários desativados em Relembre: 10 dias para o massacre de 29 de abril

Relembre: 10 dias para o massacre de 29 de abril

O dia 19 de abril de 2015 foi um domingo. Faltavam dez dias para o massacre do Centro Cívico. Os servidores estaduais se preparavam para mais uma greve na tentativa de barrar nas ruas o confisco da previdência pelo então governador Beto Richa (PSDB). ... 

Leia mais

18 de abril de 2018
por Eugênio Aragão
Comentários desativados em Relembre: Confisco da previdência comprometeu o futuro do Paraná

Relembre: Confisco da previdência comprometeu o futuro do Paraná

Há 3 anos, em abril de 2015, o então governador Beto Richa (PSDB) apostava todas as suas cartas no confisco da previdência dos servidores para engordar o caixa do governo. Seria melhor ter recuado. O debate sobre a poupança previdenciária dos servidores ganhou as ruas e a população ficou do lado dos servidores. ... 

Leia mais

17 de abril de 2018
por Eugênio Aragão
Comentários desativados em Para lembrar: Sobe a tensão entre os servidores e a “bancada do camburão”

Para lembrar: Sobe a tensão entre os servidores e a “bancada do camburão”

Há 3 anos, o então governador Beto Richa (PSDB) declarava guerra aos servidores públicos estaduais. O projeto de confisco da previdência dos servidores tramitava pela segunda vez na Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP); e os deputados da “bancada do camburão” aprovaram regime urgência para a matéria. ... 

Leia mais

16 de abril de 2018
por Eugênio Aragão
Comentários desativados em Há 3 anos: Beto Richa era Dick Vigarista, segundo a APP-Sindicato

Há 3 anos: Beto Richa era Dick Vigarista, segundo a APP-Sindicato

Em 16 de abril de 2015 a APP-Sindicato radicalizou o discurso para mobilizar os professores e sensibilizar a sociedade. A entidade publicou materiais oficiais associando a imagem do então governador Beto Richa (PSDB) ao personagem Dick Vigarista, do desenho animado “Corrida Maluca” exibido nos anos 70. ... 

Leia mais

15 de abril de 2018
por Eugênio Aragão
Comentários desativados em Para lembrar: “bancada do camburão” aprova urgência para o confisco da previdência

Para lembrar: “bancada do camburão” aprova urgência para o confisco da previdência

Há três anos, em abril de 2015, o projeto do então governador Beto Richa do confisco da previdência dos servidores tramitava na Assembleia Legislativa do Paraná. Apesar da promessa de que o projeto seria amplamente discutido com os servidores, a bancada do governo aprovou o regime de urgência para a matéria. ... 

Leia mais

11 de abril de 2018
por Eugênio Aragão
1 Comentário

Para lembrar: Richa e deputados ‘do camburão’ são alvos de protestos no interior

O dia 11 de abril de 2015 foi um sábado. Mas nem por isso foi tranquilo no meio político do Paraná. Os professores e servidores aumentavam a pressão contra os deputados da “bancada do camburão” e o então governador Beto Richa (PSDB). Além disso, o deputado João Arruda (MDB) denunciava a corrupção no governo. ... 

Leia mais

10 de abril de 2018
por Eugênio Aragão
2 Comentários

Lembrando 2015: Cresce a pressão dos professores contra o governo Richa

No dia 10 de abril de 2015, a APP-Sindicato protocolava um pedido de retomada das negociações com o governo do Estado. À noite, professores protestaram contra Beto Richa (PSDB) na inauguração do Teatro de Cascavel, mas foram recebidos pela tropa de choque da Polícia Militar. ... 

Leia mais

25 de outubro de 2016
por Esmael Morais
36 Comentários

Educadores em greve planejam magamanifestação contra Beto Richa no Paraná

greve_educacao_richaO conselho estadual da APP-Sindicato se reúne nesta terça (25), a partir das 14 horas, em Curitiba, para avaliar o oitavo dia da greve dos trabalhadores na educação básica e planejar ações massivas, dentre as quais uma marcha contra o governador Beto Richa (PSDB). Leia mais

9 de fevereiro de 2016
por Esmael Morais
2 Comentários

Há um ano iniciava greve histórica de 43 dias na educação do Paraná

O Paraná não é mais o mesmo desde 9 de fevereiro de 2015, ou seja, há exato um ano, desde que fora deflagrada a greve dos educadores. Eles buscavam – e ainda buscam – dignidade, respeito, manutenção da ParanáPrevidência e dos quinquênios, auxílio-transporte, cumprimento de acordos de reajustes, enfim, propunham a justa bandeira “nenhum direito a menos”.

Pois bem, o Paraná não é mais o mesmo desde então porque o governador Beto Richa (PSDB) também já não é o mesmo. Antes, o tucano ostentava popularidade na casa dos 70%. Hoje, segundo o instituto Paraná Pesquisas, ele tem a pior avaliação do país com quase 80% de reprovação.

Além disso, o governador do PSDB corre o risco de ir para a cadeia ainda durante seu mandato, de acordo com reportagem da revista Veja – que é alinhada ao tucanato nacional – em virtude de corrupção na Receita Estadual e na educação (Operações Publicano e Quadro Negro, respectivamente).

Fevereiro é um mês especial para os educadores paranaense porque lembra o início de todo o movimento paredista que culminou com o desmonte da farsa chamada Beto Richa.

Também é importante recordar a data 10 de fevereiro, que marcou a ocupação da Assembleia Legislativa do Paraná. O momento é igualmente histórico porque resultou no fim do da comissão geral (tratoraço) naquela Casa e na suspensão do pacotaço tucano que punha fim a conquistas do magistério e de servidores públicos. (Aqui faço um parêntese para recordar o patético e hilário camburão que transportou os deputados governistas. Como esquecê-los?).

Professores e funcionários das 2,1 mil escolas do estado podem não ter conseguido vitórias econômicas expressivas com a greve de 2015, mas, na opinião do Blog do Esmael, eles obtiveram êxito na batalha das batalhas, a da comunicação, ou seja, politicamente conseguiram um feito que nenhum movimento antes conseguiu.

A histórica greve da educação foi transmitida ao vivo pelo Blog do Esmael em parceria com a TV 15, do início ao fim, desde a assembleia que a deflagrou em 7 de fevereiro até a que a encerrou em 9 de junho de 2015. Foram 43 dias de greve que mudaram a política do Paraná.

Em relação ao Leia mais

14 de agosto de 2015
por Esmael Morais
25 Comentários

Educadores podem deflagrar nova greve contra Richa no próximo dia 29

Com atos em memória aos quatro meses do massacre dos professores de 29 de abril e aos 27 anos do massacre dos professores de 30 de agosto, a próxima assembleia da APP Sindicato, marcada para o dia 29 de agosto, deve reunir cinco mil pessoas, entre professores e servidores da educação, além de pais e estudantes, entidades sindicais e estudantis do estado. Entre as pautas trazidas pelos professores e que devem ser discutidas no dia, está o indicativo de greve pelo descumprimento de acordos firmados entre a categoria e o governo, no final do segundo semestre para assegurar o encerramento da greve da educação.

A manifestação terá início às 8h, na Praça Santos Andrade, e seguirá para a Praça 19 de Dezembro. A expectativa é que cinco mil educadores compareçam ao evento.

“Não será uma simples assembleia, mas um ato de luto e luta por duas datas marcantes não só na nossa história como professores, como também na história do estado do Paraná”, disse o presidente da APP Sindicato, Hermes Leão.

Leão reforçou que junto com as ações em memória a truculência e a violência contra os professores e servidores da rede estadual de ensino, a assembleia definirá uma jornada de trabalhos de luta e protesto em manifestação aos atos e medidas adotadas pelo governo do estado contra a educação pública no Paraná.

“É um governo que já vinha em descrédito com a categoria e que, mesmo com tudo o que aconteceu, segue prejudicando professores, alunos, a educação do estado em nome de um “ajuste de contas” como gostam de chamar. O problema é que ninguém vê nem sabe para onde vai o dinheiro, o discurso é sempre de que não tem, e o povo, o estado paga essa conta”, avaliou o presidente da APP.

Hermes também falou ao Blog do Esmael sobre o descumprimento de acordos estabelecidos para o fim da greve da educação, em junho deste ano, e disse que a APP já toma medidas legais para coibir a “quebra de palavra” do governador.

“No caso do Programa de Desenvolvimento da Educação, o PDE, nós já entramos com uma liminar na justiça para assegurar não apenas o direitos dos inscritos e que aguardam para ingressar no mestrado, mas também a garantia de que a lei do PDE seja cumprida”, disse o líder sindical.

Indicativo de greve

Entre os professores a insatisfação é generalizada, principalmente após o anúncio do governo do estado de que cancelaria as turmas do Programa de Desenvolvimento da Educação, o PDE, de 2015.

“Fica o sentimento, a impressão de que não teremos mais direitos e benefícios até o fim deste mandato, deste governo. Isso desmotiva o profissional, nos causa medo e de certa forma, esse sentimento nunca é saudável para um professor, pois em sala de aula precisamos estar bem para passarmos coisas boas”, comentou ao Blog do Esmael,  professora de educação especial Claudia Cunha, do município de Barra do Jacaré, no norte do estado.

Para Claudia, a retomada da greve deve ser colocada em discussão na assembleia do dia 29. “Eu não teria nem retomado às aulas, afinal as promessas feitas no acordo eram vergonhosas”, disparou. A professora colocou em xeque outro acordo, esse com prazo para ser cumprido em outubro. “ O que vai acontecer quando chegar a hora de pagar os 3,45% da parcela do nosso reajuste em outubro?”, questionou.

Outra professora que estará presente na assembleia do dia 29 é Vera Pr Leia mais

19 de julho de 2015
por Esmael Morais
17 Comentários

Requião compara Cunha a Beto Richa: “Cara dum, focinho doutro”

Cunha_Richa_RequiaoO senador Roberto Requião (PMDB), pelo Twitter, espezinhou o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), a quem comparou ao governador do Paraná Beto Richa (PSDB). ... 

Leia mais