15 de Maio de 2018
por esmael
Comente agora

Francischini garante que “virou” em cima de Richa

Pré-candidato ao Senado, Fernando Francischini (PSL), garante que tracking eleitoral desta terça (15) mostra ele “virando” sobre seu ex-chefe, o ex-governador Beto Richa (PSDB). Leia mais

14 de Maio de 2018
por editor
Comente agora

Vigília Lula Livre denuncia provocações e ameaças do MBL

A Vigília Lula Livre publicou uma nota neste domingo (13) denunciando as agressões promovidas por um grupo liderado pelo assessor do deputado Fernando Francischini (PSL), Eder Borges, líder do MBL. Segundo a nota, o grupo de Eder teria invadido a área reservada para a Vigília Lula Livre, feito provocações diretas, lançado fogos de artifício, além de ameaças com uso de facas. Leia mais

9 de Maio de 2018
por esmael
Comente agora

Bolsonaro recepcionado com protesto de professores no Paraná

Partindo da premissa de que quem apanha nunca esquece, professores prometem “recepcionar” os deputados Jair Bolsonaro (PSL-RJ) e Fernando Francischini (PSL-PR), nesta quinta (10), em Paranavaí, Noroeste do Paraná. Leia mais

21 de Abril de 2018
por editor
Comentários desativados em Relembre: Os bastidores do confisco da previdência e do massacre de 29 de abril

Relembre: Os bastidores do confisco da previdência e do massacre de 29 de abril

Há 3 anos, em 2015, o feriado de Tiradentes (21/04) caía numa terça-feira. O então governador Beto Richa (PSDB) partia para o tudo ou nada contra os servidores do Estado. O objetivo era confiscar o fundo de previdência e fazer caixa para o governo. O então secretário de Segurança, Fernando Francischini (PSL), já preparava o aparato policial para o dia da votação na Assembleia. Relembre. Leia mais

12 de Abril de 2018
por Eugênio Aragão
4 Comentários

Relembre: A “bancada do camburão” na ALEP

O dia 12 de abril de 2015 foi um domingo tranquilo. Era dia de comemorar os dois meses da primeira vitória dos servidores na Assembleia Legislativa do Estado do Paraná. Foi em 12 de fevereiro que os deputados governistas entraram no camburão para passar pelos servidores e tentar fazer uma sessão secreta na ALEP. Leia mais

31 de Março de 2018
por Eugênio Aragão
Comentários desativados em Assessor da Secretaria de Segurança do Paraná também trabalha para Bolsonaro

Assessor da Secretaria de Segurança do Paraná também trabalha para Bolsonaro

O jornalista Karlos Eduardo Antunes Kohlbach, assessor de imprensa da Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária do Paraná (SESP-PR), também trabalha como assessor de imprensa do comitê de Jair Bolsonaro (PSL) em Curitiba. Pensando bem, não há muita diferença entre o governo de Beto Richa (PSDB) e as ideias defendidas pelo deputado. Leia mais

29 de Março de 2018
por Eugênio Aragão
Comentários desativados em ‘Faria tudo novamente’, diz Francischini sobre o massacre de 29 de abril

‘Faria tudo novamente’, diz Francischini sobre o massacre de 29 de abril

O deputado Fernando Francischini (PSL-PR) lembrou com saudades do tempo que foi secretário da Segurança Pública do Paraná. Em conjunto com Beto Richa (PSDB), Francischini é apontado por educadores como responsável pelo massacre do dia 29 de abril de 2015, em Curitiba. Naquele triste episódio, a Polícia Militar atacou de maneira covarde dezenas de milhares de professores e servidores que protestavam contra o confisco do seu fundo de previdência. Além de não se arrepender do massacre, ele diz que faria tudo novamente. Leia mais

25 de Março de 2018
por esmael
Comentários desativados em Bolsonaro alvo de protesto no Paraná

Bolsonaro alvo de protesto no Paraná

Os deputados Jair Bolsonaro (PSL-RJ) e Fernando Francischini (PSL-PR) serão recebidos com protesto nesta quarta (28), no município de Ponta Grossa (PR), a 110 km de Curitiba. Incentivadores de manifestações violentas contra o ex-presidente Lula, eles experimentarão do ‘mesmo veneno’ na vista à região dos Campos Gerais. Leia mais

22 de Março de 2018
por esmael
Comentários desativados em Bolsonaro dia 28 em Curitiba, mesmo dia que Lula

Bolsonaro dia 28 em Curitiba, mesmo dia que Lula

O deputado Jair Bolsonaro (PSL-RJ) desembarcará em Curitiba na próxima quarta-feira, dia 28, mesmo dia que a caravana do ex-presidente Lula chegará à capital paranaense. O anúncio foi feito em vídeo (assista abaixo) pelo secretário-geral nacional do PSL e coordenador da campanha do ex-capitão do Exército, deputado Fernando Francischini (PSL-PR). Leia mais

18 de Fevereiro de 2018
por esmael
1 Comentário

Bolsonaro lidera no Paraná

A lava jato criou seus ídolos e monstros na “República Paraná”, pois, segundo sondagens na praça, o deputado Jair Bolsonaro (PSL-RJ) lidera a corrida presidencial no estado. Leia mais

30 de novembro de 2017
por esmael
17 Comentários

Raquel Dodge ‘engaveta’ denúncia contra Beto Richa sobre massacre de professores no PR

A procuradora-geral da República, Rachel Dodge, vai ganhando jeitão de engavetadora-geral da República, a exemplo de seu predecessor Geraldo Brindeiro. Ela decidiu pelo “arquivamento dos autos” nos quais eram alvos o ex-secretário de Segurança Pública e deputado Fernando Francischini (SD) e o governador do Paraná Beto Richa (PSDB) pelo famigerado massacre de professores ocorrido em 29 de abril de 2015, em Curitiba.

3 de setembro de 2016
por esmael
11 Comentários

Delegados ‘abrem fogo’ contra secretário de Beto Richa na Segurança Pública do Paraná

richa_policia_criseA Associação dos Delegados do Paraná (Adepol) ‘abriu fogo’ esta semana contra o secretário de Estado da Segurança, Wagner Mesquita, indicado para o cargo pelo antecessor Fernando Francischini (SD), em mais uma crise na área da segurança. Em documento, os policiais pedem a cabeça do titular da pasta (leia abaixo).

12 de Abril de 2016
por esmael
27 Comentários

DataEsmael divulga novo placar do impeachment: 326 contra, 171 a favor

Após placar de ontem (11) com sabor de derrota na comissão do golpe, agora a oposição caminha para a derradeira e fragorosa derrota no plenário da Câmara no próximo domingo (17).

Levantamento do DataEsmael*, concluído ao meio dia desta terça-feira (12), aponta que o governo tem na ponta do lápis 326 votos contra o impeachment ante 171 dos golpistas. Os indecisos somam 16.

Na sondagem anterior, na última sexta-feira (8), o DataEsmael havia contabilizado 321 deputados contra o golpe e os mesmos 171 a favor.

Cabe ao plenário da Câmara a tarefa de autorizar ou rejeitar a abertura, pelo Senado, do processo de impeachment da presidente da República; são necessários 342 votos dos parlamentares — ou dois terços de 513 — um quórum matematicamente impossível para oposição alcançar.

O aumento de apoios do Palácio do Planalto tem a ver com os seguintes fatores: 1- derrota moral na comissão do impeachment, onde os oposicionistas ficaram aquém do esperado (apenas 58% dos votos); 2- mobilização da base social contra o golpe; 3- pesquisa que põe Lula à frente na corrida presidencial de 2018, o que dá mais perspectiva de poder ao PT.

A virada do governo foi expressa ontem no voto do deputado Aliel Machado (Rede-PR), único representante do partido de Marina Silva na comissão.

O parlamentar pontagrossense se livrou do assédio “coxinha” ao se posicionar a favor da democracia e contra o golpe de Estado em curso. Igual a ele, no próximo domingo, data da votação do impeachment, deverá surgir dezenas de “Aliels” se libertando do “carimbo” golpista.

Entretanto, há aqueles deputados, como Fernando Francischini (SD-PR), que se orgulham de serem chamados de “golpistas” se o objetivo for derrubar Dilma Rousseff.

Portanto, a tendência é que o placar contra o golpe se amplie no plenário da Câmara. É aguardar e conferir.

*DataEsmael é instituto de pesquisa criado e patrocinado pelo Blog do Esmael, que nunca errou uma sondagem dentro da margem de erro.

8 de Março de 2016
por esmael
25 Comentários

Em tempos de Lava Jato, delator revela propina na reeleição de Richa

A campanha de reeleição do governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), teria recebido “pixulecos” oriundos de propina da Receita Estadual. A denúncia é ex-auditor fiscal Luiz Antônio de Souza que ontem (7), em delação no Fórum de Londrina, disse que o tucano recebeu R$ 1,5 milhão.

Souza está preso desde janeiro de 2015, depois de denunciado por pedofilia. Ele fez um acordo de delação premiada com promotores do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), braço policial do Ministério Público do Paraná (MP), que conduzem a Operação Publicano.

Segundo depoimento do delator, os delegados regionais da Receita Estadual eram indicações políticas dos deputados federais Fernando Francischini (SD) e Luiz Carlos Hauly (PSDB). Também tinha força para emplacar nomes o primo de Richa, o lobista Luiz Abi Antoun, apontado pelo MP como “chefe da quadrilha” que atuava dentro do governo do estado.

Além de entregar o esquema para irrigar a campanha de Beto Richa, o ex-auditor Luiz Antônio nominou o deputado estadual Tiago Amaral (PSB), filho do conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE), como beneficiário de R$ 200 mil coletados em propinas na Receita Estadual.

Com informações dos blogs Baixo Clero e Paçoca com Cebola, de Londrina.

8 de Março de 2016
por esmael
11 Comentários

Discurso golpista de Paulinho faz Força Sindical desmilinguir no ranking nacional das centrais

O discurso golpista do deputado federal Paulinho da Força (SD), pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff, vem afundando a representatividade da central Força Sindical. A entidade caiu para o 3º lugar no ranking nacional.

De acordo com levantamento do Ministério do Trabalho e Previdência Social, a União Geral dos Trabalhadores (UGT) agora ocupa a segunda posição (11,38%) em número de trabalhadores filiados na base (1.458.320).

A Central Única dos Trabalhadores (CUT) continua a liderar o ranking representando 3.904.817 trabalhadores, ou 30,7% total dos filiados.

A Força desmilinguiu devido à posição raivosa de Paulinho contra o PT e o governo de Dilma. Houve desfiliação de vários sindicatos importantes, que migraram principalmente para a UGT e para a CTB (Central dos Trabalhadores do Brasil).

A representatividade da Força caiu para 1.279.477 trabalhadores na base (9,98%), ou seja, 1,4% a menos que a UGT de Ricardo Patah.

No Paraná, apesar de parte de dirigentes da Força terem posição diferente do comando nacional, o grande entrave é a ligação entre o deputado federal Fernando Francischini (Batman), que também ocupa a vice-presidência nacional da central, ao deputado Paulinho.

“Não podemos ficar numa central sindical que quer dar o golpe na democracia e acabar com os direitos da classe trabalhadora”, confidenciou ao Blog do Esmael um sindicalista sob a condição de anonimato.

29 de dezembro de 2015
por esmael
16 Comentários

Garganta Profunda de Londrina: Francischini, o Batman, vai amarelar?

por Garganta Profunda de Londrina

As declarações do deputado Fernando Francischini, o Batman, ameaçando contar a verdade sobre as ordens que recebeu no Massacre de 29 de abril causaram azia e má digestão da ceia de Natal na família Richa.

Ao tomar conhecimento das ameaças feitas e também das duras críticas feitas por Francischini ao todo-poderoso Mauro Ricardo, o governador teria sentenciado que “são de dar ânsia em porco”.

O Palácio então telefonou para um empreiteiro amigo que faz a ponte com Francischini para dizer que, desse jeito, o atual secretario Wagner Mesquita, indicado para a função por Francischini entra na marca do pênalti.

Para substituir Mesquita, o governador mandou levantar do banco e ir para o aquecimento o chefe da Casa Militar, Adilson Casitas, ligadissimo ao megaempresario da educação privada Wilson Matos, dono do complexo CESUMAR, de Maringá.

Com essa jogada, Beto Richa “trava” a SESP, mantendo-a sob seu comando, pois imagina que Cida Borghetti não terá coragem de demitir Casitas, em 2018.

Se o coronel da reserva Casitas não topar a SESP, o Palácio já tem um plano B, o atual diretor-geral da secretaria, o delegado Francisco Batista Costa.

Richa também gosta desta solução, pois tem amizade com o irmão do delegado Costa, o médico homeopata Luis Antônio Batista Costa.

Porém, alguns próximos do governador tentam contemporizar a situação, achando que Francischini, o Batman, vai “amarelar” em fevereiro e não vai dizer nada que comprometa o carniceiro do Centro Cívico no processo judicial do Massacre de 29 de abril.

Será que o Batman vai afinar, trocando a capa negra-morcego por uma amarelinha-ovo?

10 de novembro de 2015
por esmael
24 Comentários

Quiproquó na CCJ da Alep, que cassa título cidadão honrário de José Dirceu

fellipe_dirceu_periclesO k-suco ferveu no início da tarde desta terça-feira (10) na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep).

A indigitada comissão cassou o título de cidadão honorário concedido ao ex-ministro José Dirceu, quando ainda todos lhe puxavam o saco por volta de 2003.

A autoria do projeto é do deputado Francischini Kid (SD), filho do deputado federal e ex-secretário Fernando Francischini (SD).

7 de novembro de 2015
por esmael
20 Comentários

Depois de pedir apoio ao Japão, Batman protocola novo pedido de impeachment de Dilma

O deputado federal Fernando Francischini (SD-PR), conhecido no Paraná como Batman, depois de pedir apoio do príncipe japonês Akishino, anunciou o protocolo de novo pedido de impeachment da presidenta Dilma Rousseff (PT).

Segundo o deputado-morcego, ele “cansou” dos próprios parlamentares coxinhas e por isso fez o novo pedido para chamar de seu.

“Cansei. Protocolei meu próprio pedido de ‪impeachment‬ da Dilma! Vou fazer um levante por uma forma independente de oposição e espero ter vocês ao meu lado”, justificou Batman.

Batman ou Francischini, não se sabe qual nome utilizará, vai disputar a Prefeitura de Curitiba em 2016. Além do PT, ele tem como alvo preferencial o prefeito Gustavo Fruet (PDT).

8 de setembro de 2015
por esmael
23 Comentários

Acusado de quadrilheiro e defensor do golpe, Paulinho da Força vira réu no STF. Cadê Francischini, o Batman?

do Brasil 247
O deputado federal Paulo Pereira da Silva (SP), fundador e presidente do partido Solidariedade, se tornou réu por ação penal aberta nesta terça-feira 8 pelo Supremo Tribunal Federal (STF). O parlamentar responderá por formação de quadrilha, lavagem de dinheiro e crime contra o sistema financeiro nacional.

Paulinho da Força, como é conhecido por sua ligação com a Força Sindical, foi denunciado por envolvimento na Operação Santa Tereza, da Polícia Federal, que investigou desvios de recursos do BNDES. O Supremo decidiu aceitar a denúncia contra o parlamentar, apresentada pelo Ministério Público Federal, que acredita que ele se beneficiou do esquema.

O deputado já é julgado pelo Supremo por falsificação de documento particular, falsidade ideológica e estelionato, em um caso que pode resultar, caso haja condenação, em uma pena de até 15 anos de prisão. Nesse episódio, o deputado e outras 11 pessoas são acusadas de superfaturar em 77% a compra de uma fazenda para implementação de um projeto de reforma agrária.

O deputado vem sendo uma das principais vozes a favor do golpe contra a presidente Dilma Rousseff, inclusive participando de protestos contra o governo e o PT e em defesa do impeachment. Paulinho já chegou a dizer que Dilma deveria estar na prisão. Nesta segunda-feira 7, Dia da Independência, o Solidariedade pediu a renúncia de Dilma pelo Facebook.