Reforma da Previdência e o superávit nos fundos de aposentadoria, por Requião Filho

Por Requião Filho* Ao invés de comemorar com o servidor, Governo vai pular fora da contribuição. Mais uma armadilha começa a tomar forma na teia que envolve a previdência dos servidores públicos paranaenses. Depois de um aumento na contribuição previdenciária de 11% para 14% que esfolou o bolso do funcionalismo em 2019, agora os patrões … Read more

Requião condena o confisco da poupança previdenciária dos brasileiros

Roberto Requião (MDB-PR) foi ao Twitter, neste sábado (6), para mais uma vez condenar o confisco da poupança previdenciária dos brasileiros pretendido por Jair Bolsonaro (PSL). “Capitalização na Previdência é o mesmo que o Governo dizer: Se vira, malandro! Cada um que cuide de si! Ou seja, omissão frente aos cidadãos e privatização do Estado”, … Read more

Relembre: Clima pesado na véspera do massacre de 29 de abril

No dia 28 de abril de 2015 o clima já estava mais que pesado no Centro Cívico. O entorno da Assembleia Legislativa do Paraná era uma praça de guerra e os servidores estaduais eram tratados como bandidos perigosos. O então governador Beto Richa (PSDB) mandava fechar ruas sem sequer comunicar ao então prefeito Gustavo Fruet … Read more

Professores farão ato para marcar os 3 anos do massacre de 29 de abril

Professores da rede pública estadual de ensino farão um Ato Público no domingo (29) para marcar a passagem de 3 anos do massacre de 29 de abril. A manifestação está sendo convocada pelo Núcleo Curitiba Norte da APP-Sindicado e será no grande ponto de encontro de Curitiba aos domingos, que é a Feirinha do Largo … Read more

Há 3 anos: Richa transformou o Centro Cívico numa praça de guerra

Dia 27 de abril de 2015 foi uma segunda-feira. As ditaduras e regimes de exceção mandavam lembranças. O Centro Cívico de Curitiba havia se tornado uma tenebrosa praça de guerra. Tudo para aprovar sem debate o confisco do fundo de previdência dos servidores públicos do Paraná. Relembre. O então governador Beto Richa (PSDB) proibiu até … Read more

Relembre: Os bastidores do confisco da previdência e do massacre de 29 de abril

Há 3 anos, em 2015, o feriado de Tiradentes (21/04) caía numa terça-feira. O então governador Beto Richa (PSDB) partia para o tudo ou nada contra os servidores do Estado. O objetivo era confiscar o fundo de previdência e fazer caixa para o governo. O então secretário de Segurança, Fernando Francischini (PSL), já preparava o … Read more

Há 3 anos, Gleisi denunciava o confisco da previdência dos servidores por Richa

No dia 20 de abril de 2015, uma segunda-feira no meio do feriadão de Tiradentes, a Senadora Gleisi Hoffmann (PT) publicava um artigo em sua coluna semanal aqui no Blog do Esmael sobre a tentativa de confisco da previdência dos servidores. O então governador Beto Richa (PSDB) atropelou o debate democrático com o regime de … Read more

Relembre: Confisco da previdência comprometeu o futuro do Paraná

Há 3 anos, em abril de 2015, o então governador Beto Richa (PSDB) apostava todas as suas cartas no confisco da previdência dos servidores para engordar o caixa do governo. Seria melhor ter recuado. O debate sobre a poupança previdenciária dos servidores ganhou as ruas e a população ficou do lado dos servidores. Para resumir … Read more

Para lembrar: “bancada do camburão” aprova urgência para o confisco da previdência

Há três anos, em abril de 2015, o projeto do então governador Beto Richa do confisco da previdência dos servidores tramitava na Assembleia Legislativa do Paraná. Apesar da promessa de que o projeto seria amplamente discutido com os servidores, a bancada do governo aprovou o regime de urgência para a matéria. Os professores da rede … Read more

Relembre: Universidades param contra o confisco da previdência

Há 3 anos, os professores de cinco Universidades Estaduais do Paraná decidiram fazer um dia de paralisação. Os docentes da UEL, UEPG, UNICENTRO, UNESPAR e UENP pararam em protesto contra a nova tentativa do então governador Beto Richa (PSDB) de confiscar a previdência dos servidores estaduais. Relembre. Enquanto isso, o líder do governo tucano na … Read more

Para lembrar: Richa e deputados ‘do camburão’ são alvos de protestos no interior

O dia 11 de abril de 2015 foi um sábado. Mas nem por isso foi tranquilo no meio político do Paraná. Os professores e servidores aumentavam a pressão contra os deputados da “bancada do camburão” e o então governador Beto Richa (PSDB). Além disso, o deputado João Arruda (MDB) denunciava a corrupção no governo. Richa … Read more

Lembrando 2015: Cresce a pressão dos professores contra o governo Richa

No dia 10 de abril de 2015, a APP-Sindicato protocolava um pedido de retomada das negociações com o governo do Estado. À noite, professores protestaram contra Beto Richa (PSDB) na inauguração do Teatro de Cascavel, mas foram recebidos pela tropa de choque da Polícia Militar. Uma assembleia geral da categoria seria realizada no dia 25 de … Read more

Abril de 2018. Três anos do covarde massacre dos professores no Paraná

Era uma quarta-feira, 29 de abril de 2015. O Centro Cívico de Curitiba fervilhava. Mais de 50 mil servidores públicos estaduais, a maioria professores, lutavam contra o confisco da poupança previdenciária pelo governador Beto Richa (PSDB). Tensão na Praça Nossa Senhora da Salete. Tensão na Assembleia Legislativa do Paraná. Bummmm! Bummm! Bummm!Comemoração com gritos de … Read more

O Paraná não pode esquecer

O deputado Enio Verri (PT-PR) afirma que o governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), não deve ser esquecido pelos paranaenses como “o maior inimigo do seu estado” em virtude do mal que fez à educação pública. O Paraná não pode esquecer Enio Verri* A bem do desenvolvimento educacional, científico e tecnológico do Paraná, é bom … Read more

Beto Richa fez rombo de R$ 5,147 bilhões na ParanáPrevidência, diz estudo do Tesouro Nacional

O governador Beto Richa (PSDB) “está com tudo e não está prosa” quando o assunto é arrombar as contas públicas e desgraçar a poupança previdenciária dos servidores estaduais do Paraná.

Read more

A pauta é: PREVIDÊNCIA

O deputado Requião Filho (PMDB) afirma em sua coluna de hoje (2) que as previsões feitas pela oposição ao governo Beto Richa (PSDB), há dois anos, em meio a greve dos professores e no dia 29 de abril, se comprovam com a descapitalização da ParanáPrevidência. “O Fundo, até então com dinheiro em caixa, alterou as suas previsões e demonstra projeção de insolvência”, alerta o colunista.

Read more

Estudantes desocupam escolas, mas mantêm ocupação na Secretaria da Educação em Curitiba

nre_estudantes_curitibaO governador Beto Richa (PSDB) ameaça usar a violência para reintegrar o Núcleo Regional de Educação de Curitiba, órgão vinculado à Secretaria de Estado da Educação (SEED). A ocupação do prédio ocorreu na manhã de ontem (31), após o tucano autorizar a PM retirar os estudantes de 23 escolas ocupadas.

Read more

Coluna do Luiz Cláudio Romanelli: O tempo é o senhor da razão

tempo
Em sua coluna desta segunda-feira, o deputado estadual Luiz Claudio Romanelli (PMDB) fala da situação econômica do estado do Paraná. Ele cita a prestação de contas realizada na semana passada pelo secretário da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, na Assembleia Legislativa, referente ao 3° quadrimestre de 2015. Segundo Romanelli, o governo acertou em promover o ajuste fiscal, mesmo com o alto custo político da ação, e agora o Paraná estaria colhendo os frutos. Segundo o deputado, o Paraná talvez seja o único estado da federação com capacidade de investimento e realização de obras nos municípios. Leia, ouça, comente e compartilhe.

Read more

Governo Richa tenta apagar da história massacre de 29 de abril

Nas redes sociais, "Tenda Digital" apresentou soldado manchado com tinta guache como sendo vítima de agressão de professoras; enquanto isso, na vida real, educadores eram vítimas de cães e bombas autorizadas pelo governador Beto Richa (PSDB); Ministério Público isenta policiais de culpa no massacre de 29 de abril; tentativa do tucano é apagar a história recente negando, inclusive, o confisco da poupança previdenciária dos servidores públicos do Paraná.
Nas redes sociais, “Tenda Digital” apresentou soldado manchado com tinta guache como sendo vítima de agressão de professoras; enquanto isso, na vida real, educadores eram vítimas de cães e bombas autorizadas pelo governador Beto Richa (PSDB); Ministério Público isenta policiais de culpa no massacre de 29 de abril; tentativa do tucano é apagar a história recente negando, inclusive, o confisco da poupança previdenciária dos servidores públicos do Paraná.
O governo de Beto Richa (PSDB) busca maneiras de apagar da história a existência do massacre de 29 de abril, quando 213 pessoas ficaram feridas em virtude da ação violência da Polícia Militar (PM), que reprimiu manifestantes contrários ao confisco de R$ 8 bilhões da poupança previdenciária dos servidores públicos do estado do Paraná.

Um dos primeiros passos do tucano foi conseguir absolvição da atuação PM no Centro Cívico, cuja vitória se expressa no parecer do promotor Misael Duarte Pimenta, da Vara da Auditoria da Justiça Militar Estadual, que considerou “exitosa” a aplicação de bombas, cães, spray de pimenta, tiros de balas de borracha, enfim, conteve “facções radicais” no protesto de educadores e funcionários públicos.

Read more

Governo Beto Richa jura que não está privatizando a Previdência. Então, que diabo é isso?

Incrédulo presidente da ParanáPrevidência, Rafael Iatauro, em nota, disse que inexistiu confisco da poupança previdenciária; ora, então por que 213 professores e servidores públicos foram massacrados em 29 de abril por ordem do governador Beto Richa (PSDB)?; educadores fizeram neste sábado (13), em Ponta Grossa, a primeira manifestação contra a Previdência Complementar Privada; em março, magistério deflagra nova greve contra a privatização e pela melhoria do ensino público.
Incrédulo presidente da ParanáPrevidência, Rafael Iatauro, em nota, disse que inexistiu confisco da poupança previdenciária; ora, então por que 213 professores e servidores públicos foram massacrados em 29 de abril por ordem do governador Beto Richa (PSDB)?; educadores fizeram neste sábado (13), em Ponta Grossa, a primeira manifestação contra a Previdência Complementar Privada; em março, magistério deflagra nova greve contra a privatização e pela melhoria do ensino público.
O diretor-presidente da ParanáPrevidência, Rafael Iatauro, em nome do governo Beto Richa (PSDB), enviou nota de esclarecimento ao Blog do Esmael negando que houve confisco da poupança previdenciária dos servidores públicos.

O abnegado diretor-presidente tal qual aquele que descrê que o homem foi à Lua ou aquele fanático que se recusava acreditar na derrota do Japão na 2ª Guerra Mundial, por consequência e analogia, nega que houve o massacre de 29 de abril, quando 213 pessoas ficaram feridas no Centro Cívico.

Se não houve confisco, como advoga o governo Richa, então, por que educadores e servidores públicos foram alvos de bombas, tiros de balas de borracha, cães, spray de pimenta, enfim, da violência toda empregada pela PM?

Na nota, Iatauro defende a Previdência Complementar Privada, mas, ao mesmo tempo, também nega que haja privatização do sistema.

Ora, se o que o governo tucano pleiteia é a Previdência Complementar não estatal é evidente que abrirá o setor para a exploração privada. Se será realizado um leilão para a venda dessa bilionária carteira, que nome dar a isso se não privatização?

O presidente da ParanáPrevidência faz jogo de palavras para confundir os mais desavisados, haja vista que o governo do estado utiliza parte da poupança previdenciária de R$ 8 bilhões para pagar folha de inativos. Como se sabe, o dinheiro deveria ser usado para aposentadorias e pensões futuras.

Até ferozes cães da PM sabem que Richa realizou diversos saques da poupança previdenciária para fazer caixa no governo e, consequentemente, apresentar superávit nas contas e pagar salários dos servidores da ativa.

O especialista em previdência, Renato Follador, no início do ano passado, havia decretado a morte da ParanáPrevidência em pouco tempo se esse modelo de Beto Richa fosse em frente. Agora se vê que a sanha privativista na área das aposentadorias e pensões segue adiante, apesar da negativa do governo.

Portanto, o Blog do Esmael reafirma o que registrou na sexta-feira (12): “Após confisco do fundo de aposentadoria, Beto Richa quer privatizar a previdência dos servidores”.

A seguir, leia a íntegra da nota de esclarecimento da ParanáPrevidência:

Read more

Em rota de colisão, Francischini abre fogo contra governo Richa

Ex-secretário da Segurança Pública do Paraná, deputado Fernando Francischini (SD), conhecido como Batman, neste sábado (26), abriu fogo contra o governo Beto Richa pelas redes sociais; ele criticou matéria no blog Gazeta do Povo que comparou o secretário de Fazenda, Mauro Ricardo Costa, a Jesus Cristo que foi ao “céu”; "No céu? Mas usando mais de 1 BILHÃO dos aposentados da ParanáPrevidência!", fuzilou Francischini, que adiantou ao Blog do Esmael que denunciará o governador Beto Richa como verdadeiro mandante do massacre de professores no dia 29 de abril.
Ex-secretário da Segurança Pública do Paraná, deputado Fernando Francischini (SD), conhecido como Batman, neste sábado (26), abriu fogo contra o governo Beto Richa pelas redes sociais; ele criticou matéria no blog Gazeta do Povo que comparou o secretário de Fazenda, Mauro Ricardo Costa, a Jesus Cristo que foi ao “céu”; “No céu? Mas usando mais de 1 BILHÃO dos aposentados da ParanáPrevidência!”, fuzilou Francischini, que adiantou ao Blog do Esmael que denunciará o governador Beto Richa como verdadeiro mandante do massacre de professores no dia 29 de abril.

O deputado federal Fernando Francischini (SD), pelas redes sociais, neste sábado (26), abriu fogo contra o governo Beto Richa (PSDB) de quem foi secretário da Segurança Pública entre fevereiro e maio deste ano.

Ao comentar matéria do blog Gazeta do Povo que elevou ao “céu” o secretário de Estado da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, o ex-secretário não economizou ironias.

“No céu? Mas usando mais de 1 BILHÃO dos aposentados da ParanáPrevidência!”, fustigou.

Read more

Coluna do João Arruda: Beto Richa, o governador que encolheu

richa
Em sua coluna nesta terça-feira, o deputado federal João Arruda (PMDB) fala do derretimento da popularidade do governador Beto Richa (PSDB). Segundo o Instituto Paraná Pesquisas, 71,2% dos paranaenses desaprovam o atual governo do Estado. Leia, ouça, comente e compartilhe.

Download áudio João Arruda

João Arruda*

O governador Beto Richa (PSDB) termina o ano reprovado por três em cada quatro paranaenses. É um índice previsível para quem fez fama como vendedor de ilusões. Ele sempre jogou para a torcida com o discurso do “novo”, de que “tudo vai melhorar”. Da prefeitura de Curitiba ao governo do Paraná, isso funcionou por algum tempo. Agora, não. Frustrado, o povo parou de cair nessa conversa.

Segundo o Instituto Paraná Pesquisas, 71,2% dos paranaenses desaprovam o atual governo. O marco da impopularidade de Beto Richa foi a batalha de 29 de abril, quando o governador mandou a Polícia Militar reprimir, com uso abusivo de violência, a manifestação dos professores contra mudanças na Paranaprevidência.

As imagens do massacre correram o mundo. Trabalhadores que pediam apenas a manutenção dos direitos foram enxotados do Centro Cívico com cassetetes, cães, gás lacrimogênio e balas de borracha. Ao mesmo tempo, das janelas do Palácio Iguaçu, um contraste bizarro: assessores do governador comemoravam a repressão da PM. Quanta insensatez!

Read more

Coluna do Enio Verri: Oposição ao governo Beto Richa tinha razão

oposicao
Em sua coluna semanal, o deputado federal Enio Verri (PT) fala do parecer do Ministério Público de Contas do Estado que recomenda a rejeição das contas do governo Beto Richa (PSDB) no ano de 2014. Enio relembra seu mandato como deputado estadual e todas as denúncias feitas pela oposição ao governador que acabaram por embasar o parecer do MPTC. Leia, comente e compartilhe.

Enio Verri*

A incompetência gerencial do governo Beto Richa (PSDB) foi tema de incontáveis denúncias da oposição na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), da qual fiz parte entre 2011 e 2014. As manobras ilegais e imorais, evidenciadas nos relatórios quadrimestrais de prestação de contas, foram motes de um sem-número de discursos e artigos assinados por parlamentares oposicionistas no período.

O não cumprimento dos investimentos mínimos exigido pela Constituição em saúde e ciência e tecnologia; os gastos excessivos com pessoal, desrespeitando o limite constitucional e ferindo a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e o descontrole na gestão orçamentária.

Estes e outros assuntos foram levados a público por mim e demais parlamentares, junto com a preocupação pelos rumos desastrosos que o Estado estava tomando.

Precisamente todas as denúncias que trouxemos à tona nos últimos anos fundamentam o parecer emitido pelo Ministério Público junto ao Tribunal de Contas (MPTC) na última semana, que recomenda a rejeição das contas do governador Beto Richa para o ano de 2014.

Read more

Não vai dar na Globo: Justiça aceita denúncia contra Beto Richa, o ‘Carniceiro do Centro Cívico’

estudante_pm_richaO governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), virou réu de uma ação de improbidade administrativa proposta pelo Ministério Público. Além dele, outros quatro agentes públicos são representados em virtude do massacre ocorrido no dia 29 de abril, em Curitiba, durante a jornada de professores e servidores públicos contra o confisco de R$ 8 bilhões da poupança previdenciária.

O Ministério Público pede o ressarcimento de R$ 5,9 milhões gastos na operação militar que resultou em 213 professores feridos no massacre do Centro Cívico.

Na época, o governo Beto Richa mobilizou 1.600 policiais militares — mais aparato do estado — para garantir a aprovação na Assembleia Legislativa do “pacote de maldades 2”.

Além do governador, o Ministério Público pede a condenação do ex-secretário da Segurança, deputado Fernando Francischini (SD), Nerino Brito (subcomandante da PM), coronel Arildo Dias (chefe da operação) e tenente-coronel Hudson Teixeira (Bope).

Read more

Por 34 votos a 16, Assembleia aprova novo ‘pacote de maldades’ de Richa

roma_tadeuO governador Beto Richa (PSDB) conseguiu aprovar nesta terça-feira (29) o ‘pacote de maldades 3’ na Assembleia Legislativa do Paraná. A sessão foi bastante confusa porque deu pane no painel eletrônico de votação.

Pelo placar de 34 votos a favor e contra 16, a “bancada do camburão” atropelou a diminuta oposição que conseguiu aprovar somente três emendas.

Read more

João Arruda recomenda a Richa: “Demita esse incompetente do secretário da Fazenda”

Até a manchete do agora governista jornal Gazeta do Povo, edição desta sexta-feira (18), aponta que as dívidas do governo do Paraná cresceram quase o dobro do aumento de arrecadação do Estado em 2015. Foram 16,5% a mais em arrecadação, contra 30% a mais de dívidas. Os números, além de péssimos para as perspectivas futuras … Read more

AGU emite parecer favorável à inconstitucionalidade do confisco da ParanáPrevidência

No massacre do Centro Cívico, em 29 de abril, durante votação do confisco na Assembleia Legislativa, 213 pessoas ficaram feridas devido à ação covarde e violenta da polícia; governador Beto Richa é o chefe da PM; agora, a Advocacia-Geral da União dá parecer pela inconstitucionalidade da Lei aprovada; e agora, como o tucano vai fazer se já está gastando o dinheiro por conta desse confisco?
No massacre do Centro Cívico, em 29 de abril, durante votação do confisco na Assembleia Legislativa, 213 pessoas ficaram feridas devido à ação covarde e violenta da polícia; governador Beto Richa é o chefe da PM; agora, a Advocacia-Geral da União dá parecer pela inconstitucionalidade da Lei aprovada; e agora, como o tucano vai fazer se já está gastando o dinheiro por conta desse confisco?
Entrou água no chope do governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), neste feriadão da Pátria, pois o Advogado-Geral da União (AGU), Luís Adams, emitiu parecer considerando inconstitucional o confisco da poupança previdenciária dos servidores públicos do Paraná (abaixo, leia a íntegra do documento).

De acordo com o parecer, o artigo 2°, inciso II e III, da Lei n° 18.469, aprovada pela Assembleia Legislativa do Paraná na fatídica sessão do dia 29 de abril, é inconstitucional porque fere o artigo 40 da Constituição Federal.

Segundo Adams, o confisco de recursos da ParanáPrevidência viola a Carta ao deixar vulnerável o direito fundamental à previdência social aos servidores públicos do Paraná.

O artigo em questão diz respeito à transferência de 35 mil servidores para o fundo previdenciário, desobrigando o Estado de bancar cerca de R$ 140 milhões por mês, valor esse que o governo Richa agora distribui no “Pacote de Maldades 3”.

A manifestação da AGU se deveu à uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIn), no Supremo Tribunal Federal (STF), cujo relator é o ministro Marco Aurélio Mello.

A ADIn foi perpetrada em junho pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) e assinada por 8 sindicatos de servidores estaduais: APP-Sindicato, Sindijus/PR, Sindiprol/Aduel, Sindisaude, Sinteemar, Sinteoeste, Sintestpo e Sindiseab.

“Esperamos que o ministro Marco Aurélio siga o parecer e determine o cancelamento imediato da ‘retirada’ dos recursos da ParanáPrevidência. Isso demonstra que a nossa luta não foi e não é em vão. O governo anuncia pacote de bondades esfolando o nosso couro com a retirada de direitos, cancelamento de licenças, de formação e de recursos da nossa previdência além de não conceder o reajuste da inflação durante 18 meses”, comemorou a APP-Sindicato.

Leia a íntegra do parecer da AGU pela inconstitucionalidade do confisco da poupança previdenciária dos servidores públicos do Paraná:

Read more

Richa requenta promessas não cumpridas no “Pacote de Maldades 3”

O Blog do Esmael identificou ao menos 13 itens requentados no “Pacote de Maldades 3” anunciado ontem (3) pelo governador Beto Richa (PSDB). Ao todo, o tucano divulgou 18 pontos para “reaquecer” a economia paranaense. Dentre as “bondades” repetidas pelo marketing do Palácio Iguaçu estão pagamento de dívidas atrasadas, programa nota fiscal paranaense, linhas de … Read more

“Pacote de Maldades 3” do governo Beto Richa prevê maracutaia de R$ 6 bilhões com recebíveis

Recentemente, estupefato, o site Livre.Jor anotou que o governo do Paraná criara uma nova empresa denominada Companhia Paranaense de Securitização (PRSEC). Dentre os sócios consta Mauro Ricardo Costa, secretário Estado da Fazenda, interventor nacional do PSDB nas finanças do estado, cujo currículo invejaria até Al Capone. Ironicamente, a lei 18.468 que criou a PRSEC foi … Read more

Ao vivo: Assembleia da APP; 4 meses do massacre dos professores

Transmissão ao vivo encerrada às 12h15.

O Blog do Esmael, em parceria com a TV 15, transmite ao vivo para o Brasil e o mundo, desde Curitiba, a assembleia geral da APP-Sindicato e em lembrança dos quatro meses do massacre ocorrido durante manifestação contra confisco da ParanáPrevidência, quando 213 pessoas ficaram feridas.

Quatro meses após, o “Carniceiro do Centro Cívico” continua a massacrar os educadores — agora moralmente — retirando conquistas e atacando a democracia na escola.

Richa planeja indicar os diretores nos 2,1 mil estabelecimentos de ensino. Ele encaminhou à Assembleia Legislativa um projeto fajuta e antidemocrático.

A escalada autoritária do governo do PSDB só será freada se houver mobilização à altura. A resposta começará a ser dada neste sábado, nas ruas, pela comunidade escolar paranaense.

Read more

Quer a ditadura de volta? Visite o Paraná de Beto Richa; assista ao vídeo

Nas últimas manifestações de 16 de agosto viu-se faixas e cartazes pedindo de volta a ditadura militar no país. Talvez os incautos protestantes e marchantes não sabiam o que estava reivindicando, mas, por isso, o Blog do Esmael vai dar uma forcinha lançando a campanha “Quer a ditadura de volta? Visite o Paraná de Beto … Read more