Somente 9% dos brasileiros conseguem pagar despesas de início de ano, diz pesquisa

Apenas 9% dos brasileiros dizem que têm condições de pagar as despesas sazonais do início do ano com o próprio rendimento, mostra levantamento feito pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil). LEIA TAMBÉM: OAB vai processar dono da Havan por postagem difamatória em rede social O … Read more

‘Os tolos da internet não leram e não gostaram da proposta de Richa’

romanelli_copel_sanepar_richaO deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB), líder do governo na Assembleia, em sua coluna desta segunda (29), nega que a intenção de Beto Richa (PSDB) seja privatizar estatais e novo trafiço. O colunista disseca seis mensagens do tucano. “Os que dizem o contrário é porque não leram e não gostaram. Ou vão na onda dos tolos da aldeia”, resume Romanelli. Abaixo, leia, ouça, comente e compartilhe a íntegra do texto.

Read more

Romanelli: Empoderamento dos municípios

romanelli_parana_sem_criseO deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB), líder do governo Beto Richa (PSDB) na Assembleia Legislativa, na coluna desta segunda (30), disseca a crise financeira que abate o país cuja repercussão se dará nas eleições de outubro, nas prefeituras, que, de acordo com ele, sofrem com a falta de repasses do governo federal. Entretanto, o colunista faz um parêntese para explicar que, ainda segundo ele, no Paraná tudo é diferente. “… os municípios do Paraná vivem uma situação diferenciada, para melhor, do que o restante do país. O apoio em investimentos e o aumento no repasse de tributos estaduais, como o ICMS e o IPVA, dão fôlego às prefeituras paranaenses”, assegura Romanelli. Leia, ouça, comente e compartilhe a íntegra do texto:

Read more

Coluna do Jorge Bernardi: “Ano da cabra”, violência e corrupção no governo Richa

cabra
Em sua coluna semanal, o vereador Jorge Bernardi (REDE) fala sobre os fatos negativos que marcaram 2015 no cenário político nacional e estadual. O que era para ser um ano tranquilo pelo horóscopo chnês, acabou marcado por tragédias como a de Mariana (MG) e pela violência do governador Beto Richa contra os professores estaduais no massacre de 29 de abril. Leia, ouça, comente e compartilhe.

Download áudio

Jorge Bernardi*

Pelo horóscopo chinês, o ano de 2015, deveria ser um período tranquilo já que é o “Ano da Cabra”. A cabra está associada a paz, aos relacionamentos afetivos, a harmonia, estética, beleza e as artes plásticas. Pelo calendário lunar chinês, este ano começou em 19 de fevereiro de 2015 e vai até 7 de fevereiro de 2016, quando inicia o “Ano do Macaco”.

Mas não foi um ano fácil para a humanidade. No panorama internacional, o Estado Islâmico disseminou o terrorismo na Europa e no mundo com atentados na França, como o massacre no jornal Charlie Hebdo, e da sexta-feira, 13 de novembro, com 130 mortos, além dos atos terroristas no oriente médio, na África, e derrubada do avião russo no Egito.

Nada tranquilo foi para o Brasil. O agravamento das investigações do Lava Jato, com prisões de empresários e políticos, a ascensão e o caos gerado pelo deputado Eduardo Cunha, e seus asseclas, na Câmara Federal. Uma crise sem precedentes assola a economia brasileira, pedido de impeachment da presidenta Dilma e a crise política que parece não ter fim.

Read more

Coluna do Jorge Bernardi: Sem projetos, o Paraná patina com Richa

projetos
Em sua coluna deste sábado, o vereador Jorge Bernardi (Rede) fala da falta de projetos no governo de Beto Richa (PSDB). Segundo o vereador, Richa não está preparado para exercer cargo de tamanha responsabilidade e complexidade. Ele arruinou as finanças do Estado, promoveu aumentos abusivos de impostos e tarifas públicas, tentou fechar escolas, enfim, não fez nada positivo para o Paraná. Leia, ouça, comente e compartilhe.

Download

Jorge Bernardi*

No início do segundo mandato à frente da Prefeitura de Curitiba, em 2009, Beto Richa (PSDB) introduziu, na administração municipal, um programa de gestão por metas, através do Contrato de Gestão, com os secretários municipais. O programa, lançado com grande alarde pelo hoje governador do Paraná, contou com a consultoria, a preço de ouro, da empresa Publix, a mesma que havia atendido Aécio Neves, em Minas Gerais.

Os primeiros resultados foram surpreendentes. Na primeira avaliação quatro meses depois, 82 % das 543 haviam sido cumpridas para o período. Mas as mais importantes, nas áreas de saúde e educação, deixaram a desejar.

O choque de gestão propalado pelo então prefeito, foi definhando e abandonado na gestão de seu sucessor Luciano Ducci. Passados mais de 8 anos, vê-se que tudo não passou de uma grande jogada de marketing, que fez Beto Richa, dois anos depois, tornar-se governador do Paraná.

Como governador do estado, Beto Richa demonstrou que não está preparado para exercer cargo de tamanha responsabilidade e complexidade. No primeiro mandato, arruinou as finanças do estado, mesmo com o aumento de mais de 50 % da arrecadação.

Read more

Por 34 votos a 16, Assembleia aprova novo ‘pacote de maldades’ de Richa

roma_tadeuO governador Beto Richa (PSDB) conseguiu aprovar nesta terça-feira (29) o ‘pacote de maldades 3’ na Assembleia Legislativa do Paraná. A sessão foi bastante confusa porque deu pane no painel eletrônico de votação.

Pelo placar de 34 votos a favor e contra 16, a “bancada do camburão” atropelou a diminuta oposição que conseguiu aprovar somente três emendas.

Read more

Coluna do Luiz Cláudio Romanelli: O Fundo, a pobreza e a política

politica
Em sua coluna semanal, o deputado estadual Luiz Cláudio Romanielli (PMDB) defende a criação do Fundo Estadual de Combate a Pobreza proposto pelo governo do Estado, em tramitação na Assembleia Legislativa do Paraná. Segundo Romanelli, a proposta de criação do Fundo está sendo alvo de muita ‘desinformação e picuinha política’. Leia, ouça, comente e compartilhe!

Download

Luiz Cláudio Romanelli*

“Tem gente sem esperança,
Mas não é o desalento que você imagina entre o pesadelo e o despertar”
Ulisses Tavares

Nesta semana, a Assembleia Legislativa deve aprovar o projeto de lei que trata da criação do Fundo de Combate à Pobreza – um poderoso instrumento de promoção da cidadania e de combate à desigualdade social nos municípios de menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), de regiões com forte desequilíbrio de desenvolvimento econômico e social e nos bolsões de pobreza nas grandes cidades. Atualmente, apenas oito estados não contam com um fundo específico para este fim, como dispõe o Artigo 82 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias (ADCT) da Constituição Federal.

É um projeto importante, porque legalmente cria vinculações com investimentos na área social e no combate à desigualdade. Serão, no mínimo, R$ 400 milhões anuais para programas estruturantes de combate à extrema pobreza, a promoção da inclusão social, na geração de renda e no atendimento a grupos que socialmente são vulneráveis, como por exemplo, habitação popular, e que passam a ter mais força como política pública definida em lei e com um fundo específico com recursos para cumprir seus objetivos.

Porém, mesmo com todos esses benefícios e avanços – os quais acredito que ninguém possa ser contra – , o fundo de combate à pobreza foi alvo, nos últimos dias, de muita desinformação e picuinha política. A principal falácia dizem, por exemplo, que haveria aumento de imposto. Uma pequenez lamentável.

Por isso, é bom esclarecer mais uma vez e quantas outras vezes forem necessárias – os recursos do fundo em questão virão do ICMS de produtos considerados supérfluos. A alíquota destes produtos será reduzida em dois pontos percentuais, e novamente majorada, voltando ao mesmo patamar anterior, o diferencial será diretamente destinado ao fundo.

Read more

Coluna do Requião Filho: Um pesadelo bizarro, ou a realidade do Paraná?

circo
Em sua coluna semanal, o deputado estadual Requião Filho (PMDB) conta um sonho que mais parece um pesadelo, em que os acontecimentos lembram muito a pesada realidade pela qual estão passando os paranaenses sob o comando(!) do (des)governador Beto Richa (PSDB). O ambiente é o de um circo, com direito a mestre de cerimônia, monstro e um mágico. De palhaços, são feitos os espectadores.  Leia, ouça, comente e compartilhe.

Requião Filho*

Download

Tive um sonho bizarro. Quero compartilhar este sonho. Me permita esta intimidade com você, leitor.

Sonhei que estava na arquibancada de um grande circo. Um circo enorme, naquelas tendas de espetáculos como há muito não se vê. No centro um pomposo mestre de cerimônias, terno bem cortado, sapatos italianos e na cara… Ah!!! a sua cara não se via, era coberta por uma máscara estampada com um belo e enorme sorriso. Por trás da máscara os olhos, estes, no entanto, eram de uma mortífera inquietação e, ao mesmo tempo, mortos e sem brilho.

A primeira atração foi algo incrível, aquele tipo de incrível que apenas no mundo dos sonhos pode se materializar. O Mestre de cerimônias tira de seu bolso um papel e este papel se transforma em um monstro indescritível. Este monstro corre em direção às arquibancadas, desespero total! Atropela todos, deixa vários inconscientes e retorna ao centro do picadeiro apenas para novamente virar um simples pedaço de papel!

Ao retomar o ar o venerável público nota que estão sagrando. Todos sangram! Novamente o desespero, ninguém acha o ferimento. Um mais atento percebe que o sangue sai de seu bolso, mais precisamente de sua carteira. Aonde tinha dinheiro, não tem mais! Apenas papéis com códigos de barra e siglas como IPVA, ICMS e afins.

Desesperados mas atônitos todos sentam resignados.

Read more

Richa e Mauro Ricardo planejam perseguir motoristas no Paraná

blizeO secretário importado por extradição, Mauro Ricardo Costa, interventor do PSDB nacional nas finanças paranaenses, titular da Secretaria da Fazenda, anda animado com a ideia de implantar aqui no estado o famigerado programa “Olho na Placa”.

O “Olho na Placa” foi elaborado por Mauro enquanto secretário da Fazenda do governo de São Paulo e tinha por objetivo identificar supostas fraudes no emplacamento de veículos naquele estado.

Inicialmente, a função era identificar paulistas que emplacavam carros no Paraná para pagar IPVA mais barato. Isso foi na época em que Roberto Requião (PMDB) era governador. Hoje, não há mais vantagem já que os 40% de reajuste do IPVA imposto por Beto Richa deixaram a alíquota paranaense como uma das mais caras do país.

Se adotar o mesmo procedimento que Mauro Ricardo adotou em São Paulo, Richa vai perseguir e demonizar veículos alugados, caminhões, carros de passeio, ônibus, etc. No estado vizinho, motoristas e despachantes de trânsito eram presos e na época estabeleceu-se o caos.

O diabo é que o IPVA é devido onde a propriedade é exercida e demonstrada. No entanto, a proposta de Richa e Mauro Ricardo seria crível se a fiscalização fosse sobre um imóvel (uma casa que não sai do lugar, por exemplo). Porém, a função do automóvel é justamente conferir mobilidade ao proprietário por todo o território nacional e internacional.

No caso do “Olho na Placa” de São Paulo, por diversas vezes, a Justiça julgou decisões favoráveis a motoristas apontando cobrança irregular dos impostos e o pior, em duplicidade. Além, é claro, das arbitrariedades nas restrições de liberdade de ir e vir dos cidadãos.

Read more

“Tudo por dinheiro”: Beto Richa fará blitz para caçar devedores do IPVA

Apesar do aumento mais que abusivo de 40% no Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), a inadimplência não subiu; ou melhor, até diminuiu, ficando em 20,72% de janeiro a julho, contra 24,79% no mesmo período do ano passado. Sinal de que, apesar do tarifaço de Beto Richa (PSDB), os paranaenses não querem se complicar. … Read more

Coluna do Luiz Claudio Romanelli: Ação e reação nas redes sociais; o caso do hospital para cães em Curitiba

Luiz Claudio Romanelli, em seu artigo desta segunda-feira (13), mira noutro lado da Praça, mais precisamente na Prefeitura de Curitiba; líder do governo Beto Richa na Assembleia critica Gustavo Fruet por causa da construção de um hospital para cães na capital, no valor de R$ 1,4 milhão, em detrimento da saúde dos curitibanos; "Mas como fica as mães e crianças a espera de uma vaga para creche?"; segundo o colunista, para a “Pref” é mais importante uma curtida no Facebook do que a saúde do ser humano (abaixo, para ilustrar o texto, assista ao vídeo com a música “Rock da Cachorra”); líder do governo também defende recentes aumentos de impostos, tais como IPVA e ICMS, que, de acordo com ele, começam irrigar os caixas das prefeituras no interior do estado; leia o texto e compartilhe.
Luiz Claudio Romanelli, em seu artigo desta segunda-feira (13), mira noutro lado da Praça, mais precisamente na Prefeitura de Curitiba; líder do governo Beto Richa na Assembleia critica Gustavo Fruet por causa da construção de um hospital para cães na capital, no valor de R$ 1,4 milhão, em detrimento da saúde dos curitibanos; “Mas como fica as mães e crianças a espera de uma vaga para creche?”; segundo o colunista, para a “Pref” é mais importante uma curtida no Facebook do que a saúde do ser humano (abaixo, para ilustrar o texto, assista ao vídeo com a música “Rock da Cachorra”); líder do governo também defende recentes aumentos de impostos, tais como IPVA e ICMS, que, de acordo com ele, começam irrigar os caixas das prefeituras no interior do estado; leia o texto e compartilhe.

“Minha salvação começa pela consciência de que nada sou e de que nada me é devido” ― Umberto Eco

Luiz Claudio Romanelli*

Já disse várias vezes neste espaço que vive-se hoje em tempos difíceis, não só no aspecto econômico que influi de forma direta na vida de cada um, mas principalmente no campo político em que as discussões costumam se aviltar e são marcadas não mais pela consecução ou êxito das propostas em debate, mas sobretudo, de como vão falar delas.

Uma boa ideia tirada do seu contexto, ganha as redes sociais e num rastilho de pólvora viraliza e compromete reputações. É o que acontece, guardadas as implicações mais comuns, com as declarações de agentes públicos, personalidades e de políticos detentores de mandatos. A vida pode ir do céu ao inferno num lapso e uma biografia bem construída pode ficar maculada por um bom tempo.

A mudança no mundo moderno no meio dessa profusão de parafernálias eletrônicas – redes sociais, aplicativos e um sem número de meios – mudou também o comportamento do mundo político. As ações são medidas através de pesquisas e, mormente, não são levadas à frente se contrariar os interesses de grupos com expressiva inserção no facebook, por exemplo. No outro extremo, elas são tomadas justamente para atender a este ou aquele grupo.

Vou usar alguns exemplos. Curitiba precisa de um hospital público para cães ou de um “centro de atendimento para animais em situação de risco” como pretende o prefeito Gustavo Fruet (PDT)? No facebook, a medida anunciada é saudada de forma positiva à efusão. Quem não gosta de um cão, gato ou de animal de estimação? Os bichinhos, em fotos, vídeos, desenhos e gravuras, tomam conta desta rede social.

O prefeito pode ter acertado em cheio ao anunciar R$ 1,4 milhão para construir essa unidade de saúde e agradado os ativistas dos direitos dos animais. Mas como fica as mães e crianças a espera de uma vaga para creche? E os moradores nas filas dos postos de saúde? Neste momento qual é a prioridade da saúde em Curitiba: cuidar dos animais ou da população? Uma ação não invalida a outra? É um bom debate.

Assista ao vídeo (Eduardo Dusek – Rock da Cachorra)

Agora, outra situação. O governo do Estado foi bombardeado duramente por setores da oposição ao ajustar no final do ano passado as alíquotas do ICMS e do IPVA. Nem preciso perguntar se há cidadão que aprove qualquer reajuste de imposto principalmente quando a qualidade do serviços em áreas como saúde, educação e segurança – as mais cobradas, ainda é um desafio a ser vencido.

Read more

Richa vai aumentar (de novo) conta da água em 8%. A culpa será de Dilma?

O governador Beto Richa (PSDB) deverá autorizar para setembro novo aumento na conta de água em 8%, de acordo com solicitação de revisão feita pela Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar). Neste ano há houve dois reajustes: maio (6,5%) e junho (6%). Acumulado, o tarifaço chega a 20,5%. A direção da Sanepar, sempre preocupada com … Read more

Guarapuava e Campo Largo imitam Beto Richa e aumentam conta de luz

Os municípios de Guarapuava e Campo Largo, que possuem empresas municipais de energia elétrica, também estão aumentando as tarifas cobradas a exemplo da Companhia Paranaense de Energia Elétrica, a Copel, do Governo do Estado do Paraná. Em Guarapuava, a alta média para os consumidores residenciais será de 14,75%, e para a indústria, de 19,02%. Somados, … Read more

Após tarifaço da luz, Beto Richa planeja novo aumento na conta da água para setembro. O melhor está por vir?

aguaCompanhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) anunciou que pediu uma “revisão extraordinária” das tarifas de água e esgoto ao Instituto das Águas do Paraná (Ipaguas), que regula o serviço no estado.

O percentual solicitado não foi divulgado, mas este será o terceiro aumento na conta de água e esgoto paga pelos paranaenses neste ano. Os reajustes anteriores foram em maio (6,5%) e junho (6%) e o novo reajuste deve ser aplicado em setembro.

A justificativa do governo é de que o aumento da tarifa de luz pela Copel [de 51% só neste mês] pressiona a tarifa de água, mas o próprio secretário da Fazenda do governador Beto Richa (PSDB), Mauro Ricardo, já revelou em entrevista concedida em maio, ao Jornal Valor Econômico, que “a ordem é que as estatais (Copel e Sanepar) cortem despesas e gerem o maior dividendo possível para os acionistas”.

Read more

Coluna do Enio Verri: “O mundo particular de Beto Richa”

mundobetoEnio Verri*

O descompasso do governador Beto Richa (PSDB) com a realidade é cada dia maior e mais assustador. Em artigo publicado no jornal Gazeta do Povo do último domingo (31), o tucano mostrou mais uma vez que vive em um mundo paralelo, bem longe da realidade e do cenário de caos e desesperança do Paraná atual.

O governador garantiu que a grave crise financeira e política que o Estado atravessa é culpa do governo federal. Disse que foi “vítima” das projeções econômicas. Ressaltou que seu governo adotou ações administrativas para cortar gastos e economizar, sem abrir mão da responsabilidade e equilíbrio e jurou que fez investimentos recordes na educação, saúde e segurança pública, sempre com diálogo e muito trabalho.

O cenário que Richa imprimiu existe apenas na cabeça do governador. Está tão distante da realidade quanto os pés do tucano estão do chão.

Os estados brasileiros foram submetidos às mesmas condições de temperatura e pressão do cenário macroeconômico dos últimos anos. Ninguém enganou particularmente o governador do Paraná e o obrigou a dirigir o estado rumo ao abismo.

A culpa pela crise financeira sem precedentes, com dívida com fornecedores que supera R$ 1,6 bilhão, é de Beto Richa e de mais ninguém. A responsabilidade pelo aumento do IPVA em 40%, do reajuste do ICMS sobre mais de 95 mil itens de consumo popular, do confisco da previdência do funcionalismo, medidas que empurraram  a inflação no Paraná para 1,46%, a maior do Brasil, é do governador tucano.

Read more

Requião Filho quer anular leis aprovadas no “tratoraço” de Richa

Deputado peemedebista protocolou hoje ação de inconstitucionalidade contra leis, aprovadas em sessão tratoraço, em dezembro de 2014, que alteraram contribuições de inativos, aumentos no IPVA e ICMS.
Deputado peemedebista protocolou hoje ação de inconstitucionalidade contra leis, aprovadas em sessão tratoraço, em dezembro de 2014, que alteraram contribuições de inativos, aumentos no IPVA e ICMS.
O deputado Requião Filho (PMDB) protocola hoje, junto ao Ministério Público do Estado do Paraná, um pedido de providências para reconhecer a inconstitucionalidade formal de duas leis estaduais, aprovadas pela Comissão Geral, sob regime de “tratoraço”, no fim do ano passado, que alteravam a contribuição dos inativos à previdência e as alíquotas de ICMS e IPVA.

Uma destas leis, a nº 18370/2014, alterou as contribuições dos inativos. Porém, por ter sido aprovada pelo “tratoraço”, foi recentemente objeto de uma ação judicial proposta por desembargadores aposentados junto ao Tribunal de Justiça. Na decisão liminar, eles conseguiram suspender a cobrança de 11% na contribuição previdenciária, sob a alegação da inconstitucionalidade da norma, por quebra do devido processo legal.

Read more

Coluna do Enio Verri: “Luta contra aumento do IPVA é justa e obrigatória”

Enio Verri* Não é novidade no Paraná que o governador Beto Richa (PSDB) inaugurou um jeito novo de fazer política. Ele personifica como ninguém a célebre frase de Homer Simpson: “a culpa é minha e eu coloco ela em quem quiser.” Foi assim durante todo o primeiro mandato e, ao que tudo indica, será também … Read more

Ministro do STF recebe bancada dos “superamigos” do PR contra reajuste de Beto Richa no IPVA

Parte da bancada paranaense no Congresso Nacional, formada pelos “superamigos”, foi ontem à noite ao Supremo Tribunal Federal (STF) encontrar-se com o ministro Marco Aurélio Mello. O magistrado relata Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIn) contra o aumento de 40% do IPVA no Paraná apresentada pelo PCdoB e PT nacional no mês passado. O reajuste do … Read more

Gleisi denuncia no Senado: ‘Richa vai matar micro e pequenas empresas com reajuste no ICMS’; assista

richa_gleisiA senadora Gleisi Hoffmann (PT) fez duras críticas à lei estadual que acabou com a isenção e a redução do ICMS sobre diversos produtos que estavam em vigor desde 2009. Gleisi lembrou que, mediante um “tratoraço”, o governador Beto Richa (PSDB) desfez um grande pacto tributário promovido em 2008, pelo então governador Roberto Requião (PMDB), com todos os contribuintes do Paraná. Essa desfeita do pacto tributário aconteceu no final do ano passado e entrou em vigor exatamente no dia 1º de abril de 2015.

A medida, explicou a senadora, vai provocar o aumento do preço de mais de 95 mil produtos de consumo popular para o consumidor final. Serão afetados alimentos, produtos de higiene pessoal, material escolar, roupas, calçados, eletrodomésticos, automóveis e gás de cozinha, por exemplo.

Segundo Gleisi, alguns produtos estão deixando de ser isentos e passarão a ter tributação de 12% do ICMS. Já o ICMS de outros artigos que era de 12% vai para 18% ou 25%. Além disso, também o imposto da gasolina subiu de 28% para 29%.

“O aumento do ICMS seguramente será repassado aos preços e terá impacto significativo no bolso dos paranaenses. Fala-se na redução de R$ 800 milhões no poder de compra da população em um ano. O peso do tributo estadual em itens como roupas, artigos de higiene pessoal, móveis e eletrodomésticos aumentou 50%. As empresas não têm como absorver essa alta do imposto”, afirmou a senadora.

Para ela, a situação fiscal do estado do Paraná demonstra enormes dificuldades e as ações que vêm sendo tomadas não apontam para qualquer solução a curto e médio prazo.

“São variados, portanto, os exemplos de descalabro administrativo e descontrole absoluto do atual governo paranaense. Não cabe mais, governador Beto Richa, dizer que a culpa é do Governo Federal, é da crise nacional. Está mais que provado que a culpa é da sua administração, da sua ineficiência, da sua ineficácia”, criticou.

Gleisi teme que a irresponsabilidade do atual governo seja sentida negativamente, por muitos anos, na economia paranaense. “Eu não tenho dúvidas de que isso vai acontecer. Nós ainda vamos ter um efeito negativo muito grande na economia do nosso Estado em razão dessas medidas”, avaliou.

Abaixo, assista ao vídeo:

Read more

Mauro Ricardo, o secretário importado por Richa, vai amanhã à Assembleia explicar “ajuste fiscal” nas contas do PR

Prestes a ganhar uma estátua em Salvador, na Bahia, por ter importado o secretário da Fazenda, o governador Beto Richa (PSDB) mandou Mauro Ricardo Costa ir à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia, nesta terça, às 13h30, explicar seu “ajuste fiscal” nas contas do Paraná. Dentre as polêmicas, além do reajuste de 50% … Read more

‘Atraso no IPVA não deve resultar em multa e apreensão de veículo’, diz especialista de trânsito

Enquanto os paranaenses aguardam pelo julgamento da ADIn que pretende anular o parágrafo 5º da Lei 18.371, de dezembro de 2014, que aumentou em 40% o Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) no Paraná, surge uma nova informação que deve frear a voracidade do governador Beto Richa (PSDB) contra o bolso dos contribuintes. É … Read more

Ministro Marco Aurélio Mello vai decidir sobre ADIn contra aumento do IPVA no Paraná

O Supremo Tribunal Federal (STF) distribuiu ao ministro Marco Aurélio Mello a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIn) que pretende anular o parágrafo 5º da Lei 18.371, de dezembro de 2014, que aumentou em 40% o Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) no Paraná. O aumento do IPVA faz parte do pacote de maldades do … Read more

PT e PCdoB vão ao STF contra tarifaço do IPVA de Beto Richa

ipva.jpgOs diretórios nacionais do PT e do PCdoB protocolaram ontem (24) no Supremo Tribunal Federal (STF) uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) contra o reajuste de 40% na alíquota do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) no Paraná.

O reajuste do IPVA foi proposto em dezembro pelo governo Beto Richa (PSDB) e aprovado na Alep em regime de Comissão Geral. Junto com o aumento do IPVA, o o governo reajustou no tratoraço o ICMS de 12% para 18% ou 25% sobre uma extensa lista de 95 mil itens de consumo popular como medicamentos, produtos de higiene e eletrodomésticos. Tanto o reajuste do IPVA quando do ICMS entra em vigor no dia 1o de abril.

A Ação pede que seja declarada a inconstitucionalidade da lei que aumenta o IPVA uma vez que o governo Richa alterou o fato gerador do imposto de 1 de janeiro para 1 de abril. O Paraná é o único Estado do Brasil onde o fato gerador do IPVA não é 1 de janeiro.

Read more

Tarifaço de 36,8% na conta de luz empurra de vez para o “fundo do poço” o governo Beto Richa

O chão é o limite para o governo de Beto Richa (PSDB), no Paraná? Não. Parece que não é. O tucano vem cavando cada vez mais para atirar-se num poço sem fundo. A partir da segunda-feira, dia 2 de março, a Copel (Companhia Paranaense de Energia) vai aplicar aumento de 36,8% na conta de luz. … Read more

Caminhoneiros do Paraná aderem à  greve geral contra Beto Richa

Associações e sindicatos de caminhoneiros deram início esta semana a uma série de protestos contra o aumento do IPVA, reajuste do diesel por conta do aumento do ICMS, desvalorização do frete e o abusivo preço do pedágio no Paraná. Na prática, os homens das estradas se somaram à  greve geral dos servidores públicos contra o … Read more

Péricles Mello sobre tarifaço do Detran: “Aumento do IPVA é inconstitucional”

ipvapO deputado estadual Péricles de Holleben Mello (PT) anunciou que vai enviar requerimento aos senadores Roberto Requião (PMDB) e Gleisi Hoffmann (PT) para que mobilizem seus partidos a ingressarem com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIn) contra a Lei n!º 18.371/2014, que aumentou a alíquota do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), aumentando o imposto em 40%. A mesma Lei também diminuiu o desconto de 5% para 3% para os contribuintes que fizerem o pagamento em parcela única.

O aumento do IPVA faz parte do pacote de maldades! apresentado pelo governador Beto Richa (PSDB) para tentar salvar sua administração do buraco. Também foram majorados o ICMS de 95 mil itens de consumo, a contribuição previdenciária dos servidores, sem falar nos calotes e cortes de benefícios aplicados pelo governo.

Péricles explica que a Lei Orgânica do Estado do Paraná, n!º 14.260, de 2003, estabelece que o conceito de fato gerador relativo à  cobrança do IPVA ocorre na primeira aquisição do veículo novo por consumidor final!, ou seja, a data da nota fiscal de compra, e no primeiro dia de cada ano em relação aos veículos automotores adquiridos em anos anteriores!.

Read more

Blog do Esmael entra em recesso

A ideia é dar um descanso para o leitor durante essas férias no mês de janeiro de 2015. Ninguém é de ferro, pois. Nos próximos 30 dias, o Blog do Esmael ficará em recesso. à‰ quando a equipe submerge para estudar, avaliar o ano que passou e planejar o nascente. Também será período para que … Read more

Edson Campagnolo assume hoje à  noite a presidência do Sebrae/PR

O presidente da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), Edson Campagnolo, vai assumir à s 20 horas desta segunda-feira (15) a presidência do Conselho Deliberativo do Serviço de Apoio à s Micro e Pequenas Empresas do Paraná (Sebrae/PR) no quadriênio 2015-2018. O evento de posse será no Campus da Indústria (Rua Comendador Franco, 1341) no bairro Jardim … Read more

Richa age como 5!ª coluna em favor da ‘Província’ de São Paulo”, acusa Requião

O senador Roberto Requião (PMDB), nesta quinta-feira (11), ao Blog do Esmael, acusou o governador Beto Richa (PSDB) de agir como “5!ª coluna” em favor do estado de São Paulo, ao escolher o “forasteiro” Mauro Ricardo Costa como secretário da Fazenda do Paraná. “Richa age como se fosse presidente da Quinta Comarca, que tem São … Read more

Beto Richa planeja pé na bunda! dos servidores comissionados do Paraná

O governador Beto Richa (PSDB) não está prosa!, como diria Abelardo Barbosa, o Chacrinha. O tucano planeja demitir todos os servidores comissionados !“ aqueles de livre nomeação !“ no próximo dia 31 de dezembro. A tarefa da degola dos 4.445 servidores sem concurso em cargos de confiança, na administração direta, caberá ao futuro secretário da … Read more

Mesmo com quiproquó, tratoraço! na Assembleia garante pacotaço da malvadeza! de Richa

trator_richa.jpgO k-suco ferveu na tarde desta terça-feira (9) na Assembleia Legislativa do Paraná. A mando de Beto Richa (PSDB), por 34 votos a 15, os deputados governistas votaram pela transformação do plenário em comissão geral — tratoraço — para acelerar a aprovação do “pacotaço da malvadeza” tucana.

A sessão foi bastante tumultuada e teve que ser suspensa pelo presidente da Casa, deputado Valdir Rossoni (PSDB), por 15 minutos até que a temperatura baixasse.

O peemedebista Luiz Cláudio Romanelli, ao defender o tarifaço de Richa, debutou como “líder do governo” informal, com direito a vaias e xingamentos das galerias. “Vendido” era a principal palavra de ordem dos manifestantes, que eram servidores públicos da ativa e aposentados.

O líder do PT, deputado Tadeu Veneri, disse esperar que os colegas tenham o “mesmo zelo” com o erário quando chegar à  Assembleia a mensagem que reajusta o subsídio dos parlamentares.

O rolo compressor de Richa na Assembleia aprovou aumento de 12% para 18% ou 25% da alíquota do ICMS sobre uma extensa lista de produtos, que pode atingir até 95 mil itens de consumo popular, como medicamentos, produtos de higiene e eletrodomésticos. O texto do governo manteve a elevação de 40% na alíquota do IPVA e de um ponto porcentual na do ICMS da gasolina.

A Assembleia igualmente garantiu a aprovação do projeto que retira 11% da renda de aposentados e pensionistas que recebem acima do teto do INSS fixado em R$ 4.390,24. Entidades sindicais desconfiam que o governador Beto Richa esteja planejando fazer caixa com esses recursos para pagamento da folha de comissionados.

Para fechar o repolho, os deputados também aprovaram projeto de lei que altera a Lei Orgânica da Defensoria Pública e a autonomia financeira do órgão.

Veja tudo o que foi aprovado no tratoraço de Richa:

Read more

Acuado por críticas, Richa adia por 24h projeto que reajusta IPVA e ICMS

Depois de apanhar mais que cachorro sem dono, o governador Beto Richa (PSDB) determinou que a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), da Assembleia Legislativa do Paraná, retirasse da pauta a mensagem que reajusta o ICMS e IPVA. Entretanto, os deputados da CCJ não tiveram dó dos velhinhos. A Comissão aprovou nesta tarde, por 8 … Read more