27 de maio de 2015
por Esmael Morais
11 Comentários

Ao vivo: Deputados debatem fim da greve dos professores no PR

Os deputados estaduais terão uma tarde tensa, nesta quarta-feira (27), quando poderão escolher entre protagonizar o papel de “mocinhos” ou de “bandidos” perante grevistas que reivindicam reposição inflacionária de 8,17%.

Cada parlamentar terá oportunidade de posicionar-se de acordo com sua “consciência” diante da intransigência do governador Beto Richa (PSDB).

O Blog do Esmael transmite ao vivo a sessão em parceria com a TV 15 e faz votos para que os deputados encontrem uma saída para a greve dos educadores que hoje completou 31 dias. Também estão paralisadas várias categorias do serviço público estadual.

Os motivos do impasse foram aqui registrados na manhã desta quarta.

A Assembleia Legislativa apreciará mensagem do governo acerca da data-base sob o signo da anuência do massacre no dia 29 de abril, no Centro Cívico, e do confisco da poupança previdenciária dos servidores.

Transmissão encerrada às 17h30.

Veja como foi a sessão:

Parte 2

Parte 1

Leia mais

1 de maio de 2015
por Esmael Morais
42 Comentários

PM informa que cachorro passa bem depois de morder deputado Rasca

pitbull_rasca ... 

Leia mais

24 de abril de 2015
por Esmael Morais
17 Comentários

Projeto de Richa vai confiscar ao ano R$ 2 bilhões da previdência

gabas_arrudaAo mais desatento, o governador Beto Richa (PSDB) irá confiscar “apenas” R$ 150 milhões mensais da poupança previdenciária dos servidores públicos do Paraná — se aprovado o projeto de lei 252/2015. Ocorre que multiplicado esse valor por 12 a tungada chega-se à tungada anual de R$ 1,8 bilhão. Com juros e correções monetárias a descapitalização da Paranáprevidência salta para R$ 2 bilhões.

Não é por pouca coisa que Richa resolveu ir para o tudo ou nada, autorizando, inclusive, até a repressão aos manifestantes que prometem na quarta-feira (29) cerco histórico no Centro Cívico, em Curitiba, mais precisamente à Assembleia Legislativa.

Antes da nova “Batalha da Assembleia”, na terça (28), em Brasília, por iniciativa do deputado João Arruda (PMDB), coordenador da bancada federal do Paraná, o ministro da Previdência, Carlos Gabas, amparado por uma tropa de 10 especialistas, participa de uma audiência pública para discutir justamente o confisco do fundo previdenciário dos servidores do Paraná. O Blog do Esmael vai transmitir o evento ao vivo, a partir das 14h30, em parceria com a TV 15. Leia mais

23 de abril de 2015
por Esmael Morais
60 Comentários

Que feio! Richa determina na quarta repressão a professores contrários ao confisco da previdência

pm_alepO secretário da Segurança Pública, Fernando Francischini (SD), na próxima quarta-feira (29), vai comandar pessoalmente nova operação de guerra contra professores e servidores públicos do Paraná que lutam para garantir a Paranáprevidência. O objetivo dele é garantir a integridade dos deputados da “bancada do camburão” e o isolamento de manifestantes que prometem cerco ao Centro Cívico, nas imediações da Assembleia Legislativa e Palácio Iguaçu.

Nesta quinta (23), Francischini levou a tiracolo o subcomandante da PM, coronel Nerino Mariano de Brito, e o tenente-coronel Soares Júnior, para uma reunião secreta com o presidente da Assembleia, deputado Ademar Traiano (PSDB).

Também estava no encontro, sempre a paisana, o tenente-coronel Hudson Teixeira, do BOPE (Batalhão de Operações Policias Especiais) cuja função é atirar com bala de borracha e lançar bombas contra manifestantes.

O quatrilho esteve com o tucano a paisana, escondidinho, para não chamar a atenção. Mas um orelha seca do Blog do Esmael viu tudo e fez questão de contar os detalhes de mais essa sordidez. Leia mais

23 de abril de 2015
por Esmael Morais
8 Comentários

Servidores públicos do Paraná prometem novo cerco à Assembleia Legislativa na quarta-feira

alep_previdenciaMilhares de funcionários públicos do estado deverão realizar um novo certo à Assembleia Legislativa do Paraná, na próxima quarta-feira (29), durante votação em regime de urgência do projeto que confisca a poupança previdenciária.

O comando do Fórum de Entidades Sindicais (FES) está convocando uma megamanifestação, no Centro Cívico, em Curitiba, palco de ocupação do legislativo estadual em fevereiro último. Na época, professores e servidores públicos de vários órgãos tomaram o parlamento contra o tratoraço e o confisco de R$ 8 bilhões do fundo de previdência. Leia mais

23 de abril de 2015
por Esmael Morais
18 Comentários

Coluna do Requião Filho: Confisco da Paranáprevidência é ilegal

richa_previdencia_requiaofilhoRequião Filho*

O Projeto apresentado pelo Executivo paranaense para desestruturar a Paranáprevidência apresenta irregularidades.

O Estado do Paraná busca solucionar um problema de caixa. O governo não consegue pagar a folha sem raspar o tacho. Agora busca deixar de contribuir com a previdência. Previdência está que por Culpa de um malfadado e mal planejado projeto de 2012 vem sofrendo. Para raspar o caixa e colocar a mão na grana do funcionalismo o governo está propondo mais um despautério.

O governo quer, nada mais nada menos que ter acesso a valor mensal do Fundo de Previdência, o que tende a diminuir gradativamente suas reservas, descapitalizando-o.

O Estado do Paraná, mais uma vez, busca modificar o regime de segregação de massa com o intuito de facilitar o seu fluxo de caixa, transferindo para o Fundo Previdenciário cerca de 33,5 mil servidores com mais de 73 anos, completados até o próximo dia 30 de junho.

Dentro da massa da segregação do Fundo Previdenciário 33,5 mil servidores, com mais de 73 anos, nos moldes da proposta do Governo, apenas levam com eles potenciais direitos, sem levar as reservas capitalizadas.

Com a manobra descrita acima o Estado consegue aliviar o Fundo Financeiro na ordem de 125 milhões mensais e passa a onerar o Fundo Previdenciário em exponencial descapitalização.

A desculpa é de que ele vai oferecer um lastro…o que não é real, o Estado do Paraná não dispõe de garantias reais para consolidar uma operação neste sentido.

Em resumo, o Estado não possui bens ou recursos disponíveis para garantir tal proposta.

Assim, seja por imperativa proibição legal, seja pela impossibilidade econômica do Estado de apresentação de garantia real, a movimentação financeira entre os fundos é prática incontestavelmente ilegal. Leia mais

12 de abril de 2015
por Esmael Morais
3 Comentários

Há dois meses acontecia a ‘Batalha da Assembleia’; reveja vídeo com imagens exclusivas do confronto

8 de abril de 2015
por Esmael Morais
16 Comentários

Quiproquó na Assembleia: “Bando de ladrão, vai sair de camburão”; assista

marlei_alep_audiencia“Bando de ladrão, vai sair de camburão”. Este era o grito de guerra de servidores públicos que ocuparam as galerias da Assembleia Legislativa do Paraná na tarde desta quarta-feira, dia 8, durante audiência pública para discutir o confisco da poupança previdenciária pelo governador Beto Richa (PSDB). ... 

Leia mais

8 de abril de 2015
por Esmael Morais
11 Comentários

Assembleia faz hoje audiência pública sobre confisco da previdência dos servidores do Paraná

audienciaA Assembleia Legislativa do Paraná promove nesta quarta-feira (8), a partir das 14h30, uma audiência pública para debater o projeto de lei do governo que altera e prevê o confisco da poupança previdenciária dos servidores. A audiência terá a participação dos deputados, de representantes do governo, dos sindicatos dos servidores, do Ministério Publico estadual e de especialistas no assunto. ... 

Leia mais

7 de abril de 2015
por Esmael Morais
13 Comentários

Projeto de Beto Richa visando confiscar a previdência dos servidores recomeça tramitar na Assembleia

previdencia_alepO novo projeto que altera as regras de custeio do Fundo Previdenciário dos servidores públicos do Paraná, de iniciativa do governo do estado, será lido na sessão desta terça-feira (7) da Assembleia Legislativa.

Na quarta-feira (8), o secretário da Fazenda do estado, Mauro Ricardo Costa, participará de uma audiência pública, também na Assembleia, para discutir o projeto com os deputados e com a sociedade.

O assunto tem preocupado muito os servidores públicos do Paraná. A tentativa do governo no início do ano de extinguir o fundo foi um dos principais motivos da greve da categoria.

O governador Beto Richa (PSDB) queria sacar de uma vez só os R$ 8 bilhões do Fundo Previdenciário para resolver a crise financeira em que ele mesmo enfiou o Paraná.

Devido à pressão dos servidores na greve, o governo retirou seu projeto da Assembleia Legislativa em fevereiro e assumiu o compromisso de estabelecer um diálogo com os servidores antes de qualquer nova tentativa de mudança no Fundo.

O novo projeto prevê a retirada mensal de cerca de R$ 140 milhões do fundo, e não aponta de forma concreta, um aporte financeiro do estado para o Fundo Previdenciário. Pela proposta, cerca de 33 mil aposentados e pensionistas deixarão de receber seus proventos do caixa do Estado (Fundo Financeiro) e começarão a receber do Fundo Previdenciário. Leia mais

30 de março de 2015
por Esmael Morais
5 Comentários

Richa adia para semana que vem envio de nova mensagem à Assembleia sobre Paranáprevidência

Confisco de R$ 8 bilhões da poupança previdenciária pelo governador Beto Richa foi o estopim, em 12 de fevereiro, para a ocupação da Assembleia Legislativa do Paraná pelos servidores públicos liderados por professores e funcionários de escolas em greve.

Confisco de R$ 8 bilhões da poupança previdenciária pelo governador Beto Richa foi o estopim, em 12 de fevereiro, para a ocupação da Assembleia Legislativa do Paraná pelos servidores públicos liderados por professores e funcionários de escolas em greve.

O governador Beto Richa (PSDB) adiou a entrega o novo texto sobre a reforma da Paranáprevidência para a próxima segunda-feira, dia 6 de abril, depois do feriadão da Páscoa. A previsão era que a mensagem chegasse à Assembleia Legislativa amanhã, dia 31 de março. ... 

Leia mais

25 de março de 2015
por Esmael Morais
10 Comentários

Censurado na Assembleia Legislativa, criador da Paranáprevidência será ouvido pela Câmara Federal

O deputado federal João Arruda (PMDB) aprovou nesta quarta-feira (25), na Comissão de Fiscalização Financeira e de Controle da Câmara Federal, um requerimento para formação de uma audiência pública para analisar os fundos previdenciários estaduais.

No começo deste mês, a bancada governista da Assembleia Legislativa do Paraná censurou o idealizador da Paranaprevidência, Renato Follador, barrando convocação para que ele explicasse o impacto das mudanças que o governo estadual pretende realizar nas regras de concessão e destinação do fundo dos servidores públicos estaduais.

A audiência pública prevista para a semana que vem levará à Câmara o ministro da Previdência Social, Carlos Eduardo Gabas, além do censurado Follador.

“O evento será transmitido ao vivo pela TV 15 e o Blog do Esmael“, adianta João Arruda, reeleito hoje vice-presidência da Comissão de Fiscalização e Controle.

A ideia é analisar as mudanças realizadas pelos estados do Paraná, São Paulo e Minas Gerais no Regime Próprio de Previdência Social dos Servidores do Estado e que estão sendo questionadas pela Advocacia Geral da União (AGU).

Na justificativa da convocação, Arruda explica que a AGU considerou que o projeto de lei do governo do Paraná que extingue o Fundo Previdenciário está em desacordo com a técnica contábil e com o mandamento constitucional do “equilíbrio financeiro e atuarial, além de atentar contra os princípios constitucionais de eficiência e de economicidade”. “Temos que debater urgente este tema, uma vez que cabe ao Ministério da Previdência Social estabelecer os parâmetros e as diretrizes gerais para a organização e o funcionamento dos regimes próprios de previdência social”, afirmou o parlamentar, reeleito na reunião de hoje como vice-presidente da Comissão de Fiscalização Financeira e de Controle da Câmara Federal.

Paranaprevidência – Renato Follador, um dos idealizadores da Paranaprevidência em 1998, disse que a instituição está morta com a unificação dos dois principais fundos do órgão que libera o Executivo para usar uma “poupança futura” de R$ 8 bilhões de um deles para pagar a folha dos atuais inativos do Estado. “Em um governo que tem enfrentado dificuldades para quitar a folha de ativos, o risco que se corre é zerar esse saldo da previdência no curto prazo e ameaçar também o pagamento das aposentadorias”, analisou o especialista.

Leia mais

11 de março de 2015
por Esmael Morais
18 Comentários

“Universidades estaduais geram lucros e não custos para o Paraná”, prova a Beto Richa doutora da Unioeste

Nós não somos um custo, nós geramos lucros e arrecadação para o Estado!!. Essa é a afirmação da professora Mirian Beatriz Schneider, doutora do colegiado de Economia da Unioeste, Campus de Toledo. Entre os anos de 2012 e 2014, ela foi a coordenadora local de um grande projeto de pesquisa que estudou o “Impacto das Universidades Estaduais no Desenvolvimento Regional do Estado do Paraná”.

Esse trabalho foi a pedido da Secretaria de Ciência e Tecnologia e da Fundação Araucária, que contou com a participação de professores de todas as universidades estaduais do Paraná. A professora destaca ainda que essa pesquisa tem como fundamento inicial um estudo parecido conduzido pela OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico), em relação ao mundo, e que o projeto pretendeu replicar no Paraná. Dois livros onde são apresentados os resultados dessa vasta pesquisa estão no prelo e em breve estarão disponíveis para a coletividade.

Mirian aponta alguns dados interessantes e em função deles questiona o abandono em que se encontram as universidades: O Estado está deixando de arrecadar muito ao não investir nas estaduais! A educação pública está entre os cinco setores da economia que mais geram renda e, portanto, arrecadação no Paraná!, afirmou. Os dados são parte do trabalho produzido pelos professores da UEM e UNIOESTE: Alexandre Florindo Alves, Carlos Alberto Gonçalves Júnior, Emerson Guzzi Zuan Esteves, José Luiz Parré, José Tarocco Filho, Paulo Rogério Alves Brene, Ricardo Kureski, Ricardo Luis Lopes, Umberto Antonio Sesso.

figMultiplicadores tipo II de produção (MP), remunerações (MR), valor adicionado (MVA), emprego (ME) e índices de ligações intersetoriais de Rasmussen-Hirschman (RH) dos setores do Paraná no ano de 2006.

Sob outro enfoque, o trabalho dos professores aponta que um emprego em educação pública gera um efeito multiplicador do emprego de 2,34 e da renda 2,53. Isso significa renda, consumo e arrecadação.

Outro dado interessante do trabalho (também levando em conta dados de 2006) é que um milhão de reais investido na agricultura, por exemplo, gerava 115 empregos diretos, indiretos, no município, estado e país, com uma renda média anual de R$ 3.389,00. Na educação gerava 117 empregos a mai Leia mais

6 de março de 2015
por Esmael Morais
18 Comentários

Blog do Esmael transmite ao vivo, à s 16h, debate inédito sobre confisco de R$ 8 bi do Fundo da Previdência

Daqui a pouco, a partir das 16h, o Blog do Esmael vai transmitir ao vivo um inédito debate sobre a extinção do fundo do Paranáprevidência. A ideia do governo Beto Richa (PSDB) é criar um Caixa Único (CU) com os recursos da contribuição previdenciária.

A contenda ocorrerá nos estúdios da TV 15 com participação de Munir Karam, ex-presidente da entidade, Heron Arzua, ex-secretário da Fazenda, e os deputados estaduais Requião Filho, Anibelli Neto e Nereu Moura.

O leitor/espectador também poderá participar do confronto enviando perguntas, pois o evento será interativo (online). A mediação caberá ao repórter César Setti.

Ontem (5), o Ministério da Previdência Social e a Advocacia-Geral da União (AGU) emitiram parecer contrário ao confisco de R$ 8 bilhões da poupança previdenciária dos servidores públicos paranaenses.

A TV 15 é um canal na internet que é disponibilizado pelo senador para cobertura de eventos, movimentos sociais e discussões de interesse da sociedade.

Transmissão encerrada à s 17h40.

Assista ao vídeo:

Leia mais

5 de março de 2015
por Esmael Morais
116 Comentários

Confisco de R$ 8 bilhões da Paranáprevidência é ilegal, diz parecer do governo federal

richa_requiao_gleisi.jpgO Ministério da Previdência Social (MPS), a pedido de parlamentares paranaenses no Congresso Nacional, emitiu parecer nesta quinta-feira (5) sobre a proposta do governo Beto Richa (PSDB) que extingue o Fundo Previdenciário do Paraná.

A poupança previdenciária dos servidores públicos paranaenses chega a R$ 8 bilhões e é a maior do país, segundo o Ministério.

Segundo o parecer emitido hoje pelo Ministério, a extinção do Fundo, prevista no Projeto de Lei 60/2015, do governo do Paraná, descumpre as normais gerais de organização e funcionamento do Regime Próprio de Previdência Social (RPPS).

A Advocacia-Geral da União (AGU) também deu parecer contrário a extinção da Paranáprevidência e a consequente transferência de recursos para o Caixa Único (CU) do governo do estado (abaixo, clique no “mais” para ler a íntegra do parecer).

Para a AGU, o projeto de Richa que confisca os R$ 8 bilhões dos funcionários públicos do Paraná “… encontra-se em desacordo com a técnica contábil e com mandamento constitucional do equilíbrio financeiro e atuarial e com as normas que derivam deste, além de atentar contra os princípios constitucionais da eficiência e da economicidade”. Leia mais

5 de março de 2015
por Esmael Morais
15 Comentários

Educadores em greve desmentem mídia e governo do Paraná: “Richa não atendeu toda a pauta como divulga”

Clique na imagem para ampliar.

Clique na imagem para ampliar.

Diferente do que divulga a velha mídia, o governo Beto Richa (PSDB) não atendeu a maior parte da pauta de reivindicações de professores e funcionários de escola em greve há 25 dias. Pelo contrário, de acordo com balanço da APP-Sindicato. ... 

Leia mais

27 de fevereiro de 2015
por Esmael Morais
73 Comentários

Richa à  Folha de S. Paulo: “Não falei que não ia mexer na Previdência”

do Brasil 247
Com o segundo maior deficit de 2014 do País e uma dívida de R$ 1,5 bilhão com fornecedores, governador do Paraná, Beto Richa (PSDB) nega má gestão e diz que endividamento foi ato de coragem:

“O que interessa para a população são as obras. As dívidas, nós vamos administrando”, declarou em entrevista à  Folha de S. Paulo.

Questionado sobre possível estelionato eleitoral para se reeleger, ele diz: “Mas ninguém me perguntou se eu ia mexer na previdência”; pacote de ajustes financeiros do tucano prevê a retirada de R$ 8 bilhões do fundo previdenciário destinado ao pagamento dos aposentados e pensionistas e que passaria ao caixa único do governo.

Ele atribui a situação no Estado à  economia do País: “O Paraná não é uma ilha. No ano passado, nosso orçamento não se confirmou, porque foi baseado em projeções e expectativas anunciadas pela própria presidente. “A economia está aquecendo, vai crescer 5%…” Não houve isso’.

Abaixo, leia a íntegra da entrevista de Beto Richa:

ENTREVISTA BETO RICHA (PSDB)

O que interessa à  população são as obras
GOVERNADOR DIZ QUE INTERVENà‡à•ES NECESSàRIAS NO PR O LEVARAM A GASTAR MAIS DO QUE DEVERIA

ESTELITA HASS CARAZZAI
DE CURITIBA

à€ frente de uma grave crise financeira e alvo de greves e protestos, o governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), assumiu, em entrevista à  Folha, que gastou mais do que deveria, mas diz que foi por “coragem” de fazer as obras de que o Estado precisava.

“O que interessa para a população são as obras. As dívidas, nós vamos administrando”, declarou.

O Paraná foi o Estado com o segundo maior deficit em 2014, atrás apenas do Rio.

Após a reeleição, Richa atrasou o pagamento de férias, cortou funcionários da educação e aumentou impostos, além de propor cortar benefícios dos servidores.

O governo deve R$ 1,5 bilhão a fornecedores. Acusado por fornecedores de má gestão, Richa nega e culpa o desempenho econômico do país.

Folha – O Paraná enfrenta uma crise. Gastou mais que arrecadou e teve um deficit bilionário. Faltou planejamento?

Beto Richa – Houve planejamento, sim. O Paraná hoje é muito melhor que antes. E as dívidas, estamos administrando. O que interessa para a população são as obras.

Quando eu assumi, herdei R$ 4,5 bilhões de dívidas. Contratei 10 mil policiais, 23 mil professores, recuperei perdas salariais, fiz obras em todos os municípios.

Sim, atrasamos o terço de férias, a rescisão dos professores. Mesmo assim, é preferível isso do que faltar professor em sala de aula ou não ter policial na rua. Tirei o problema dos paranaenses e trouxe para mim. Vou fazer essa obra, vou contratar policiais. Depois resolvemos a situação. Os problemas foram pontuais. Para a população, foi vantajoso.

Foi imprudência ter gasto mais do que havia em caixa?

Não, não foi. Foi coragem. Pergunte lá em Londrina: a maior reivindicação era a duplicação da PR-445. Uma obra de R$ 100 milhões. Os técnicos me disseram: “Essa obra é cara, vai ser difícil…” Aí eu peitei. Vamos fazer.

Uma parte já foi inaugurada. O segundo trech Leia mais

26 de fevereiro de 2015
por Esmael Morais
30 Comentários

Richa vai torrar R$ 15 milhões em propaganda no mês de abril. A crise só vale para os funcionários públicos?

richa_marcha_propaganda.jpgO mercado publicitário comemora a crise no governo Beto Richa (PSDB), pois quatro agências que atendem o tucano !“ Opus Múltipla, CCZ, G/Pac e Master– foram chamadas esta semana para uma conversa no Palácio Iguaçu. ... 

Leia mais

26 de fevereiro de 2015
por Esmael Morais
60 Comentários

Richa não aprende com erro: tucano vai tentar a sorte! no confisco de R$ 8 bi do fundo previdenciário

tadeu_beto_ney.jpgO governador Beto Richa (PSDB), confiante num acordo! com a APP-Sindicato, saiu ontem (25) da toca, onde esteve escondido por duas semanas, para dar entrevistas à  TV Globo e o jornal Gazeta do Povo, ambos os veículos do grupo RPC. O chefe do executivo paranaense ficou sumido! enquanto uma greve geral dos servidores públicos sacudia o Paraná. ... 

Leia mais

25 de fevereiro de 2015
por Esmael Morais
39 Comentários

Beto Richa volta a ameaçar o Paraná: “O melhor está por vir”

Governador Beto Richa, na RPC TV, outra vez, culpou o senador Roberto Requião (PMDB) pela quebradeira no Paraná. "Só um idiota para acreditar numa conversa fiada dessas", reagiu o peemedebista, que completou: "O antecessor dele [Richa] é ele mesmo".

Governador Beto Richa, na RPC TV, outra vez, culpou o senador Roberto Requião (PMDB) pela quebradeira no Paraná. “Só um idiota para acreditar numa conversa fiada dessas”, reagiu o peemedebista, que completou: “O antecessor dele [Richa] é ele mesmo”.

O governador Beto Richa (PSDB), que andava sumido, reapareceu nesta quarta-feira (25), em entrevista na RPC TV (Globo), ameaçando novamente os paranaenses. O tucano voltou a dizer que “o melhor está por vir”. ... 

Leia mais