1 de setembro de 2015
por esmael
5 Comentários

Beto Richa dá golpe em professores até no Conselho Estadual de Educação; a perseguição segue em frente

Deputado Nereu Moura, líder do PMDB, autor de projeto que proíbe secretários ocuparem cargos em conselhos de estatais e órgãos de fiscalização do governo do estado critica nomeação de Ana Seres (SEED) e João Carlos (SETI) para o Conselho Estadual de Educação (CEE); "O governo continua inovando ao colocar as raposas para cuidar do galinheiro", criticou o parlamentar ao Blog do Esmael; "Depois do auxílio-moradia, Beto Richa acha que pode tudo", completou.

Deputado Nereu Moura, líder do PMDB, autor de projeto que proíbe secretários ocuparem cargos em conselhos de estatais e órgãos de fiscalização do governo do estado critica nomeação de Ana Seres (SEED) e João Carlos (SETI) para o Conselho Estadual de Educação (CEE); “O governo continua inovando ao colocar as raposas para cuidar do galinheiro”, criticou o parlamentar ao Blog do Esmael; “Depois do auxílio-moradia, Beto Richa acha que pode tudo”, completou.

O governador Beto Richa (PSDB) extrapolou mais uma vez os limites do estado democrático de direito ao nomear dois secretários de Estado para integrarem o Conselho Estadual de Educação (CEE). Os secretários são Ana Seres Trento Comin, da Educação (SEE), e João Carlos Gomes, da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (SETI), que a partir de agora podem se ‘autofiscalizarem’. Seria como o zagueiro cruzasse a bola para ele mesmo fazer o gol de cabeça. Leia mais

11 de maio de 2015
por esmael
33 Comentários

Com 90% de adesão, APP-Sindicato diz que fim da greve depende do governo Beto Richa

appsA greve dos professores e servidores da rede estadual de ensino entra na terceira semana sem previsão de término e sem assembleia agendada para deliberar sobre o retorno às aulas. Apesar da preocupação da iminente inviabilização do ano letivo, a APP-Sindicato diz que “a bola” está com o governo do estado que deve apresentar uma proposta para a data-base dos servidores que é em maio.

O Blog do Esmael ouviu o secretário de Comunicação da APP-Sindicato, professor Luiz Fernando Rodrigues. Ele afirmou que a disposição dos professores de prosseguirem com a mobilização continua forte, e que a adesão permanece em cerca de 90% da categoria. “A grande maioria das escolas está fechada e os professores mobilizados”, afirmou.

4 de maio de 2015
por esmael
27 Comentários

Base governista defenestra Fernando Xavier; novo secretário da Educação será João Carlos Gomes

xavier_joao_beto

O engenheiro Fernando Xavier não é mais o secretário de Estado da Educação, segundo deputados da base governista na Assembleia Legislativa do Paraná. Leia mais

6 de abril de 2015
por esmael
61 Comentários

Coluna do Luiz Claudio Romanelli: “União deve, e muito, ao Ensino Superior do Paraná”

roma_universidades

*Luiz Claudio Romanelli

O Paraná, embora seja uma das economias mais fortes do país, tem sido historicamente discriminado pela União. Leia mais

11 de março de 2015
por esmael
18 Comentários

“Universidades estaduais geram lucros e não custos para o Paraná”, prova a Beto Richa doutora da Unioeste

Nós não somos um custo, nós geramos lucros e arrecadação para o Estado!!. Essa é a afirmação da professora Mirian Beatriz Schneider, doutora do colegiado de Economia da Unioeste, Campus de Toledo. Entre os anos de 2012 e 2014, ela foi a coordenadora local de um grande projeto de pesquisa que estudou o “Impacto das Universidades Estaduais no Desenvolvimento Regional do Estado do Paraná”.

Esse trabalho foi a pedido da Secretaria de Ciência e Tecnologia e da Fundação Araucária, que contou com a participação de professores de todas as universidades estaduais do Paraná. A professora destaca ainda que essa pesquisa tem como fundamento inicial um estudo parecido conduzido pela OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico), em relação ao mundo, e que o projeto pretendeu replicar no Paraná. Dois livros onde são apresentados os resultados dessa vasta pesquisa estão no prelo e em breve estarão disponíveis para a coletividade.

Mirian aponta alguns dados interessantes e em função deles questiona o abandono em que se encontram as universidades: O Estado está deixando de arrecadar muito ao não investir nas estaduais! A educação pública está entre os cinco setores da economia que mais geram renda e, portanto, arrecadação no Paraná!, afirmou. Os dados são parte do trabalho produzido pelos professores da UEM e UNIOESTE: Alexandre Florindo Alves, Carlos Alberto Gonçalves Júnior, Emerson Guzzi Zuan Esteves, José Luiz Parré, José Tarocco Filho, Paulo Rogério Alves Brene, Ricardo Kureski, Ricardo Luis Lopes, Umberto Antonio Sesso.

figMultiplicadores tipo II de produção (MP), remunerações (MR), valor adicionado (MVA), emprego (ME) e índices de ligações intersetoriais de Rasmussen-Hirschman (RH) dos setores do Paraná no ano de 2006.

Sob outro enfoque, o trabalho dos professores aponta que um emprego em educação pública gera um efeito multiplicador do emprego de 2,34 e da renda 2,53. Isso significa renda, consumo e arrecadação.

Outro dado interessante do trabalho (também levando em conta dados de 2006) é que um milhão de reais investido na agricultura, por exemplo, gerava 115 empregos diretos, indiretos, no município, estado e país, com uma renda média anual de R$ 3.389,00. Na educação gerava 117 empregos a mai

9 de março de 2015
por esmael
6 Comentários

Servidores da UEM suspendem greve; demais universidades continuam

universidades.jpg

Após a liminar que determinou o retorno ao trabalho dos professores e servidores das universidades estaduais na sexta (6), a greve do ensino superior no Paraná sofreu sua primeira baixa. Os professores e servidores da Universidade Estadual de Maringá (UEM) decidiram retornar ao trabalho nesta terça-feira (9) pela manhã. Leia mais

5 de março de 2015
por esmael
13 Comentários

Greve nas universidades estaduais mantém pressão sobre Richa

unies.jpg

Os docentes e servidores técnico-administrativos das sete universidades estaduais do Paraná continuam em greve por tempo indeterminado contra o governo Beto Richa (PSDB). Leia mais

21 de novembro de 2014
por esmael
46 Comentários

Sob gestão Beto Richa, UEL corre risco de fechar as portas depois de 40 anos

richa_uel_cortes.jpg

Enquanto o governador Beto Richa (PSDB) curte férias prolongadas no Caribe, a tradicional Universidade Estadual de Londrina (UEL) corre o risco de ser fechada por falta de repasses de recursos orçamentários. De R$ 26,6 milhões previstos para o ano de 2014, até agora, somente 11,8 milhões foram liberados à  instituição. Isto representa apenas 45% do valor autorizado na lei orçamentária. Leia mais

10 de setembro de 2014
por esmael
10 Comentários

Mais uma de Richa: Estudantes paralisam Universidade Estadual do Norte do Paraná por falta de recursos

Os alunos da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP) paralisaram as aulas no campus Luiz Meneghel, em Bandeirantes, nesta quarta-feira (10) em protesto pela falta de recursos para manutenção do local, que sofre até com ausência de sabonete e papel toalha nos banheiros.

Segundo a presidente do Centro Acadêmico de Medicina Veterinária, Livea Samara de Almeida, o hospital veterinário está sem raio-x há três anos e outros exames não são mais realizados na universidade desde o ano passado. “O hospital veterinário virou um centro de triagem. A gente atende e sugere o encaminhamento do animal para uma clínica particular”, lamentou.

Outras disciplinas práticas também foram suspensas pela falta de recursos. Alunos de enfermagem deixaram de realizar os estágios na cidade de Cornélio Procópio por causa de problemas no transporte. A universidade estaria com dificuldade para abastecer os veículos e para executar o pagamento dos motoristas.

No curso de agronomia, as máquinas utilizadas pelos alunos também não funcionam sem a manutenção necessária. Além disso, reformas estruturais no prédio do campus estão paradas pela falta de repasses do Estado.

O movimento dos estudantes também tem o apoio dos professores e pode prosseguir até sexta-feira (12). Apenas os funcionários da UENP de Bandeirantes estão trabalhando no local.

A reitora da UENP, Fátima da Cruz Padoan, informou ao portal Bonde que a Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior liberou o repasse de R$ 890 mil após reunião realizada em Curitiba nesta quarta-feira.

“Com esse recurso já é possível resolver a maior parte das pendências”, garantiu a reitora, que ainda aguarda uma segunda parcela do governo estadual para totalizar R$ 1,4 milhão.

Ela ainda justificou que o campus de Bandeirantes “sente mais” por causa dos cursos em período integral que necessitam de outros investimentos, além das aulas tradicionais. “Estamos revendo alguns convênios para retomada de uma gestão mais eficaz, além de continuar com as negociações com o Governo”, disse Fátima, que assumiu a reitoria no final de julho.

24 de julho de 2014
por esmael
5 Comentários

Richa “enrola” para fugir de compromisso com plano de cargos, dizem servidores das universidades

O Governo do Estado usou o tempo e a legislação eleitoral para não apresentar uma contraproposta de PCCS (Plano de Cargos, Carreiras e Salários) dos agentes universitários do Paraná. A opinião é de dirigentes sindicais das IEES (Instituições Estaduais de Ensino Superior), após várias reuniões entre sindicatos e representantes do Governo, com estudo minucioso da proposta de alteração da carreira da categoria, sem que tenha sido apresentada nenhuma contraproposta para a carreira dos servidores.

A SETI (Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior) chegou a instituir um GT (Grupo de Trabalho) em março para fazer os ajustes necessários à  proposta original dos sindicatos. O grupo foi composto por técnicos da SETI, representantes dos Recursos Humanos e sindicatos. No dia 13 de maio, o secretário da SETI, João Carlos Gomes, reuniu-se com os sindicatos e comprometeu-se em negociar a proposta com as demais secretarias do Estado. Já a secretária da SEAP, Dinorah Nogara, comprometeu-se em analisar a proposta e dar uma resposta à  categoria.

Diante desta situação, o Sinteoeste (Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos do Ensino Superior do Oeste do Paraná) solicitou que as Secretarias analisassem a proposta e apresentassem uma contraproposta que atendesse os itens possíveis e estabelecessem, na própria minuta de Lei, um cronograma de implantação das demais reivindicações.

Os sindicatos das IEES tentaram, durante todo o mês de junho, obter uma resposta do Governo. O secretário João Carlos Gomes reuniu-se com os sindicatos somente no dia 02 de julho. Nesse dia, a SETI nos informou que havia uma minuta de Lei proposta pela SETI e SEAP, mas o conteúdo desta minuta não foi apresentado. “O Governo poderia ter apresentado uma contraproposta de alteração do PCCS dos Agentes Universitários até o dia 05 de julho, mas, para nosso descontentamento, a contraproposta não ocorreu”, comenta Gracy Kelly Bourscheid, presidente do Sinteoeste.

Legislação eleitoral

Devido à s eleições deste ano e, segundo a LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal), os governantes estão proibidos de atos que provoquem novos gastos com despesas de pessoal nos 180 dias que antecedem o término da legislatura. “Diante disso somos obrigados a acreditar que o Governo usou o

7 de abril de 2014
por esmael
7 Comentários

Richa recontrata secretário do ensino superior exonerado na sexta

Em menos de 24 horas úteis, João Carlos já está de volta à  Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (SETI); Richa transforma ex-reitor da UEM em secretário por um dia!; fotos de Daniel Castellano/Gazeta do Povo.

Em menos de 24 horas úteis, João Carlos já está de volta à  Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (SETI); Richa transforma ex-reitor da UEM em secretário por um dia!; fotos de Daniel Castellano/Gazeta do Povo.

O governador Beto Richa (PSDB) atendeu aos apelos do ex-reitor da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), João Carlos Gomes, ao reconduzi-lo hoje pela manhã ao cargo de secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. Leia mais

24 de fevereiro de 2014
por esmael
13 Comentários

Universidades ameaçam fechar as portas por causa de cortes de 40% promovidos pelo governo Richa

da Rede Sul Notícias
Os cortes de 40% no orçamento de custeio das universidades estaduais paranaenses pauta encontro entre o reitor da Unicentro (Universidade Estadual do Centro Oeste), Aldo Bona e outros reitores na Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti). A reunião começou à s 14 horas desta segunda feira (24), em Curitiba.

Vamos pedir que esse corte seja revertido porque inviabiliza o funcionamento das universidades. Se a situação não for revertida vamos fechar as portas!, disse o reitor à  Rede Sul de Notícias.

O corte representa para a Unicentro o valor de R$ 4,2 milhões a menos no orçamento de R$ 10,59 milhões, restando, portanto, R$ 6,3 milhões para as despesas que incluem o pagamento de estagiários e terceirizados, bolsa auxílio a estudantes, água, luz, telefone, internet, materiais de consumo e de expediente, entre outras despesas.

Se dessa reunião com o secretário João Carlos Gomes [Seti] não sair uma posição, vamos pedir audiência com a Secretaria da Fazenda e em seguida com o governador Beto Richa, e vamos dizer que, se não houver a reversão desses cortes as universidades não têm condições de continuar com as portas abertas. Não há outra alternativa!.

MEDICINA

Essa situação, porém, não afeta a implantaç