Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

8 de abril de 2018
por Eugênio Aragão
Comentários desativados em Há 3 anos, servidores gritavam “bando de ladrão, vai sair de camburão” na ALEP

Há 3 anos, servidores gritavam “bando de ladrão, vai sair de camburão” na ALEP

Em 08 de abril de 2015, a temperatura voltava a subir no enfrentamento entre os servidores estaduais e os deputados da “bancada do camburão” na Assembleia Legislativa do Paraná. Os servidores ocuparam as galerias da ALEP para a audiência pública que discutiu o confisco da previdência pelo então governador Beto Richa (PSDB). Leia mais

7 de abril de 2018
por Eugênio Aragão
Comentários desativados em Há 3 anos, confisco da previdência dos servidores começava a tramitar na ALEP

Há 3 anos, confisco da previdência dos servidores começava a tramitar na ALEP

No dia sete de abril de 2015, uma terça-feira, o novo projeto de Beto Richa (PSDB) para confiscar o fundo de previdência dos servidores começava a tramitar na Assembléia Legislativa do Paraná. Seria a mais dura disputa do governo e a mais forte resistência dos servidores. Uma guerra que só foi vencida pelo tucano com o uso da força policial, resultando no massacre de 29 de abril de 2015. Leia mais

13 de setembro de 2016
por esmael
24 Comentários

Enio Verri: Venda da Copel e Sanepar é mais um ato autoritário do tucano Beto Richa

enio_richaO deputado Enio Verri (PT-PR), em sua coluna desta terça (13), denuncia o autoritarismo do governador Beto Richa (PSDB) que, por meio de tratoraço na Assembleia Legislativa, aprovou ontem (12), em primeira discussão, venda da Copel e Sanepar.

12 de setembro de 2016
por esmael
36 Comentários

Veja como votou cada deputado na autorização da venda da Copel e Sanepar

tratoraco_votacao_alepA Assembleia Legislativa do Paraná aprovou no final da tarde desta segunda-feira (12), em primeira discussão, por 28 votos a 17, o projeto de lei do governo Beto Richa (PSDB) que autoriza a venda de ações da Copel e da Sanepar. Abaixo, veja como votou cada um dos deputados presentes na sessão:

17 de dezembro de 2015
por admin
11 Comentários

Coluna do Requião Filho: Eduardo Cunha e Beto Richa, desmandos e trapaças

Download áudio Requião Filho

Requião Filho*

Em um momento histórico em que o Brasil deve escolher pela permanência ou pelo afastamento  dos Presidentes do Executivo e da Câmara dos Deputados, a democracia mostra sinais de fragilidade. A crise política e a estagnação econômica  pós-eleitoral revelam inúmeros problemas, dentre eles a dificuldade dos brasileiros em se sentirem representados. Culpa do distanciamento dos partidos e dos políticos perante a sociedade.

Falar o assunto “política” é como tocar na ferida, é como falar daquilo que ninguém aguenta mais ouvir. Nas redes sociais, o ódio tomou conta do senso comum. Motivos não faltam!

O “Malvado Favorito dos Coxinhas” – Eduardo Cunha, por exemplo, enxergou na crise do Executivo, oportunidade perfeita de barganha e chantagem. Situação esta que ficou clara com o pedido de Impeachment da presidente transformado em processo.

Pedido de Impeachment que não possui base legal! Se assim tivesse, o governador Beto Richa já teria sido sumariamente cassado aqui no Paraná, no início deste ano, por conta de suas pedaladas fiscais realizadas após o exercício fiscal. Isto tudo sem contar as estranhas ligações com os auditores fiscais suspeitos de fraude na Receita Estadual, os escândalos pela falta de pagamento de precatórios, apropriação indevida dos fundos previdenciários dos servidores e da Criança e Adolescentes, além da violência contra os professores estaduais no massacre de 29 de abril.

O descontentamento é enorme. As denúncias de corrupção são inúmeras e aparecem estampadas nos telejornais a todo momento. É uma avalanche! Não tem como evitar o surgimento dos “haters” – pessoas que odeiam algo e se utilizam das redes sociais para dissipar este sentimento, puro e simples, sem dó nem piedade, instalando uma rede de ódio que preocupa e coloca em cheque a própria segurança da sociedade.

As forças políticas se esvaem, assim como a crise institucional que cresce e toma conta do país. E falar sobre isso é como caminhar sobre areia movediça o tempo todo! Sim, porque os interesses particulares dos representantes eleitos, na luta pelo poder a qualquer custo, estão se sobrepondo descaradamente aos interesses da Nação, insegura e desprotegida.

A verdade é que a política econômica está absolutamente equivocada e fazendo um arrocho em cima dos mais pobres. É preciso criar um pacto para a retomada do crescimento do Brasil. Se a economia vai mal, não há porque se voltar contra a democracia, mas sim pressionar o governo para mudar a política econômica que está acabando com o país. É preciso lutar pela manutenção do Estado Democrático de Direito, sob pena de passarmos a reviver os anos sombrios da história do Brasil. Há de se prezar pelo cumprimento da Lei, acima de qualquer coisa, e não perder a esperança de se fazer justiça!

Entrei para a política porque acredito que é possível SIM fazer a diferença. E recomendo que mais gente faça isso e se candidate, ao invés de ficar apenas compartilhando suas ideias nas redes sociais.

Es

12 de maio de 2015
por esmael
13 Comentários

Requião Filho quer anular leis aprovadas no “tratoraço” de Richa

O deputado Requião Filho (PMDB) protocola hoje, junto ao Ministério Público do Estado do Paraná, um pedido de providências para reconhecer a inconstitucionalidade formal de duas leis estaduais, aprovadas pela Comissão Geral, sob regime de “tratoraço”, no fim do ano passado, que alteravam a contribuição dos inativos à previdência e as alíquotas de ICMS e IPVA.

Uma destas leis, a nº 18370/2014, alterou as contribuições dos inativos. Porém, por ter sido aprovada pelo “tratoraço”, foi recentemente objeto de uma ação judicial proposta por desembargadores aposentados junto ao Tribunal de Justiça. Na decisão liminar, eles conseguiram suspender a cobrança de 11% na contribuição previdenciária, sob a alegação da inconstitucionalidade da norma, por quebra do devido processo legal.

O desembargador relator, Marcos S. Galliano Daros, entendeu que este regime de Comissão Geral é inaceitável perante a Constituição Federal e que a referida lei estadual teria por obrigação que passar por Comissões competentes, antes de ser colocada em votação na Assembleia Legislativa.

Tendo em vista esta decisão, que aponta a inconstitucionalidade do “tratoraço”, entende-se que ela também invalida qualquer lei que tenha sido aprovada por meio deste regime. Ou seja, pode-se concluir que outras leis impopulares aprovadas pela Comissão Geral, tal qual a nº 18371/2014, que aumentou as alíquotas de ICMS e IPVA, também podem ser consideradas inválidas.

12 de abril de 2015
por esmael
3 Comentários

Há dois meses acontecia a ‘Batalha da Assembleia’; reveja vídeo com imagens exclusivas do confronto

Neste domingo, dia 12 de abril, completa dois meses a ‘Batalha da Assembleia’ cuja vitória foi dos professores e funcionários das 2,1 mil escolas da rede pública. Leia mais

8 de abril de 2015
por esmael
17 Comentários

Ministro do STF recebe bancada dos “superamigos” do PR contra reajuste de Beto Richa no IPVA

Ministro Marco Aurélio de Mello, do STF, recebeu ontem, em Brasília, a bancada paranaense formada pelos "superamigos"; Liga quer anular reajuste de Beto Richa no IPVA.

Ministro Marco Aurélio de Mello, do STF, recebeu ontem, em Brasília, a bancada paranaense formada pelos “superamigos”; Liga quer anular reajuste de Beto Richa no IPVA.

Parte da bancada paranaense no Congresso Nacional, formada pelos “superamigos”, foi ontem à noite ao Supremo Tribunal Federal (STF) encontrar-se com o ministro Marco Aurélio Mello. Leia mais

6 de abril de 2015
por esmael
16 Comentários

Gleisi denuncia no Senado: ‘Richa vai matar micro e pequenas empresas com reajuste no ICMS’; assista

richa_gleisiA senadora Gleisi Hoffmann (PT) fez duras críticas à lei estadual que acabou com a isenção e a redução do ICMS sobre diversos produtos que estavam em vigor desde 2009. Gleisi lembrou que, mediante um “tratoraço”, o governador Beto Richa (PSDB) desfez um grande pacto tributário promovido em 2008, pelo então governador Roberto Requião (PMDB), com todos os contribuintes do Paraná. Essa desfeita do pacto tributário aconteceu no final do ano passado e entrou em vigor exatamente no dia 1º de abril de 2015.

A medida, explicou a senadora, vai provocar o aumento do preço de mais de 95 mil produtos de consumo popular para o consumidor final. Serão afetados alimentos, produtos de higiene pessoal, material escolar, roupas, calçados, eletrodomésticos, automóveis e gás de cozinha, por exemplo.

Segundo Gleisi, alguns produtos estão deixando de ser isentos e passarão a ter tributação de 12% do ICMS. Já o ICMS de outros artigos que era de 12% vai para 18% ou 25%. Além disso, também o imposto da gasolina subiu de 28% para 29%.

“O aumento do ICMS seguramente será repassado aos preços e terá impacto significativo no bolso dos paranaenses. Fala-se na redução de R$ 800 milhões no poder de compra da população em um ano. O peso do tributo estadual em itens como roupas, artigos de higiene pessoal, móveis e eletrodomésticos aumentou 50%. As empresas não têm como absorver essa alta do imposto”, afirmou a senadora.

Para ela, a situação fiscal do estado do Paraná demonstra enormes dificuldades e as ações que vêm sendo tomadas não apontam para qualquer solução a curto e médio prazo.

“São variados, portanto, os exemplos de descalabro administrativo e descontrole absoluto do atual governo paranaense. Não cabe mais, governador Beto Richa, dizer que a culpa é do Governo Federal, é da crise nacional. Está mais que provado que a culpa é da sua administração, da sua ineficiência, da sua ineficácia”, criticou.

Gleisi teme que a irresponsabilidade do atual governo seja sentida negativamente, por muitos anos, na economia paranaense. “Eu não tenho dúvidas de que isso vai acontecer. Nós ainda vamos ter um efeito negativo muito grande na economia do nosso Estado em razão dessas medidas”, avaliou.

Abaixo, assista ao vídeo:

1 de abril de 2015
por esmael
27 Comentários

Sem coração, Richa aumenta preço do prato de comida dos trabalhadores

richa_requiao_gasA partir de hoje, 1º de abril, por determinação do governador Beto Richa (PSDB), caiu a isenção de ICMS para 95 mil produtos – dentre os quais estão gás de cozinha, arroz e feijão – que resultarão no aumento do preço do prato de comida para o trabalhador paranaense. Leia mais

23 de março de 2015
por esmael
10 Comentários

CPIs para investigar endividamento e corrupção no governo Richa poderão ter 19 assinaturas, diz Nereu Moura

O deputado estadual Nereu Moura, líder do PMDB na Assembleia, ao Blog do Esmael, afirmou nesta segunda-feira (23) que a instalação das comissões para investigar o endividamento do Paraná e a corrupção na Receita Estadual de Londrina poderá contar, cada uma delas, com pelo menos 19 assinaturas.

Pelos cálculos do líder peemedebista, os 19 parlamentares que se recusaram a entrar no camburão, naquela fatídica tarde do dia 12 fevereiro, que votaram a favor da educação e contra o tratoraço, quando se pretendia acabar com direitos de professores e servidores públicos a toque de caixa.

“Esses 19 têm o dever moral de assinar as duas CPIs. Há uma intensa campanha nas redes sociais pela criação dessas comissões. Quem travar a investigação, submetendo-se às CPIs laranjas, será marcado para sempre como traidor. Todos estão nos vigiando pelas internet”, alertou.

Moura afirma que são vários fatos novos que surgiram nas últimas horas que ensejariam a instalação das comissões de investigação do governo Beto Richa (PSDB).

O líder do PMDB refere-se à revelação de que uma empresa ligada ao primo do governador Luiz Abi Antoun, preso e identificado pelo Gaeco como chefe da quadrilha, ter doado R$ 100 mil para a campanha de reeleição de Beto Richa.

A segundo fato tem a ver com o helicóptero que fez pouso forçado, em maio de 2011, no Campo de Marte, em São Paulo, depois de decolar do famoso Banco BTG Pactual, investigado agora na Operação Lava Jato cujo presidente, André Esteves, encontra-se preso no Rio.

O deputado Nereu Moura relembra o caso fazendo alguns questionamentos:

1) Beto Richa cumpria agenda oficial em São Paulo?
2) Quem pagou o helicóptero?
3) Qual a necessidade de deslocamento de helicóptero, saindo de um banco privado?
4) Por que o governador estava com duas pessoas, Luiz Abi e outro, que não têm cargo no governo do Paraná?

Com a palavra, o Governador.

A seguir, leia o nome dos 19 deputados que votaram a favor da educação:

Adelino Ribeiro (PSL)
Ademir Bier (PMDB)
Anibelli Neto (PMDB)
Chico Brasileiro (PSD)
Evandro Araújo (PSC)
Gilberto Ribeiro (PSB)
Márcio Pacheco (PPL)
Márcio Pauliki (PDT)
Nelson Luersen (PDT)
Nereu Moura (PMDB)
Ney Leprevost (PSD)
Paranhos (PSC)
Pastor Edson Praczyk (PRB)
Péricles de Mello (PT)
Professor Lemos (PT)
Rasca Rodrigues (PV)
Requião Filho (PMDB)
Tadeu Veneri (PT)
Tercílio Turini (PPS)

Matéria atualizada em 29/11/2015 às 18h.

20 de fevereiro de 2015
por esmael
42 Comentários

No Facebook, 20 mil dizem que irão à s ruas pelo impeachment de Beto Richa

Manifestos contra Beto Richa têm esbanjado bom humor no Paraná. Ontem, no Centro Cívico, entre marchinhas, as Viúvas do Camburão! velaram os 34 deputados governistas que pegaram carona no rabecão da PM, no último dia 12, para votar o

Manifestos contra Beto Richa têm esbanjado bom humor no Paraná. Ontem, no Centro Cívico, entre marchinhas, as Viúvas do Camburão! velaram os 34 deputados governistas que pegaram carona no rabecão da PM, no último dia 12, para votar o “pacote de maldades” do govenador tucano. Neste sábado, à s 14 horas, os paranaenses voltam à s ruas pelo impeachment de Richa. (Foto: Sheila de Oliveira/Facebook).

Amanhã, sábado, dia 21, a partir das 14 horas, a batata do governador Beto Richa (PSDB) volta a assar em pelo menos 3 grandes cidades — Curitiba, Paranaguá e Cascavel !“ onde haverá protestos pelo impeachment do tucano. Leia mais

20 de fevereiro de 2015
por esmael
130 Comentários

Deputado da Bancada do Camburão ‘se cagou nas calças’, revela colunista da Gazeta do Povo

dante_camburaoO colunista Dante Mendonça, do jornal Gazeta do Povo, edição desta sexta (20), relata os momentos tensos vividos pelos deputados da base governista que, semana passada, foram “entulhados” dentro de um camburão da PM para votar o ‘pacote de maldades” do governador Beto Richa.

“… um mal-aventurado passageiro deixou vazar o chorume: Não posso dizer o nome, mas um dos nossos se borrou nas calças!!, disse um parlamentar ao colunista.

O vazamento de chorume (merda, em português claro) foi de medo dos manifestantes, que batiam na lataria e ameaçavam virar o camburão policial.

Dante Mendonça revela ainda que os deputados que integram a “Bancada do Camburão”, como ficaram conhecidos os passageiros daquela curta viagem, fizeram um “pacto malcheiroso”. Ou seja, os 34 deputados que estavam dentro do veículo se comprometeram nunca revelar o nome de quem teria o frouxo intestinal. Nem mesmo sob tortura.

“As mulheres gritavam com uma mão no nariz, outra no celular, enquanto os homens tentavam controlar a náusea”, conta o colunista da Gazeta do Povo.

Ao final do artigo, o colunista questiona com razão: “Quem seria o frouxo do camburão?”.

Leia a íntegra do artigo de Dante Mendonça:

19 de fevereiro de 2015
por esmael
35 Comentários

100 mil vão hoje à s ruas do Paraná contra ‘pacote de maldades’ de Richa

Irresponsavelmente, o governador Beto Richa pretende empurrar outra vez os deputados governistas !“ da Bancada do Camburão !“ para o cadafalso na próxima segunda-feira, dia 23. O tucano desconsidera a correlação de forças das ruas, a exemplo de hoje, quando mais de 100 mil irão protestar contra o

Irresponsavelmente, o governador Beto Richa pretende empurrar outra vez os deputados governistas !“ da Bancada do Camburão !“ para o cadafalso na próxima segunda-feira, dia 23. O tucano desconsidera a correlação de forças das ruas, a exemplo de hoje, quando mais de 100 mil irão protestar contra o “pacote de maldades” que agora será fatiado na Assembleia. O Blog do Esmael transmite a manifestação de educadores e servidores públicos ao vivo, a partir das 10 horas, direto do Palácio Iguaçu, em Curitiba.

O governador Beto Richa (PSDB) decidiu reenviar à  Assembleia Legislativa do Paraná, na segunda-feira, dia 23, o ‘pacote de maldades’ contra os 200 mil servidores públicos. Trata-se dos mesmos projetos polêmicos retirados de pauta na semana passada, depois que grevistas tomaram o parlamento e quase lincharam os deputados estaduais. Leia mais

19 de fevereiro de 2015
por esmael
17 Comentários

Coluna do Requião Filho: Beto Richa, o “sujeito oculto” do pacote de maldades

richa_requiaofilho.jpgRequião Filho*

No português tínhamos o falecido sujeito oculto!. Hoje a nomenclatura é mais chique e o sujeito oculto passou a se chamar sujeito elíptico!, subentendido! ou desinência!. Na política, todavia, contudo, entretanto… O SUJEITO OCULTO está na moda, em especial no nosso Estado do Paraná. Leia mais

18 de fevereiro de 2015
por esmael
16 Comentários

Para atravessar o Rubicão!, Beto Richa precisará demitir os secretários alienígenas! da Fazenda e Educação

Greve dos funcionários públicos do Paraná, puxada pela educação, é uma reação ao

Greve dos funcionários públicos do Paraná, puxada pela educação, é uma reação ao “pacote de maldades” do governo tucano, que confisca a previdência e retira direitos. Os secretários alienígenas! Mauro Ricardo (Fazenda) e Fernando Xavier (Educação) podem dançar! nas próximas horas, caso Beto Richa queira arrefecer movimento nascente pelo impeachment. Enquanto isso, no Centro Cívico, a batata! do governador vai assando e o pau de selfie faz sucesso com a van do Bloco do Camburão!.

O governador Beto Richa (PSDB) vive a pior crise de sua história política cujo desfecho, ainda em curso, selará o destino do segundo mandado no Palácio Iguaçu. Em apenas uma semana, perdeu musculatura que imaginava nunca lhe faltar !“ mesmo com o pacote de maldades e confisco de R$ 8 bilhões da previdência dos funcionários públicos. Leia mais

17 de fevereiro de 2015
por esmael
3 Comentários

Marchinha da Assembleia; assista

camburao_alep_marcha.jpgA “Bancada do Camburão” da Assembleia Legislativa continua a estimular os artistas do Paraná inteiro. Moçada de Curitiba, por exemplo, compôs uma marchinha dedicada aos deputados. Leia mais

17 de fevereiro de 2015
por esmael
12 Comentários

Hermes Leão: Greve na educação do PR vai mobilizar 100 mil na quinta”

O presidente da APP-Sindicato, Hermes Leão, em artigo especial para o Blog do Esmael, informa que a categoria vai mobilizar 100 mil educadores e servidores nesta quinta-feira, dia 19, em atos públicos em mais de 30 cidades do Paraná. Segundo o dirigente da maior entidade sindical do estado, a greve nas 2,1 mil escolas continua até o governo Beto Richa atender à  pauta de reivindicação da categoria.

O presidente da APP-Sindicato, Hermes Leão, em artigo especial para o Blog do Esmael, informa que a categoria vai mobilizar 100 mil educadores e servidores nesta quinta-feira, dia 19, em atos públicos em mais de 30 cidades do Paraná. Segundo o dirigente da maior entidade sindical do estado, a greve nas 2,1 mil escolas continua até o governo Beto Richa atender à  pauta de reivindicação da categoria.

Hermes Leão*

O enfrentamento visto na primeira semana da greve da Educação Pública no Paraná é a resposta da categoria e da sociedade paranaense à s medidas autoritárias que o governo Beto Richa (PSDB) impôs à  educação e ao conjunto dos servidores do estado.
Foram centenas de atos regionais, atos estaduais e ocupações da Assembleia Legislativa. Tal empenho e mobilização dos(as) trabalhadores(as) em educação, em conjunto com diversas categorias dos(as) servidores(as) e movimentos sociais organizados, levou a uma importante vitória: a retirada dos projetos de lei que atacavam as carreiras e a previdência dos servidores. Leia mais

17 de fevereiro de 2015
por esmael
21 Comentários

Em tempos de Fora Richa!, Paraná tem o Carnaval mais politizado da história

carnaval_parana_2015.jpgNunca antes na história do Paraná houve um Carnaval tão politizado como este de 2015.

O governador Beto Richa (PSDB) e os deputados que compõem a base de sustentação do tucano na Assembleia Legislativa, a Bancada do Camburão!, são os alvos preferenciais de foliões em todo o estado. Leia mais

16 de fevereiro de 2015
por esmael
78 Comentários

Coluna do Marcelo Araújo: “Em defesa do secretário Francischini e considerações sobre os camburões”

marcelo_camburao_francischini.jpgMarcelo Araújo*

Camburão tem sido uma das expressões mais usadas em relação aos fatos que permeiam o cenário federal e estadual. Em âmbito federal nos referimos a Operação Lava Jato, na qual uma brilhante vitória foi conseguida pelo defensor de um dos réus que sofre de lombalgia crônica, artrose lombar e escoliose. De posse desses elementos seu cliente obteve o direito de ser transportado no assento da viatura. Leia mais