16 de Fevereiro de 2018
por esmael
Comente agora

Temer autoriza Exército a metralhar no Rio

A intervenção autorizada por Michel Temer, o Vampiro Neoliberalista, dará liberdade plena para o Exército metralhar alvos hostis — leia-se morros — no Rio de Janeiro, como recomendou recentemente Jair Bolsonaro (PSL-RJ) a executivos do mercado financeiro em evento do BTG Pactual. Leia mais

14 de Fevereiro de 2018
por esmael
Comente agora

Jair Bolsonaro jura que não prometeu metralhar a Rocinha: ‘Foi fake news d’O Globo’

O deputado Jair Bolsonaro (PSL-RJ) jura de pés juntos que não prometeu metralhar moradores da favela da Rocinha, como registrou o jornalista Lauro Jardim n’O Globo. Em vídeo publicado nas redes sociais (assista abaixo), o presidenciável acusa o jornal dos Marinho de disseminar fake news contra ele. Leia mais

14 de Fevereiro de 2018
por esmael
Comente agora

Se o morro descer, em caso de prisão do ex-presidente Lula, será em legítima defesa

“STF, se prender Lula o morro vai descer”. Foi o recado estampado numa faixa na entrada da favela da Rocinha, no Rio de Janeiro, no começo deste Carnaval. Dito isto, se o morro realmente descer numa eventual prisão do ex-presidente o fará em legítima defesa. Senão vejamos. Leia mais

12 de Fevereiro de 2018
por esmael
Comente agora

“STF, se prender Lula o morro vai descer”

Nas vésperas de o STF julgar o habeas corpus do ex-presidente Lula, sobre prisão antecipada em caso de condenação na segunda instância, a Rocinha expôs uma faixa na entrada da comunidade com um duro recado: “STF, se prender Lula o morro vai descer”. Leia mais

17 de dezembro de 2015
por esmael
4 Comentários

STF solta banqueiro amigo de tucanos, mas mantém preso senador Delcídio

do Brasil 247

O ministro Teori Zavascki, relator das ações da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF) acolheu argumentos da defesa do ex-banqueiro André Esteves e determinou a soltura do ex-banqueiro.

Zavaski, no entanto, determinou algumas medidas restritivas: ele não poderá voltar à direção do banco BTG, não poderá manter contato com outros investigados na mesma operação, terá que se apresentar a cada 15 dias à Justiça.

Esteves foi preso há algumas semanas porque foi citado pelo senador Delcídio do Amaral em uma conversa em que o parlamentar negociava com familiares do ex-diretor Nestor Cerveró a fuga do ex-diretor da Petrobras para fora do país.

Segundo informação do advogado de Esteves, Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, que acompanha o julgamento na Corte, Esteves poderá ir para casa e não precisará sequer usar tornozeleira.

Na mesma decisão, Teori manteve a prisão do senador Delcídio do Amaral.

30 de novembro de 2015
por esmael
17 Comentários

“Richa começa privatização da Sanepar por Ponta Grossa”, alerta Requião

requiao_sanepar_richaO senador Roberto Requião (PMDB), ao Blog do Esmael, nesta segunda-feira (30), denunciou um plano diabólico do governador Beto Richa (PSDB) para privatizar a Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar). Para o peemedebista, trata-se de mais uma maracutaia do tucano.

A liquidação da Sanepar e da Copel (Companhia Paranaense de Energia) é objetivo perseguido por Richa e seu secretário da Fazenda importado, Mauro Ricardo Costa, conforme este site anotou diversas vezes.

De acordo com Requião, o governador tucano está prorrogando o contrato da empresa de água e esgoto com as prefeituras por mais 30 anos. E essa manobra estaria começando pelo município de Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais, embora o contrato entre Sanepar e aquela cidade vença ainda 2026.

30 de novembro de 2015
por esmael
16 Comentários

BTG Pactual troca de tucano na presidência; homem da privataria substitui Esteves

O economista Pérsio Arida, ex-presidente do Banco Central, resgatado das catatumbas da era Fernando Henrique Cardoso, o FHC, desde ontem (29) substitui o “banqueiro bonzinho” — para os tucanos, é claro – André Esteves na presidência do BTG Pactual.

Na verdade, o banco apenas trocou de sofá ao substituir o “banqueiro bonzinho” por Arida – homem de confiança do PSDB que, nos anos 90, enfiou o Brasil numa recessão braba com índice de desemprego batendo a casa dos 12,2% (o dobro de hoje, por exemplo).

A troca de sofá no BTG ocorreu porque a prisão de Esteves foi convertida ontem pelo Supremo Tribunal Federal (STF) de “temporária” para “preventiva”, que não tem prazo para terminar.

Esteves, que encarnava o “banqueiro bonzinho”, tinha como costume emprestar o helicóptero para o governador Beto Richa (PSDB-PR) e pagou a lua de mel do senador Aécio Neves (PSDB-MG).

Além de presidir o BC, nunca é demais recordar, Pérsio Arida, novo sofá do BTG Pactual, também presidiu o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), instituição do governo federal que financiou a privataria tucana no país.

25 de novembro de 2015
por esmael
22 Comentários

Globo vai mostrar que banqueiro preso é ‘amiguinho’ de longa data dos tucanos Aécio e Richa?

Até as capivaras do tradicional parque Barigui, em Curitiba, sabem que o banqueiro André Esteves, dono do BTG Pactual, é ‘amiguinho’ de longa data dos tucanos Aécio Neves (MG) e Beto Richa (PR).

Em outubro de 2013, o banqueiro pagou as passagens aéreas para a lua de mel do senador mineiro após o casamento com a ex-modelo Letícia Weber. Os noivos partiram para Nova York a expensas do Pactual.

Mas não é só Aécio que tem relação umbilical com Esteves. O governador do Paraná também tem amizade antiga com o dono do BTG Pactual, como mostrou o Blog do Esmael em 2011 (clique aqui). Foi naquele factível dia do quase acidente com o helicóptero. Aqui e aqui também tem mais informações sobre essa ligação.

Agora a pergunta que não quer calar: Globo vai mostrar que André Esteves, preso pela Lava Jato, é amigo dos tucanos Aécio e Richa?

O Blog do Esmael registrou na manhã de hoje que o dono do banco BTG Pactual é considerado um “garoto prodígio” pelos barões da velha mídia, que lhe dedicaram capas e capas de revistas (vide Globo e Veja).

É bom registrar que a mesma emissora de TV, uma concessão pública, irá mostrar que o senador Delcídio Amaral (PT-MS), ex-tucano, é “amigo” do ex-presidente Lula.

Não se trata, porém de defender malfeito, mas sim de deixar claro que a velha mídia tem lado – que é do PSDB.

A Globo pode até dizer que Delcídio é “amigo” de Lula, mas também tem que dizer que Esteves é “amigo” de Richa e Aécio.

25 de novembro de 2015
por esmael
19 Comentários

Banqueiro André Esteves, preso pela Lava Jato, é considerado “garoto prodígio” pelos barões da mídia

A prisão do senador Delcídio Amaral (PT-MS), líder do governo no Senado, na manhã desta quarta-feira (25), é fato inédito na política brasileira, pois é a primeira vez que um parlamentar da Câmara Alta é preso no exercício do mandato.

A Constituição Federal de 1988 prevê no artigo 53, § 2º, a prisão de parlamentares somente em flagrante delito. No caso, Delcídio teria obstruído a Justiça — o que é considerado crime permanente e inafiançável.

Agora, de acordo com o mesmo artigo 53, § 2º da Constituição, o Senado tem que decidir até amanhã se o senador Delcídio Amaral permanece preso ou não.

É bom que fique claro que a prisão do senador petista não ocorreu pela Lava Jato, mas decorreu de uma autorização do STF a pedido do Ministério Público Federal (MPF).

Outro ineditismo nessa fase da Operação da Lava Jato, desencadeada hoje, foi a prisão do banqueiro André Esteves, cujos tentáculos se espalham em diversos negócios e, com certeza, também chegou à Petrobras.

O banqueiro Esteves é considerado “garoto prodígio” pela velha mídia, sobretudo pelos grupos Globo e Abril — que editam as revistas Época e Exame. Ambas as publicações exaltam o “milagre da multiplicação” do  BTG Pactual.

Ainda não se tem a extensão do envolvimento Esteves com a corrupção na estatal de petróleo, mas sabe-se que o banqueiro dono do BTG Pactual tem interesses inclusive no Paraná.

O terceiro ineditismo é a prisão de empreiteiros consagrados internacionalmente, cujos proprietários e diretores ainda se encontram com restrição de liberdade.

16 de setembro de 2015
por esmael
29 Comentários

Garganta Profunda de Londrina: Beto Richa vai privatizar “na mão grande” a Copel e Sanepar; vai ter panelaço?

mauro_sanepar_richaGarganta Profunda de Londrina, principal informante do Blog do Esmael no Palácio Iguaçu, divulga o script do governador Beto Richa (PSDB) para pôr as “mãos peludas” na Copel e na Sanepar. Segundo o nosso Julian Assange das Araucárias, o tucano pretende dar as ações das empresas públicas – sem passar pela Assembleia – em garantia pela suspeitíssima “antecipação de recebíveis” que poderão chegar a R$ 6 bilhões.

“Por esse valor de R$ 6 bilhões o Estado do Paraná vai receber a fabulosa quantia de R$ 3 bi!”, ironiza.

De acordo com o X-9 mais famoso das Américas, que tem acesso fácil ao 3º andar do Palácio Iguaçu, a maracutaia teria sido planejada antes da posse do secretário Mauro Ricardo Costa, titular da Fazenda, indicado para o cargo pelo lobista Luiz Abi Antoun, primo do governador Beto Richa.

No início de fevereiro deste ano, o Blog do Esmael repassou informações sobre a “Paraná Securitização” bem antes do “pacote de maldades” que previa a criação da Companhia Paranaense de Securitização (PRSEC). Essa nova empresa, criada oficialmente no dia 29 de abril, dia do massacre no Centro Cívico, tem o objetivo de liquidar o patrimônio público dos paranaenses, conforme relatou o informante ainda em dezembro de 2014.

A seguir, leia a íntegra do relatório especial de Garganta Profunda de Londrina:

23 de Março de 2015
por esmael
10 Comentários

CPIs para investigar endividamento e corrupção no governo Richa poderão ter 19 assinaturas, diz Nereu Moura

O deputado estadual Nereu Moura, líder do PMDB na Assembleia, ao Blog do Esmael, afirmou nesta segunda-feira (23) que a instalação das comissões para investigar o endividamento do Paraná e a corrupção na Receita Estadual de Londrina poderá contar, cada uma delas, com pelo menos 19 assinaturas.

Pelos cálculos do líder peemedebista, os 19 parlamentares que se recusaram a entrar no camburão, naquela fatídica tarde do dia 12 fevereiro, que votaram a favor da educação e contra o tratoraço, quando se pretendia acabar com direitos de professores e servidores públicos a toque de caixa.

“Esses 19 têm o dever moral de assinar as duas CPIs. Há uma intensa campanha nas redes sociais pela criação dessas comissões. Quem travar a investigação, submetendo-se às CPIs laranjas, será marcado para sempre como traidor. Todos estão nos vigiando pelas internet”, alertou.

Moura afirma que são vários fatos novos que surgiram nas últimas horas que ensejariam a instalação das comissões de investigação do governo Beto Richa (PSDB).

O líder do PMDB refere-se à revelação de que uma empresa ligada ao primo do governador Luiz Abi Antoun, preso e identificado pelo Gaeco como chefe da quadrilha, ter doado R$ 100 mil para a campanha de reeleição de Beto Richa.

A segundo fato tem a ver com o helicóptero que fez pouso forçado, em maio de 2011, no Campo de Marte, em São Paulo, depois de decolar do famoso Banco BTG Pactual, investigado agora na Operação Lava Jato cujo presidente, André Esteves, encontra-se preso no Rio.

O deputado Nereu Moura relembra o caso fazendo alguns questionamentos:

1) Beto Richa cumpria agenda oficial em São Paulo?
2) Quem pagou o helicóptero?
3) Qual a necessidade de deslocamento de helicóptero, saindo de um banco privado?
4) Por que o governador estava com duas pessoas, Luiz Abi e outro, que não têm cargo no governo do Paraná?

Com a palavra, o Governador.

A seguir, leia o nome dos 19 deputados que votaram a favor da educação:

Adelino Ribeiro (PSL)
Ademir Bier (PMDB)
Anibelli Neto (PMDB)
Chico Brasileiro (PSD)
Evandro Araújo (PSC)
Gilberto Ribeiro (PSB)
Márcio Pacheco (PPL)
Márcio Pauliki (PDT)
Nelson Luersen (PDT)
Nereu Moura (PMDB)
Ney Leprevost (PSD)
Paranhos (PSC)
Pastor Edson Praczyk (PRB)
Péricles de Mello (PT)
Professor Lemos (PT)
Rasca Rodrigues (PV)
Requião Filho (PMDB)
Tadeu Veneri (PT)
Tercílio Turini (PPS)

Matéria atualizada em 29/11/2015 às 18h.

17 de Março de 2015
por esmael
25 Comentários

Primo de Richa preso por corrupção protestou domingo contra Dilma

Acidente de helicóptero em maio de 2011 denuncia a proximidade dos primos Beto Richa e Luiz Abi, preso ontem por fraude em licitação do governo do Paraná. No domingo 15, o lobista Abi saiu às ruas para protestar contra Dilma e o PT, em marcha organizada por tucanos e correligionários de Ratinho Júnior. O primo do governador caiu preso 24 horas depois sob a acusação de corrupção.

Acidente de helicóptero em maio de 2011 denuncia a proximidade dos primos Beto Richa e Luiz Abi, preso ontem por fraude em licitação do governo do Paraná. No domingo 15, o lobista Abi saiu às ruas para protestar contra Dilma e o PT, em marcha organizada por tucanos e correligionários de Ratinho Júnior. O primo do governador caiu preso 24 horas depois sob a acusação de corrupção.

O lobista Luiz Abi, primo do governador Beto Richa (PSDB), preso ontem (16) em Curitiba pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), saiu às ruas no domingo 15 para protestar contra o governo “corrupto” da presidenta Dilma Rousseff (PT). Leia mais

18 de Fevereiro de 2015
por esmael
16 Comentários

Para atravessar o Rubicão!, Beto Richa precisará demitir os secretários alienígenas! da Fazenda e Educação

Greve dos funcionários públicos do Paraná, puxada pela educação, é uma reação ao

Greve dos funcionários públicos do Paraná, puxada pela educação, é uma reação ao “pacote de maldades” do governo tucano, que confisca a previdência e retira direitos. Os secretários alienígenas! Mauro Ricardo (Fazenda) e Fernando Xavier (Educação) podem dançar! nas próximas horas, caso Beto Richa queira arrefecer movimento nascente pelo impeachment. Enquanto isso, no Centro Cívico, a batata! do governador vai assando e o pau de selfie faz sucesso com a van do Bloco do Camburão!.

O governador Beto Richa (PSDB) vive a pior crise de sua história política cujo desfecho, ainda em curso, selará o destino do segundo mandado no Palácio Iguaçu. Em apenas uma semana, perdeu musculatura que imaginava nunca lhe faltar !“ mesmo com o pacote de maldades e confisco de R$ 8 bilhões da previdência dos funcionários públicos. Leia mais