Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

2 de março de 2015
por esmael
18 Comentários

“Escolas estão 100% em greve no Paraná”, diz presidente da APP-Sindicato

Diretor da Escola Estadual Nossa Senhora da Salete, no bairro Bacacheri, em Curitiba, furou a greve hoje pela manhã com o objetivo de fornecer imagens para jornais e TVs alinhados ao governador Beto Richa; tucano comanda pessoalmente guerra ideológica e midiática contra professores e funcionários de escola em greve. "As escolas estão 100% em greve no Paraná", assegura Hermes Leão, presidente da APP-Sindicato; na quarta-feira, dia 4, categoria espera reunir 20 mil na assembleia que acontecerá no estádio do Paraná Clube, na capital.

Diretor da Escola Estadual Nossa Senhora da Salete, no bairro Bacacheri, em Curitiba, furou a greve hoje pela manhã com o objetivo de fornecer imagens para jornais e TVs alinhados ao governador Beto Richa; tucano comanda pessoalmente guerra ideológica e midiática contra professores e funcionários de escola em greve. “As escolas estão 100% em greve no Paraná”, assegura Hermes Leão, presidente da APP-Sindicato; na quarta-feira, dia 4, categoria espera reunir 20 mil na assembleia que acontecerá no estádio do Paraná Clube, na capital.

O presidente da APP-Sindicato, Hermes Leão, especial para o Blog do Esmael, na manhã desta segunda-feira (2), fez um balanço sobre o 21!º dia de greve dos professores e funcionários de escolas no Paraná. Segundo o dirigente, “100% das escolas amanheceram fechadas! atendendo ao pedido do sindicato. Leia mais

1 de março de 2015
por esmael
47 Comentários

Sob cerco no Paraná, perde força no país o movimento anti-Dilma

à€s vezes é preciso recorrer à  História para que percebamos a importância estratégica do Paraná na geopolítica brasileira. Voltemos a 1894, na cidade da Lapa, onde forças republicanas e legalistas, os pica-paus, resistiram heroicamente 26 dias à  ofensiva militar dos maragatos (os federalistas) que tentavam derrubar a nascente República. Os defensores não tinham munição nem homens suficientes para conter os atacantes. O tempo de resistência foi imprescindível para que o presidente Marechal Floriano Peixoto reunisse força para combater os golpistas de antanho.

Outro episódio histórico, agora em 1930, também passou pelo no Paraná: a revolução comandada por Getúlio Vargas, que pôs fim à  República Velha, rompeu com o modelo agrário e semi-escravista para iniciar o processo de industrialização do país. O comboio getulista permanecera estacionado no município de Ponta Grossa, Campos Gerais, à  medida que as tropas revolucionárias avançavam rumo a São Paulo.

Nos dois fatos acima, o Paraná teve participação preponderante e decisiva. No primeiro, conteve o avanço de golpistas contra a República. No segundo, 36 anos depois, deu passagem para o sepultamento da envelhecida República.

Novamente, em 2015, o Paraná se posiciona contra golpismo contra a presidenta Dilma Rousseff (PT). Armou uma trincheira anti-PSDB em todos os 399 municípios.

Surge aqui no estado um movimento pelo impeachment do governador Beto Richa (PSDB). Mesmo que legalmente não prospere o impedimento, a pressão das ruas serve como antídoto para o tapetão tucano e a palavra de ordem pelo retorno dos militares ao poder.

O movimento de massas paranaense assusta o tucanato local e nacional, pois, de acordo com o próprio senador Aécio Neves (PSDB-MG), em contato com o governador Beto Richa (PSDB), pode atrapalhar em todo o país as manifestações de 15 de março contra Dilma.

Até mesmo a greve dos caminhoneiros estancou-se por aqui, na região Sul. Os bloqueios de rodovias estão agora restritos ao Rio Grande do Sul e Santa Catarina, pois, não consegue avançar para outros estados. Perdeu força porque se trata de um locaute (paralisação organizada por empresas), que afeta o suprimento dos cidadãos e a economia das localidades. Trata-se de um movimento contra Dilma, organizado por forças ligadas ao PSDB e setores do empresariado e do agronegócio mais atrasados.

A questão do pedágio cuja tarifa é a maior do país, permitida por Beto Richa, arrefece o ânimo do protesto dos caminhoneiros contra Dilma. Pelo contrário. Várias carretas foram vistas nas estradas com a inscrição Fora Richa!. Além disso, conjunturalmente, o governador tucano aplicou nos paranaenses tarifaços no IPVA, no ICMS de 95 mil produtos e nas contas de água e luz.

A greve dos educadores entrou hoje no vigésimo dia, sem que o tucano consiga sair dela. As manifestações de professores e funcionários de escolas transformaram em pó, em um mês, a musculatura que Richa conquistou na reeleição. Outras categorias do serviço público também estão paralisadas, enfim, o modelo do PSDB é o modelo do próprio inferno no Paraná e ninguém quer essa maldade para os brasileiros. Nem para o mais ferrenho inimigo.

28 de fevereiro de 2015
por esmael
3 Comentários

Atenção professor! Quer aumentar o salário? Pergunte a eles como

Eduardo Cunha (PMDB-RJ), presidente da Câmara; Ademar Traiano (PSDB), presidente da Assembleia Legislativa do Paraná; Ivan Bonilha, presidente do Tribunal Faz de Conta; e governador Beto Richa (PSDB).

Eduardo Cunha (PMDB-RJ), presidente da Câmara; Ademar Traiano (PSDB), presidente da Assembleia Legislativa do Paraná; Ivan Bonilha, presidente do Tribunal Faz de Conta; e governador Beto Richa (PSDB).

Enquanto o governador Beto Richa (PSDB) insiste em seu pacote de maldades, que mexe em direitos e conquistas do magistério e dos servidores públicos, a Assembleia Legislativa aumenta em 18% a verba dos gabinetes dos deputados estaduais. O valor para a contratação de 23 comissionados saltará dos atuais R$ 78.525 mensais para R$ 92,6 mil (em cada um dos 54 gabinetes). Leia mais

27 de fevereiro de 2015
por esmael
49 Comentários

Repercute “internacionalmente” a greve da educação contra Richa; assista

richa_alpe_hermes.jpgVirou piada as novas promessas que o governador Beto Richa (PSDB) fez esta semana com o objetivo de desmobilizar a greve dos professores nas universidades e escolas, funcionários de órgãos do serviço público. A paralisação da educação, comandada pela APP-Sindicato, completou hoje 19 dias. Leia mais

27 de fevereiro de 2015
por esmael
41 Comentários

Congressistas formam “Frente Contra o Confisco da Previdência” pelo governador Beto Richa

frente_previdencia_pr.jpgA velha mídia pouca importância deu esta semana à  batalha contra o confisco de R$ 8 bilhões, pelo governador Beto Richa (PSDB), da poupança previdenciária dos servidores públicos do Paraná. Coincidência ao “sumiço” do tema dos veículos de comunicação locais, o tucano repentinamente reapareceu à s páginas e telejornais. Mais uma coincidência: o Palácio Iguaçu vai torrar R$ 15 milhões em propaganda somente no mês de abril para o combate ideológico contra os grevistas.

Mas há luz no fim do túnel. No Congresso Nacional, parte da bancada paranaense foi na terça (24) ao ministro da Previdência Social, Carlos Eduardo Gabas, para consultar o mérito e a legalidade da proposição do governador do Paraná sobre a utilização do fundo da Paranáprevidência. Richa quer utilizar R$ 8 bilhões dos servidores para cobrir rombo no caixa.

Formaram a Frente em Defesa da Previdência do Paraná a senadora Gleisi Hoffmann (PT), o senador Roberto Requião (PMDB) e os deputados federais Christiane Yared (PTN), Enio Verri (PT), Toninho Wandscheer (PT), Zeca Dirceu (PT), Aliel Machado (PCdoB) e João Arruda (PMDB). Os parlamentares solicitaram ao ministro um parecer com uma análise preventiva sobre a proposição que faz a fusão de fundos previdenciários do Estado, extinguindo o Fundo da Paranáprevidência.

A tendência é que o Ministério da Previdência diga “NàƒO” ao confisco dos R$ 8 bilhões do fundo previdenciário dos funcionários públicos paranaenses. Segundo os integrantes da Frente, se Richa pôr a mão no dinheiro dos servidores os prefeitos também seriam estimulados a fazer o mesmo.

27 de fevereiro de 2015
por esmael
73 Comentários

Richa à  Folha de S. Paulo: “Não falei que não ia mexer na Previdência”

do Brasil 247
Com o segundo maior deficit de 2014 do País e uma dívida de R$ 1,5 bilhão com fornecedores, governador do Paraná, Beto Richa (PSDB) nega má gestão e diz que endividamento foi ato de coragem:

“O que interessa para a população são as obras. As dívidas, nós vamos administrando”, declarou em entrevista à  Folha de S. Paulo.

Questionado sobre possível estelionato eleitoral para se reeleger, ele diz: “Mas ninguém me perguntou se eu ia mexer na previdência”; pacote de ajustes financeiros do tucano prevê a retirada de R$ 8 bilhões do fundo previdenciário destinado ao pagamento dos aposentados e pensionistas e que passaria ao caixa único do governo.

Ele atribui a situação no Estado à  economia do País: “O Paraná não é uma ilha. No ano passado, nosso orçamento não se confirmou, porque foi baseado em projeções e expectativas anunciadas pela própria presidente. “A economia está aquecendo, vai crescer 5%…” Não houve isso’.

Abaixo, leia a íntegra da entrevista de Beto Richa:

ENTREVISTA BETO RICHA (PSDB)

O que interessa à  população são as obras
GOVERNADOR DIZ QUE INTERVENà‡à•ES NECESSàRIAS NO PR O LEVARAM A GASTAR MAIS DO QUE DEVERIA

ESTELITA HASS CARAZZAI
DE CURITIBA

à€ frente de uma grave crise financeira e alvo de greves e protestos, o governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), assumiu, em entrevista à  Folha, que gastou mais do que deveria, mas diz que foi por “coragem” de fazer as obras de que o Estado precisava.

“O que interessa para a população são as obras. As dívidas, nós vamos administrando”, declarou.

O Paraná foi o Estado com o segundo maior deficit em 2014, atrás apenas do Rio.

Após a reeleição, Richa atrasou o pagamento de férias, cortou funcionários da educação e aumentou impostos, além de propor cortar benefícios dos servidores.

O governo deve R$ 1,5 bilhão a fornecedores. Acusado por fornecedores de má gestão, Richa nega e culpa o desempenho econômico do país.

Folha – O Paraná enfrenta uma crise. Gastou mais que arrecadou e teve um deficit bilionário. Faltou planejamento?

Beto Richa – Houve planejamento, sim. O Paraná hoje é muito melhor que antes. E as dívidas, estamos administrando. O que interessa para a população são as obras.

Quando eu assumi, herdei R$ 4,5 bilhões de dívidas. Contratei 10 mil policiais, 23 mil professores, recuperei perdas salariais, fiz obras em todos os municípios.

Sim, atrasamos o terço de férias, a rescisão dos professores. Mesmo assim, é preferível isso do que faltar professor em sala de aula ou não ter policial na rua. Tirei o problema dos paranaenses e trouxe para mim. Vou fazer essa obra, vou contratar policiais. Depois resolvemos a situação. Os problemas foram pontuais. Para a população, foi vantajoso.

Foi imprudência ter gasto mais do que havia em caixa?

Não, não foi. Foi coragem. Pergunte lá em Londrina: a maior reivindicação era a duplicação da PR-445. Uma obra de R$ 100 milhões. Os técnicos me disseram: “Essa obra é cara, vai ser difícil…” Aí eu peitei. Vamos fazer.

Uma parte já foi inaugurada. O segundo trech

24 de fevereiro de 2015
por esmael
26 Comentários

Câmaras de vereadores de Toledo e Guarapuava também aprovam moção de repúdio a Beto Richa

Vereadores dos municípios de Toledo (esquerda) e Guarapuava (direita), por goleada, aprovaram ontem moção de repúdio a Beto Richa, apoio aos funcionários públicos em greve e à  criação de uma CPI na Assembleia. Semana passada, as câmaras de Londrina e Colombo fizeram o mesmo. Os vereadores da capital, até agora, nada falaram sobre o caos provocado pelo governo tucano no Paraná.

Vereadores dos municípios de Toledo (esquerda) e Guarapuava (direita), por goleada, aprovaram ontem moção de repúdio a Beto Richa, apoio aos funcionários públicos em greve e à  criação de uma CPI na Assembleia. Semana passada, as câmaras de Londrina e Colombo fizeram o mesmo. Os vereadores da capital, até agora, nada falaram sobre o caos provocado pelo governo tucano no Paraná.

O governador Beto Richa (PSDB) já é considerado oficialmente persona non grata em mais dois grandes municípios do Paraná. Ontem à  noite (23), as câmaras municipais de Toledo, no Oeste, e Guarapuava, Centro Sul, aprovaram por “goleada” moções de repúdio ao ‘pacote de maldades’ do tucano e apoio à  criação de uma CPI na Assembleia para investigar o endividamento do estado. Leia mais

23 de fevereiro de 2015
por esmael
41 Comentários

Ao vivo: Assembleia Legislativa do PR

alep_acampamento.jpgO Blog do Esmael, em parceria com a TV 15, transmite ao vivo a sessão da Assembleia Legislativa do Paraná.

Professores e funcionários de escolas em greve receberão reforço de outras categorias do serviço público, também paralisadas, para ocupar novamente hoje à  tarde, a partir das 14h30, as galerias da Casa.

Sessão encerrada à s 16h40. Transmissão da TV 15 terminada à s 17h22.

Veja como foi a sessão de hoje:

23 de fevereiro de 2015
por esmael
23 Comentários

Requião Filho pede informações sobre ‘supersalários’ no secretariado de Richa

requiao_supersalarios.jpgO deputado estadual Requião Filho (PMDB), nesta segunda-feira (23), no plenário da Assembleia Legislativa, vai apresentar um pedido de informações sobre os ‘supersalários’ dos secretários da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, e da Educação, Fernando Xavier.

Segundo o parlamentar peemedebista, há suspeita que o titular da Educação, cuja origem é o grupo educacional privado Positivo, tem assento em dez conselhos administrativos em empresas públicas do Paraná, o que lhe garantiria salário superior a R$ 110 mil ao mês.

Xavier foi alçado em fevereiro à  presidência do Conselho de Administração da Copel (Companhia Paranaense de Energia), um dos penduricalhos que reforçam o salário de R$ 23,6 mil como secretário da Educação.

Na mesma toada, o secretário da Fazenda, que defende com unhas e dentes o corte de salários e benefícios [dos outros], também conseguiu uma teta no Conselho de Administração da estatal de energia. Requião Filho acredita que ele, Mauro Ricardo, e o secretário da Educação, cada, estejam pendurados em pelo menos mais 9 cabides.

23 de fevereiro de 2015
por esmael
33 Comentários

Educadores em greve prometem hoje novo cerco à  Assembleia Legislativa

alep_app.jpgProfessores e funcionários de escolas em greve receberão reforço de outras categorias do serviço público, também paralisadas, para ocupar novamente hoje à  tarde, a partir das 14h30, as galerias da Assembleia Legislativa do Paraná.

Funcionários do Detran, das secretaria da Agricultura e da Saúde, das universidades estaduais, caminhoneiros que lutam contra o pedágio mais caro do mundo e o IPVA mais caro do país, e, amanhã, os trabalhadores Justiça engrossam o movimento paredista.

Os educadores estão acampados em barracas na Praça Nossa Senhora do Salete, no Centro Cívico, desde o último dia 9 de fevereiro, diante do impasse provocado pelo governo Beto Richa (PSDB), que insiste no parcelamento do calote e no desmonte das escolas da rede pública.

Desde o último dia 12, o governador tucano escafedeu-se das mídias sociais e do Palácio Iguaçu. Ninguém sabe sobre seu paradeiro, mas, enquanto isso, o Centro Cívico fervilha.

14 de fevereiro de 2015
por esmael
61 Comentários

Francischini Filho sobre o PT: “Bando de vagabundo, filhos da puta”; assista

Francischini_versus_PT.jpgPelo WhatsApp, rede social preferida da direita desde as eleições passada, o deputado federal licenciado Fernando Francischini (SD), secretário de Segurança Pública no governo Beto Richa (PSDB), do Paraná, apresenta a demanda do filho, deputado estadual pelo partido que preside: “Felipe Francischini responde à  montagem de vídeo feita pela “vagabundagem do PT” infiltrada na Assembleia. Requião NàƒO tem razão!”, atirou. Leia mais

13 de fevereiro de 2015
por esmael
84 Comentários

Conheça os deputados da ‘Bancada do Camburão’ na Assembleia

Foto: Carolina Pompeo/Gazeta do Povo.

Foto: Carolina Pompeo/Gazeta do Povo.

Sob o clima de tensão, parte dos parlamentares chegou ontem (12) à  Assembleia Legislativa do Paraná dentro de um “caverão” da Polícia Militar, na companhia do secretário de Segurança Pública, Fernando Francischini. Após os primeiros estrondos, porém, eles decidiram encerrar a sessão que votaria o polêmico projeto do governo. Leia mais