20 de Abril de 2018
por editor
Comente agora

Há 3 anos, Gleisi denunciava o confisco da previdência dos servidores por Richa

No dia 20 de abril de 2015, uma segunda-feira no meio do feriadão de Tiradentes, a Senadora Gleisi Hoffmann (PT) publicava um artigo em sua coluna semanal aqui no Blog do Esmael sobre a tentativa de confisco da previdência dos servidores. O então governador Beto Richa (PSDB) atropelou o debate democrático com o regime de urgência na Assembleia Legislativa (ALEP). Restava o debate pela imprensa. Leia mais

25 de Abril de 2016
por esmael
10 Comentários

Professores reavivam massacre

29abril“Ele tentou nos enterrar, mas não sabia que éramos sementes”. Esta é a mensagem de um outdoor espalhado pela APP-Sindicato nos quatro cantos do Paraná para lembrar um ano do massacre de 29 de abril de 2015.

12 de Fevereiro de 2016
por esmael
17 Comentários

Um ano depois ainda se pergunta: quem seria o frouxo do camburão?

Até os dias atuais, servidores públicos e a frente política paranaense não esqueceram nem perdoaram os integrantes da “Bancada do Camburão”. Onde eles passam, como se fosse uma reação fisiológica do povo, como respirar, por exemplo, são vaiados e expulsos dos locais pela ira santa. Esses deputados ainda sequer conseguiram “deputar”, pois não têm certeza se podem ir à esquina comprar pão ou tomar um inocente cafezinho na tradicional Boca Maldita, em Curitiba.

Foi hilário e trágico o surgimento da “Bancada do Camburão”, há exato um ano, na Assembleia Legislativa do Paraná, com direito a valsa dançada pelo então secretário da Segurança, Fernando Francischini (SD), com um professor que protestava contra o confisco da poupança previdenciária dos servidores públicos do estado.

Assista ao vídeo

Além desses fiascos iniciais, onde três dezenas de parlamentares tentavam enganar os manifestantes entrando pelos fundos na Assembleia amparados por robustos policiais militares, também houve um deputado que se cagou nas calças no curto trajeto entre o “Chapéu Pensador” – um gabinete secreto do governador Beto Richa (PSDB) – e o Centro Cívico.

Assista ao vídeo

A revelação coube ao colunista Dante Mendonça, colunista do blog Gazeta do Povo, que, para frustração de muitos paranaenses, não declinou o nome da Excelência com frouxos intestinais. Houve um “pacto malcheiroso” dos passageiros do camburão naquele dia 12 de fevereiro de 2015 para viesse à tona o nome do cagão. Mas, para deleite de todos, até hoje se pergunta: quem seria o frouxo do camburão?

Independentemente de quem tenha sido o frouxo daquela ocasião, o fato mais danoso é que mesmo depois da vergonhosa submissão – e decisão – que fez 34 deputados entrarem no caveirão da PM, esses mesmos parlamentares continuaram fazendo cagadas bovinas na Casa de Leis. Votaram tratoraços, pacotaços que aumentavam ICMS, IPVA, confisco da previdência, enfim, dentre outras maldades arquitetadas no Palácio Iguaçu.

Até os dias atuais, servidores públicos e a frente política paranaense não esqueceram nem perdoaram os integrantes da “Bancada do Camburão”. Onde eles passam, como se fosse uma reação fisiológica do povo, como respirar, por exemplo, são vaiados e expulsos dos locais pela ira santa. Esses deputados ainda sequer conseguiram “deputar”, pois não têm certeza se podem ir à esquina comprar pão ou tomar um inocente cafezinho na tradicional Boca Maldita, em Curitiba.

A seguir, veja quais sãos os deputados que compõem a “bancada do camburão” na Assembleia:

 – Ademar Traiano (PSDB)
– Alexandre Curi (PMDB)
– Alexandre Guimarães (PSC)
– André Bueno (PDT)
– Artagão Jr. (PMDB)
– Bernardo Ribas Carli (PSDB)
– Claudia Pereira (PSC)
– Cobra Repórter (PSC)
– Cristina Silvestri (PPS)
– Dr. Batista (PMN)
– Elio Rusch (DEM)
– Evandro Jr. (PSDB)
– Felipe Francischini (SD)
– Fernando Scanavaca (PDT)
– Francisco Bührer (PSDB)
– Guto Silva (PSC)
– Hussein Bakri (PSC)
– Jonas Guimarães (PMDB)
– Luiz Carlos Martins (PSD)
– Luiz Claudio Romanelli (PMDB)
– Marcio Nunes (PSC)
– Maria Victoria (PP)
– Mauro Moraes (PSDB)

29 de setembro de 2015
por esmael
9 Comentários

Para nunca esquecer os 31 deputados da “bancada do camburão”

camburao_previdenciaHoje faz cinco meses o massacre do Centro Cívico, ordenado pelo governador Beto Richa (PSDB), quando se votava o ‘pacote de maldades 2’ que confiscou R$ 8 bi da poupança previdenciária dos professores e servidores públicos do Paraná.

Coincidentemente, a mesma Assembleia Legislativa vota nesta terça-feira (29) o “pacote de maldades 3” que aumenta impostos e reforça o Caixa Único (CU) do tucano.

O Blog do Esmael, em parceria com a TV 15, a partir das 14h30, transmite ao vivo a sessão desta tarde para o Brasil e o mundo.

O governador Beto Richa espera hoje contar com os 31 deputados da “bancada do camburão”, isto é, parlamentares que sistematicamente votam com o Palácio Iguaçu.

Na hora do voto, o PSC de Ratinho Júnior, a maior bancada com 12 deputados, é o fiel da balança na definição das sacanagens.

Para nunca esquecer, o Blog do Esmael relembra o nome dos deputados que votaram a FAVOR do ‘confisco da poupança previdenciária’ e dos que votaram CONTRA o confisco na sessão extraordinária de 29/04 – o Dia do Massacre.

A seguir, veja quais sãos os 31 deputados que compõem a “bancada do camburão” na Assembleia:

21 de setembro de 2015
por esmael
5 Comentários

Para nunca esquecer os 31 deputados da “bancada do camburão”

camburao_richaA Assembleia Legislativa do Paraná retoma nesta segunda-feira (21) os debates sobre o “pacote de maldades” do governador Beto Richa (PSDB). O tucano espera contar com 31 deputados da “bancada do camburão”, isto é, parlamentares que sistematicamente votam com o Palácio Iguaçu.

Na hora do voto, o PSC de Ratinho Júnior, a maior bancada com 12 deputados, é o fiel da balança na definição das sacanagens.

Hoje, os deputados discutirão novo aumento de impostos; corte de repasses a prefeituras; fim da eleição para diretor e privatização das escolas públicas; privatização da Copel e Sanepar (audiência pública às 17h).

O Blog do Esmael, em parceria com a TV 15, a partir das 14h30, transmite a sessão desta tarde ao vivo para o Brasil e o mundo.

Para nunca esquecer, o Blog do Esmael relembra o nome dos deputados que votaram a FAVOR do ‘confisco da poupança previdenciária’ e dos que votaram CONTRA o confisco na sessão extraordinária de 29/04 – o Dia do Massacre.

A seguir, veja quais sãos os 31 deputados que compõem a “bancada do camburão” na Assembleia:

20 de setembro de 2015
por esmael
34 Comentários

PSC de Ratinho Júnior é o fiador dos “pacotes de maldades” de Beto Richa na Assembleia Legislativa

ratinho_juniorOs deputados estaduais deverão ter mais uma semana tensa, pois iniciarão os debates acerca do “pacote de maldades 3” enviado à Assembleia pelo governador Beto Richa (PSDB). O Blog do Esmael, em parceria com a TV 15, a partir das 14h30, vai transmitir ao vivo para o Brasil e o mundo a sessão desta segunda-feira (21).

As novas medidas do tucano elevam outra vez impostos e realizam cortes de R$ 400 milhões para prefeituras e judiciário. Além disso, autoritariamente, confisca o voto direito na eleição para diretor e propõe a privatização das escolas. Também estão na ‘alça de mira’ a Copel e Sanepar, que deverão ser privatizadas (doadas) em troca de “antecipação de recebíveis” para o Caixa Único (CU) do governo do estado.

As maldades do “Carniceiro do Centro Cívico” têm reprovação de partidos, do empresariado todo e até de parlamentares governistas (vide Plauto Miró, do DEM). Na sexta-feira (18), os “coxinhas” da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep) vaiaram demoradamente o governo do PSDB.

O governador Beto Richa só conseguirá aprovar mais essas barbaridades com os 12 votos da bancada do PSC, partido de Ratinho Júnior, secretário do Desenvolvimento Urbano (SEDU). O moço, assim como o chefe, está de olho no Senado em 2018.

4 de setembro de 2015
por esmael
30 Comentários

AGU emite parecer favorável à inconstitucionalidade do confisco da ParanáPrevidência

Entrou água no chope do governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), neste feriadão da Pátria, pois o Advogado-Geral da União (AGU), Luís Adams, emitiu parecer considerando inconstitucional o confisco da poupança previdenciária dos servidores públicos do Paraná (abaixo, leia a íntegra do documento).

De acordo com o parecer, o artigo 2°, inciso II e III, da Lei n° 18.469, aprovada pela Assembleia Legislativa do Paraná na fatídica sessão do dia 29 de abril, é inconstitucional porque fere o artigo 40 da Constituição Federal.

Segundo Adams, o confisco de recursos da ParanáPrevidência viola a Carta ao deixar vulnerável o direito fundamental à previdência social aos servidores públicos do Paraná.

O artigo em questão diz respeito à transferência de 35 mil servidores para o fundo previdenciário, desobrigando o Estado de bancar cerca de R$ 140 milhões por mês, valor esse que o governo Richa agora distribui no “Pacote de Maldades 3”.

A manifestação da AGU se deveu à uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIn), no Supremo Tribunal Federal (STF), cujo relator é o ministro Marco Aurélio Mello.

A ADIn foi perpetrada em junho pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) e assinada por 8 sindicatos de servidores estaduais: APP-Sindicato, Sindijus/PR, Sindiprol/Aduel, Sindisaude, Sinteemar, Sinteoeste, Sintestpo e Sindiseab.

“Esperamos que o ministro Marco Aurélio siga o parecer e determine o cancelamento imediato da ‘retirada’ dos recursos da ParanáPrevidência. Isso demonstra que a nossa luta não foi e não é em vão. O governo anuncia pacote de bondades esfolando o nosso couro com a retirada de direitos, cancelamento de licenças, de formação e de recursos da nossa previdência além de não conceder o reajuste da inflação durante 18 meses”, comemorou a APP-Sindicato.

Leia a íntegra do parecer da AGU pela inconstitucionalidade do confisco da poupança previdenciária dos servidores públicos do Paraná:

http://www.esmaelmorais.com.br/wp-content/uploads/2015/09/Parecer_AGU.pdf

4 de setembro de 2015
por esmael
7 Comentários

Richa requenta promessas não cumpridas no “Pacote de Maldades 3”

richa_caloteiroO Blog do Esmael identificou ao menos 13 itens requentados no “Pacote de Maldades 3” anunciado ontem (3) pelo governador Beto Richa (PSDB). Ao todo, o tucano divulgou 18 pontos para “reaquecer” a economia paranaense. Leia mais

24 de agosto de 2015
por esmael
4 Comentários

Professores marcham sábado para lembrar 4 meses do massacre no Centro Cívico

A APP-Sindicato realizará neste sábado, dia 29 de agosto, às 8h da manhã, uma assembleia da categoria na Praça Santos Andrade (UFPR), em Curitiba, em seguida, todos marcharão até a o Centro Cívico para dizer ao governador Beto Richa (PSDB): violência nunca mais.

O movimento contará com apoio e presenças de professores, funcionários, alunos e pais em tradicional marcha na defesa da educação pública e para repudiar a violência. O Blog do Esmael, em parceria com a TV 15, vai transmitir o protesto ao vivo para o Brasil e o mundo.

A assembleia e a marcha acontecerão no dia 29, exatamente quatro meses após o massacre ter se repetido como tragédia. Em abril, 213 pessoas ficaram feridas depois que Beto Richa autorizou a polícia usar de violência contra educadores que lutavam contra o confisco de R$ 8 bilhões da aposentadoria do funcionalismo público.

Na semana passada, o deputado Fernando Francischini (SD), secretário da Segurança no massacre, em entrevista à TV 15 e ao Blog do Esmael, prometeu revelar em breve o “verdadeiro mandante” da covardia contra os professores no Centro Cívico.

A APP também promete relembrar a violência do governo de Alvaro Dias, em 1988. Na época, foram dezenas de feridos; em 2015, centenas. “A história se repetiu como tragédia”, diz a entidade representativa do magistério paranaense.

“Sabe por que eu sou aposentada e continuo militando? Porque eu acredito em um mundo mais justo. O que aconteceu este ano foi muito pior que 88, a gente não pode parar”, conta a professora Maria Adelaide ao sintetizar os ideais da luta da APP-Sindicato.

11 de agosto de 2015
por esmael
3 Comentários

Te cuida, Richa: PCdoB quer incluir agentes públicos na tipificação dos crimes de terrorismo

jandira_massacre_richa

A bancada do PCdoB na Câmara do Deputados apresentou uma emenda ao projeto de lei antiterror (PL 2016/15) para incluir nas tipificações de crimes de terrorismo ações praticadas por agentes públicos, como policiais, guardas, e até gestores.

Se aprovada a emenda e o projeto, ações como a do governador Beto Richa (PSDB) contra os professores e servidores estaduais no massacre de 29 de abril, poderiam ser enquadradas como terrorismo de Estado.

O deputado José Carlos Aleluia (DEM-BA) havia tentando emendar o projeto para criminalizar, tipificando como terrorismo, ações de movimentos sociais, entidades religiosas, associações ou sindicatos, mas a proposta foi rejeitada pelo relator Arthur Maia (SD-BA).

20 de julho de 2015
por esmael
14 Comentários

Beto Richa será “recepcionado” nesta terça-feira por manifestação de professores em Ponta Grossa

pontagrossaO governador Beto Richa (PSDB) e o presidente da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), Mounir Chaowiche, estarão em Ponta Grossa nesta terça-feira (21), às 10 horas, para inaugurar reformas em uma estação de tratamento de esgoto. Leia mais

16 de julho de 2015
por esmael
38 Comentários

Assembleia isenta Beto Richa de responsabilidade pelo massacre de professores em 29 de abril

Na contramão da Assembleia de Ademar Traiano, o Ministério Público do Paraná denunciou Beto Richa à Justiça no último dia 29 de junho.

Na contramão da Assembleia de Ademar Traiano, o Ministério Público do Paraná denunciou Beto Richa à Justiça no último dia 29 de junho.

O deputado Ademar Traiano, presidente da Assembleia e do PSDB, esperou o último dia antes do recesso para anunciar que arquivaria todos os três pedidos de impeachment do governador e correligionário Beto Richa. Ninguém esperava atitude diferente do parlamentar tucano. Leia mais

29 de junho de 2015
por esmael
40 Comentários

Ministério Público denuncia à Justiça governador Beto Richa pelo ‘massacre de professores’ no dia 29 de abril

Massacre_RichaO Ministério Público do Paraná denunciou à Justiça, nesta segunda-feira (29), o governador Beto Richa (PSDB) por improbidade administrativa em decorrência do massacre de professores no dia 29 de abril, em Curitiba, durante votação do confisco da poupança previdenciária dos servidores do estado. Há dois meses (veja os vídeos), 213 pessoas ficaram feridos devido à ação violenta da polícia contra os manifestantes em frente à Assembleia Legislativa do Paraná.

Segundo o Ministério Público, o governador Beto Richa, a quem estão subordinadas as polícias Militar e Civil, foi acionado por omissão, principalmente por não ter impedido os excessos, bem como pelo apoio administrativo e respaldo político do governo à ação policial.

As investigações ficaram a cargo dos procuradores de Justiça Eliezer Gomes da Silva e Marcos Bittencourt Fowler e dos promotores de Justiça Paulo Sérgio Markowicz de Lima e Maurício Cirino dos Santos.

Além do governador, os promotores ajuizaram ação contra o ex-secretário da Segurança Pública, Fernando Francischini, e o ex-comandante da Polícia Militar, César Kogut. Também são requeridos na ação o ex-subcomandante da PM Nerino Mariano de Brito, o coronel Arildo Luís Dias e o tenente-coronel Hudson Leôncio Teixeira.

29 de junho de 2015
por esmael
13 Comentários

Há dois meses Beto Richa mandava massacrar os professores; relembre

Richa_MassacrePara nunca esquecer, o Blog do Esmael relembra o fatídico dia 29 de abril, no Centro Cívico, em Curitiba, quando 213 professores e servidores públicos foram massacrados pela ação policial determinada pelo governador Beto Richa (PSDB).

Naquele dia, vários episódios ocorreram dentro e em frente ao Palácio Iguaçu e Assembleia Legislativa, a despeito do sangue derramado na Praça Nossa Senhora Salete, por 31 votos a 20, votou pelo confisco da poupança previdenciária do funcionalismo do estado.

Hoje à tarde, a partir das 13 horas, na Praça 29 de Abril, a APP-Sindicato realiza ato político-religioso para recordar os dois meses do covarde massacre.

Abaixo, reveja as imagens relativas a 29 de abril

13 de junho de 2015
por esmael
21 Comentários

Coluna do Jorge Bernardi: Para se eleger em 2018, Beto Richa vai fazer farra com R$ 600 milhões do contribuinte em propaganda

Jorge Bernardi*

O governador Beto Richa já iniciou sua jornada em busca da honra perdida. Ele perdeu a popularidade ao arruinar as finanças do estado, gerando déficit fiscal de R$ 4,6 bilhões. Usou como remédio o pacote tributário contra o contribuinte paranaense: aumento do IPVA em 40%; aumento do ICMS na energia elétrica e de mais de 100 mil itens de consumo popular, inclusive da cesta básica, feijão, arroz, carne. Com isso a inflação do Paraná foi a maior do Brasil.

Outra mancha no Governo Richa foi a maior fraude fiscal jamais vista no Paraná, desvendada pela Operação Publicano, envolvendo amigos e o primo do governador, Luiz Abi. A propina, segundo o Gaeco, ultrapassa R$ 60 milhões, e sonegação a R$ 600 milhões, afetando as finanças do estado e municípios. Fiscais e empresários presos também são acusados de pedofilia.

Os paranaenses contemplavam passivamente os aumentos de impostos, a corrupção e exploração sexual de menores, afinal o seu governador fora reeleito com 55% dos votos. No auge da popularidade, Beto Richa decidiu se apropriar do dinheiro da previdência dos servidores. A revolta e depois o massacre aos professores, em 29 de abril, com 220 feridos, fizeram com que a popularidade do tucano caísse das nuvens ao fundo do poço.

Como recuperar a imagem do governador? Fácil, com o dinheiro do contribuinte. Beto Richa tem mais de R$ 200 milhões, em 2015, entre recursos da Secretaria de Comunicação Social, e outros órgãos da administração direta e indireta, para queimar em propaganda. O massacre publicitário, nos veículos de comunicação e redes sociais, será de R$ 550 mil por dia. No primeiro mandato, o Governo Richa gastou, em média, R$ 145 milhões por ano em propaganda.

Já se sente o marketing do governador. Ele assume postura firme, corajosa determinada, em vídeos gravados para as redes sociais orientado por marqueteiros que, depois são reproduzidos em noticiários. A opinião pública começa a mudar. Mas quando ele concede entrevistas sai pérolas como: “Fernanda nem sabe o que um auditor fiscal”.

Beto Richa tem ainda três anos e meio de mandato e, certamente, vai multiplicar os recursos de publicidade acrescentando mais R$ 600 milhões até o final do governo. Em 2018, quando os acontecimentos de 2015 estiverem quase esquecidos, com a imagem recuperada, Beto Richa poderá ser eleito senador ou deputado federal pelo Paraná. Assim caminha a humanidade.

*Jorge Bernardi, vereador de Curitiba pelo PDT, é advogado e jornalista. Mestre e doutorando em gestão urbana, ele escreve aos sábados no Blog do Esmael.

7 de junho de 2015
por esmael
53 Comentários

Não tem aumento aos professores por que o dinheiro foi para a corrupção?

richa_rpcO jornal Gazeta do Povo, do Grupo RPC, mais uma vez deu mostra que tem verdadeira ojeriza aos professores e servidores públicos em greve. Editorial do impresso, que exprime a opinião da empresa, neste domingo (7), vê de maneira vesga o que acontece no Paraná e age como se fosse porta-voz do governo Beto Richa (PSDB). Nem o Palácio Iguaçu teria tanta competência para tal defesa contra os interesses do magistério.

No título, o jornalão ordena aos professores que encerrem a greve e sentencia no “olho” do editorial: “A APP Sindicato já conseguiu mais do que as finanças do estado permitem e não há mais clima para prolongar a paralisação” (clique aqui para ler a íntegra).

E continua o libelo: “Os paranaenses terão uma longa conta a pagar e a governabilidade do estado já foi seriamente comprometida”, implora o editorial, sem se importar com a roubalheira que tomou conta do Palácio Iguaçu envolvendo parentes e amigos mais próximos do governador.

Os educadores podem até acabar com a greve na terça-feira, dia 9, na assembleia da categoria em Curitiba. Mas o fato de o governador desrespeitar a lei nada tem a ver com falta de dinheiro. Pelo contrário. O Paraná foi um dos estados que mais arrecadou devido aos tarifaços (IPVA, ICMS, etc.), além do confisco da poupança previdenciária dos servidores. O gasto com pessoal está abaixo do limite prudencial. Portanto, o novo calote de Beto Richa ocorre mais pela maldade e opção preferencial pelos malfeitos.

A Gazeta do Povo até que fez alguma cobertura factual da greve pressionada pela mídia alternativa, entre elas a TV 15 do senador Roberto Requião, que transmitiu o histórico movimento ao vivo para o Brasil e o mundo — da Patagônia à Europa — gratuitamente.

Mas tomar as dores de Beto Richa, que porra é essa RPC/Gazeta do Povo?

Seria mais justo se o jornal Gazeta do Povo e os veículos do grupo anotassem que “não tem aumento para os professores porque o dinheiro já está reservado para a corrupção”. Todo dia tem um novo escândalo e hoje, domingo, o Blog do Esmael registrou mais um justamente na Secretaria de Educação.

29 de Maio de 2015
por esmael
22 Comentários

100 mil educadores saem hoje às ruas do Paraná pelo “Fora Beto Richa”

Nesta sexta-feira, dia 29 de maio, após um mês do massacre no Centro Cívico, em Curitiba, cerca de 100 mil educadores marcham em várias cidades do Paraná para lembrar o ato de covardia autorizado pelo governador Beto Richa (PSDB).

O Blog do Esmael vai transmitir ao vivo, a partir das 10 horas, em parceria com a TV 15, a manifestação de professores e funcionários em greve desde a capital paranaense. A concentração do movimento será na Praça 19 de Dezembro (Praça dos Peladões).

Também haverá atualização das informações da marcha ‘em tempo real’ pelo Facebook. Para acompanhar tudo o que acontecerá, basta você curtir a página do Blog do Esmael.

Em guerra suja contra o magistério paranaense, Richa divulgou ontem (28) informações falsas sobre salários dos educadores no Portal da Transparência. Segundo a APP-Sindicato, o governo estado utilizou covardemente a estrutura do Estado para massacrar a honra de professores.

Nas ruas do Paraná, a principal palavra de ordem no dia de hoje será “Fora Beto Richa” e “impeachment já”.

“Não temos problema em divulgar nossos salários, desde que não sejam distorcidos na tentativa de jogar a população contra os trabalhadores da educação”, criticou Marlei Fernandes, diretora da entidade.

Ao divulgar falsos valores de salários do magistério, o tucano teve atitude fascista visando desmoralizar a categoria em greve. Apelando para a mentira, o Palácio Iguaçu se desmoraliza de vez e reagrupa os grevistas.

Os educadores também acusam o governo do PSDB de tentar cancelar o ano letivo para mais de 1 milhão de alunos da educação básica paranaense. Isto representaria escolas fechadas e “economia” no caixa sem fundo de Richa.

28 de Maio de 2015
por esmael
10 Comentários

Sobe a arrecadação do governo Richa, mas dinheiro “some” do caixa

receita_calote_richa“Há algo de podre no reino da Dinamarca”, constava William Shakespeare na tragédia Hamlet.

Qualquer semelhança da sentença acima com o Paraná governado pelo tucano Beto Richa seria mera coincidência? Vamos ver abaixo.

De acordo com o Sistema Integrado de Acompanhamento Financeiro (Siaf), consultado pelo Blog do Esmael, entre janeiro e abril de 2015, houve aumento de 9,59% na receita arrecadada pelo governo do estado em comparação ao mesmo período de 2014.

Em números absolutos, entre janeiro de abril deste ano o tesouro estadual arrecadou R$ 12,345 bilhões ante os R$ 11,265 bilhões do ano passado. Portanto, houve acréscimo no caixa de R$ 1,080 bilhão nesse espaço de tempo.

O aumento da arrecadação tem a ver com os tarifaços de 40% no IPVA e de 50% no ICMS, como já era previsto.

O diabo é que esse dinheiro sumiu.

27 de Maio de 2015
por esmael
36 Comentários

Intransigência de Beto Richa pode reprovar 1 milhão de alunos no Paraná

A falta de diálogo do governador Beto Richa (PSDB) com educadores em greve poderá custar a reprovação de 1 milhão de alunos no Paraná.

Professores e funcionários das 2,1 mil escolas do estado acreditam que a intransigência do governador poderá cancelar o ano letivo de 2015.

Os grevistas acusam o governador do PSDB de planejar a reprovação de 1 milhão de alunos visando fazer caixa, pois, segundo eles, o cancelamento do ano letivo e o fechamento das escolas não “gerariam despesas”.

O Blog do Esmael vai transmitir ao vivo, a partir das 14h30 desta quarta-feira (27), em parceria com a TV 15, a sessão da Assembleia Legislativa que vai debater esse polêmico tema.

No interior, os núcleos regionais da APP-Sindicato informam ao Blog do Esmael que a adesão à greve chega a 100%. O magistério está paralisado há 31 dias.

O impasse está localizado na recusa de Richa em pagar o que deve aos mestres. Os educadores exigem parcela única de 8,17% na reposição da data-base.

O governo fala em parcelar em 4 vezes: julho e setembro de 2015; janeiro e março de 2016.

A segunda proposta consiste em 3,45% este ano, sem data definida ainda, e o restante na antecipação da data-base de maio de 2016 para o mês de janeiro.

Perto de 100% de rejeição dos paranaenses, Beto Richa parece nem aí com a greve na educação. Quer derrotar o movimento no “cansaço”. Aposta na perda de fôlego dos grevistas e na sua divisão — inclusive utilizando-se de guerra suja contra os professores que já massacrou no dia 29 de abril.

Por enquanto, vai prevalecendo no Palácio Iguaçu a linha do enfrentamento. Quem perde é a sociedade em geral e 1 milhão de alunos que correm o risco de reprovarem por culpa de um governador que se elegeu dizendo ser do “diálogo”, mas que na prática trata a educação na borduna.

O diabo é que os servidores do judiciário terão em parcela única de reposição de 8,17%. Que fique claro que o Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR) nada faz do que cumprir a lei, diferente da postura do governador Beto Richa que inicialmente propôs 5% para professores e servidores em greve.

É verdade que o judiciário tem rubrica orçamentária “própria”, mas trata-se de dinheiro público e por isso mesmo depende de anuência da Assembleia Legislativa. Portanto, o distinto público não pode encarar a Justiça como uma ilha isolada da realidade paranaense. Por isso tem que haver isonomia entre os servidores.

26 de Maio de 2015
por esmael
65 Comentários

Qual a charge que melhor retrata o massacre de 29 de abril? Opine

O Blog do Esmael abriu espaço para a expressão dos leitores, através de charges, para ilustrar o massacre dos professores e servidores promovido pelo governador Beto Richa (PSDB) no último dia 29 de abril.

Recebemos mais de 40 imagens, enviadas por mais de 20 leitores. Veja no slide abaixo e escolha a melhor, votando no comentário.

Abaixo, escolha a melhor charge no “mais”!

Para votar, basta escrever o número da charge no comentário.

[espro-slider id=134391]

O concurso é lúdico e por isso a “premiação” consiste em 15 minutos de fama, neste espaço, com possibilidade de reconhecimento eterno…

As charges também serão avaliadas pela comissão julgadora formada pelos colunistas do Blog do Esmael (Gleisi Hoffmann, Luiz Cláudio Romanelli, Enio Verri, Marcelo Araújo, Reinaldo de Almeida César, Requião Filho e Jorge Bernardi).

P.S: houve um atraso no julgamento e escolha das melhores charges para coincidir com