13 de junho de 2015
por Esmael Morais
21 Comentários

Coluna do Jorge Bernardi: Para se eleger em 2018, Beto Richa vai fazer farra com R$ 600 milhões do contribuinte em propaganda

Jorge Bernardi*

O governador Beto Richa já iniciou sua jornada em busca da honra perdida. Ele perdeu a popularidade ao arruinar as finanças do estado, gerando déficit fiscal de R$ 4,6 bilhões. Usou como remédio o pacote tributário contra o contribuinte paranaense: aumento do IPVA em 40%; aumento do ICMS na energia elétrica e de mais de 100 mil itens de consumo popular, inclusive da cesta básica, feijão, arroz, carne. Com isso a inflação do Paraná foi a maior do Brasil.

Outra mancha no Governo Richa foi a maior fraude fiscal jamais vista no Paraná, desvendada pela Operação Publicano, envolvendo amigos e o primo do governador, Luiz Abi. A propina, segundo o Gaeco, ultrapassa R$ 60 milhões, e sonegação a R$ 600 milhões, afetando as finanças do estado e municípios. Fiscais e empresários presos também são acusados de pedofilia.

Os paranaenses contemplavam passivamente os aumentos de impostos, a corrupção e exploração sexual de menores, afinal o seu governador fora reeleito com 55% dos votos. No auge da popularidade, Beto Richa decidiu se apropriar do dinheiro da previdência dos servidores. A revolta e depois o massacre aos professores, em 29 de abril, com 220 feridos, fizeram com que a popularidade do tucano caísse das nuvens ao fundo do poço.

Como recuperar a imagem do governador? Fácil, com o dinheiro do contribuinte. Beto Richa tem mais de R$ 200 milhões, em 2015, entre recursos da Secretaria de Comunicação Social, e outros órgãos da administração direta e indireta, para queimar em propaganda. O massacre publicitário, nos veículos de comunicação e redes sociais, será de R$ 550 mil por dia. No primeiro mandato, o Governo Richa gastou, em média, R$ 145 milhões por ano em propaganda.

Já se sente o marketing do governador. Ele assume postura firme, corajosa determinada, em vídeos gravados para as redes sociais orientado por marqueteiros que, depois são reproduzidos em noticiários. A opinião pública começa a mudar. Mas quando ele concede entrevistas sai pérolas como: “Fernanda nem sabe o que um auditor fiscal”.

Beto Richa tem ainda três anos e meio de mandato e, certamente, vai multiplicar os recursos de publicidade acrescentando mais R$ 600 milhões até o final do governo. Em 2018, quando os acontecimentos de 2015 estiverem quase esquecidos, com a imagem recuperada, Beto Richa poderá ser eleito senador ou deputado federal pelo Paraná. Assim caminha a humanidade.

*Jorge Bernardi, vereador de Curitiba pelo PDT, é advogado e jornalista. Mestre e doutorando em gestão urbana, ele escreve aos sábados no Blog do Esmael.

Leia mais

7 de junho de 2015
por Esmael Morais
53 Comentários

Não tem aumento aos professores por que o dinheiro foi para a corrupção?

richa_rpcO jornal Gazeta do Povo, do Grupo RPC, mais uma vez deu mostra que tem verdadeira ojeriza aos professores e servidores públicos em greve. Editorial do impresso, que exprime a opinião da empresa, neste domingo (7), vê de maneira vesga o que acontece no Paraná e age como se fosse porta-voz do governo Beto Richa (PSDB). Nem o Palácio Iguaçu teria tanta competência para tal defesa contra os interesses do magistério.

No título, o jornalão ordena aos professores que encerrem a greve e sentencia no “olho” do editorial: “A APP Sindicato já conseguiu mais do que as finanças do estado permitem e não há mais clima para prolongar a paralisação” (clique aqui para ler a íntegra).

E continua o libelo: “Os paranaenses terão uma longa conta a pagar e a governabilidade do estado já foi seriamente comprometida”, implora o editorial, sem se importar com a roubalheira que tomou conta do Palácio Iguaçu envolvendo parentes e amigos mais próximos do governador.

Os educadores podem até acabar com a greve na terça-feira, dia 9, na assembleia da categoria em Curitiba. Mas o fato de o governador desrespeitar a lei nada tem a ver com falta de dinheiro. Pelo contrário. O Paraná foi um dos estados que mais arrecadou devido aos tarifaços (IPVA, ICMS, etc.), além do confisco da poupança previdenciária dos servidores. O gasto com pessoal está abaixo do limite prudencial. Portanto, o novo calote de Beto Richa ocorre mais pela maldade e opção preferencial pelos malfeitos.

A Gazeta do Povo até que fez alguma cobertura factual da greve pressionada pela mídia alternativa, entre elas a TV 15 do senador Roberto Requião, que transmitiu o histórico movimento ao vivo para o Brasil e o mundo — da Patagônia à Europa — gratuitamente.

Mas tomar as dores de Beto Richa, que porra é essa RPC/Gazeta do Povo?

Seria mais justo se o jornal Gazeta do Povo e os veículos do grupo anotassem que “não tem aumento para os professores porque o dinheiro já está reservado para a corrupção”. Todo dia tem um novo escândalo e hoje, domingo, o Blog do Esmael registrou mais um justamente na Secretaria de Educação. Leia mais

29 de maio de 2015
por Esmael Morais
22 Comentários

100 mil educadores saem hoje às ruas do Paraná pelo “Fora Beto Richa”

Nesta sexta-feira, dia 29 de maio, após um mês do massacre no Centro Cívico, em Curitiba, cerca de 100 mil educadores marcham em várias cidades do Paraná para lembrar o ato de covardia autorizado pelo governador Beto Richa (PSDB).

O Blog do Esmael vai transmitir ao vivo, a partir das 10 horas, em parceria com a TV 15, a manifestação de professores e funcionários em greve desde a capital paranaense. A concentração do movimento será na Praça 19 de Dezembro (Praça dos Peladões).

Também haverá atualização das informações da marcha ‘em tempo real’ pelo Facebook. Para acompanhar tudo o que acontecerá, basta você curtir a página do Blog do Esmael.

Em guerra suja contra o magistério paranaense, Richa divulgou ontem (28) informações falsas sobre salários dos educadores no Portal da Transparência. Segundo a APP-Sindicato, o governo estado utilizou covardemente a estrutura do Estado para massacrar a honra de professores.

Nas ruas do Paraná, a principal palavra de ordem no dia de hoje será “Fora Beto Richa” e “impeachment já”.

“Não temos problema em divulgar nossos salários, desde que não sejam distorcidos na tentativa de jogar a população contra os trabalhadores da educação”, criticou Marlei Fernandes, diretora da entidade.

Ao divulgar falsos valores de salários do magistério, o tucano teve atitude fascista visando desmoralizar a categoria em greve. Apelando para a mentira, o Palácio Iguaçu se desmoraliza de vez e reagrupa os grevistas.

Os educadores também acusam o governo do PSDB de tentar cancelar o ano letivo para mais de 1 milhão de alunos da educação básica paranaense. Isto representaria escolas fechadas e “economia” no caixa sem fundo de Richa.

Leia mais

28 de maio de 2015
por Esmael Morais
10 Comentários

Sobe a arrecadação do governo Richa, mas dinheiro “some” do caixa

receita_calote_richa“Há algo de podre no reino da Dinamarca”, constava William Shakespeare na tragédia Hamlet.

Qualquer semelhança da sentença acima com o Paraná governado pelo tucano Beto Richa seria mera coincidência? Vamos ver abaixo.

De acordo com o Sistema Integrado de Acompanhamento Financeiro (Siaf), consultado pelo Blog do Esmael, entre janeiro e abril de 2015, houve aumento de 9,59% na receita arrecadada pelo governo do estado em comparação ao mesmo período de 2014.

Em números absolutos, entre janeiro de abril deste ano o tesouro estadual arrecadou R$ 12,345 bilhões ante os R$ 11,265 bilhões do ano passado. Portanto, houve acréscimo no caixa de R$ 1,080 bilhão nesse espaço de tempo.

O aumento da arrecadação tem a ver com os tarifaços de 40% no IPVA e de 50% no ICMS, como já era previsto.

O diabo é que esse dinheiro sumiu. Leia mais

27 de maio de 2015
por Esmael Morais
36 Comentários

Intransigência de Beto Richa pode reprovar 1 milhão de alunos no Paraná

A falta de diálogo do governador Beto Richa (PSDB) com educadores em greve poderá custar a reprovação de 1 milhão de alunos no Paraná.

Professores e funcionários das 2,1 mil escolas do estado acreditam que a intransigência do governador poderá cancelar o ano letivo de 2015.

Os grevistas acusam o governador do PSDB de planejar a reprovação de 1 milhão de alunos visando fazer caixa, pois, segundo eles, o cancelamento do ano letivo e o fechamento das escolas não “gerariam despesas”.

O Blog do Esmael vai transmitir ao vivo, a partir das 14h30 desta quarta-feira (27), em parceria com a TV 15, a sessão da Assembleia Legislativa que vai debater esse polêmico tema.

No interior, os núcleos regionais da APP-Sindicato informam ao Blog do Esmael que a adesão à greve chega a 100%. O magistério está paralisado há 31 dias.

O impasse está localizado na recusa de Richa em pagar o que deve aos mestres. Os educadores exigem parcela única de 8,17% na reposição da data-base.

O governo fala em parcelar em 4 vezes: julho e setembro de 2015; janeiro e março de 2016.

A segunda proposta consiste em 3,45% este ano, sem data definida ainda, e o restante na antecipação da data-base de maio de 2016 para o mês de janeiro.

Perto de 100% de rejeição dos paranaenses, Beto Richa parece nem aí com a greve na educação. Quer derrotar o movimento no “cansaço”. Aposta na perda de fôlego dos grevistas e na sua divisão — inclusive utilizando-se de guerra suja contra os professores que já massacrou no dia 29 de abril.

Por enquanto, vai prevalecendo no Palácio Iguaçu a linha do enfrentamento. Quem perde é a sociedade em geral e 1 milhão de alunos que correm o risco de reprovarem por culpa de um governador que se elegeu dizendo ser do “diálogo”, mas que na prática trata a educação na borduna.

O diabo é que os servidores do judiciário terão em parcela única de reposição de 8,17%. Que fique claro que o Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR) nada faz do que cumprir a lei, diferente da postura do governador Beto Richa que inicialmente propôs 5% para professores e servidores em greve.

É verdade que o judiciário tem rubrica orçamentária “própria”, mas trata-se de dinheiro público e por isso mesmo depende de anuência da Assembleia Legislativa. Portanto, o distinto público não pode encarar a Justiça como uma ilha isolada da realidade paranaense. Por isso tem que haver isonomia entre os servidores.

Leia mais

26 de maio de 2015
por Esmael Morais
65 Comentários

Qual a charge que melhor retrata o massacre de 29 de abril? Opine

O Blog do Esmael abriu espaço para a expressão dos leitores, através de charges, para ilustrar o massacre dos professores e servidores promovido pelo governador Beto Richa (PSDB) no último dia 29 de abril.

Recebemos mais de 40 imagens, enviadas por mais de 20 leitores. Veja no slide abaixo e escolha a melhor, votando no comentário.

Abaixo, escolha a melhor charge no “mais”!

Para votar, basta escrever o número da charge no comentário.

[espro-slider id=134391]

O concurso é lúdico e por isso a “premiação” consiste em 15 minutos de fama, neste espaço, com possibilidade de reconhecimento eterno…

As charges também serão avaliadas pela comissão julgadora formada pelos colunistas do Blog do Esmael (Gleisi Hoffmann, Luiz Cláudio Romanelli, Enio Verri, Marcelo Araújo, Reinaldo de Almeida César, Requião Filho e Jorge Bernardi).

P.S: houve um atraso no julgamento e escolha das melhores charges para coincidir com Leia mais

26 de maio de 2015
por Esmael Morais
25 Comentários

E o confisco da poupança previdenciária, como fica?

governistas_alep_prev

O Blog do Esmael anotou ontem que os servidores do judiciário terão em parcela única de reposição de 8,17%. Que fique claro que o Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR) nada faz do que cumprir a lei, diferente da postura do governador Beto Richa (PSDB) que inicialmente propôs 5% para professores e servidores em greve.

É verdade que o judiciário tem rubrica orçamentária  “própria”, mas trata-se de dinheiro público e por isso mesmo depende de anuência da Assembleia Legislativa. Portanto, o distinto público não pode encarar a Justiça como uma ilha isolada da realidade paranaense.

Dito isto, é bom recapitularmos que o dia de ontem foi muito intenso no Centro Cívico. Os deputados da base de sustentação governista foram ao Palácio Iguaçu dar o seguinte recado: “ou dá ou desce”; ou seja, ou Richa concede os 8,17% ou eles não têm como segurar o trâmite do processo de impeachment que chegou na tarde desta segunda-feira (26) à Assembleia.

Na manhã de hoje (26), a bancada aliada do tucano se reuniu para “fechar questão” acerca do índice de reposição favorável aos servidores e contra a punição dos grevistas. Leia mais

22 de maio de 2015
por Esmael Morais
26 Comentários

Servidores em greve fazem protesto para deputado “broxar” no dia do casamento; assista ao vídeo

amaral_jeitosoO deputado Tiago Amaral (PSB), da base governista, foi à “forca” nesta sexta-feira (22). Ele até esperava um “não” da noiva, a engenheira agrônoma Juliana Yagushi, mas jamais esperava uma torcida para que broxasse justamente no dia de seu casamento em Londrina. ... 

Leia mais

21 de maio de 2015
por Esmael Morais
57 Comentários

Richa manda recado aos professores: “Eu sou um político ético”

richa_uolTemendo agressões e sem condições de circular pelo Paraná, o governador Beto Richa (PSDB) buscou exílio político em Brasília. O tucano evita circular em público no estado. Tarefas como ir ao barbeiro ou tomar café na padaria da esquina nem pensar. Viraram martírio. Em algumas cidades importantes, o político paranaense é mais rejeitado que satanás com astronômicos 95%.

Beto Richa está pagando o preço pelas escolhas erradas que fez. Primeiro promoveu tarifaços (água, luz, IPVA, ICMS, etc.) por meio “tratoraço” na Assembleia, enfiou os deputados dentro de um camburão para confiscar direitos de servidores e mandou “meter bomba” em professores cuja categoria é majoritariamente feminina. Portanto, uma covardia sem precedentes.

“Eu sou um político ético”, disse o governador paranaense em entrevista ao jornalista Fernando Rodrigues, no portal UOL (clique aqui para ler na íntegra), como se olhasse nos olhos dos educadores em greve há 26 dias. “Os salários que eu pago pros professores do Paraná é um dos maiores do Brasil”, repetiu o tucano, sem se importar com a verdade.

Depois de aconselhar-se com os correligionários Aécio Neves e FHC, o tucano paranaense começou a agir como biruta de aeroporto.

Na entrevista ao UOL, Beto Richa acusou seus adversários políticos de instigar os manifestantes contra seu governo num trio elétrico. Ele apontou ontem (20) o PT como responsável pelos protestos no Paraná, hoje (21) atribuiu a mobilização das massas ao senador “black bloc” e “maluco” Roberto Requião (PMDB). Leia mais

15 de maio de 2015
por Esmael Morais
4 Comentários

Concurso de charges sobre ‘Massacre dos Professores e Servidores’ do PR

O Blog do Esmael está lançando um inédito concurso de charges sobre a mobilização dos professores e servidores públicos estaduais, o confisco da previdência e o massacre do dia 29 de abril.

Os interessados em participar podem enviar as charges por e-mail para o endereço: blogesmael@gmail.com até sexta-feira, dia 22 de maio.

Os três primeiros colocados terão publicados a 15 minutos de fama, neste espaço, com possibilidade de reconhecimento eterno…

As charges serão avaliadas pela comissão julgadora formada pelos colunistas do Blog do Esmael (Gleisi Hoffmann, Luiz Cláudio Romanelli, Enio Verri, Marcelo Araújo, Reinaldo de Almeida César, Requião Filho e Jorge Bernardi).

O Blog do Esmael se reserva o direito de não publicar charges que incitem a violência ou atentem contra os direitos humanos.

O resultado com vencedores de primeiro, segundo e terceiro colocados serão anunciados na próxima sexta-feira, 22 de maio.

Libere a sua criatividade, participe, envie seu trabalho já: blogesmael@gmail.com.

Leia mais

13 de maio de 2015
por Esmael Morais
18 Comentários

Espectro da ‘greve geral’ no Paraná volta a assombrar Beto Richa

greve_geral_richaO governo de Beto Richa (PSDB) perdeu a capacidade de negociar com o funcionalismo público do Paraná. A falta de credibilidade e de compromisso do tucanato com a coisa pública fica evidente quando o Palácio Iguaçu não apresenta propostas concretas para pôr fim às greves que paralisam os serviços no estado desde fevereiro.

Além do imbróglio da educação básica cuja greve completa hoje 17 dias, as universidades estaduais também seguem paralisadas pelo interior. Nesta quarta-feira (13), a Unicentro de Guarapuava e Irati aprovaram por unanimidade a continuidade do movimento por tempo indeterminada. A situação se repetiu em Ponta Grossa, onde a UEPG igualmente permanece em luto.

Assista ao vídeo:

Somados aos profissionais da educação básica e universitária, na semana que vem os trabalhadores da Sanepar igualmente cruzarão os braços contra Beto Richa. O movimento paredista tende a ganhar apoio de outras categorias do serviço público estadual. Leia mais

12 de maio de 2015
por Esmael Morais
49 Comentários

Acabou a “boa vontade” da RPC/Gazeta com a greve dos professores depois da propaganda de Beto Richa?

gazeta_propaganda_richa

Na sessão da Assembleia Legislativa do Paraná, desta terça-feira (12), veio à tona os primeiros números de gastos do governo Beto Richa (PSDB) com a propaganda sobre o confisco da poupança previdenciária.

De acordo com números revelados pelo líder do governo, deputado Luiz Cláudio Romanelli (PMDB), o Palácio Iguaçu torrou nesses últimos dias, pós-massacre dos professores, a quantia de R$ 2,7 milhões. A maior parte deste dinheiro – R$ 1,2 milhão – foi para a RPC TV/Gazeta do Povo.

Coincidência ou não, depois da entrada do dinheiro público nas burras da RPC/Gazeta do Povo acabou a “boa vontade” do grupo com os professores grevistas. Em editorial no último domingo (10), o jornal defendeu o governo tucano ao cravar: “Os professores cruzaram os braços sem ter uma pauta real”.

O jornalão está equivocado. O governo Beto Richa não apresentou hoje nenhuma proposta concreta para pôr fim à greve de 16 dias. A categoria esperava uma definição da data-base com a reposição da inflação do ano, além do reajuste do piso para equiparação com o que determina a lei federal.

Na TV afliada à Globo, o governo do estado veicula comercial defendendo o confisco da poupança previdenciária que pertence aos servidores públicos. Na Gazeta, a APP-Sindicato é acusada de má-fé e oportunismo pelo simples fato de defender seus associados! (sic).

Paralelamente, a oposição se esforça para levantar os valores da ‘operação de guerra’ no último dia 29 de abril. Parlamentares não alinhados ao Palácio Iguaçu estimam que o custo das bombas, diárias para policiais, ração para os cães pitbulls, balas de borracha, helicópteros, viaturas, sessões em regime de urgência na “Casa do Povo” e agora da propaganda ultrapassa os R$ 30 milhões. Leia mais

11 de maio de 2015
por Esmael Morais
31 Comentários

Enquete: Quem mais se feriu no massacre do Centro Cívico, os professores ou Beto Richa?

richa_massacreO governador Beto Richa (PSDB) agora quer fazer-se de vítima, após mandar massacrar os professores no último dia 29 de abril. ... 

Leia mais

9 de maio de 2015
por Esmael Morais
31 Comentários

Jogos Escolares do Paraná viram palco para o “Fora Beto Richa”; assista

lousa_richaA abertura oficial dos Jogos Escolares nas 32 regiões do estado, neste fim de semana, ocorreu de maneira bastante politizada. O maior evento esportivo do gênero no país, pela primeira vez na história, teve como mote o “Fora Beto Richa”, palavra de ordem reiterada em todos os eventos públicos do estado.

No município de Joaquim Távora, na região Norte Pioneiro, professores vestidos de preto – em luto pela educação – ocuparam a quadra esportiva sob aplauso do público que gritava a pleno pulmões “Fora Beto Richa!”. A mesma cena se repetiu ontem (8) à noite na cidade de Corbélia, Noroeste do estado.

Assista ao vídeo: Leia mais

9 de maio de 2015
por Esmael Morais
47 Comentários

Richa pode ter massacrado professores “por nada”; MP pede suspensão do confisco da previdência

richa_mp_confiscoO governador Beto Richa (PSDB) pode ter dado um tiro no próprio pé, segundo reportagem da Folha de S. Paulo, edição deste sábado (9). De acordo com reportagem da jornalista Estelita Hass Carazzai, o Ministério Público pediu a suspensão da lei que confisca a poupança previdenciária dos servidores públicos do Paraná.

Ou seja, o governador tucano pode ter determinado o massacre dos professores no último dia 29 de abril “por nada” — caso o Tribunal Faz de Contas do Estado (TCE) acate pedido de cautelar formulado pela totalidade dos procuradores do MP.

O governador Beto Richa disse ontem (8) em entrevista à imprensa que “não tem ninguém mais ferido que eu”, depois de 9 dias do massacre no Centro Cívico. Ele vinha mantendo silêncio sepulcral acerca da covardia contra os educadores.

Na sociedade e na frente política também cresce o movimento pelo cancelamento da sessão que aprovou o confisco da previdência dos servidores públicos do estado. Portanto, o esforço de 31 deputados que votaram com o Palácio Iguaçu — e contra a voz das ruas — pode ter sido em vão. Leia mais

8 de maio de 2015
por Esmael Morais
8 Comentários

Ao vivo: Requião contra a corrupção

O senador Roberto Requião comanda esta noite, de Ibaiti, Norte Pioneiro, o sexto encontro regional do PMDB.

O evento tem duas pautas essenciais: 1) informar a saída do partido do governo do PSDB no Paraná; e 2) intensificar a luta contra a corrupção na administração Beto Richa.

Transmissão encerrada às 22h.

Assista ao vivo:

Leia mais

8 de maio de 2015
por Esmael Morais
19 Comentários

Comandante da PM e Francischini foram “vítimas” de Beto Richa

francischini_ massacre_richaAs quedas do secretário de Segurança Pública do Paraná, Fernando Francischini, nesta sexta-feira (8), e ontem (7) do comandante geral da PM, coronel César Kogut, envolvidos diretamente no planejamento e execução do massacre de professores e servidores públicos, no último dia 29 de abril, não finalizam a crise no governo de Beto Richa (PSDB).

O tucano foi o mandante do covarde ataque aos educadores e funcionários públicos que lutavam na praça do Centro Cívico contra o confisco da poupança previdenciária. Ele é o principal responsável pelos mais de 200 feridos no massacre. Francischini e Kogut, de certa forma, também são vítimas do “comandante geral” — que sempre foi o governador.

Ao afastar os auxiliares, Richa reconheceu os erros na operação militar contra uma categoria formada majoritariamente por mulheres. Falta ainda um pedido formal de desculpas do governador, que classificou os profissionais do magistério como “baderneiros” e integrantes de grupo de “black blocs”. Além das demissões, o tucano tem que voltar atrás do confisco do fundo previdenciário.

A demissão dos homens da segurança pública não os eximirá de “júri simulado” esta noite, a partir das 18h30, no teatro da Reitoria da Universidade Federal do Paraná (UFPR). O governador Beto Richa também estará entre os réus do julgamento. O Blog do Esmael vai transmitir ao vivo a sessão do júri em parceria com a TV UFPR.

Sobre o julgamento de hoje à noite: Leia mais

8 de maio de 2015
por Esmael Morais
11 Comentários

Requião realiza esta noite megacomício no Norte Pioneiro contra corrupção no governo Richa

requiao_pmdbO senador Roberto Requião (PMDB) retoma esta noite em Ibaiti, Norte Pioneiro, a cruzada contra a corrupção no governo de Beto Richa (PSDB).

Requião realizará hoje, a partir das 19 horas, um megacomício para anunciar que o PMDB deixará oficialmente o governo tucano daqui a 25 dias.

O dirigente deverá repetir o mantra segundo qual “não é possível os peemedebistas participarem de um governo corrupto e que massacra professores”, além de repisar que “o confisco da previdência dos servidores públicos vai comprometer o futuro do Paraná”.

Esta será a sexta reunião regional da agremiação comandada pelo senador, que terá transmissão ao vivo pelo Blog do Esmael em parceria com a TV 15.

Na última segunda-feira, dia 4, a executiva estadual do partido aprovou resolução proibindo filiados e deputados de exercerem cargos de representação ou em comissão no governo do PSDB. Leia mais

8 de maio de 2015
por Esmael Morais
23 Comentários

Com demissão de comandante, Richa culpa policiais militares pelo massacre dos professores no Paraná

richa_massacre_pm_francischiniGarganta Profunda de Londrina é o codinome de uma fonte do Blog do Esmael dentro do Palácio Iguaçu. O dito cujo tem informações privilegiadas porque frequenta a antessala do governador Beto Richa (PSDB). Acompanha diuturnamente os passos do tucano.

Nesses tempos de pitbull, o informante relata abaixo — com exclusividade — as tensões vividas dentro do Palácio Iguaçu em decorrência do massacre dos professores no último dia 29 de abril. A repercussão internacional da violência policial está dificultando o estancamento da crise.

O Palácio Iguaçu confirmou ontem (7) a informação dada pelo Blog do Esmael na segunda-feira, dia 4, de que o coronel César Kogut havia sido defenestrado do comando-geral da PM. A saída dele equivale ao governador Beto Richa culpar os policiais pelo massacre do Centro Cívico, avalia Garganta Profunda de Londrina.

O informante ainda conta que preocupa os palacianos o “júri simulado” que ocorrerá hoje (8), na UFPR, do governador e do secretário. O Blog do Esmael vai transmitir ao vivo o julgamento a partir das 18h30.

A seguir, leia a íntegra do relatório do Garganta Profunda de Londrina: Leia mais

7 de maio de 2015
por Esmael Morais
33 Comentários

Richa “escolhe” Francischini para ficar no governo; comandante da PM pede demissão

kogut_francischiniO governador Beto Richa (PSDB) não decidiu, ele esperou as coisas se decidirem. É assim que se pode dizer de mais um capítulo dessa crise na cúpula da Segurança Pública do Paraná.

No início desta noite (7), o coronel Cesar Kogut anunciou seu pedido de demissão do comando geral da Polícia Militar. Ele resolveu entregar o cargo ao saber que Richa “escolheu” Fernando Francischini para continuar na Segurança.
O governo ficou pequeno demais para Francischini e Kogut. Ou era um ou era o outro.

O governador tucano havia demitido Francischini ontem (6), mas, segundo fontes no Palácio Iguaçu, a primeira-dama, Fernanda Richa, revogou a decisão do marido e manteve o secretário da Segurança. Leia mais

Esmael Morais 2009-2018. O Blog do Esmael é liberto das excludentes convenções mercantis Copyright ©. O site não cobra pelos direitos autorais, portanto, pode e deve ser reproduzido no todo ou em parte, além de ser liberado para distribuição desde que preservado seu conteúdo e o nome do autor. | A política como ela é em tempo real.

Topo