Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

5 de junho de 2018
por esmael
Comentários desativados em Gleisi denuncia “estelionato” em pesquisa telefônica “fake” sem Lula

Gleisi denuncia “estelionato” em pesquisa telefônica “fake” sem Lula

A presidenta nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, denunciou “estelionato” nesta terça (5) em pesquisa “fake” (falsa), realizada por telefone, sem o nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Leia mais

6 de maio de 2016
por esmael
4 Comentários

Mídia aderiu ao golpe por dinheiro

do Brasil 247

midia_golpeUm levantamento do jornalista Fernando Rodrigues sobre investimentos publicitários do governo federal e das empresas estatais em 2015 (leia aqui) revela que, no ano passado, houve uma queda acentuada dos gastos em todos os meios à exceção da internet. Enquanto houve uma redução dos investimentos de 25% na televisão, 42,2% nos jornais, 22,7% nas rádios e 44,2% nas revistas, a internet cresceu 11,6%.

23 de março de 2016
por esmael
36 Comentários

Antipetistas Richa, Fruet e Ratinho aparecem na ‘propina suprapartidária’ da empreiteira Odebrecht

Documentos apreendidos pela Vaza Jato na empreiteira Odebrecht, que trazem valores de propinas pagas a políticos de todos os partidos em todo o país, divulgadas nesta quarta-feira (23) ao jornalista Fernando Rodrigues, do portal UOL, pertencente ao grupo Folha.

Na planilha da ‘propina suprapartidária’, aparecem políticos paranaense que concorreram à Prefeitura de Curitiba na eleição de 2012: Ratinho Júnior (PSD), Gustavo Fruet (PDT) e Luciano Ducci (PSB); em comum, eles pensam concorrer novamente ao cargo em 2016.

O atual prefeito Fruet teria abiscoitado junto à empreiteira R$ 300 mil; Ratinho 250 mil; e o então prefeito Ducci R$ 500 mil.

O governador Beto Richa (PSDB) também aparece na lista da propina suprapartidária da Odebrecht. O tucano teria amealhado R$ 200 mil em 24 de setembro de 2010.

Depois do vazamento, o juiz Sérgio Moro decretou “segredo de Justiça” às planilhas investigadas. Elas registram contabilidade paralela da Odebrecht, que teria beneficiado mais de 200 políticos brasileiros.

Leia a íntegra da lista da delação suprapartidária da Odebrecht:

http://imguol.com/blogs/52/files/2016/03/indice-benedicto.pdf

21 de maio de 2015
por esmael
44 Comentários

Richa ‘passa recibo’ de ligações entre 1ª dama e auditores da Receita

O intuito do governador Beto Richa (PSDB), em entrevista ao jornalista Fernando Rodrigues, no UOL, era protegê-la, ampará-la, mas ao declarar que sua esposa e secretária da Família, Fernanda Richa, não sabia o que era um auditor fiscal atrapalhou-se todo. Piorou o que já estava muito ruim.

O governador tentava livrar a primeira-dama da denúncia de que teria cobrado R$ 2 milhões, em propina, para que ele assinasse promoção de auditores da Receita Estadual. O dinheiro abastecera a campanha de reeleição em 2014, apura o Ministério Público.

Segundo o jornal dos Auditores Fiscais da Receita do Estado do Paraná (Notifisco), o decreto governamental das promoções “foi fruto do empenho da diretoria do Sindafep, da secretária Fernanda Richa, do secretário Luiz Eduardo Sebastiani e do diretor Helio Obara, que trabalharam unidos e comprometidos com a classe para que isto acontecesse”.

Portanto, o tucano mentiu ao jornalista Fernando Rodrigues e aos leitores do portal UOL. Fernanda Richa não só sabia o que era um auditor como também fora homenageada pela categoria, conforme reportagem de André Gonçalves, do blog Conexão Brasília, na Gazeta do Povo.

Ao desqualificar a própria mulher, Beto Richa ‘passou recibo’ para uma “denúncia anônima” que havia merecido na véspera repúdio até do deputado Requião Filho (PMDB). Na entrevista, o tucano foi descortês com a primeira-dama e com o clã Requião, que lhe deu a mão.

Percebendo a cagada que fez, Beto Richa correu para contratar o competente criminalista René Ariel Dotti. O jurista paranaense vai acompanhar as investigações de corrupção e propina na Receita Estadual, bem como a questão do massacre de professores no dia 29 de abril.

Jornalistas paranaenses e brasilienses estudam adotar o polígrafo nas entrevistas com o governador do Paraná. Esse equipamento eletrônico também é chamado de “detector de mentiras”. Se o entrevistado mentir nas respostas a máquina apita alto.

21 de maio de 2015
por esmael
57 Comentários

Richa manda recado aos professores: “Eu sou um político ético”

richa_uolTemendo agressões e sem condições de circular pelo Paraná, o governador Beto Richa (PSDB) buscou exílio político em Brasília. O tucano evita circular em público no estado. Tarefas como ir ao barbeiro ou tomar café na padaria da esquina nem pensar. Viraram martírio. Em algumas cidades importantes, o político paranaense é mais rejeitado que satanás com astronômicos 95%.

Beto Richa está pagando o preço pelas escolhas erradas que fez. Primeiro promoveu tarifaços (água, luz, IPVA, ICMS, etc.) por meio “tratoraço” na Assembleia, enfiou os deputados dentro de um camburão para confiscar direitos de servidores e mandou “meter bomba” em professores cuja categoria é majoritariamente feminina. Portanto, uma covardia sem precedentes.

“Eu sou um político ético”, disse o governador paranaense em entrevista ao jornalista Fernando Rodrigues, no portal UOL (clique aqui para ler na íntegra), como se olhasse nos olhos dos educadores em greve há 26 dias. “Os salários que eu pago pros professores do Paraná é um dos maiores do Brasil”, repetiu o tucano, sem se importar com a verdade.

Depois de aconselhar-se com os correligionários Aécio Neves e FHC, o tucano paranaense começou a agir como biruta de aeroporto.

Na entrevista ao UOL, Beto Richa acusou seus adversários políticos de instigar os manifestantes contra seu governo num trio elétrico. Ele apontou ontem (20) o PT como responsável pelos protestos no Paraná, hoje (21) atribuiu a mobilização das massas ao senador “black bloc” e “maluco” Roberto Requião (PMDB).

23 de março de 2015
por esmael
15 Comentários

Requião diz que tem lista do SwissLeaks-HSBC: ‘São praticamente as pessoas do CC5 do Banestado’

hsbc_famosos_requiao.jpgO senador Roberto Requião (PMDB-PR), pelo Twitter, se colocou à disposição para revelar o nome dos brasileiros que enviaram ilegalmente dinheiro para fora do país. Leia mais

11 de março de 2015
por esmael
20 Comentários

A TV Globo não vai mostrar, mas Câmara vai investigar contas secretas de brasileiros no HSBC da Suíça

A Rede Globo, por óbvio, não vai mostra hoje à  noite que a Câmara Federal aprovou o requerimento n!º 10/2015, do deputado federal Toninho Wandscheer (PT-PR), para criação de uma Subcomissão Especial a fim de investigar as contas secretas de brasileiros no Banco HSBC da Suíça.

Ao Blog do Esmael, o parlamentar paranaense informou que a Subcomissão Especial será instalada oficialmente na próxima quarta-feira, dia 18, em Brasília.

Jeitoso que é, o deputado Toninho adiantou que vai procurar o jornalista Fernando Rodrigues, do portal UOL, que detém as informações e a lista com os nomes “SwissLeaks” (vazamentos suíços) porque teve origem no maior furto de dados bancários da história, numa agência do HSBC, em Genebra.

O objetivo da Subcomissão é propor legislação que possibilite a recuperação de ativos originários e produtos de crimes, encontrados no exterior, de forma eficiente e célere, além de investigar as contas bancárias dos brasileiros – objeto de ampla divulgação da mídia nacional e internacional nos últimos dias.

Segundo o parlamentar, toda e qualquer corrupção deve ser investigada.

O HSBC, considerado um dos maiores bancos do mundo, virou alvo nas últimas semanas de escândalo proporcional ao seu tamanho. Registros internos de sua filial na Suíça vazados à  imprensa indicam que a instituição financeira manteve, até 2007, práticas condenadas pelas regras internacionais de combate à  lavagem de dinheiro. O HSBC teria gerido mais de US$ 100 bilhões em recursos de origem duvidosa!, explicou Wandscheer.

O deputado disse ainda, que o Ministério Público suíço abriu inquérito sobre o caso. Fizeram uma devassa na sede do banco em Genebra, na Suíça, e descobriram 8,7 mil correntistas brasileiros com mais de US$ 7 bilhões em depósitos!, disse.

Para o deputado, agora, surge o elo entre o escândalo envolvendo o HSBC e o Petrolão. Integrantes da Operação Lava Jato já reúnem provas de que a filial do HSBC no Brasil serviu de guarda-chuva para operações ilegais do esquema de corrupção e lavagem de dinheiro que drenou os cofres da Petrobras.

Se a Globo não mostra, o Blog do Esmael escancara em tempo real tudo sobre o “SwissLeaks”. Acompanhe aqui.

5 de abril de 2014
por esmael
22 Comentários

Datafolha: Dilma cai, mas vence fácil com oposição empacada

do Brasil 247 Acabam de sair os números da pesquisa Datafolha. A presidente Dilma Rousseff caiu a 38%, mas seus adversários não se beneficiaram. Aécio Neves tem 16%, enquanto Eduardo Campos ostenta 10%. Neste quadro, Dilma venceria com facilidade no primeiro turno.

Leia, abaixo, a análise de Fernando Rodrigues, publicada em seu blog:

Aécio Neves é o candidato tucano com pior desempenho desde 2002

A pesquisa Datafolha realizada nos dias 2 a 3 de abril traz dois fatos políticos mais relevantes. Primeiro, que a intenção de votos de Dilma Rousseff cai em relação a fevereiro. Segundo, que nenhum dos candidatos de oposição se beneficiam disso neste momento.

Em resumo, Dilma está mais frágil. Mas há também fragilidade dos nomes da oposição, sobretudo o que está em segundo lugar.

Agora, no cenário com todos os possíveis candidatos, Dilma Rousseff (PT) tem 38%. O segundo colocado, Aécio Neves (PSDB), está com 16%. E Eduardo Campos (PSB) registra 10%. à‰ importante dizer que a petista ainda venceria nesse cenário no primeiro turno. O percentual de votos nulos, em branco, indecisos e dos que dizem não saber quem escolher foi de 29%.

<