Institutos de pesquisa buscam ‘desbolsonarização’ com possibilidade de vitória de Lula no 1º turno

► Bancos, financeiras e especuladores dominam o mundo das pesquisas eleitoriais para presidente em 2022

Há exceções, mas os institutos de pesquisas estão buscando a ‘desbolsonarização’ com a possibilidade de vitória do ex-presidente Lula já no primeiro turno – apesar da maioria deles estar ligada a lobbies, bancos e especuladores do sistema financeiro.

A pesquisa PoderData, por exemplo, ligada ao site Poder360, tenta distanciar-se do presidente cessante Jair Bolsonaro (PL) à medida que o segundo turno se torna um sonho de verão.

O site do jornalista Fernando Rodrigues teve recentemente um aporte de Luiza Trajano, do Maganize Luiza, que hoje está mais para banco do que para loja de varejo. O negócio principal da empresa é a venda de crédito a juros pornográficos.

A empresa de Luiza Trajano não vende geladeiras e televisores [linha branca], como muitos imaginam, ela vende crédito, dinheiro, com juros proibitivos do mercado por meio do “Luizacred”. Funciona como um banco, mas tem fachada de loja de varejo.

O cavalo de pau dos institutos de pesquisas mereceu uma citação da presidente nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR), sobre a questão da privatização da Petrobras e dos aumentos abusivos nos preços dos combustíveis.

– Pesquisa PoderData revela que maioria dos brasileiros é contra privatização da Petrobras. Não colou o argumento falso do genocida de que privatizar a empresa vai baixar preços. Solução é acabar com a dolarização mas isso ele não faz pra não mexer no lucro dos acionistas – tuitou nesta sexta-feira (24/06) a dirigente petista.

A pesquisa do PoderData – leia-se Fernando Rodrigues/banco Magazine Luiza – indica que os institutos começaram correr de Bolsonaro como o diabo corre da cruz.

O mesmo não se pode dizer do instituto Ideia, que viu uma oportunidade no bolsonarismo.

A pesquisa Ideia divulgada na manhã de quinta (23/06) – embora indique vantagem numérica do petista – deu uma ‘goela’ para o atual inquilino do Palácio do Planalto. Praticamente igualou a rejeição de Bolsonaro (44%) com a de Lula (42%).

O instituto Ideia pertence à jornalista curitibana Cila Shulman [Você poder ler a íntegra do relatório da pesquisa aqui.]

Nesse rol, alinhada a Bolsonaro, também está na pista a Paraná Pesquisas – carinhosamente conhecida como “DataBozo”. Esse instituto é o único que resiste a reconhecer possível vitória de Lula no primeiro turno.

Sem mencionar nominalmente a pesquisa Datafolha, Lula, virtual próximo presidente a República, a partir de 2023, comentou a sondagem encomendada pelo jornal Folha de S.Paulo – que também é um banco, que especula com notícias e usa o instituto como ferramenta de disputa pelo poder.

– Apesar de um mês de propaganda na TV e de uma enxurrada de fake news do bolsonarismo na internet, a nova pesquisa mostra, mais uma vez, que o povo brasileiro quer se ver livre desse governo trágico – disse Lula.

Recentemente, o Datafolha venceu uma licitação no governo do estado de São Paulo. Por isso o instituto ganhou a alcunha de “DataTucano“.

Como se vê, caro leitor, esse negócio de pesquisa eleitoral não é para amador nem para fraco. Segue o baile.

Blog do Esmael, notícias verdadeiras.