Requião: “Investigado por corrupção, Beto Richa vestiu a camisa da CBF contra a corrupção”

O senador Roberto Requião (MDB-PR), da tribuna do Senado, denunciou nesta quarta (2) que o ex-governador Beto Richa (PSDB), a despeito de ser investigado por corrupção, o tucano vestiu a camisa da CBF e foi às ruas protestar contra a corrupção. “Como Beto está enrolado na Lava Jato e em mais quatro outras grandes investigações … Read more

STF concede “habeas corpus” para tucano Beto Richa

O governador do Paraná Beto Richa (PSDB), pré-candidato ao Senado, recebeu hoje (20) a notícia de que a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal trancou o inquérito que o investiga, no âmbito da Operação Publicano, pelo recebimento de dinheiro vindo de esquema de corrupção na Receita Estadual. Em dezembro do ano passado, o ministro Gilmar … Read more

Beto Richa abre à IstoÉ prisão supostamente destinada ao ex-presidente Lula

O governo de Beto Richa (PSDB) abriu as portas do Complexo Médico Penal de Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, à revista IstoÉ. Segundo texto publicado neste fim de semana, o lugar está sendo preparado para a suposta prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. LEIA TAMBÉM: Ex-governador Sérgio Cabral inspira tucano Beto Richa … Read more

Por falar em corrupção, copiloto de Beto Richa é condenado a 97 anos de cadeia no Paraná

O ex-inspetor-geral de fiscalização da Receita Estadual, Márcio Albuquerque Lima, amigo e copiloto do governador Beto Richa (PSDB) nas corridas de 500 Milhas de Londrina, foi condenado a 97 anos de prisão nesta quinta (15) por chefiar esquema de corrupção na Receita Estadual do Paraná.

Read more

Prisão de policial que ‘sabe demais’ causa paúra no Palácio Iguaçu

richa_teles_foz“Caiu” o policial civil Ademilton Joaquim Telles, conhecido como Teles, preso ontem (29) em operação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado na tríplice fronteira. A queda do moço causa paúra no terceiro andar do Palácio Iguaçu.

Read more

Professores em greve vão às ruas, nesta sexta, denunciar envolvimento de Beto Richa em corrupção bilionária

richa_quadro_negroEducadores em greve há 9 dias no Paraná decidiram realizar atos nesta sexta (28), em todo o estado, para denunciar o envolvimento do governador Beto Richa (PSDB) em esquemas que desviaram R$ 50 milhões destinados à construção de escolas, segundo denúncia da Operação Quadro Negro.

Read more

Educadores e servidores em greve querem 3 milhões de assinaturas pelo impeachment de Beto Richa

richa_impeachmentO movimento de greve iniciado pelos servidores públicos do Paraná nesta semana planeja coletar um milhão de assinaturas físicas e outras 2 milhões virtuais para sustentar um pedido de impeachment do governador Beto Richa (PSDB).

Read more

Ser tucano é o céu no Paraná e São Paulo

enio_richaO deputado Enio Verri (PT-PR), em sua coluna desta terça (4), afirma que “ser tucano, no Brasil, é muito bom. No Paraná em São Paulo, então, é o céu”. Ele observa que o paranaense Beto Richa (PSDB), por exemplo, criminaliza o PT para esconder a corrupção em seu governo. Tudo com o conluio da imprensa, acusa o colunista.

Read more

Requião Filho diz que Greca é “usufrutuário” de corrupção no governo Richa, mas elogia atuação de Fruet; assista ao vídeo

requiao_grecaO candidato do PMDB à Prefeitura de Curitiba, Requião Filho, usou as redes sociais para acusar o adversário Rafael Greca (PMN) de ser “usufrutuário” de esquemas de corrupção no governo Beto Richa (PSDB). Abaixo, assista ao vídeo:

Read more

Luiz Abi, primo de Richa, sofre nova derrota na Justiça para o Blog do Esmael

imageO lobista Luiz Abi Antoun, primo do governador Beto Richa (PSDB), sofreu mais uma derrota judicial para o Blog do Esmael. O juiz Diego Demiciano, da 6ª Vara Cível de Londrina, julgou improcedente pedido de indenização do lobista por dano moral.

Read more

Verba desviada da educação abasteceu campanha de reeleição do tucano Beto Richa, diz blog Gazeta do Povo

richa_educadoresO blog Gazeta do Povo, edição desta sexta (22), traz reportagem de Felippe Anibal, sobre o desvio de R$ 30 milhões que seriam destinados à construção de escolas no Paraná. Segunda informação, parte do dinheiro abasteceu campanha de reeleição de Beto Richa (PSDB).

Read more

Justiça extingue pedido de indenização de primo de Beto Richa contra Blog do Esmael

luiz_abi_beto_richaO 1º Juizado Especial Cível de Londrina, em sentença final, extinguiu ação contra o Blog do Esmael com pedido de indenização por danos morais movida pelo lobista Luiz Abi Antoun, primo do governador Beto Richa (PSDB).

Read more

Primo de Beto Richa indica citado na Operação Publicano para ocupar cargo na Educação

luiz_abi_e_victor_hugo

O lobista Luiz Abi Antoun, primo do governador Beto Richa (PSDB), indicou politicamente o ex-coordenador da região metropolitana de Londrina (Comel), Victor Hugo Boselli Dantas, para ocupar a Superintendência de Desenvolvimento Educacional (SUDE), órgão vinculado à Secretaria de Estado da Educação (SEED).

Dantas foi coordenador de campanha do tucano em Londrina e foi citado pelo delator Luiz Antonio de Souza na operação Publicano, que investiga propinas e corrupção no valor de R$ 1 bilhão na Receita Estadual.

Read more

Cadê o lobista Luiz Abi? Prenderam o primo de Beto Richa outra vez?

richa_abiEu tinha um encontro no final da tarde desta terça-feira (26) com o lobista Luiz Abi Antoun, no 1º Juizado Especial de Londrina. O primo do governador Beto Richa (PSDB) não compareceu à audiência judicial previamente marcada. Desloquei-me de Curitiba “só” para encontrá-lo.

Read more

Beto Richa usa governo para dificultar investigações de corrupção na Receita Estadual, acusa MP

beto_richaAh, se Beto Richa fosse do PT… Mas não é. O governador do Paraná é do PSDB de Aécio Neves.

Feita essa consideração inicial, vamos aos fatos.

O Ministério Público (PM) acusa a Procuradoria-Geral do Estado do Paraná (PGE) de agir para anular delação do auditor fiscal Luiz Antonio de Souza com objetivo único de blindar o governador Beto Richa (PSDB), citado pelo delator como suposto beneficiário do esquema de corrupção na Receita Estadual.

Read more

Beto Richa compra blindagem em horário nobre da Globo

Investigado pela PGR por "crimes de lavagem de dinheiro, falsidade ideológica para fins eleitorais e corrupção passiva", governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), abriu as burras do estado para blindar noticiário na Globo sobre caso de propina na Receita Estadual que teria irrigado a campanha de reeleição de 2014; prejuízo ao erário seria de R$ 1 bilhão, segundo o Ministério Público; farra publicitária exalta “pujança econômica” do Tucanistão do Sul; Richa tentou dispensar de depoimentos auditores fiscais Márcio de Albuquerque Lima e Luiz Antonio de Souza (delator), bem como o lobista Luiz Abi Antoun, primo do governador, que são peças-chave no inquérito da Operação Publicano.
Investigado pela PGR por “crimes de lavagem de dinheiro, falsidade ideológica para fins eleitorais e corrupção passiva”, governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), abriu as burras do estado para blindar noticiário na Globo sobre caso de propina na Receita Estadual que teria irrigado a campanha de reeleição de 2014; prejuízo ao erário seria de R$ 1 bilhão, segundo o Ministério Público; farra publicitária exalta “pujança econômica” do Tucanistão do Sul; Richa tentou dispensar de depoimentos auditores fiscais Márcio de Albuquerque Lima e Luiz Antonio de Souza (delator), bem como o lobista Luiz Abi Antoun, primo do governador, que são peças-chave no inquérito da Operação Publicano.

Read more

Citado três vezes em corrupção, Beto Richa vai ganhar música no Fantástico?

Governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), integra o listão da propina da Odebrecht e é citado pela terceira vez em casos de corrupção; estaria o tucano, por isso, habilitado a ganhar música no programa global Fantástico; governador do PSDB teria amealhado junto a Odebrecht R$ 200 mil em 24 de setembro de 2010, sem prestação de contas ao TSE; Richa já é réu no Superior Tribunal de Justiça (STJ), que autorizou investigação de cobrança de propina na Receita Estadual do Paraná (dinheiro teria abastecido reeleição); tucano também tem governo envolvido no roubo de recursos que seriam destinados à construção de escolas (Operação Quadro Negro); governador Beto Richa é um dos entusiastas do golpe contra o mandato da presidente Dilma Rousseff.
Governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), integra o listão da propina da Odebrecht e é citado pela terceira vez em casos de corrupção; estaria o tucano, por isso, habilitado a ganhar música no programa global Fantástico; governador do PSDB teria amealhado junto a Odebrecht R$ 200 mil em 24 de setembro de 2010, sem prestação de contas ao TSE; Richa já é réu no Superior Tribunal de Justiça (STJ), que autorizou investigação de cobrança de propina na Receita Estadual do Paraná (dinheiro teria abastecido reeleição); tucano também tem governo envolvido no roubo de recursos que seriam destinados à construção de escolas (Operação Quadro Negro); governador Beto Richa é um dos entusiastas do golpe contra o mandato da presidente Dilma Rousseff.

Read more

Em tempos de Lava Jato, delator revela propina na reeleição de Richa

Governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), teria recebido “pixulecos” oriundos de propina da Receita Estadual; denúncia partiu do ex-auditor fiscal Luiz Antônio de Souza, que, ontem (7), em delação no Fórum de Londrina, disse que o tucano recebeu R$ 1,5 milhão na reeleição de 2014; Souza está preso desde janeiro de 2015, depois de denunciado por pedofilia; ele fez um acordo de delação premiada com promotores do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), braço policial do Ministério Público do Paraná (MP); depoimento do delator apontou ainda que delegados regionais da Receita Estadual eram indicações políticas dos deputados federais Fernando Francischini (SD) e Luiz Carlos Hauly (PSDB); primo de Richa, o lobista Luiz Abi Antoun, apontado pelo MP como “chefe da quadrilha” que atuava dentro do governo do estado, também tinha força para emplacar nomes na Receita – segundo o delator.
Governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), teria recebido “pixulecos” oriundos de propina da Receita Estadual; denúncia partiu do ex-auditor fiscal Luiz Antônio de Souza, que, ontem (7), em delação no Fórum de Londrina, disse que o tucano recebeu R$ 1,5 milhão na reeleição de 2014; Souza está preso desde janeiro de 2015, depois de denunciado por pedofilia; ele fez um acordo de delação premiada com promotores do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), braço policial do Ministério Público do Paraná (MP); depoimento do delator apontou ainda que delegados regionais da Receita Estadual eram indicações políticas dos deputados federais Fernando Francischini (SD) e Luiz Carlos Hauly (PSDB); primo de Richa, o lobista Luiz Abi Antoun, apontado pelo MP como “chefe da quadrilha” que atuava dentro do governo do estado, também tinha força para emplacar nomes na Receita – segundo o delator.

Read more

Governo Richa teve esquema de R$ 1 bi na Receita Estadual, diz MP

O Gaeco, braço policial do Ministério Público do Paraná, aponta existência de uma quadrilha dentro do governo do estado.
O Gaeco, braço policial do Ministério Público do Paraná, aponta existência de uma quadrilha dentro do governo do estado.

A Receita Estadual do Paraná teve prejuízo de R$ 1 bilhão devido esquemas de corrupção, segundo a Operação Publicano, que investiga propinas no órgão fazendário.

O dinheiro das propinas teria drenado a campanha de reeleição do governador Beto Richa (PSDB), de acordo com o Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado).

Read more

Richa pega carona em Dilma

dilma_richa_pedagio
“Operação Cortesia com Chapéu Alheio” consiste em levar o governador Beto Richa (PSDB) para inaugurar obras que não lhe pertencem; objetivo é arranjar “agenda positiva” nesses tempos de investigações da Publicano (corrupção na Receita Estadual) e Quadro Negro (roubo de recursos destinados à construção de escolas).

O governador Beto Richa (PSDB) adotou aquela máxima “eu não te aguento, mas não te largo”. Só pode.

O tucano ficou os últimos cinco anos acusando Dilma, Gleisi e o PT de “sabotar” seu governo no Paraná. Entretanto, agora ele pega carona com o petismo desavergonhadamente.

Prefeito do Norte Pioneiro relatou ao Blog do Esmael que o Palácio Iguaçu, via telefone, tem entrado em contato com as prefeituras para manifestar interesse de Beto Richa participar de inaugurações de obras.

Atônitos, os prefeitos primeiro acham que é trote. Depois, ao confirmar a autenticidade da chamada telefônica, respondem: “Mas não há nenhuma obra do governo do estado para inaugurar aqui, só tem investimentos do governo federal!”.

Read more

Mais um amigo do governador Beto Richa é preso por cobrar propina

Não é a primeira vez que um amigo próximo de Beto Richa cai preso. Ao longo do ano de 2015 foram presos: Marcelo Tchelo Caramori, o fotógrafo acusado de pedofilia; Marcio Albuquerque Lima, copiloto nas corridas de 500 Milhas de Londrina; Maurício Jandoi Fanini Antonio, amigo de tênis; Luiz Abi Antoun (indicação seta), lobista primo do governador, dentre outros não recordados ou ainda com ordem de prisão.
Não é a primeira vez que um amigo próximo de Beto Richa cai preso. Ao longo do ano de 2015 foram presos: Marcelo Tchelo Caramori, o fotógrafo acusado de pedofilia; Marcio Albuquerque Lima, copiloto nas corridas de 500 Milhas de Londrina; Maurício Jandoi Fanini Antonio, amigo de tênis; Luiz Abi Antoun (indicação seta), lobista primo do governador, dentre outros não recordados ou ainda com ordem de prisão; senador Roberto Requião (PMDB) não perdeu a verve e questionou: ‘o melhor está por vir?’.

O governador Beto Richa (PSDB) acordou nesta quarta-feira (22) com a informação de que mais um amigo íntimo, cabo eleitoral até, fora preso por cobrar propina. Trata-se do vereador Hemerson Yokota (PR), do município de Umuarama, no Noroeste do Paraná.

De acordo com o site O Bem Dito, o amigo do governador tucano é acusado de cobrar e receber propina para votar favorável a doação de um terreno a uma empresa na sessão extraordinária da Câmara Municipal de Umuarama, que será realizada hoje. “O valor combinado era de R$ 60 mil”, revela o portal de notícias.

Read more

Gaeco faz megaoperação contra corrupção no governo Beto Richa

publicanoO Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) iniciou na manhã desta quinta-feira (3) a quarta fase da Operação Publicano, que investiga corrupção no governo Beto Richa (PSDB), cumprindo 47 mandados de prisão e 62 de condução coercitiva para depoimentos.

O Gaeco, que é o braço policial do Ministério Público do Paraná (MP), cumpre a incrível quantia de 109 mandados judiciais. Ou seja, a 4ª fase da Publicana pode ser considerada uma das maiores operações contra corrupção que esse país já viu.

Os mandados estão sendo cumpridos em Londrina, onde a operação é sediada, e em Curitiba, onde parece estar o centro nervoso do esquema. Há quem afirme que o comando da quadrilha fique mesmo dentro o Palácio Iguaçu.

Read more

Beto Richa na 500 Milhas de Londrina

Governador Beto Richa (PSDB) vai treinar e correr – “escondidinho” – na 24ª edição das 500 Milhas de Londrina, que ocorre neste sábado (27); tucano tinha como copiloto na prova o ex-chefe da Receita Estadual, Márcio Albuquerque Lima, que esteve preso por comandar esquema de cobrança de propina no órgão.
Governador Beto Richa (PSDB) vai treinar e correr – “escondidinho” – na 24ª edição das 500 Milhas de Londrina, que ocorre neste sábado (27); tucano tinha como copiloto na prova o ex-chefe da Receita Estadual, Márcio Albuquerque Lima, que esteve preso por comandar esquema de cobrança de propina no órgão.
Desde ontem (27), o governador Beto Richa (PSDB) encontra-se em Londrina. O tucano participará da 24ª edição corrida automobilística das 500 Milhas.

Coincidentemente à presença de Richa na cidade, os treinos também começaram ontem.

Segundo Garganta Profunda de Londrina, principal informante do Blog do Esmael no Palácio Iguaçu, “o governador playboy estará em Londrina onde vai no autódromo escondido para correr e treinar e provar banco do carro de corrida e mais, vem de jato da Helisul, e ficará na região escondido até sábado no dia da corrida”.

Read more

Consumidor se sente lesado com retorno quase zero do “Nota Paraná”

cpfnanota
Campanha “Nota Paraná”, até agora, só serviu para validar mais farra publicitária do governo Beto Richa; consumidores relatam “calote” e se frustram com programa tucano, que visa arrecadar mais impostos.

O programa “Nota Paraná” do governador Beto Richa (PSDB), que promete devolver parte do ICMS pago pelos consumidores, recolhido pelos comerciantes, está frustando os participantes que em sua maioria tem pouco ou nada a receber.

Em agosto passado, o Blog do Esmael já levantara essa discussão — sobre possível “calote” no programa, como ocorrido em São Paulo. Periga o governo paranaense ter gastado mais em propaganda do que efetivamente recolhido em impostos, ou as duas questões juntas, sem a contrapartida prometida aos consumidores.

A primeira parcela de devolução está disponível desde segunda-feira (23) e pode ser conferida no site do programa. Mas muito pouca gente terá o que receber. Segundo o próprio governo, a média de valores a ser devolvido é de R$ 5 (cinco reais).

O problema é que, para que o consumidor posso receber “algum” de volta, precisa acumular pelo menos R$ 25 (vinte e cinco reais). Ou seja, a maioria dos contribuintes vão ter que acumular créditos por 5 meses para poder receber um pouquinho de volta.

Read more

Coluna do João Arruda: Quem tem medo de James Alberti?

João Arruda, em sua primeira coluna no Blog do Esmael, nesta terça-feira (24), após sete meses de silêncio, põe o dedo na ferida logo no início do texto perguntando: "Quem tem medo de James Alberti?"; premiado jornalista da RPC/Globo está exilado para não ser morto, pois ele apurava rede de corrupção e pedofilia no governo do Paraná quando fora jurado; por causa da investigação de James, cerca de 20 pessoas foram parar atrás das grades, dentre os quais, um primo do governador Beto Richa (PSDB), um fotógrafo do tucano e seu amigo e copiloto nas corridas de 500 Milhas; colunista pede respostas às seguintes questões: “Quem tramou para silenciar James Alberti? Quem está investigando a ameaça? Por que não se fala mais no assunto?”; leia, ouça, opine e compartilhe.
João Arruda, em sua primeira coluna no Blog do Esmael, nesta terça-feira (24), após sete meses de silêncio, põe o dedo na ferida logo no início do texto perguntando: “Quem tem medo de James Alberti?”; premiado jornalista da RPC/Globo está exilado para não ser morto, pois ele apurava rede de corrupção e pedofilia no governo do Paraná quando fora jurado; por causa da investigação de James, cerca de 20 pessoas foram parar atrás das grades, dentre os quais, um primo do governador Beto Richa (PSDB), um fotógrafo do tucano e seu amigo e copiloto nas corridas de 500 Milhas; colunista pede respostas às seguintes questões: “Quem tramou para silenciar James Alberti? Quem está investigando a ameaça? Por que não se fala mais no assunto?”; leia, ouça, opine e compartilhe.

João Arruda*

O exílio é o regime semiaberto do preso de consciência. Você pode até sair por aí durante o dia, mas sabe que não vai dormir em casa. O jornalista James Alberti sabe muito bem disso. Faz sete meses que ele foi obrigado a fugir do Paraná para não ser morto. Desde então, vive como refém sem pedido de resgate, longe de quem ama e de quem o ama. Seu drama é pessoal, mas de grande alcance porque faz do jornalismo sério profissão de risco. É fato: quando se pesca peixe grande, a isca pode ser o próprio repórter.

James estava em Londrina, Norte do Paraná, no dia 9 de abril. Foi quando um funcionário do governo do estado avisou a chefia de redação da RPC TV que o jornalista era vigiado e que já tinham tentado executá-lo, forjando um assalto ou acidente, e que tentariam de novo. James precisou fugir. O motivo é sabido: o produtor da emissora afiliada da Rede Globo foi investigar uma rede de corrupção e pedofilia na Receita Estadual.

O esquema que James apurava já tinha levado à prisão cerca de 20 suspeitos. Entre eles, um primo do governador Beto Richa (PSDB), Luiz Abi Antoun, e um assessor do governador, Marcelo Caramori, que tem o nome de Beto Richa tatuado no braço direito. Também havia sido denunciado um parceiro do governador em corridas automobilísticas, o inspetor geral de fiscalização da Receita do Estado, Márcio de Albuquerque Lima.

Read more

Veja essa: Operação Publicano do Gaeco transforma escândalos anteriores em “café pequeno”

gaeco_publicanoCoube ao diligente repórter e blogueiro Fábio Silveira, do Jornal de Londrina, a revelação de que a Operação Publicano, do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado  (Gaeco), contabilizou, até agora, prejuízo de R$ 725 milhões aos cofres públicos.

Com o avanço das investigações, a força-tarefa do Ministério Público do Paraná acredita que a soma poderá ultrapassar R$ 1 bilhão.

Esse dinheiro deixou de entrar no caixa do estado porque fora trocado por propina para fiscais da Receita Estadual.

Há suspeita de que parte desse valor foi desviado para a campanha de reeleição do governador Beto Richa (PSDB). O inquérito está na Procuradoria Geral da República (PGR).

O lobista Luiz Abi Antoun, primo do governador tucano, de acordo com o Gaeco, seria o chefe da quadrilha mesmo não tendo formalmente cargo no governo do estado.

Read more

Beto Richa realiza visita a Brasília cercada de “mistérios”

Richa_GaecoO governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), fez uma “misteriosa” visita a Brasília na última terça-feira (10).

Para consumo externo, o tucano foi em busca de mais empréstimos internacionais para o estado (se fosse o motivo real da viagem, caberia a pergunta: para aonde está indo o dinheiro dos paranaenses, meu Deus?).

Nem mesmo os deputados federais do PSDB acreditaram na versão do governo do estado para essa súbita visita ao Distrito Federal.

Garganta Profunda de Londrina, o principal informante do Blog do Esmael no Palácio Iguaçu, garante que “a viagem às pressas do governador tem a ver com a Procuradoria Geral da República (PGR)”.

Read more

“Beto Richa sabia da corrupção na Receita Estadual”, diz amigo do governador do Paraná

Richa_Abi_GarciaO empresário Tony Garcia, em entrevista ao Blog do Esmael, reafirmou na tarde desta sexta-feira (6) tudo que escreveu na “carta aberta” endereçada a seu melhor amigo, o governador Beto Richa (PSDB).

“O Beto [Richa] sabia, há mais de 3 anos, que tinha corrupção na Receita Estadual”, declarou Garcia. “Eu avisei que Luiz Abi estava achacando empresários, mas ele não dava ouvidos. Dizia que era mentira”, completou, referindo-se ao primo não muito distante do tucano.

Abi é réu em ação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), braço policial do Ministério Público do Paraná, e o inquérito da corrupção na Receita Estadual, contra o governador, chegou à Procuradoria Geral da República (PGR) no final de outubro (clique aqui para ler sobre isso).

Tony Garcia disse ainda ao Blog do Esmael que o governador paranaense se cercou de más companhias que filtram informações que chegam até ele. “O Beto não lê jornais e não pode sair às ruas por causa da rejeição. Então, aí, os puxa-sacos filtram as notícias”.

Read more

Chega à PGR inquérito sobre corrupção contra tucano Beto Richa

Richa_PGRQuase um mês após  indiciamento do governador Beto Richa (PSDB), a Procuradoria Geral da República (PGR) começa investigar se a campanha de reeleição do tucano recebeu dinheiro de corrupção na Receita Estadual.

A informação é do jornalista Lauro Jardim, colunista e blogueiro d’O Globo:

“Chegou à Procuradoria-Geral da República o inquérito que investiga se a campanha de Beto Richa pelo governo do Paraná recebeu dinheiro desviado da Receita Estadual.”

Read more

Ladrão de $ público preso no Paraná: “O Beto tá com a gente”

Segundo jornal Gazeta do Povo, órgão de imprensa vinculado ao tucanato, ladrão de dinheiro público teria afirmado a fiscais presos junto com ele: "O Beto tá com a gente"; corrupção na Receita Estadual, de acordo com o Ministério Público, teria irrigado campanha de reeleição do governador do PSDB.
Segundo jornal Gazeta do Povo, órgão de imprensa vinculado ao tucanato, ladrão de dinheiro público teria afirmado a fiscais presos junto com ele: “O Beto tá com a gente”; corrupção na Receita Estadual, de acordo com o Ministério Público, teria irrigado campanha de reeleição do governador do PSDB.
O ex-inspetor geral de Fiscalização na Receita Estadual, Márcio de Albuquerque Lima, preso em maio pela Operação Publicano, teria afirmado ao chegar à Penitenciária Estadual de Londrina (PEL), que o governador Beto Richa (PSDB) estava com eles [fiscais presos pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco)].

“O Beto tá com a gente”, teria dito espontaneamente o então copiloto do governador nas corridas de 500 Milhas ao fiscal Luiz Antônio de Souza.

A informação é da repórter Catarina Scortecci, na edição desta sexta-feira (9) do jornal Gazeta do Povo.

A revelação sugere envolvimento direto de Richa com a máfia no órgão fazendário.

Read more