Em artigo, Márcia Tiburi associa lava jato ao fascismo de Hitler

Requião falará às forças armadas na terça-feira

Bolsonaro lidera no Paraná

O judiciário está nu!

Coluna do Alvaro Dias: Em defesa do fim do foro privilegiado

foro
Em sua coluna semanal, o senador Alvaro Dias (PV) defende o fim do foro privilegiado para políticos. Ele apresentou em 2013 uma Proposta de Emenda Constitucional sobre o assunto, a qual tramita no Congresso Nacional. Para o senador, a nomeação do ex-presidente Lula para o ministério da Casa Civil do governo da presidenta Dilma Rousseff (PT) configura um claro desvio de finalidade, pois teria o objetivo de lhe conceder o foro privilegiado. Segundo Alvaro, acabar com privilégios das autoridades reafirma e fortalece a democracia. Leia, ouça, comente e compartilhe.

Coluna da Gleisi Hoffmann: 13 de março, uma despolitização perigosa

perigo
A senadora Gleisi Hoffmann (PT), em sua coluna semanal, comenta as manifestações deste dia 13 de março, e a sua despolitização. Segundo ela, apesar de os protestos serem expressivos e legítimos, quem participou continua sendo a classe média mais tradicional, não traduzindo o sentimento de conjunto do país; as bandeiras mais naturais e urgentes como emprego, renda, juros, salários, investimentos, programas sociais, saúde, educação foram esquecidas; e tudo resumiu-se ao combate seletivo da “corrupção” e à criminalização do PT, Lula e Dilma. Para a senadora, a sensação é de que se “tirar Dilma do governo, prender Lula e acabar com PT, solucionaria tudo, seguraria inclusive o ímpeto da Lava Jato”. Leia, comente e compartilhe.

Gaeco faz megaoperação contra corrupção no governo Beto Richa

publicanoO Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) iniciou na manhã desta quinta-feira (3) a quarta fase da Operação Publicano, que investiga corrupção no governo Beto Richa (PSDB), cumprindo 47 mandados de prisão e 62 de condução coercitiva para depoimentos.

O Gaeco, que é o braço policial do Ministério Público do Paraná (MP), cumpre a incrível quantia de 109 mandados judiciais. Ou seja, a 4ª fase da Publicana pode ser considerada uma das maiores operações contra corrupção que esse país já viu.

Os mandados estão sendo cumpridos em Londrina, onde a operação é sediada, e em Curitiba, onde parece estar o centro nervoso do esquema. Há quem afirme que o comando da quadrilha fique mesmo dentro o Palácio Iguaçu.

Coluna do Alvaro Dias: Congresso precisa avançar para o Brasil ser passado a limpo

alvaroc
Em sua coluna semanal, o senador Alvaro Dias (PSDB) comenta a prisão do colega senador Delcídio Amaral (PT), em pleno exercício do mandato. Alvaro avalia o fato como trágico para a instituição, impondo uma forte responsabilidade aos parlamentares. Mas segundo ele, há um lado positivo: combatendo com rigor a corrupção, as instituições podem voltar a se fortalecer e o País será passado a limpo. Leia, ouça, comente e compartilhe.

Alvaro Dias*

Neste triste momento que vivemos, no Congresso Nacional e no País, há missões que são espinhosas, mas inevitáveis. O Senado Federal, na esteira do que decidiu o Supremo Tribunal Federal, viveu um desses momentos que podemos considerar trágicos, mas no cumprimento de uma responsabilidade que não se transfere.

Esse levantar de tapete pela Operação Lava Jato sinaliza para um novo tempo neste País. O Supremo Tribunal Federal certamente ressuscitou esperanças ao decidir à luz da Constituição e da legislação vigente no País de forma implacável, determinando a prisão inclusive de um colega senador.

São episódios negativos que enlutam a alma brasileira, mas certamente deles temos que retirar também o que há de positivo: a valorização do Supremo Tribunal Federal e a reconquista da confiabilidade e da credibilidade, ao adotar uma postura implacável diante dos escândalos de corrupção que envolvem os que têm foro privilegiado.

O STF sinaliza para essa postura nova, quando afirma que a impunidade não derrotará a justiça. E cabe também ao Congresso Nacional refletir sobre a sua responsabilidade. Não podemos ficar distanciados desses avanços promovidos pela Operação Lava Jato na esteira do trabalho da Polícia Federal e do Ministério Público.