8 de outubro de 2015
por admin
25 Comentários

Envolvimento de Ratinho Jr e Tiago Amaral suspende ação da Publicano 2

publicA citação do secretário de Desenvolvimento Urbano Ratinho Júnior (PSC) e do deputado estadual Tiago Amaral (PSB) pelo auditor Luiz Antônio de Souza, em acordo de delação premiada, causou a suspensão da segunda fase da Operação Publicano do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco).

A decisão em caráter liminar foi proferida pelo desembargador Luiz Sérgio Neiva de Lima Vieira do Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR), tudo por que os deputados (e secretários de Estado) têm foro privilegiado e não podem ser investigados em primeira instância.

A decisão, que não anula os feitos até aqui pelo juiz da 3ª Vara Criminal de Londrina, Juliano Nanuncio, atendeu a pedido da defesa de José Luiz Favoreto Pereira, ex-delegado das Receita Estadual em Londrina.

16 de julho de 2015
por esmael
23 Comentários

Piada pronta: Governador Beto Richa propõe “lei anticorrupção” no Paraná

O ex-inspetor-geral de fiscalização Márcio Albuquerque Lima, copiloto de Beto Richa nas corridas de 500 Milhas de Londrina, e Luiz Abi Antoun, primo do governador estão entre os denunciados por corrupção na Receita Estadual.

O ex-inspetor-geral de fiscalização Márcio Albuquerque Lima, copiloto de Beto Richa nas corridas de 500 Milhas de Londrina, e Luiz Abi Antoun, primo do governador estão entre os denunciados por corrupção na Receita Estadual.

Apontado pelo auditor fiscal Luiz Antônio de Souza, delator na Operação Publicano, como beneficiário de parte das propinas coletadas na Receita Estadual, o governador Beto Richa (PSDB) anunciou nesta quinta-feira (16) um “pacote anticorrupção” no órgão fazendário. Leia mais