19 de julho de 2015
por esmael
17 Comentários

Requião compara Cunha a Beto Richa: “Cara dum, focinho doutro”

Cunha_Richa_RequiaoO senador Roberto Requião (PMDB), pelo Twitter, espezinhou o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), a quem comparou ao governador do Paraná Beto Richa (PSDB). Leia mais

3 de julho de 2015
por esmael
18 Comentários

Espectro do impeachment volta a rondar o Palácio Iguaçu

richa_impeachment_profsNa última segunda-feira, dia 29 de junho, dois meses após o covarde massacre dos professores no Centro Cívico, em Curitiba, promotores do Ministério Público do Paraná (MP) concederam entrevista coletiva para anunciar que ofereceram à Justiça denúncia contra o governador Beto Richa (PSDB) por improbidade administrativa, ou seja, crime de responsabilidade que pode cassar-lhe o mandato e os direitos políticos por 8 anos.

Dito isto, cada vez mais o espectro do impeachment ronda as imediações do Palácio Iguaçu, mesmo local que serviu para a ação violenta da polícia que deixou saldo de 213 feridos.

O blogueiro e advogado Tarso Violin Cabral, no último dia 25 de maio, protocolou o primeiro requerimento na Assembleia solicitando o impedimento do governador tucano. Para ele e um grupo de juristas, que subscreveram o documento, a ação de improbidade administrativa anunciada pelo Ministério Público contra Beto Richa, o ex-secretário da Segurança Pública, Fernando Francischini, e o alto comando da PM à frente das decisões do Massacre de 29 de abril, reforça a tese do impeachment.

Nesta sexta-feira (3) veio mais um elemento que poderá ser apensado a denuncia de improbidade do inquilino do Palácio Iguaçu: a Justiça determinou que Richa cessasse de mentir e fazer campanha contra professores no site oficial Agência Estadual de Notícia; o tucano vinha abusando da máquina pública para denegrir a imagem dos educadores que ainda lutam por melhores condições de trabalho e reposição inflacionária.

24 de outubro de 2013
por esmael
15 Comentários

Denúncia de Welter abre crise no PT

Encorajado por setores do PT, deputado Elton Welter diz que reafirmará denúncias de "pressão" e "ameaça" ao CNJ; órgão investiga tráfico de influência do ex-presidente do TJ, Clayton Camargo, na eleição de seu filho, Fábio, ao Tribunal de Contas do Estado. (Fotos: Gazeta do Povo); militantes petistas, dentre os quais Tarso Violin Cabral, que obteve dois votos na disputa, mesmo com apoio do RPCTV, quer que Assembleia Legislativa realize nova eleição para conselheiro.

Encorajado por setores do PT, deputado Elton Welter diz que reafirmará denúncias de “pressão” e “ameaça” ao CNJ; órgão investiga tráfico de influência do ex-presidente do TJ, Clayton Camargo, na eleição de seu filho, Fábio, ao Tribunal de Contas do Estado. (Fotos: Gazeta do Povo); militantes petistas, dentre os quais Tarso Violin Cabral, que obteve dois votos na disputa, mesmo com apoio do RPCTV, quer que Assembleia Legislativa realize nova eleição para conselheiro.

O deputado estadual Elton Welter confirma que foi “pressionado” e “ameaçado” para votar no ex-deputado Fábio Camargo na eleição para conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE). Ele jura que ficou firme e votou em Plauto Miró (DEM), que perdeu o embate. Leia mais