12 de julho de 2018
por esmael
Comentários desativados em Crivella escapa do impeachment

Crivella escapa do impeachment

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRP), por 29 votos a 16, escapou da abertura do processo de impeachment na Câmara Municipal. ... 

Leia mais

4 de janeiro de 2018
por esmael
13 Comentários

Com medo do xilindró, Temer articula mudança na “regra de ouro” fiscal

Para Michel Temer, o seguro já morreu de velho. Por isso ele trabalha pela mudança na “regra de ouro” das finanças públicas, prevista no artigo 167 da Constituição, que proíbe o governo de emitir dívida em valor superior às despesas de capital (essencialmente investimentos) do exercício. Uma PEC deverá ser apresentada ao Congresso com o intuito de livrá-lo de crime de responsabilidade, durante e após deixar o cargo. ... 

Leia mais

29 de novembro de 2016
por esmael
2 Comentários

A ditadura do Judiciário e o crime de responsabilidade de Temer

enio_ditaduraO deputado Enio Verri (PT-PR), em sua coluna desta terça (29), afirma que Michel Temer (PMDB) será representado perante o Ministério Público Federal e deverá, até os primeiros meses de 2017, ser apeado do poder pelo STF, para dar lugar à continuidade do golpe. Portanto, abusando da mesóclise, dar-se-á espaço à ditadura do Judiciário que já está aí… Leia mais

28 de novembro de 2016
por esmael
4 Comentários

URGENTE: PSOL protocolou pedido de impeachment de Michel Temer

psol_temer_impeachmentA bancada do PSOL protocolou na tarde desta segunda (28) o primeiro pedido de impeachment do presidente ilegítimo Michel Temer (PMDB). Leia mais

25 de novembro de 2016
por esmael
29 Comentários

Caixa dois é conversa fiada. O que importa agora é o impeachment de Temer

temer_iphanNão mais que de repente a velha mídia — olha só quem! — retoma o faniquito moral e punitivo contra o caixa dois. Mais uma falsa polêmica, pois o que importa mesmo agora é tirar da Presidência da República o ilegítimo e aético Michel Temer (PMDB) pela prática de crime de responsabilidade. Leia mais

24 de novembro de 2016
por esmael
40 Comentários

Temer fez lobby pró-Geddel, diz ex-ministro à PF; oposição pede impeachment do ilegítimo

geddel_temerO ilegítimo Michel Temer (PMDB) fez pressão, isto é, lobby para “enquadrar” o ex-ministro da Cultura Marcelo Calero visando liberar empreendimento de interesse particular do ministro de Governo Geddel Vieira Lima (PMDB-BA) em Salvador. A oposição exige o impeachment do tinhoso. Leia mais

16 de novembro de 2016
por esmael
12 Comentários

Deputados vão rejeitar ‘anistia’ para judiciário e ‘castigo’ para políticos

deltan_camaraO parecer do deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS) sobre as medidas anticorrupção deverá bater na trave da Câmara, pois, de acordo com parlamentares ouvidos pelo Blog do Esmael, o texto criminaliza os políticos ao tempo que retira a possibilidade de juízes serem julgados por crime de responsabilidade. Ou seja, ‘castiga’ o mundo da política, mas ‘anistia’ o mundo do judiciário. Leia mais

12 de outubro de 2016
por esmael
91 Comentários

Educadores e servidores em greve querem 3 milhões de assinaturas pelo impeachment de Beto Richa

richa_impeachmentO movimento de greve iniciado pelos servidores públicos do Paraná nesta semana planeja coletar um milhão de assinaturas físicas e outras 2 milhões virtuais para sustentar um pedido de impeachment do governador Beto Richa (PSDB). Leia mais

4 de outubro de 2016
por esmael
106 Comentários

Educadores do Paraná vão deflagrar greve na quinta contra Beto Richa

greve_app_professoresA APP-Sindicato deverá deflagrar a partir desta quinta-feira (6) greve geral dos educadores contra o governador Beto Richa (PSDB) nas 2,1 mil escolas da rede pública do estado. Leia mais

9 de abril de 2016
por admin
16 Comentários

Coluna do Jorge Bernardi: Para ex-governador, Brasil caminha para uma guerra civil

Download áudio

Jorge Bernardi*

Há 15 dias, escrevi nesta coluna, que a radicalização política estava assumindo proporções perigosas que poderia levar o país a uma guerra civil. Nesta semana, o ex-governador gaúcho Tarso Genro, admitiu em entrevista ao jornalista Roberto D’ Avila, da Globo News, também que o Brasil caminha para guerra civil, se ocorrer o impeachment da presidente Dilma Rousseff sem que se comprove crime de responsabilidade.

A imprensa fez recentemente reportagens sobre intolerância política e divisão da sociedade que separa amigos, sócios, famílias gerando brigas nos mundos virtual e real. A preocupação é que a disputa possa extrapolar para a violência com consequências imprevisíveis. Basta um cadáver numa destas manifestações para que os ânimos, que estão a flor da pele, passe para a disputa armada pelo poder.

O Data Folha divulgou recentemente pesquisa em que mostra os participant Leia mais

14 de outubro de 2015
por admin
16 Comentários

Coluna do Alvaro Dias: As pedaladas fiscais e o impeachment

Download

Alvaro Dias*

Na última semana, o Tribunal de Contas da União (TCU) aprovou, por unanimidade, parecer pela rejeição das contas presidenciais de 2014. Devido a várias irregularidades, como as chamadas pedaladas fiscais, os oito ministros entenderam que as contas não estavam em condições de serem aprovadas.

A decisão histórica do TCU coloca pressão sobre o Congresso Nacional. A Comissão Mista de Orçamento e o plenário da Câmara e do Congresso terão, agora, de votar o parecer do tribunal, o que pode dar início a um processo de impeachment da presidente da República.

Nós, da oposição, temos o dever de interpretar o momento histórico que vivemos. Qual é a nossa missão e a nossa responsabilidade? E, diante de tanta corrupção descoberta pela Operação Lava Jato; de investigações conduzidas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre irregularidades na campanha presidencial; e de inúmeros erros econômicos do governo, como as pedaladas fiscais, temos o dever de representar a indignação da maioria dos brasileiros e defender a proposta do impeachment.

O impeachment é um dispositivo constitucional, portanto um instrumento democrático de socorro à população, e não se trata de um rito sumário. Antes da aprovação ou rejeição por deputados e senadores, a Constituição Federal garante um amplo debate diante da defesa apresentada pelo governo.

Para um processo que julga o crime de responsabilidade cometido por um governante, o fato ocorrido durante o mandato vigente tem um peso maior na argumentação jurídica. Mas o Ministério Público junto ao TCU apontou que o governo atrasou a transferência de R$ 40,2 bilhões aos bancos públicos no primeiro semestre de 2015, ou seja, a prática das pedaladas fiscais teria se repetido.

Com esse novo fato, a oposição apresentou um aditamento ao pedido de impeachment assinado pelos juristas Hélio Bicudo e Miguel Reale Júnior para incluir as irregularidades desse novo mandato.

Estamos em um momento de crise política e de grande desesperança. Para o País é sempre traumático alterar o cronograma estabelecido pela democracia, mas seria ainda mais trágico se o voto impusesse a impunidade.

*Alvaro Dias é senador pelo PSDB e líder da Oposição no Senado Federal. Ele escreve nas quartas-feiras para o Blog do Esmael sobre “Ética na Política”.

Leia mais