4 de abril de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Governo Bolsonaro diz à ONU que não houve golpe em 64

Governo Bolsonaro diz à ONU que não houve golpe em 64

O governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) enviou telegrama à Organização das Nações Unidas (ONU) afirmando que “não houve golpe de Estado” em 31 de março de 1964 e que os 21 anos de governos militares foram necessários “para afastar a crescente ameaça de uma tomada comunista do Brasil e garantir a preservação das instituições nacionais, no contexto da Guerra Fria”.  ... 

Leia mais

29 de março de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em OAB e Instituto Vladimir Herzog denunciam Bolsonaro na ONU

OAB e Instituto Vladimir Herzog denunciam Bolsonaro na ONU


A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e Instituto Vladimir Herzog entraram nesta sexta-feira (29) com um petição junto à Organização das Nações Unidas para denunciar a decisão do presidente Jair Bolsonaro de comemorar o aniversário do golpe militar de 1964. ... 

Leia mais

15 de março de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Embaixadora do Brasil “arma barraco” na ONU na presença de Jean Wyllys

Embaixadora do Brasil “arma barraco” na ONU na presença de Jean Wyllys

O jornalista Jamil Chade relatou um “barraco” promovido pela embaixadora brasileira, Maria Nazareth Farani Azevêdo, em reunião da ONU (Organização das Nações Unidos). ... 

Leia mais

6 de março de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Crise da Venezuela é ‘ampliada pelas sanções’, afirma Michelle Bachelet da ONU

Crise da Venezuela é ‘ampliada pelas sanções’, afirma Michelle Bachelet da ONU


A alta comissária da Organização das Nações Unidas (ONU) para os direitos humanos, Michelle Bachelet, afirmou nesta quarta-feira (6) que a crise política, econômica e social na Venezuela tem sido “exacerbada pelas sanções” internacionais. ... 

Leia mais

26 de fevereiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Secretário-geral da ONU joga pá de cal em intervenção militar na Venezuela

Secretário-geral da ONU joga pá de cal em intervenção militar na Venezuela

O secretário-geral da ONU, António Guterres, afirmou na segunda-feira (25) que as intervenções militares na América Latina são águas passadas, em clara referência aos planos intervencionistas dos Estados Unidos contra a Venezuela. ... 

Leia mais

25 de fevereiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Em discurso na ONU, Damares Alves fala em libertar a Venezuela

Em discurso na ONU, Damares Alves fala em libertar a Venezuela

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, discursou nesta segunda-feira (25) na reunião do Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) em Genebra, na Suíça.  ... 

Leia mais

24 de fevereiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Ajuda humanitária para a Venezuela foi provocação, diz ex-chanceler de Lula

Ajuda humanitária para a Venezuela foi provocação, diz ex-chanceler de Lula

Os Estados Unidos bloquearam, roubaram, congelaram 30 bilhões de dólares da Venezuela relativos ao resultado da venda de petróleo. Quando Donald Trump se une a Jair Bolsonaro (PSL), do Brasil, para supostamente enviar “ajuda humanitária” ganha ar de provocação. A opinião é do embaixador Celso Amorim, ex-chanceler nos governos Lula. ... 

Leia mais

24 de fevereiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em ONU poderá determinar libertação de Lula em março

ONU poderá determinar libertação de Lula em março

O Comitê de Direitos Humanos da ONU (Organização das Nações Unidas) poderá sentenciar em março pela condenação do governo brasileiro e pela libertação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. ... 

Leia mais

19 de fevereiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Rússia envia 300 toneladas de ajuda humanitária para a Venezuela

Rússia envia 300 toneladas de ajuda humanitária para a Venezuela


O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou que a Rússia enviou 300 toneladas de ajuda humanitária para os venezuelanos, que deverá chegar na quarta-feira (20) ao país. “Todos os dias temos assistência humanitária internacional. Na quarta-feira vão chegar 300 toneladas de ajuda e assistência humanitária da Rússia”, disse. ... 

Leia mais

12 de fevereiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Venezuela denuncia golpismo dos EUA e a farsa da ‘ajuda humanitária’

Venezuela denuncia golpismo dos EUA e a farsa da ‘ajuda humanitária’

Manifestações de apoio ao presidente Maduro ocorreram nesta terça em todo país

O chanceler venezuelano, Jorge Arreaza, denunciou nesta terça-feira (12) na sede da Organização das Nações Unidas (ONU), nos Estados Unidos (EUA), a tentativa de golpe contra a Venezuela e a farsa em curso da chamada “ajuda humanitária”. ... 

Leia mais

29 de janeiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Relator da ONU diz que lama da barragem pode chegar ao Rio São Francisco

Relator da ONU diz que lama da barragem pode chegar ao Rio São Francisco

O relator especial da Organização das Nações Unidas (ONU) para o direito à água e ao saneamento, Leo Heller, avalia que a lama de rejeitos que se espalhou após o rompimento da barragem da mina de ferro do Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG), da multinacional Vale, deve chegar ao Rio São Francisco. ... 

Leia mais

25 de janeiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em EUA solicitam reunião do Conselho de Segurança da ONU para discutir Venezuela

EUA solicitam reunião do Conselho de Segurança da ONU para discutir Venezuela

Os Estados Unidos solicitaram formalmente uma reunião com o Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) para tratar da situação da Venezuela. O pedido é para que o encontro ocorra amanhã (26).  ... 

Leia mais

16 de dezembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Papa Francisco defende Pacto Mundial para Migração da ONU

Papa Francisco defende Pacto Mundial para Migração da ONU

O papa Francisco declarou, neste domingo (16), seu apoio ao Pacto Global para a Migração promovido pela Organização das Nações Unidas (ONU), adotado por 150 países em Marrakech no Marrocos nesta semana. O líder da Igreja Católica pediu à comunidade internacional que aja com “responsabilidade, solidariedade e compaixão” com os migrantes.

O Pacto Global para uma Migração Segura, Ordenada e Regular, cujo objetivo é construir um marco legal de referência para a comunidade internacional, foi adotado na semana passada em Marrakesh, Marrocos.

O papa falou do acordo após a oração do Angelus diante de milhares de fiéis reunidos na Praça de São Pedro, no Vaticano, neste domingo.“Espero que a comunidade internacional possa trabalhar, graças a este acordo global, com responsabilidade, solidariedade e compaixão em relação àqueles que, por várias razões, deixaram seu país”, disse o papa Francisco.

O Pacto Global para Migração será mais um teste para a política externa de seletividade ideológica do governo Bolsonaro.

*Com informações de Agências 

… ... 

Leia mais

30 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em “Reconhecer Jerusalém como capital de Israel é uma violação do direito internacional”, diz embaixador da Palestina

“Reconhecer Jerusalém como capital de Israel é uma violação do direito internacional”, diz embaixador da Palestina


O embaixador da Palestina no Brasil, Ibrahim Alzeben, declarou na quinta-feira (29), em evento de solidariedade ao povo palestino na Assembleia Legislativa gaúcha, em Porto Alegre, que reconhecer Jerusalém como capital de Israel é uma violação do direito internacional. “Ninguém, nem o Conselho de Segurança da ONU, reconhece soberania israelense sobre o território palestino, incluindo a Cisjordânia, a Faixa de Gaza e Jerusalém Oriental. Fazer isso será uma afronta ao direito internacional e às resoluções da ONU”.

Na última terça-feira (27), o deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho do presidente eleito, reafirmou, em Washington, a intenção do futuro governo de mudar a embaixada do Brasil em Israel de Tel Aviv para Jerusalém. Segundo ele, já está decidido que essa mudança ocorrerá e que a questão não é perguntar se vai ocorrer, mas sim quando. “A gente ainda não sabe ao certo dentro do governo a data, como é que ocorre. A gente tem a intenção e a ideia”, disse Eduardo Bolsonaro após reunião com o conselheiro sênior e genro de Donald Trump, Jared Kushner, apontado como um dos principais articuladores da política do governo Trump para o Oriente Médio”.

Caso o governo brasileiro adote essa posição, acrescentou Alzeben, será uma virada de 180 graus na política externa de um país que ganhou o respeito internacional pelo respeito ao direito internacional. “O Brasil, desde a criação das Nações Unidas, sempre observou e respeitou as resoluções das Nações Unidas que buscam promover a paz. Eu ainda tenho esperança de que isso não vai acontecer. Acho que o Brasil merece seguir sendo respeitado observado o direito internacional”.

Caso as ideias de Bolsonaro em relação à questão palestina sejam colocadas em prática, assinalou o embaixador, surgirá, em primeiro lugar, uma disputa entre o Brasil e as resoluções das Nações Unidas.

*Com informações do Sul 21 Leia mais

28 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Efeito Bolsonaro: Brasil desiste de sediar Conferência do Clima da ONU em 2019

Efeito Bolsonaro: Brasil desiste de sediar Conferência do Clima da ONU em 2019

O Brasil desistiu de sediar a Conferência do Clima da Organização das Nações Unidas (ONU), a COP 25. Considerado o mais importante painel mundial sobre meio-ambiente, o evento acontece em novembro de 2019. A decisão foi confirmada pelo Itamaraty nesta quarta-feira (28). Oficialmente,  a sede da chancelaria alegou ‘restrições fiscais e orçamentárias’ . ... 

Leia mais

24 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em ‘Escola Sem Partido’ é rejeitada por 150 entidades de 87 países

‘Escola Sem Partido’ é rejeitada por 150 entidades de 87 países

Foto: Mídia Ninja.

Durante a 6ª Assembleia Mundial da Campanha Global pela Educação, no Nepal, representantes de Mais de 150 entidades de 87 países aprovaram por unanimidade uma moção de emergência contra o projeto Escola Sem Partido no Brasil. O documento foi proposto pela Campanha Latinoamericana pelo Direito à Educação (Clade), com apoio de entidades dos Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha, Suíça, Noruega, Dinamarca, países do continente africano e instituições como Oxfam e a ONU.

O projeto de lei Escola Sem Partido (PL 7180/14), identificado como “Lei da Mordaça” pretende proibir o que chama de “prática de doutrinação política e ideológica” pelos professores, além de vetar atividades e a veiculação de conteúdos que não estejam de acordo com as convicções morais e religiosas dos pais do estudante. Define, ainda, os deveres dos professores, que devem ser exibidos em cartazes afixados nas salas de aula. O projeto de lei também esteve no centro do debate sobre a escolha do futuro ministro da Educação.

De acordo com a moção, “o ultraconservadorismo de governos e movimentos tem atacado a pluralidade pedagógica, a liberdade de cátedra, a perspectiva da igualdade das identidades de gênero e orientações sexuais, além das de minorias étnico-raciais, e ao mesmo tempo, promovendo a militarização na educação”.

“Como estratégia política, os agentes promotores do ultraconservadorismo têm incentivado a censura a professoras e professores por parte de estudantes e famílias, prática que tem se tornado cada vez mais frequente”, apontou. “Como exemplo, no Brasil, por meio do movimento “Escola sem Partido”, e na Alemanha, por orientação do partido de extrema direita “Alternativa para a Alemanha”, estudantes são incentivados a filmar suas aulas e viralizam publicações nas redes sociais, acusando injustamente professoras e professores de proselitismo ideológico, cientificismo e estímulo à sexualização de crianças e jovens, afirmando que estariam promovendo o que denominam de “ideologia de gênero”, conceito falacioso difundido por fundamentalismos religiosos”, alertam as entidades.

*Com informações de Agências Leia mais

16 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Relatório da ONU: Brasil concentrou 40% dos feminicídios da America Latina em 2017

Relatório da ONU: Brasil concentrou 40% dos feminicídios da America Latina em 2017


Segundo Relatório sobre Feminícidio da Comissão Econômica para América Latina e Caribe – Cepal, organismo vinculado à ONU (Organização das Nações Unidas), a cada dez feminicídios cometidos em 23 países da América Latina e Caribe em 2017, quatro ocorreram no Brasil. Os números estarrecedores do documento constataram que ao menos 2.795 mulheres foram assassinadas na região, no ano passado, em razão de sua identidade de gênero. Desse total, 1.133 foram registrados no Brasil.

O levantamento também ranqueia os países a partir de um cálculo de proporção. Nessa perspectiva, quem lidera a lista é El Salvador, que apresenta uma taxa de 10,2 ocorrências a cada 100 mil mulheres, destacada pela Cepal como “sem paralelo” na comparação com o índice dos demais países da região.

Em seguida aparecem Honduras (5,8), Guatemala (2,6) e República Dominicana (2,2) e, nas últimas posições, exibindo as melhores taxas, Panamá (0,9), Venezuela (0,8) – também com uma base de 2016, e Peru (0,7). Colômbia (0,6) e Chile (0,5) também apresentam índices baixos, mas têm uma peculiaridade, que é o fato de contabilizarem somente os casos de feminicídio perpetrado por parceiros ou ex-parceiros das vítimas, chamado de feminicídio íntimo.

Totalizando um índice de 1,1 feminicídios a cada 100 mil mulheres, o Brasil encontra-se empatado com a Argentina e a Costa Rica.

*Com informações da Agência Brasil Leia mais

1 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em ONU aprova resolução pelo fim do criminoso bloqueio dos EUA contra Cuba

ONU aprova resolução pelo fim do criminoso bloqueio dos EUA contra Cuba

Por 189 votos a dois, a Assembleia Geral da ONU aprovou nesta quinta-feira (1) resolução a favor do fim do bloqueio econômico e financeiro dos EUA contra Cuba, que já dura 55 anos. O único país que votou com Washington foi Israel.

A presidente da Assembleia Geral, a equatoriana Maria Fernanda Espinosa anunciou a contundente derrota dos EUA: “o resultado da votação é o seguinte: a favor [de Cuba] 189, contra dois, abstenções zero”. “A resolução está portanto aprovada”.

É a 27ª reprovação praticamente unânime da Assembleia Geral da ONU, contra o ilegal bloqueio, que tantos males já causou e continua causando a Cuba. O pequeno alívio após a retomada das relações diplomáticas no final do governo Obama, já foi totalmente revertido pelo atual presidente na Casa Branca. As leis americanas de bloqueio penalizam, não apenas Cuba, mas os que, soberanamente, realizam negócios com a Ilha.

Só este ano, os prejuízos decorrentes do bloqueio são estimados em US$ 4 bi, de acordo com um diplomata cubano. Nesta Assembleia Geral da ONU, o governo Trump tentara tumultuar a discussão sobre o fim do embargo a Cuba, apresentando oito emendas, forçando a questão a ser debatida por dois dias. As emendas também foram rechaçadas por larga margem.

A presidente da Assembleia Geral, a equatoriana Maria Fernanda Espinosa anunciou a contundente derrota dos EUA: “o resultado da votação é o seguinte: a favor [de Cuba] 189, contra dois, abstenções zero”. “A resolução está portanto aprovada”.

É a 27ª reprovação praticamente unânime da Assembleia Geral da ONU, contra o ilegal bloqueio, que tantos males já causou e continua causando a Cuba. O pequeno alívio após a retomada das relações diplomáticas no final do governo Obama, já foi totalmente revertido pelo atual presidente na Casa Branca. As leis americanas de bloqueio penalizam, não apenas Cuba, mas os que, soberanamente, realizam negócios com a Ilha.

Só este ano, os prejuízos decorrentes do bloqueio são estimados em US$ 4 bi, de acordo com um diplomata cubano. Nesta Assembleia Geral da ONU, o governo Trump tentara tumultuar a discussão sobre o fim do embargo a Cuba, apresentando oito emendas, forçando a questão a ser debatida por dois dias. As emendas também foram rechaçadas por larga margem.

*Com informações das Agências Leia mais

13 de outubro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em ONU está preocupada com a violência política no Brasil

ONU está preocupada com a violência política no Brasil

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos emitiu uma declaração na sexta-feira (12) manifestando que o ONU está “profundamente preocupada” com o clima de violência nas eleições brasileiras.

A declaração cita a atentado à facada contra o candidato Jair Bolsonaro (PSL) e o assassinato do

Mestre Capoeirista de Salvador assassinado a facadas após declarar voto no PT ... 

Leia mais