8 de Maio de 2018
por esmael
Comente agora

Justiça manda Sanepar abrir caixa-preta sobre farra publicitária no governo Richa

O deputado estadual Nereu Moura (MDB-PR) obteve uma liminar na Justiça que abre a caixa-preta da farra publicitária na Sanepar (Companhia de Saneamento do Paraná). A decisão coube ao juiz Guilherme de Paula Rezende, da 4ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba, que acatou o mandado de segurança do parlamentar. Leia mais

21 de Março de 2018
por Redacao
Comentários desativados em Doria é réu em ação por improbidade administrativa

Doria é réu em ação por improbidade administrativa

A Justiça paulista aceitou ação de improbidade administrativa contra o prefeito João Doria (PSDB), denunciado pelo Ministério Público pelo uso indevido da marca “SP Cidade Linda”, em proveito próprio, mesmo após decisão judicial anterior proibindo o ato. Leia mais

9 de novembro de 2017
por esmael
7 Comentários

Beto Richa usa instalações do governo em pré-campanha de Ratinho Jr; assista

Circula um explosivo vídeo nas redes sociais em que o governador Beto Richa (PSDB) utiliza as instalações oficiais para fazer campanha antecipada do deputado Ratinho Junior (PSD) à sua sucessão no Palácio Iguaçu. Abaixo, assista ao vídeo.

28 de novembro de 2016
por esmael
3 Comentários

Oposição exige atitude de Janot em relação ao crime de responsabilidade de Temer

janot_lindberghSenadores e deputados do PT e PCdoB protocolaram na tarde desta segunda (28) uma representação no Ministério Público Federal pedindo a apuração de possíveis crimes de concussão, advocacia administrativa e improbidade administrativa cometidos pelo presidente Michel Fora Temer (PMDB).

20 de julho de 2016
por esmael
11 Comentários

MP sugere afastamento do prefeito de Campo Largo por improbidade administrativa

Beco_MP_JMO prefeito de Campo Largo, Affonso Guimarães (PSD), conhecido como Beco, poderá ser afastado do cargo se a Câmara Municipal acatar sugestão do Ministério Público do Paraná.

3 de novembro de 2015
por esmael
15 Comentários

Justiça bloqueia R$ 3 milhões de prefeito de Maringá e de secretário de Richa por improbidade administrativa

via portal Bonde

O Tribunal de Justiça do Paraná determinou liminarmente a indisponibilidade de bens do prefeito de Maringá, Carlos Roberto Pupin (PP), do ex-prefeito Silvio Barros (PP) de um secretário e um ex-secretário municipal, um ex-procurador geral e uma empresa de engenharia por prática de atos de improbidade administrativa. Todos são réus em ação civil pública ajuizada pela 20ª Promotoria de Justiça de Maringá.

De acordo com a ação, os réus foram responsáveis pela assinatura de três contratos irregulares com a empresa de engenharia para prestação de serviços de fiscalização de obras. Segundo investigações do Ministério Público, a contratação da empresa apresentou diversas ilegalidades: terceirização de atividade-fim, ausência de situação que exigisse conhecimento técnico especializado, burla ao sistema constitucional de concurso público, ausência de situação de urgência, valores pagos totalmente desproporcionais à remuneração dos servidores com a mesma atribuição (quase 20 vezes o valor da remuneração), não correspondência entre os objetivos do termo referencial da licitação e o conteúdo contratual, dentre outras.

O Ministério Público apurou ainda que a empresa contratada, com sede na capital paulista havia feito doação para a campanha eleitoral do atual prefeito. “Soa absolutamente estranho acreditar que uma empresa sediada em São Paulo-SP, sem vínculos com Maringá que não fossem os contratos mencionados nesta ação, tivesse algum interesse legítimo em doação deste naipe”, argumenta a promotoria na ação.

Além do pedido liminar de indisponibilidade dos bens dos envolvidos, até o montante estimado do prejuízo ao erário, de aproximadamente R$ 3 milhões, a ação requer a condenação dos réus por ato de improbidade administrativa.

30 de setembro de 2015
por esmael
17 Comentários

Não vai dar na Globo: Justiça aceita denúncia contra Beto Richa, o ‘Carniceiro do Centro Cívico’

estudante_pm_richaO governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), virou réu de uma ação de improbidade administrativa proposta pelo Ministério Público. Além dele, outros quatro agentes públicos são representados em virtude do massacre ocorrido no dia 29 de abril, em Curitiba, durante a jornada de professores e servidores públicos contra o confisco de R$ 8 bilhões da poupança previdenciária.

O Ministério Público pede o ressarcimento de R$ 5,9 milhões gastos na operação militar que resultou em 213 professores feridos no massacre do Centro Cívico.

Na época, o governo Beto Richa mobilizou 1.600 policiais militares — mais aparato do estado — para garantir a aprovação na Assembleia Legislativa do “pacote de maldades 2”.

Além do governador, o Ministério Público pede a condenação do ex-secretário da Segurança, deputado Fernando Francischini (SD), Nerino Brito (subcomandante da PM), coronel Arildo Dias (chefe da operação) e tenente-coronel Hudson Teixeira (Bope).

8 de julho de 2015
por esmael
14 Comentários

Professores planejam “festa” de 50 anos para Richa no dia 29 de julho

richa_festa_profsO governador Beto Richa (PSDB) completará no próximo dia 29 de julho 50 anos de idade. A data também é simbólica para educadores paranaenses, pois nesse dia serão lembrados os três meses do massacre ocorrido em 29 de abril no Centro Cívico. Leia mais

8 de julho de 2015
por esmael
20 Comentários

Coronel alertou ‘abuso’ antes de massacre de professores no Paraná

do Brasil 247
richa_massacre_profsO coronel da Polícia Militar do Paraná, Chehade Elias Geha, alertou seus superiores sobre o “flagrante abuso de autoridade” da ação que deixou mais de 200 feridos num protesto contra o governo Beto Richa (PSDB). Ele acabou afastado um dia antes do confronto, em 29 de abril.

Em depoimento no Ministério Público do Estado, ele disse que se opôs ao plano para conter a manifestação de professores na Assembleia Legislativa.

Em mensagem de texto ao então subcomandante-geral da PM, Geha disse que impedir o acesso aos arredores do prédio criaria “um grave problema”

“Não vejo como impedir o acesso de pessoas, caminhão de som, montagem de barracas. Nossa missão é garantir que a Assembleia não seja invadida e, caso ocorra, reintegrar a mesma. Outras providências caracterizam abuso de autoridade”, escreveu ele.

17 de junho de 2015
por esmael
39 Comentários

Ao vivo: Assembleia põe interventor nacional do PSDB contra a parede; cadê o dinheiro do Paraná?

Transmissão encerrada às 17h50.

O interventor nacional do PSDB nas finanças do Paraná, Mauro Ricardo Costa, secretário de Estado da Fazenda (Sefa), será inquirido sobre o caixa do estado durante audiência pública na Assembleia Legislativa do Paraná.

O Blog do Esmael, em parceria com a TV 15, transmite a sessão ao vivo para o Brasil e o mundo.

Parlamentares oposicionistas desconfiam que o secretário Mauro Ricardo esteja omitindo a situação financeira do estado para chancelar calote na reposição salarial. O governo Beto Richa (PSDB) se nega a cumprir a lei, que o obriga 8,17% ainda este ano. O tucano propõe apenas 3,45% em outubro.

Costa foi orientado pelo Palácio Iguaçu a pedir um “habeas corpus preventivo” na Justiça, assim como fez o presidente do IAP (Instituto Ambiental do Paraná), Luiz Tarcísio Mossato Pinto, que continuou no cargo apesar de investigações do Gaeco (Grupo d

17 de junho de 2015
por esmael
16 Comentários

Palácio Iguaçu sugere “habeas corpus preventivo” a secretário da Fazenda

Sete deputados da oposição ingressaram ontem com uma representação no Ministério Público contra o secretário de Estado da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, por improbidade administrativa. O interventor nacional do PSDB nas finanças do Paraná, importado da Bahia, é acusado de não prestar contas do primeiro quadrimestre, conforme determina a lei.

O titular da Fazenda participará hoje à tarde, às 13h30, de uma audiência pública na Assembleia Legislativa.

Costa foi orientado pelo Palácio Iguaçu a pedir um “habeas corpus preventivo” na Justiça, assim como fez o presidente do IAP (Instituto Ambiental do Paraná), Luiz Tarcísio Mossato Pinto, que continuou no cargo apesar de investigações do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado).

O Blog do Esmael, em parceria com a TV 15, vai transmitir a sessão ao vivo para o Brasil e o mundo.

Os parlamentares oposicionistas desconfiam que o secretário Mauro Ricardo esteja omitindo a situação financeira do estado justamente para dar calote na reposição salarial. O governo Beto Richa (PSDB) se nega a cumprir a lei, que o obriga 8,17% ainda este ano. O tucano propõe apenas 3,45% em outubro.

Leia a íntegra da representação contra o Secretário da Fazenda:

http://s3.amazonaws.com/static.esmaelmorais.com.br/wp-content/uploads/2015/06/20174722/MP_Mauro_Ricardo.pdf

2 de Março de 2015
por esmael
30 Comentários

Sindicatos da UEL protocolam denúncia de improbidade e dão início a processo de impeachment de Beto Richa

aduel.jpgO Sindicato dos Servidores Técnicos Administrativos (Assuel Sindicato) e o Sindicato dos Professores (Sindiprol/Aduel), da Universidade Estadual de Londrina, irão protocolar nesta terça-feira (3), à s 14 horas, em Curitiba, um pedido de investigação contra o governador Beto Richa (PSDB) no Ministério Público Estadual do Paraná (MP). Leia mais

23 de agosto de 2014
por esmael
5 Comentários

Empreiteiro ‘Vermelho’ jura que nada tem a ver com calotes de Richa

O empresário Nelsi Coguetto Maria, conhecido como Vermelho, em nota emitida pela sua coordenação de campanha à  Assembleia Legislativa do Paraná, jura de pés juntos que não tem nenhuma relação com a empreiteira Via Venetto.

Candidato a deputado estadual do PTB, Vermelho também nega tenha ficado com “raiva” do governador Beto Richa (PSDB) em virtude de calotes em obras executadas pela empresa que é dirigida pelo seu filho Thiago Veloso Maria.

Na última quinta-feira (21), o Blog do Esmael publicou um ofício vazado em que a Via Venetto cobra atrasados do governo do estado e anuncia suspensão de serviços complexos! até realização de empenhos! (previsão de rubrica).

O Blog do Esmael também havia recordado que o senador Roberto Requião (PMDB) denunciou, semana passada, que o governo Richa autorizara ordem de serviço de R$ 100 milhões para duplicação da PR-445 sem possuir rubrica no orçamento do estado (clique aqui).

A seguir, leia a íntegra do desmentido de Vermelho:
vermelho_nota

20 de agosto de 2014
por esmael
6 Comentários

Richa sofre mais uma(!) condenação, agora por propaganda ilegal e antecipada, com dinheiro público

O candidato à  reeleição, governador Beto Richa (PSDB), foi condenado ao pagamento de multa de R$ 17 mil por propaganda eleitoral antecipada, paga pelos cofres do Governo do Estado do Paraná. A decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/PR) atende a pedido da coligação Paraná Olhando Pra Frente, que tem Gleisi Hoffmann como candidata à  governadora. ! O secretário de Estado da Comunicação Social, Marcelo Catani, também recebeu multa no mesmo valor.

Em 30 de junho de 2014, um dia após a convenção do PSDB apontar Richa como candidato à  reeleição, circulou em Curitiba um caderno publicitário de 50 páginas, encartado e distribuído gratuitamente junto com os 30 mil exemplares da edição do Jornal Metro.

Além de condenação, o TRE determina ainda que cópias do processo sejam encaminhadas ao Ministério Público para que o órgão avalie a possibilidade de mover uma ação por improbidade administrativa contra Beto Richa. A promoção pessoal com dinheiro público é proibida pela Constituição Federal (art. 37, !§1!º) e agravada pelo caráter de favorecimento eleitoral.

Em seu relatório, o juiz Lourival Pedro Chemin confirma que recursos públicos foram usados para promover Beto Richa. O desvirtuamento da propaganda institucional em promoção pessoal da figura do Governador do Estado e candidato à  reeleição está evidente na medida em que o encarte em questão não se limita, simplesmente, a informar a realização de obras ou a promoção de serviços, mas promove insistente !“ embora velada !“ comparação entre a gestão do atual Governador do Estado e as gestões de seus antecessores!.

Para o coordenador jurídico da campanha de Gleisi, Luiz Fernando Pereira, o conteúdo divulgado enquadra-se perfeitamente no conceito de propaganda eleitoral, com o firme propósito de persuasão do eleitor. Foram extrapolados os limites de divulgação de publicidade institucional utilizando-se da estratégia de mensagem subliminar!  e da propaganda dissimulada para promoção de sua pré-candidatura a custas de supostas obras e realizações supostamente ! executadas pelo então governador!, explica Pereira.

O advogado lembra que até investimentos da Prefeitura de Curitiba nas obras de mobilidade urbana para a Copa do Mundo foram citados como grandes! feitos da administração Beto Richa.

9 de agosto de 2014
por esmael
45 Comentários

“Richa ordenou despesa de R$ 100 milhões sem empenhar orçamento”, denuncia Requião

O senador Roberto Requião adiantou neste sábado (9) que vai denunciar o governador Beto Richa à  Justiça por autorizar obra de duplicação da PR-445, entre Cambé e Londrina, sem prévio empenho no orçamento; segundo o peemedebista, o concorrente tucano cometeu "crime" ao assinar ordem de serviço de R$ 100 milhões sem a rubrica necessária. "Isso é crime, dá cadeia", disse em tom de gravidade. As empreiteiras Triunfo e Sanches Tripolini executam o trecho de 17 km desde outubro de 2012.

O senador Roberto Requião adiantou neste sábado (9) que vai denunciar o governador Beto Richa à  Justiça por autorizar obra de duplicação da PR-445, entre Cambé e Londrina, sem prévio empenho no orçamento; segundo o peemedebista, o concorrente tucano cometeu “crime” ao assinar ordem de serviço de R$ 100 milhões sem a rubrica necessária. “Isso é crime, dá cadeia”, disse em tom de gravidade. As empreiteiras Triunfo e Sanches Tripolini executam o trecho de 17 km desde outubro de 2012.

O senador Roberto Requião (PMDB), candidato ao Palácio Iguaçu, neste sábado (9), ao Blog do Esmael, denunciou que o governador Beto Richa (PSDB) ordenou as obras de duplicação da PR-445, no trecho de 17 km entre Cambé e Londrina, sem prévio empenho e reserva no orçamento como prevê a lei. Leia mais

4 de agosto de 2014
por esmael
8 Comentários

Justiça libera candidatura de Cheida

O deputado estadual Luiz Eduardo Cheida (PMDB) informa que conseguiu autorização do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) para disputar a reeleição. Ele sofreu condenação no mês passado, em segunda instância, por improbidade administrativa, ainda do tempo que era prefeito de Londrina (1993-1996). Pelo Twitter, o peemedebista comemorou: Leia mais

21 de julho de 2014
por esmael
19 Comentários

Olha o aviãozinho 2: Comitê de Dilma cogita ação contra Aécio

do Brasil 247
O PT não tardou a reagir à  reportagem da “Folha de S. Paulo” que atribui a Aécio Neves o gasto de quase R$ 14 milhões, então como governador de Minas, em aeroporto construído em propriedade de um tio, o fazendeiro Múcio Tolentino. O comitê da campanha da presidente Dilma Rousseff (PT) à  reeleição estuda mover uma ação judicial por improbidade administrativa contra o presidenciável tucano.

O presidenciável tucano negou irregularidades: Já foi tudo explicado. Tudo foi feito com a mais absoluta transparência e correção; aliás como sempre faço!, disse em visita à  região do Cariri cearense na tarde de ontem. Pelo Facebook, ele também apresentou carta resposta: “O aeroporto foi construído em área pertencente ao Estado, não havendo investimento público em área privada. Não houve nenhum tipo de favorecimento. Tanto que o antigo proprietário da área não concordou com a desapropriação e contesta suas bases na Justiça.”

A questão virou alvo do Ministério Público de Minas Gerais. O promotor Eduardo Nepomuceno anunciou que irá analisar os fundamentos da desapropriação citada e por que parentes de Aécio controlam na prática o aeroporto, que deveria ser público. Ele teria as chaves do espaço.

Do lado do PT, o presidente nacional do partido, Rui Falcão, diz que o senador tucano não distingue o ”público do privado”. “Ele usou o governo de Minas Gerais como extensão de suas propriedades”, afirmou.

Já o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, classificou a construção do aeroporto como um “escândalo” e um “absurdo”. “Mostra a hipocrisia do PSDB e do Aécio que a qualquer evento gritam CPI e apontam dedo. Agora, fazem um negócio desses.”

O deputado estadual Rogério Corrêa (PT) também disse que começará a colher assinaturas nesta semana para abertura de uma CPI no Estado sobre o governo Aécio.

Na Folha, o colunista Ricardo Melo argumenta ainda que a obra representa um “choque de indigestão”.

Veja abaixo documento do governo de Minas, apresentado por Aécio no Facebook, que comprovaria que aeroporto foi feito em terreno do Estado:

auto_imissao_mg

15 de Maio de 2014
por esmael
20 Comentários

Nova baixa nas fileiras de Richa: Cheida é condenado e fica inelegível

via Jornal de LondrinaO deputado estadual Luiz Eduardo Cheida (PMDB) foi condenado pelo Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) por improbidade administrativa. Com a decisão unânime da 4!ª Câmara Cível, na noite de quarta-feira (14), o deputado se torna inelegível para a próxima eleição, conforme determina a Lei da Ficha Limpa.

Cheida foi condenado por utilizar dinheiro público para pagar os honorários ao advogado Omar Baddauy, que o defendeu no processo sobre a venda de ações da Sanepar na época em que era prefeito de Londrina.

Segundo Baddauy, o Ministério Público entendeu que os honorários pagos ao advogado eram excessivos. Fui contratado pelo Município para defender o então prefeito em uma ação que durou cinco anos [1996-2001]. O valor cobrado na época era condizente ao trabalho técnico prestado e as diversas estâncias em que o processo passou.!

Segundo o advogado, o MP definiu que os honorários cobrados deveriam ser condizentes a uma tabela mínima de valores estipulados pela Ordem de Advogados do Brasil (OAB) na época.

Em entrevista ao JL, Luiz Eduardo Cheida, que está em Londrina para compromissos políticos, confirmou apenas que irá recorrer da decisão e que deve se pronunciar sobre o caso em nota.

2 de Maio de 2014
por esmael
32 Comentários

Absolvido e de ficha limpa, Jaime Lerner pensa voltar à  Prefeitura de Curitiba em 2016

Correligionários do ex-governador Jaime Lerner já trabalham com a hipótese de candidatura à  Prefeitura de Curitiba em 2016; ele foi prefeito da capital em três oportunidades e comandou o Palácio Iguaçu por dois mandatos; semana passada, o Tribunal de Justiça absolveu Lerner da acusação de improbidade administrativa e devolveu-lhe a ficha limpa, portanto, se cuida prefeito Gustavo Fruet... Lerner vem aí!

Correligionários do ex-governador Jaime Lerner já trabalham com a hipótese de candidatura à  Prefeitura de Curitiba em 2016; ele foi prefeito da capital em três oportunidades e comandou o Palácio Iguaçu por dois mandatos; semana passada, o Tribunal de Justiça absolveu Lerner da acusação de improbidade administrativa e devolveu-lhe a ficha limpa, portanto, se cuida prefeito Gustavo Fruet… Lerner vem aí!

O ex-governador Jaime Lerner conseguiu reverter na semana passada condenação da 4!ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR) por improbidade administrativa. Em agosto do ano passado, uma sentença judicial determinou que ele pagasse indenização ao Estado no valor de R$ 4,3 milhões, devidamente corrigidos, além de lhes cassar os direitos políticos e determinar outras sanções (clique aqui). Leia mais

27 de Março de 2014
por esmael
14 Comentários

TJ Paraná livra Barbosa Neto de ação. Será que Gleisi agora tem um vice?

Nesta semana, o Tribunal de Justiça do Paraná excluiu Barbosa Neto da Ação de Improbidade relativa ao caso Antissepsia/Atlântico!; ao desvencilhar-se de denúncias provando sua inocência, ex-prefeito de Londrina viabiliza cada vez mais seu nome para a vice na chapa da senadora Gleisi Hoffmann; PDT também tem outros três nomes para a companhia da petista: Osmar Dias e os ex-prefeitos José Baka Filho e Paulo Mac Donald.

Nesta semana, o Tribunal de Justiça do Paraná excluiu Barbosa Neto da Ação de Improbidade relativa ao caso Antissepsia/Atlântico!; ao desvencilhar-se de denúncias provando sua inocência, ex-prefeito de Londrina viabiliza cada vez mais seu nome para a vice na chapa da senadora Gleisi Hoffmann; PDT também tem outros três nomes para a companhia da petista: Osmar Dias e os ex-prefeitos José Baka Filho e Paulo Mac Donald.

O atento jornalista Zé Otávio, em seu blog, do Blog do Esmael deste em Londrina, conta que o Tribunal de Justiça do Estado do Paraná (TJPR) confirmou ontem a exclusão de Homero Barbosa Neto (PDT) do polo passivo da Ação de Improbidade relativa ao caso Antissepsia/Atlântico!. Leia mais