6 de abril de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em URGENTE: Lula não se entregará em Curitiba

URGENTE: Lula não se entregará em Curitiba

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta sexta (6) que não se entregará ao juiz Sérgio Moro, em Curitiba. A decisão do petista já era patente desde ontem à noite quando ele foi ao Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, onde pernoitou. ... 

Leia mais

5 de abril de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Humberto Costa afirma que não “entregarão” Lula ao juiz Sérgio Moro

Humberto Costa afirma que não “entregarão” Lula ao juiz Sérgio Moro

O senador Humberto Costa (PT-PE) afirmou em São Bernardo do Campo (SP), durante discurso no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, que [os militantes] não “entregarão” o ex-presidente ao juiz Sérgio Moro. “Se quiser, venha buscar”, desafiou. Acompanhe ao vivo: ... 

Leia mais

21 de fevereiro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em PT reafirma que intervenção político-militar “é contra os pobres” do Rio de Janeiro

PT reafirma que intervenção político-militar “é contra os pobres” do Rio de Janeiro

As bancadas do PT na Câmara e do Senado não têm dúvidas de que a intervenção político-militar no Rio de Janeiro, empreendida por Michel Temer, é contra os pobres e negros que vivem nos morros cariocas. E mais: o ex-presidente Lula disse hoje (21), em Minas Gerais, que o objetivo do emedebista é roubar os votos do deputado Jair Bolsonaro (PSL-RJ). ... 

Leia mais

19 de dezembro de 2014
por Esmael Morais
21 Comentários

Delator do Lava Jato cita Palocci, Lobão, Gleisi e mais 25 nomes

do Brasil 247
lava_jato_politicosA lista de Paulo Roberto Costa, ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, cita 28 políticos que, supostamente, teriam sido beneficiados pelo esquema de desvios na estatal.

Ela foi obtida pelos jornalistas Ricardo Brandt, Fausto Macedo, Julia Affonso e Fabio Fabrini e está publicada na edição desta sexta-feira do jornal Estado de S. Paulo (clique aqui).

Nela constam nomes de peso na política nacional. A começar por dois ex-ministros da Casa Civil: Antonio Palocci e Gleisi Hoffmann, hoje senadora. Do PT, ainda aparecem os nomes dos senadores Humberto Costa (PT-PE), Lindbergh Farias (PT-RJ) e Delcídio Amaral (PT-MS), do governador acreano Tião Viana e dos deputados Cândido Vaccarezza (PT-SP) e Vander Loubet (PT-MS).

No PMDB, a lista inclui os presidentes da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), assim como do ministro Edison Lobão, dos ex-governadores Sergio Cabral e Roseana Sarney, assim como dos senadores Valdir Raupp (PMDB-RO) e Romero Jucá (PMDB-RR), além do deputado Alexandre José dos Santos (PMDB-RJ). Leia mais

23 de novembro de 2014
por Esmael Morais
2 Comentários

Empresário nega doação a líder do PT e irá processar delator

do Brasil 247
humberto_petrobras_costaCitado pelo ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa por ter supostamente pedido dinheiro para o senador Humberto Costa (PT) no esquema de pagamento de propina em contratos da estatal, o presidente da presidente da Associação das Empresas do Estado de Pernambuco (Assimpra), Mário Barbosa Beltrão, reagiu com indignação à s informações. “à‰ uma leviandade. Isso é uma loucura que machuca a dignidade e o currículo de um chefe de família honrado. Nunca passei um cheque sem fundo”.

Beltrão informou que em 2010 sua empresa doou R$ 150 mil para o então candidato ao Senado Humberto Costa. “Eu sou um homem que preza a transparência e a honestidade. O dia em que eu mentir eu morro do coração. Humberto Costa é meu amigo de infância, mas nunca me pediu colaboração de campanha.”

Abaixo a íntegra da nota de Mário Beltrão enviada ao 247. Leia mais

3 de novembro de 2014
por Esmael Morais
28 Comentários

Declaração de Gilmar Mendes sobre “corte bolivariana” no STF abre nova crise com o PT

gilmar_pt.jpgO líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), exige que o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), se retrate da declaração ao jornal Folha de S. Paulo, edição desta segunda-feira (3), na qual afirma que o colegiado pode ser convertido em uma “corte bolivariana” diante da possibilidade de governos petistas nomearem até 10 dos 11 membros a partir de 2016.

“Não tenho bola de cristal, é importante que [o STF] não se converta numa corte bolivariana. Isto tem de ser avisado e denunciado”, Mendes, que por óbvio defende a “PEC da Bengala” que adia de 70 para 75 anos a aposentadoria dos ministros (clique aqui).

“Com todo respeito ao ministro, considero essa declaração profundamente infeliz, porque coloca os próprios magistrados na condição de serem correias de transmissão do governo. A verdade é que o STF tem se colocado de forma independente em várias situações, inclusive em questões relativas ao próprio PT”, afirmou o parlamentar, em entrevista ao portal Brasil 247, parceiro do Blog do Esmael.

A PEC da Bengala, defendida pela velha mídia como panacéia contra o PT, é apenas mais um capítulo da politização exacerbada do STF inciada com o julgamento da AP 470 (mensalão). Leia mais