31 de julho de 2014
por esmael
29 Comentários

Globo esconde Ibope: Dilma bate Aécio em São Paulo e Rio, e perde em Minas

do Brasil 247
Após uma rodada de pesquisas estaduais IBOPE/Globo, com resultados divulgados ontem, vazaram números sobre a disputa presidencial nos três maiores colégios eleitorais e no Distrito Federal. Eles foram divulgados pela colunista Cristiana Lôbo, da Globo News, ainda na noite da quarta-feira 30, na conta dela no twitter. Pelo resultado desta fotografia, a presidente Dilma Rousseff, do PT, continua em vantagem sobre o senador Aécio Neves, do PSDB. Não se entendeu, porém, porque a Globo, dona do levantamento, não divulgou os resultados integrais da pesquisa.

Pelos números obtidos pela colunista, que não foram desmentidos pelo Ibope, o quadro é o seguinte:

No Estado de São Paulo, de acordo com os dados apurados pelo instituto, Dilma está em vantagem sobre Aécio, com 30% das intenções de voto contra 25% para o tucano. Disposto a tirar a liderança da adversária no maior colégio eleitoral do País, o senador mineiro tem passado um dia de cada semana no Estado, onde conta com o apoio do governador Geraldo Alckmin.

A presidente também aparece em vantagem no Rio de Janeiro. Neste que é o terceiro maior colégio eleitoral do Pais, Dilma teria, neste momento, de acordo com o instituto, 35% de intenções, contra 15% para o adversário tucano. Ali, a presidente conta com o apoio do governador Luiz Fernando Pezão, mas o PMDB local, partido do governador, está trabalhando no eleitorado a chamada chapa Aezão, pedindo o voto para a reeleição de Pezão, mas para Aécio como candidato a presidente.

No Estado em que Aécio foi governador duas vezes e obteve seu atual mandato de senador, a liderança é dele, com 41% das intenções, mas Dilma marca 31%. Ela tem o apoio do candidato a governador pelo PT, seu ex-ministro Fernando Pimentel, que aparece na frente em todos os levantamentos.

Por fim, no Distrito Federal, a situação entre os dois candidatos é de empate técnico, com um ponto a mais para Aécio, que marcou 26% contra 25% para Dilma. Governada pelo petista Agnelo Queiroz, Brasília e seu entorno vivem uma acirrada disputa em torno da reeleição ou não do governador.

Abaixo, notícia do portal Infomoney a respeito:

Por Lara Rizério

SàƒO PAULO – O Ibope mostra a presidente Dilma Rousseff liderando as pesquisas de intenção de voto em São Paulo, com 30% ante 25% do candidato do PSDB Aécio Neves ,de acordo com o twitter da jornalista da Globo Cristiana Lôbo. A candidata petista também está à  frente no Rio de Janeiro, com 35% versus 15% de Aécio.

Por outro lado, Aécio Neves está à  frente em Minas Gerais, com 41% das intenções de vot

18 de julho de 2014
por esmael
3 Comentários

Mensalão do DEM: Janot defende impugnação do registro da candidatura de Arruda ao governo do DF

da Agência Brasil
O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, defendeu hoje (18) a impugnação do registro da candidatura de José Roberto Arruda (PR) ao governo do Distrito Federal (DF). Arruda tem a candidatura contestada pelo Ministério Público Eleitoral (MPE) com base na Lei da Ficha Limpa, norma que impede que condenados em segunda instância se candidatem. Janot participou de um café da manhã com jornalistas.

Segundo o procurador, mesmo se tiver o registro de candidatura aceito pelo Tribunal de Regional Eleitoral (TRE) e for eleito, Arruda poderá ter o diploma de governador cassado em função da condenação.

“Houve a impugnação do registro com base na Lei da Ficha Limpa. O que se discute é que essa ausência de condenação em segundo grau se deu em razão de um obstáculo judicial, criado pelo próprio candidato. Esse realmente é um ponto que vamos ter que discutir juridicamente. Mas, isso não impede o recurso contra expedição de diploma, porque isso é uma causa de inelegibilidade posterior!, disse Janot.

Filiado ao PR, Arruda é candidato ao governo do DF pela coligação União e Força e, apesar da condenação, pode concorrer normalmente à s eleições até o julgamento definitivo do pedido de candidatura.

No dia 9 de julho, a 2!ª Turma Cível do Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDF) manteve a condenação do ex-governador do Distrito Federal por improbidade administrativa, em processo iniciado como desdobramento das investigações da Operação Caixa de Pandora, da Polícia Federal, que desvendou o esquema de corrupção conhecido como mensalão do DEM, em 2009.

O advogado do candidato, Francisco Emerenciano, contesta a ação do MPE. Segundo ele, a condenação não tem alcance sobre a candidatura, pois a jurisprudência dos tribunais eleitorais é que a inelegibilidade é aferida no momento do pedido de registro, feito antes do julgamento que manteve a condenação de Arruda.

A polêmica sobre a validade do registro do candidato é em relação a Lei das Eleições (Lei 9.504/97). Segundo a norma, as condições de inelegibilidade são aferidas no momento do pedido de registro da candidatura, feito na semana passada, quando o recurso de Arruda ainda não tinha sido