26 de dezembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Mercado prevê 10 anos para recuperar pleno emprego; seis meses seriam suficientes

Mercado prevê 10 anos para recuperar pleno emprego; seis meses seriam suficientes

Jair Bolsonaro (PSL) assumirá dia 1º de janeiro sob o signo do liberalismo puro, o diabólico laissez-faire, enterrado no início do século XX com o nascimento do welfare state — o Estado do bem-estar social, um avanço civilizatório. ... 

Leia mais

12 de junho de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Enio Verri: Éramos soberanos e não sabíamos

Enio Verri: Éramos soberanos e não sabíamos

O deputado Enio Verri (PT-PR) lamenta que nós brasileiros éramos soberanos — nos governos do PT — e não sabíamos. Ele também destaca “a farsa do sequestro do ex-presidente Lula” pela Operação Lava Jato, cuja denúncia não teria alcançado o exterior se ele não fosse um líder mundial. ... 

Leia mais

21 de fevereiro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em PT reafirma que intervenção político-militar “é contra os pobres” do Rio de Janeiro

PT reafirma que intervenção político-militar “é contra os pobres” do Rio de Janeiro

As bancadas do PT na Câmara e do Senado não têm dúvidas de que a intervenção político-militar no Rio de Janeiro, empreendida por Michel Temer, é contra os pobres e negros que vivem nos morros cariocas. E mais: o ex-presidente Lula disse hoje (21), em Minas Gerais, que o objetivo do emedebista é roubar os votos do deputado Jair Bolsonaro (PSL-RJ). ... 

Leia mais

19 de fevereiro de 2016
por Esmael Morais
8 Comentários

Coluna do Marcelo Belinati: A necessária valorização das boas e estratégicas empresas públicas

Download áudio

Marcelo Belinati*

Mais uma vez a classe política deposita a responsabilidade da sua ineficiência na conta das empresas estatais e de seus servidores de carreira. Voltamos a conviver com o discurso que a privatização ampla, geral e irrestrita é a solução de todas as mazelas nacionais.

Exemplo é o Projeto de Lei do Senado 555/2015, batizado de Lei de Responsabilidade das Estatais, que está na iminência de ser votado no Senado da República.

A proposta prevê a transformação de empresas com 100% de capital público em sociedades anônimas, ou seja, de forma velada, privatiza diversos organismos de Estado, entre eles, a Embrapa.

Criada em 1973, a Embrapa tem uma gigantesca folha de serviços prestados à sociedade brasileira. Um dos nossos maiores patrimônios intelectuais, são aproximadamente dez mil servidores e 2.400 pesquisadores, a empresa desenvolve com excelência pesquisas e experimentos que revolucionaram nossa produção agrícola por meio da diversificação e do aumento da produtividade.

A proposta de abertura de capital para investidores privados é motivo de preocupação para sociedade brasileira e deixa seus servidores apreensivos, pois coloca em risco o caráter social da Embrapa.

Na minha cidade, Londrina, há a Embrapa Soja, referência em pesquisas que foram fundamentais para tornar o Brasil um dos grandes produtores e exportadores deste grão. E, no restante do país, há outras unidades que possuem vocações específicas, como a Embrapa Floresta, Embrapa Gado de Corte, Embrapa Gado de Leite, Embrapa Pecuária Sudeste e a Sul, entre tantos outros centros de excelência.

Sou contra a privatização da Embrapa. O Governo Federal tem uma centena de “penduricalhos” estatais, verdadeiros cabides de empregos e ralos de desperdício do dinheiro público.

A privatização de estatais que têm função social e estratégica, como a Embrapa, não é o caminho para o Brasil se tornar verdadeiramente uma nação justa, desenvolvida e independente.

Ao invés de privatizar, é preciso fortalecer as boas e necessárias empresas públicas e retirar delas as amarras do aparelhamento partidário, da ineficiência e dos interesses de grupos econômicos.

Recentemente apresentei Projeto de Lei que põe fim às indicações meramente políticas para cargos públicos de direção de empresas estatais. Pela p Leia mais