PDV vai piorar serviço público no país

Para quem tem orgasmo com a palavra “Estado Mínimo”, eis a oportunidade de atingir os céus: o ilegítimo Michel Temer vai piorar muito o serviço público federal reduzindo em até 5 mil o número de servidores.

O Tinhoso prepara um Plano de Demissão Voluntária (PDV) e de jornada de trabalho reduzida com remuneração proporcional para servidores do Executivo.

A degradação do serviço será para economizar mísero R$ 1 bilhão (sim, em termos de Brasil um bilhão é troco do cafezinho).

O PDV significa a piora da prestação de serviços públicos para o povo brasileiro, ou seja, o Estado renunciará à sua atividade-fim prevista na Constituição (desmonte do Estado Social).

A ideia do governo golpista é fazer caixa (superávit primário) para garantir o pagamento de juros aos bancos e rentistas e a conta para barrar o seu afastamento na Câmara.

Os juros consumirão este ano cerca de R$ 700 bilhões.

A manutenção de Temer já custou R$ 20 bilhões em emendas parlamentares; R$ 220 bilhões em Refis (refinanciamento das dívidas dos empresários); R$ 10 bilhões do aumento da gasolina; congelamento dos investimentos (piora nos serviços) na saúde e educação; precarização da mão de obra (reforma trabalhista); e, vem aí, fim da aposentadoria (reforma da previdência).

Veja também  Lula atende pedido de Requião e grava programa eleitoral para Marília Arraes

Comments are closed.