Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

4 de dezembro de 2016
por esmael
27 Comentários

Richa afasta diretor negro por suposto apoio à ocupação de escola por estudantes no Paraná

lidio_richaO governador Beto Richa (PSDB) causou revolta na comunidade escolar do município de Piraquara, região metropolitana de Curitiba, ao afastar o diretor do Colégio Estadual Rosilda Souza Oliveira, Henrique Lidio, devido ao suposto apoio que ele deu à ocupação dos estudantes no mês de setembro. “Entristece-me ser impedido de exercer a atividade que escolhi para minha vida”, lamenta.

5 de outubro de 2015
por esmael
31 Comentários

Por 35 votos a 15, Assembleia ‘cassa’ voto na eleição para diretor de escola

richa_alepO governador Beto Richa (PSDB), o pior avaliado do país, conseguiu esta tarde ampliar a “bancada do camburão” na Assembleia Legislativa. O tucano aprovou em primeira votação, por 35 votos contra 15, o projeto de lei que ‘cassa’ o voto da comunidade na eleição para diretor das 2,1 mil escolas da rede pública do Paraná.

Nesta terça-feira (6), haverá sessão extraordinária para a segunda votação e apresentação de emendas ao projeto.

Os 15 “heróis da resistência” na Assembleia, que votaram contra o cabresteamento das escolas, após a votação, queriam saber qual a “magia” o governador fez hoje para ampliar a bancada do camburão. Na verdade, esses deputados sabem mas não querem ou não podem dizer o que sabem.

Na votação deste de hoje, segundo educadores que acompanharam a sessão, teve deputado “independente” que “afrouxou a tanga” para o Palácio Iguaçu.

A seguir, sem censura, a lista completa do voto dos deputados acerca da lei que escraviza o gestor da escola ao subordiná-lo aos ditames do Palácio Iguaçu:

5 de outubro de 2015
por esmael
9 Comentários

Ao vivo: Assembleia vota transformação da função de diretor escola em cargo de confiança de Richa

O Blog do Esmael, em parceria com a TV 15, transmite ao vivo para o Brasil e o mundo mais uma sessão da Assembleia Legislativa do Paraná.

Os parlamentares votam na tarde desta segunda-feira (5) projeto de lei que, se aprovado, vai transformar a função de diretor de escola em cargo de confiança do governador Beto Richa (PSDB).

O tucano planeja “revisar’ o resultado da eleição nas 2,1 mil escolas a cada dois anos. Se o gestor não dançar conforme a música do Palácio Iguaçu, a lei permite que ele seja defenestrado.

Na prática, o governador Beto Richa planeja cassar o direito ao voto da comunidade escolar e engrossar o exército de comissionados dos demotucanos.

Transmissão ao vivo encerrada às 17h20. Abaixo, assista ao vídeo:

5 de outubro de 2015
por esmael
6 Comentários

Para nunca esquecer os 31 deputados da “bancada do camburão”; confira

bancada_camburaoNesta segunda-feira (5), iniciar-se-á na Assembleia Legislativa do Paraná a votação do ‘pacote de maldades 4, de autoria do governador Beto Richa (PSDB), que consiste na retirada de direitos políticos da comunidade escolar do estado.

O tucano quer a prerrogativa de indicar os diretores de sua confiança, pois, conforme ele admite no projeto, é um “cargo de confiança do governo do estado”. Ou seja, na concepção do governador, a eleição seria apenas proforma porque o gestor pode ser “demitido” com 2 anos de mandato — caso não reze pela cartilha do Palácio Iguaçu e dos chefetes políticos regionais demotucanos.

O Blog do Esmael, em parceria com a TV 15, a partir das 14h30, transmite ao vivo a sessão desta tarde para o Brasil e o mundo.

Pois bem, o governador Beto Richa espera contar novamente hoje com os 31 deputados da “bancada do camburão”, isto é, parlamentares que sistematicamente votam com o Palácio Iguaçu.

Na hora do voto, o PSC de Ratinho Júnior, a maior bancada com 12 deputados, é o fiel da balança na definição das sacanagens.

Para nunca esquecer, o Blog do Esmael relembra o nome dos deputados que votaram a FAVOR do ‘confisco da poupança previdenciária’ e dos que votaram CONTRA o confisco na sessão extraordinária de 29/04 – o Dia do Massacre.

A seguir, veja quais sãos os 31 deputados que compõem a “bancada do camburão” na Assembleia:

15 de setembro de 2015
por admin
4 Comentários

Richa se isola em debate sobre eleição para diretor de escola; “Retira ou rejeita!”, gritam educadores; assista

audiencia

A Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) realizou na noite de ontem (14) uma concorrida audiência pública sobre o projeto de lei do governador Beto Richa (PSDB) que ‘cassa’ o voto de pais, alunos, professores e funcionários de 2,1 mil escolas ao propor novas regras para a eleição de diretor.

A audiência foi convocada pela Comissão de Educação da Alep e conduzida pelo presidente da comissão, deputado Hussein Bakri (PSC), que logo no início da sessão lamentou a ausência da secretária de Estado da Educação (SEED), Ana Seres Trento Comin, representada pela superintendente do órgão, Fabiana Campos.

A audiência pública foi transmitida ao vivo pelo Blog do Esmael com imagens da TV 15. Fizemos um compacto com os momentos mais marcantes do debate. Confira o vídeo a seguir:

O deputado federal João Arruda (PMDB) fez uma série de sugestões ao texto do projeto para que a lei tenha um caráter mais democrático, conferindo mais responsabilidades para as comunidades escolares.

Já o deputado Nereu Moura (PMDB) elogiou o esforço do correligionário João Arruda, mas adiantou que a posição da bancada da oposição na Alep será a de apoiar e encaminhar a posição decidida pela APP-Sindicato.

Nem os deputados governistas presentes na audiência tentaram defender o projeto do governo. Maria Victória (PP), que também integra a comissão de educação, foi bastante vaiada mas tentou sair pela tangente dizendo que sua vontade era fazer o melhor para as crianças do Paraná e que estava ali para aprender; no entanto, saiu logo após discursar.

O deputado Felipe Francischini (SD) fez uma fala positiva(!) tocando em pontos importantes do projeto, como a necessidade de se garantir a ampla defesa aos diretores antes de qualquer determinação de afastamento. Marcio Pacheco (PPL) e Chico Brasileiro (PSD) se manifestaram contra o projeto governista e em apoio à posição dos professores.

O deputado Nelson Luérsen (PDT) abordou a teimosia do governador Beto Richa, que não desiste de perseguir servidores públicos e professores do Paraná. Ele defendeu a retirada do projeto da pauta.

14 de setembro de 2015
por esmael
22 Comentários

Ao vivo: Professores “ocupam” Assembleia Legislativa pela democracia nas escolas do Paraná; assista

Educadores nesta segunda-feira, dia 14 de setembro, voltam à Assembleia Legislativa do Paraná após sete meses da histórica ocupação — nas vésperas do confisco da poupança previdenciária dos servidores públicos do estado.

O Blog do Esmael, em parceria com a TV 15, transmite ao vivo para o Brasil e o mundo a sessão do legislativo paranaense.

Transmissão encerrada às 16h20.  Ao vivo retorna às 17h, direto do Plenarinho da Assembleia.

Na sequência, a partir das 17 horas, continua no ar para acompanhar cada detalhe da audiência pública sobre a cassação do direito ao voto na eleição para diretor de escola da rede pública. O projeto do governador Beto Richa (PSDB) já está tramitando na Casa.

14 de setembro de 2015
por admin
12 Comentários

Richa planeja ‘cassar direito ao voto’ de pais, alunos e educadores na eleição para diretor de escola no Paraná

eleicaodir

Pela proposta do governador Beto Richa (PSDB), que estabelece novas regras para a eleição e mandato de diretor de escolas públicas no estado, o candidato a diretor de escola poderá até vencer nas urnas, mas, de fato, não levaria o troféu pela vitória. Ou seja, há brechas para que os votos de pais, alunos, professores e funcionários não valham nada e sejam cassados se o resultado eleitoral for desfavorável à vontade do tucano. Leia mais

10 de setembro de 2015
por admin
31 Comentários

Fim de eleição direta para diretor de escola no Paraná teria sido exigência do Banco Mundial

O projeto de golpe do governador Beto Richa (PSDB), que põe fim à eleição para diretor nas 2,1 mil escolas da rede pública do Paraná, pode ter sido uma exigência do Banco Mundial.

Uma comitiva da instituição financeira estadunidense esteve reunida na última quarta-feira, dia 2, vésperas do feriadão da Pátria, com a Secretaria de Estado da Educação (SEED) para tratar “do planejamento e investimentos da pasta” (sic). A informação do encontro é do próprio site da pasta.

Agora uma pergunta: que raios de interesse tem um organismo estrangeiro, cuja função é garantir projetos que gerem capital, numa instituição pública de ensino?

Ganha um doce quem responder que o bancão norte-americano negociou “cláusula secreta” que põe fim à democracia na escola.

Dentre os projetos tramados na surdina entre Banco Mundial e governo do estado estaria o veto às candidaturas de espectro ideológico diferente do status quo, o que, em tese, eliminaria o processo democrático tal qual conhecemos hoje nas escolas porque representariam “perigo” ao capital empregado pela instituição financeira.

A nova investida do Banco Mundial nas terras das araucárias resgata o antigo projeto comandado pela ex-secretária da Educação, Alcione Saliba, no governo Jaime Lerner. É bom frisar que, naquela feita, a mercantilização da educação fora derrotada por todos nós paranaenses.

No Paraná dos anos 90, tempos de ofensiva neoliberal, tentou-se eliminar o professor como servidor público e estabelecer empresa privada para contratar os mestres; os funcionários das escolas também seriam terceirizados; e seria extinta a função pedagógica do diretor, que seria treinado para gerir a escola como se fosse um empreendimento privado.

Veja a notícia no site da SEED:

print_seed

Entretanto, o golpe na eleição de diretor de escola desagrada os mais diversos setores da educação e da política estadual. Só não contraria mesmo os cibercomissionados e os subordinados, incluindo-se aqui os deputados da base governista.

O governo Richa, para atender os ditames do Banco Mundial, precia instituir a ditadura nas escolas mantendo o “verniz” democrático das eleições diretas. É preciso mergulhar na História para compreender o presente e antever o futuro.

O governo tucano impõe no novo projeto da eleição, que vai à análise da submissa Assembleia Legislativa, o inciso IV do artigo 7º, que condiciona a aceitação de candidatos à apresentação de “proposta de plano de ação compatível com o Projeto Político Pedagógico do respectivo estabelecimento de ensino e com as políticas educacionais da Secreta

3 de setembro de 2015
por esmael
5 Comentários

Péricles: “Projeto de Lei do governo para eleições nas escolas é uma espada sobre a cabeça dos diretores”

O deputado estadual Péricles de Mello (PT), único integrante da oposição na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa, pediu vistas no projeto do governo (PL 631/2015) que altera a as regras para a eleição e gestão dos diretores das escolas públicas do Paraná.

Ao contrário de alguns professores e da APP-Sindicato, Péricles é a favor ao voto universal, sistema em que o voto de cada professor, funcionário, pai ou estudante tem o mesmo peso; em substituição ao atual sistema proporcional, que, para os educadores seria mais democrático. O parlamentar chegou a afirmar que vai pedir o apoio do governo para que o voto universal seja adotado também nas universidades, para as eleições de reitores.

Mas a convergência para por aí. Segundo Péricles, o governo tentou pintar com um verniz democrático num projeto que põe uma espada na cabeça dos diretores e qualquer movimento em falso, diferente da vontade do tucano e da Secretaria de Educação, bastaria para que o gestor escolar fosse destituído do cargo para o qual foi eleito.

Para o deputado, diversos princípios democráticos são “agredidos” pelo projeto. Ele citou o fato de que uma simples advertência aplicada pela SEED a um candidato a diretor já o impede de se candidatar; e caso já exerça o cargo e tenha recebido advertência, o diretor será destituído do cargo. Além disso, a simples reprovação de contas, mesmo em âmbito administrativo, também veda a candidatura.

Assista o vídeo em que o deputado Péricles de Mello fala sobre o projeto na CCJ:

Os professores  e os estudantes estão vendo nesse projeto de lei uma tentativa do governador Beto Richa de ampliar seu comando sobre o que acontece dentro das escolas estaduais, para que possa impedir novos movimentos como as greves dos professores e servidores no primeiro semestre deste ano. Da mesma forma é a ingerência do governo no Conselho Estadual de Educação, para o qual Richa nomeou dois secretários de estado, mas se nega a nomear o representante dos professores escolhido ainda em 2014.

31 de agosto de 2015
por esmael
6 Comentários

Ao vivo: Assembleia Legislativa debate fim da eleição para diretor de escola e outras sacanagens

A Assembleia Legislativa do Paraná retoma nesta segunda-feira (31) a discussão de várias sacanagens enviadas pelo governo Beto Richa (PSDB), dentre as quais o fim da eleição para diretor nas 2,1 mil escolas da rede pública do estado (clique aqui para saber mais).

O Blog do Esmael, em parceria com a TV 15, vai transmitir ao vivo a sessão de hoje para o Brasil e o mundo com reportagem de César Setti.

Além do golpe na democracia das escolas, a ideia é repercutir a manifestação dos educadores, no sábado (29), dos quatro meses do massacre no Centro Cívico; o isolamento do governador tucano na questão da prorrogação dos contratos de pedágio; e a estratégia de defesa do lobista Luiz Abi Antoun, que arrolou deputados e secretários do governo do primo, como Ratinho Junior (PSC), na bronca da Receita Estadual (Operação Publicano).

29 de agosto de 2015
por esmael
2 Comentários

Ao vivo: Assembleia da APP; 4 meses do massacre dos professores

Transmissão ao vivo encerrada às 12h15.

O Blog do Esmael, em parceria com a TV 15, transmite ao vivo para o Brasil e o mundo, desde Curitiba, a assembleia geral da APP-Sindicato e em lembrança dos quatro meses do massacre ocorrido durante manifestação contra confisco da ParanáPrevidência, quando 213 pessoas ficaram feridas.

Quatro meses após, o “Carniceiro do Centro Cívico” continua a massacrar os educadores — agora moralmente — retirando conquistas e atacando a democracia na escola.

Richa planeja indicar os diretores nos 2,1 mil estabelecimentos de ensino. Ele encaminhou à Assembleia Legislativa um projeto fajuta e antidemocrático.

A escalada autoritária do governo do PSDB só será freada se houver mobilização à altura. A resposta começará a ser dada neste sábado, nas ruas, pela comunidade escolar paranaense.

27 de agosto de 2015
por esmael
8 Comentários

Quer a ditadura de volta? Visite o Paraná de Beto Richa; assista ao vídeo

richa_massacreNas últimas manifestações de 16 de agosto viu-se faixas e cartazes pedindo de volta a ditadura militar no país. Talvez os incautos protestantes e marchantes não sabiam o que estava reivindicando, mas, por isso, o Blog do Esmael vai dar uma forcinha lançando a campanha “Quer a ditadura de volta? Visite o Paraná de Beto Richa”. Leia mais

27 de agosto de 2015
por esmael
3 Comentários

Coração de pedra, Beto Richa manda fechar turmas depois de matricular alunos em cursos técnicos

tecnicosO governo Beto Richa (PSDB), por meio da Secretaria de Estado da Educação (SEED), orientou escolas estaduais a divulgarem nas comunidades a abertura de turmas em cursos técnicos. O diabo é que o tucano roeu a corda, logo em seguida, e ordenou o fechamento das turmas. Leia mais

17 de fevereiro de 2015
por esmael
11 Comentários

Coluna do Enio Verri: ‘Richa faz um governo conservador e autoritário’

richa_diretor_enio.jpgEnio Verri*

A banalização do termo bolivarianismo e o vulto de autoritarismo de uma elite que prega o fim dos direitos conquistados nos últimos 12 anos não só fragilizam nossa recente democracia como também escondem a pujança do conservadorismo brasileiro. Leia mais

25 de novembro de 2014
por esmael
27 Comentários

No Paraná, 2, 1 mil escolas decretam greve nesta quarta contra Richa

educadores_upes.jpgDe volta de férias, o governador Beto Richa (PSDB) vai enfrentar nesta quarta-feira (26) a dura realidade que havia esquecido nos últimos quinze dias dentro de um transatlântico no Mar do Caribe. Educadores de 2,1 mil escolas da rede pública do Paraná decretaram greve de 24 horas contra calotes em avanços e progressões, fim da eleição para diretor, violência sofrida pela categoria na Assembleia Legislativa, dentre outras pautas.

A paralisação dos professores e funcionários de escola foi definida pela categoria em uma assembleia estadual realizada no dia 8 de novembro, em Apucarana, no Norte do estado. O protesto conta com o apoio da União Paranaense dos Estudantes Secundaristas (UPES), que fez até ensaio fotográfico pela eleição direta nas escolas (clique aqui).

Nós precisamos reinstalar a greve no Paraná porque o governo Beto Richa está nos tirando direitos e ampliando os calotes. Em fevereiro teremos uma assembleia geral, onde vamos defender greve por tempo indeterminado a partir de março de 2015!³, disse ontem (24) ao Blog do Esmael Professor Paixão, ex-candidato à  presidência da APP-Sindicato (veja o vídeo).

A seguir, leia a integra da pauta do movimento dos educadores:

18 de novembro de 2014
por esmael
16 Comentários

Coluna do Enio Verri: Beto copia Lerner ao atacar democracia e pôr fim à  eleição para diretor de escola

richa_alep_enio.jpgEnio Verri*

Nos melhores moldes de Jaime Lerner e do extinto Partido da Frente Liberal (PFL), atual Democratas (DEM), o governador Beto Richa (PSDB) coloca em risco a democracia nas escolas estaduais. à‰ repeteco de uma história lamentável do nosso Estado. Leia mais

5 de novembro de 2014
por esmael
168 Comentários

Governo Richa repete àlvaro Dias ao massacrar professores no Paraná

richa_alvaro_professores.jpgO povo foi covardemente agredido na “Casa do Povo!, lamentou o deputado estadual Professor Lemos (PT), ao relatar o massacre ocorrido ontem (4) à  tarde na Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP) durante votação de lei que pôs fim à  eleição direta para diretor de escola. Leia mais

4 de novembro de 2014
por esmael
89 Comentários

Por 33 a 13 votos, Assembleia prorroga mandato de diretor de escola no PR

rossoni_alep.jpg“Golpistas, golpistas, golpistas”. Foi assim que reagiram centenas de educadores esta tarde, na Assembleia Legislativa do Paraná, em Curitiba, depois da aprovação, por 33 votos a 13, da prorrogação dos mandatos de 2,1 mil diretores de escolas da rede pública estadual. Na segunda votação regimental o placar ficou em 32 a 13. Leia mais

4 de novembro de 2014
por esmael
24 Comentários

Richa deverá “sepultar” hoje eleição em 2,1 mil escolas do Paraná

cep_richa.jpgO governador Beto Richa (PSDB) promete fazer valer a sua maioria na tarde desta terça-feira (4) na Assembleia Legislativa do Paraná. Ele determinou à  sua base, que acatou sem traumas, transformar o plenário em comissão geral para aprovar a toque de caixa!, sem muita discussão, projetos polêmicos como o que “sepulta” a eleição direta para diretores. O tucano promete realizar nova eleição em novembro do ano que vem ao prorrogar o mandato dos atuais gestores de 2,1 mil escolas para 31 de dezembro de 2015. Leia mais

30 de outubro de 2014
por esmael
55 Comentários

Richa retira prorrogação de mandato da pauta da ALEP, mas mantém suspensa eleição para diretor de escola

richa_colegio.jpgO governador Beto Richa (PSDB) retirou da pauta da Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP), na segunda-feira (3), a mensagem n!º 101/2014, que prorroga o mandato de diretores de escola até dezembro de 2015. O tucano se assustou depois dos embates desta quarta-feira (29) que culminaram com a queda da sessão por “falta de quórum”. Leia mais