Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

13 de abril de 2015
por esmael
86 Comentários

Coluna do Luiz Cláudio Romanelli: “Os ‘superamigos’… da onça!”

romanelli_coluna13042015Luiz Claudio Romanelli*

Nesta semana que passou, quem convive de perto com a política viu aqui no Blog do Esmael fotos que retratam situações bem distintas em Brasília, com relação direta ao Paraná.

Numa delas, um grupo de secretários estaduais, parlamentares e a vice-governadora Cida Borghetti, debatem projetos importantes para o nosso estado, com os ministros Gilberto Kassab (Cidades) e Antônio Carlos Rodrigues (Transportes) e que dependem de recursos federais e boa parceria da União. Os secretários também conversaram com a bancada paranaense no Congresso sobre os projetos e sobre as medidas de ajustes tomadas pelo governo.

É uma ação do Paraná que pretende ter uma relação mais republicana com o governo federal e que já conta com o apoio, ou pelo menos da maior parte, da bancada federal em Brasília.

Agora a outra foto é para mim, no mínimo, constrangedora, como dever ter sido para o ministro do STF, Marco Aurélio. Um grupo risonho, dos principais líderes oposicionistas do Paraná, entrou com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade que questiona o aumento da alíquota do IPVA e fez questão de posar ao lado do ministro relator do processo.

Confesso que ainda me causa certo espanto constatar que políticos calejados, experientes, sabedores da enorme crise por qual passa a administração pública em nosso país, recorrem a Suprema Corte para tentar retirar recursos que estão faltando na gestão do estado, recursos que têm destinação constitucional para educação e saúde e para os municípios paranaenses, que recebem 50% desta receita adicional do IPVA.

É a famosa autofagia paranaense. Ao invés de ajudar o Paraná a vencer a dificuldades que vem enfrentando, estão alguns por vindita, outros pensando na próxima eleição – ainda que tão distante – agindo contra os interesses do Paraná.

30 de março de 2015
por esmael
122 Comentários

Coluna do Luiz Cláudio Romanelli: “O Paraná, a crise e a demagogia”

Luiz Claudio Romanelli*

Um site na internet – o nome já diz tudo – é um sítio, um lugar. É necessário ligar o computador e digitar o endereço para ir até ele. É como ir à casa de alguém e por isto que estou aqui, convidado pelo jornalista Esmael Morais, para escrever minhas opiniões todas as segundas-feiras. Afinal aqui é a casa dele e um pouco da casa de todos nós.

Antes de qualquer coisa, reitero o meu compromisso com a formulação e implantação de políticas públicas que promovam a inclusão social e diminuam a desigualdade. É um compromisso de vida longe da demagogia e do festival de besteiras que assolam parte das redes sociais.

O Estado brasileiro vive uma crise econômica que atinge a todos os governos – federal, estaduais e municipais – indistintamente. Posso citar como exemplos os estados do Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e Minas Gerais. O governo gaúcho sacou R$ 330 milhões do fundo de depósitos judiciais para completar a folha dos servidores estimada em R$ 1,1 bilhão e atrasou o pagamento de fornecedores num montante de R$ 300 milhões. Os gaúchos estão cortando gastos da máquina pública para conter um déficit de R$ 5,4 bilhões em 2015.

O Rio de Janeiro já pediu moratória de 60 dias aos fornecedores e acusou dívidas de R$ 700 milhões. E Minas Gerais pediu para os deputados para revisar o orçamento de 2015 e apontou um déficit de R$ 7,3 bilhões. Todos os estados estão cortando gastos e despesas e os municípios veem queda de 45% nos repasses do FPM comprometendo até o expediente das prefeituras. Já a União deve R$ 1 bilhão de restos à pagar a 396 municípios do Paraná e outros R$ 540 milhões de serviços de saúde ao Estado.

Esse é o quadro da crise. Outros números: a economia brasileira cresceu 0,1% em 2014, segundo o IBGE. Esse é o pior resultado desde 2009, ano da crise internacional, quando a economia recuou 0,2%. No ano passado, portanto, o crescimento foi nulo, a inflação ficou em 6,4%, os investimentos caíram – houve uma grande desaceleração da economia e, em consequência, dos investimentos públicos e privados.

As perspectivas para 2015 não são nada animadoras: começamos o ano com reajuste de combustíveis e energia elétrica, aumento de impostos, cortes em direitos e benefícios sociais e trabalhistas, cortes orçamentários na área de Educação, e aumento do desemprego. Só o setor da construção civil em São Paulo demitiu 31 mil trabalhadores no mês de fevereiro.

O momento, portanto, não é para fanfarronices. Todos os Estados enfrentam sérios problemas. O Paraná não é uma ilha de prosperidade num continente de dificuldades. Enfrenta uma crise financeira devido à redução da atividade econômica e a consequente queda de arrecadação no ano de 2014 e início de 2015. Diante deste quadro, é imprescindível controlar gastos e fazer os ajustes para o equilíbrio das contas e é isso que o governo do Paraná está fazendo.

Não houve negligência na gestão financeira do Estado. Houve sim, substancial aumento nos gastos com a folha de pagamentos, devido à contratação de professores e policiais e aos reajustes salariais concedidos. Senão vejamos: em 2010, o Estado gastou R$ 10,8 bilhões no ano, com pagamento de pessoal. Em 2014 foram R$ 18,8 bilhões. A folha de pagamento do poder executivo atualmente é de R$ 1, 4 bilhão por mês. E antes que os desavisados atribuam esse aumento aos comissionados, vão aí os números: todos os cargos em comissão, inclusive as funções gratificadas ocupadas por servidores de carreira, somados, custam R$ 17 milhões mensais, praticamente 1% do dispêndio mensal com a folha de pagamentos.

Agora, pontualmente, vou tratar de um tema explorado à exaustão pela demagogia opositora. Temos que efetivamente equacionar a questão previdenciária dos servidores públicos, para reduzir o impacto nos servidores da ativa, no pagamento de aposentadorias e para que possamos implementar as políticas públicas propostas pelo governo. O problema não é novo – remonta ao ano de 1992, quando foi adotado o regime jurídico único e os servidores celetistas foram transformados em estatutários e a conta da aposentadoria repassada da União para o Estado.

Hoje, o Governo do Paraná tem 100 mil aposentados ou pensionistas e que custam mensalmente R$ 502 milhões de reais ao Tesouro do Estado. No Sistema Previdenciário do Paraná, temos três fundos: o Fundo Militar que paga R$ 102 milhões mensais que beneficiam 18 mil aposentados e pensionistas. O Fundo Financeiro que paga 75 mil benefícios e tem um déficit mensal de R$ 325 milhões e o Fundo Previdenciário que é superavitário, com R$ 8,3 bilhões e que paga 14 mil benefícios ao custo de R$ 74 milhões mensais.

É necessário buscar o reequilíbrio do Sistema Previdenciário do Paraná, mas com regras claras e transparência. O Fundo de Previdência será mantido com uma solvência de 29 anos, e passará a ter a participação paritária dos servidores nos conselhos da Par

23 de dezembro de 2014
por esmael
40 Comentários

Paranaenses planejam boicotar posse do segundo mandato de Beto Richa

posse_richa_praia.jpgParcial de enquete rolando no Blog do Esmael, desde ontem à  tarde, aponta que 70% dos paranaenses desaprovam o governo Beto Richa (PSDB) após o “pacote de maldades” neste fim de mandato. A votação ainda está aberta para o leitor (clique aqui). Leia mais

17 de dezembro de 2014
por esmael
38 Comentários

Em clima de “fim de feira”, Richa é diplomado para 2!º mandato no PR

diplomacao_richa.jpgO governador Beto Richa (PSDB), que se arrasta para concluir o primeiro mandato em 31 de dezembro, foi diplomado na tarde desta quarta (17) para mais quatro anos no Palácio Iguaçu. O evento do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) foi realizado no Teatro Positivo, em Curitiba. Leia mais

13 de dezembro de 2014
por esmael
124 Comentários

Vem aí em 2015 a Frente anti-Richa

richa_fora_2015Debate realizado ontem à  noite na Universidade Federal do Paraná (UFPR), em Curitiba, deu pontapé inicial naquilo que pode ser considerado embrião de uma frente contra as políticas neoliberais do governo Beto Richa (PSDB). Leia mais

11 de dezembro de 2014
por esmael
25 Comentários

Coluna do Requião Filho: Que diabos temem os deputados do Paraná?

requiao_tarifaco_richaRequião Filho*

Não! Não vou escrever sobre o tarifaço do Beto Richa. Não vou me delongar explicando, novamente, como as mentiras de uma campanha sórdida caem por terra e se desnuda em um Estado quebrado. Não vou nem mencionar que o forasteiro admitiu que o Richa errou “no momento em que gastou mais do que devia. Se você faz um orçamento acima das possibilidades de receita, você quebra o estado. E, se faz isso com frequência, agrava-se mais ainda a situação, o estado vai acumulando dívidas ano a ano…” Leia mais

8 de dezembro de 2014
por esmael
30 Comentários

Presidente da Fiep vê “irresponsabilidade” de Richa em aumento de impostos

campagnolo_richa.jpgO presidente da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), Edson Campagnolo, classificou nesta segunda-feira (8) como uma irresponsabilidade o pacote de reajustes tributários proposto pelo governador Beto Richa (PSDB). O mais nefasto é aumento de 28% para 29% da alíquota do Imposto sobre a Circulação e Mercadorias e Serviços (ICMS). Leia mais

8 de dezembro de 2014
por esmael
18 Comentários

Sem dinheiro para o cafezinho, Richa anuncia como “sua” obra de Dilma

beto_casas.jpgAté as capivaras do tradicional Parque Barigui, em Curitiba, sabe da situação falimentar do governo Beto Richa (PSDB). Segundo os senadores Roberto Requião (PMDB) e Gleisi Hoffmann (PT), a incompetência gerencial mais o inchaço da máquina pública com comissionados faz com que falte até dinheiro para o papel higiênico nas repartições e para o cafezinho. Leia mais

27 de novembro de 2014
por esmael
52 Comentários

Calote de Richa pode deixar UEM no escuro. Comunidade universitária se diz humilhada!; assista

uem.jpg

Crise financeira do governo do estado poderá deixar no escuro a tradicional UEM (Universidade Estadual de Maringá). A comunidade universitária da instituição criada em 1969, com 45 anos, sente-se humilhada pela gestão de Beto Richa (PSDB). Leia mais

18 de novembro de 2014
por esmael
16 Comentários

Richa agora dá calote no programa Patrulha do Campo; assista

richa_patrulha_campo.jpgTodas as equipes do programa Patrulha do Campo param as atividades no Paraná, conforme reportagem da RPC TV (Globo) de Guarapuava. A ordem veio do governador Beto Richa (PSDB), denuncia o prefeito Antônio Luís Szaykowshi, do município de Cruz Machado, na região Sul, nas cercanias de União da Vitória, a 288 km de Curitiba. Leia mais

12 de novembro de 2014
por esmael
32 Comentários

“Governo do Paraná volta a enfrentar problemas de caixa”, confirma reportagem da Folha de S. Paulo

richa_surf.jpgA repórter Estelita Hass Carazai, da Folha de S. Paulo, na edição desta quarta-feira (12), anota que o fantasma da crise financeira voltou a assombrar o caixa do governo Beto Richa (PSDB) no final deste mandato (clique aqui para ler a íntegra). Leia mais

11 de novembro de 2014
por esmael
71 Comentários

‘A preguiça continua’: Richa paga de surfista e revolta paranaenses

beto_esquiandoO governador Beto Richa está em férias desde sexta-feira (7). Seria um evento normal se o Paraná vivesse um estado de normalidade. Mas não é o caso, como o leitor poderá perceber nas próximas linhas. Leia mais

30 de outubro de 2014
por esmael
55 Comentários

Richa retira prorrogação de mandato da pauta da ALEP, mas mantém suspensa eleição para diretor de escola

richa_colegio.jpgO governador Beto Richa (PSDB) retirou da pauta da Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP), na segunda-feira (3), a mensagem n!º 101/2014, que prorroga o mandato de diretores de escola até dezembro de 2015. O tucano se assustou depois dos embates desta quarta-feira (29) que culminaram com a queda da sessão por “falta de quórum”. Leia mais

30 de outubro de 2014
por esmael
53 Comentários

Depois de Alckmin, agora é a vez de Beto Richa “pedir penico! para Dilma

richa_tony_eduardo.jpgO governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), anunciou ontem (29) que irá procurar a presidenta reeleita Dilma Rousseff (PT) com o objetivo de pedir-lhe ajuda financeira, a fundo perdido, para debelar a falta de água que tanto castiga os paulistas. Na campanha presidencial, a crise hídrica opôs ambos. Leia mais

30 de outubro de 2014
por esmael
12 Comentários

Preterido pelo Palácio Iguaçu, Mac Donald é sondado para cargo no governo Dilma Roussef

dilma_fruet_mac.jpgO secretário Municipal de Governo de Curitiba, Ricardo Mac Donald, foi sondado por Brasília para comandar área que tem a ver com a liberação de recursos para convênios firmados com estados e municípios. Leia mais

28 de outubro de 2014
por esmael
20 Comentários

Richa anistia 95% do valor de multas para arrecadar o 13!º salário do funcionalismo

richa_tadeu.jpgO deputado Tadeu Veneri, líder do PT na Assembleia Legislativa do Paraná, afirmou que o governo Beto Richa (PSDB) transformou o plenário de amanhã em comissão geral para, além de aprovar a prorrogação da eleição de diretor de escola, tentar resolver problema de caixa no final do ano. Leia mais

7 de outubro de 2014
por esmael
39 Comentários

Richa explica policiais empurrando viatura da PM: problema elétrico!

Em nota oficial, governo Richa nega que tenha faltado combustível em viatura da PM depois de 24 horas de reeleito; tucano também negou que pratica seja parte do treinamento; segundo o Palácio do Iguaçu, com endosso do comando da PM, houve "pane elétrica" no modelo Renault; fabricante não gostou de levar a culpa mais uma vez, cuja planta que produz o veículo fica no município de São José dos Pinhais !“ região metropolitana de Curitiba.

Em nota oficial, governo Richa nega que tenha faltado combustível em viatura da PM depois de 24 horas de reeleito; tucano também negou que pratica seja parte do treinamento; segundo o Palácio do Iguaçu, com endosso do comando da PM, houve “pane elétrica” no modelo Renault; fabricante não gostou de levar a culpa mais uma vez, cuja planta que produz o veículo fica no município de São José dos Pinhais !“ região metropolitana de Curitiba.

O governo Beto Richa (PSDB) jura que não faltou combustível na viatura da PM, marca Renault, que foi flagrada sendo empurrada por policiais no município de Pitanga. O Palácio Iguaçu garante o caixa do governo está “fofo” de dinheiro. Leia mais

7 de outubro de 2014
por esmael
43 Comentários

Veja essa: 24 horas depois da reeleição de Richa, policiais voltam a empurrar viaturas sem combustível no PR

O Paraná voltou à  “normalidade” 24 horas depois de reeleger o governador Beto Richa (PSDB). Morador do município de Pitanga, região Centro do estado, flagrou policiais empurrando viatura da PM sem combustível. O fato ocorreu no fim da tarde de ontem (6). Leia mais