17 de novembro de 2015
por admin
17 Comentários

Revogação de título concedido a José Dirceu vai ao plenário da Alep hoje

dirceuO Projeto de Lei de autoria do deputado Felipe Francischini (SD), que cassa o título de cidadão honorário do ex-ministro José Dirceu, irá a voto em plenário da Assembleia Legislativa  do Paraná (Alep) na sessão desta terça-feira (17).

A proposta já foi motivo de confusão na reunião da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do último dia 10, quando Francischini Kid chamou Dirceu de “ladrão” e “vagabundo”.

O deputado Péricles de Mello (PT) advertiu o jovem “justiceiro” de que ele “não deveria usar esse palavreado na Assembleia, até porque quem joga bomba em professor também pode ser considerado vagabundo”, numa referência ao massacre de 29 de abril, coordenado pelo Francischini pai, então secretário de Segurança Pública.

Na sessão da Alep do dia 11, foi o deputado Nereu Moura, líder do PMDB, que se manifestou contra a revogação do título. Segundo ele, não há previsão legal para a revogação. Além disso, pelo critério da condenação, outros títulos de honraria concedidos pela Assembleia também deveriam ser revogados. Leia mais

15 de outubro de 2015
por admin
10 Comentários

Deputados podem convocar ex-secretário para explicar desastre na segurança pública de Beto Richa

efetivoO deputado estadual Nereu Moura, líder do PMDB na Assembleia, apresentou um requerimento na Casa de Leis cobrando explicações do governador Beto Richa (PSDB). As inconsistências estão nos números apresentados na propaganda do governo dando conta da contratação de 10 mil novos policiais nos últimos cinco anos.

Nereu Moura afirmou que “existem muitas dúvidas em torno do assunto. Pelo que se sabe, a defasagem do efetivo da Polícia Militar é enorme”.

Ele se baseou em informações fornecidas pelo ex-secretário estadual de Segurança Pública, Reinaldo de Almeida César, através de artigo publicado no Blog do Esmael, onde consta que no período ingressaram apenas 6.093 soldados nos quadros da PM, enquanto 3.857 deram a baixa na farda. Leia mais

15 de setembro de 2015
por admin
4 Comentários

Richa se isola em debate sobre eleição para diretor de escola; “Retira ou rejeita!”, gritam educadores; assista

audiencia

A Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) realizou na noite de ontem (14) uma concorrida audiência pública sobre o projeto de lei do governador Beto Richa (PSDB) que ‘cassa’ o voto de pais, alunos, professores e funcionários de 2,1 mil escolas ao propor novas regras para a eleição de diretor.

A audiência foi convocada pela Comissão de Educação da Alep e conduzida pelo presidente da comissão, deputado Hussein Bakri (PSC), que logo no início da sessão lamentou a ausência da secretária de Estado da Educação (SEED), Ana Seres Trento Comin, representada pela superintendente do órgão, Fabiana Campos.

A audiência pública foi transmitida ao vivo pelo Blog do Esmael com imagens da TV 15. Fizemos um compacto com os momentos mais marcantes do debate. Confira o vídeo a seguir:

O deputado federal João Arruda (PMDB) fez uma série de sugestões ao texto do projeto para que a lei tenha um caráter mais democrático, conferindo mais responsabilidades para as comunidades escolares.

Já o deputado Nereu Moura (PMDB) elogiou o esforço do correligionário João Arruda, mas adiantou que a posição da bancada da oposição na Alep será a de apoiar e encaminhar a posição decidida pela APP-Sindicato.

Nem os deputados governistas presentes na audiência tentaram defender o projeto do governo. Maria Victória (PP), que também integra a comissão de educação, foi bastante vaiada mas tentou sair pela tangente dizendo que sua vontade era fazer o melhor para as crianças do Paraná e que estava ali para aprender; no entanto, saiu logo após discursar.

O deputado Felipe Francischini (SD) fez uma fala positiva(!) tocando em pontos importantes do projeto, como a necessidade de se garantir a ampla defesa aos diretores antes de qualquer determinação de afastamento. Marcio Pacheco (PPL) e Chico Brasileiro (PSD) se manifestaram contra o projeto governista e em apoio à posição dos professores.

O deputado Nelson Luérsen (PDT) abordou a teimosia do governador Beto Richa, que não desiste de perseguir servidores públicos e professores do Paraná. Ele defendeu a retirada do projeto da pauta. Leia mais