8 de Fevereiro de 2018
por esmael
Comente agora

TIM quer comprar as estatais Copel e Cemig nas áreas de telecomunicações

A Telecom Itália, controladora da TIM no Brasil, quer comprar as divisões de telecomunicações das estatais de energia Cemig e Copel. A empresa de telefonia quer ampliar a presença no mercado brasileiro de banda larga. Leia mais

15 de Janeiro de 2018
por esmael
25 Comentários

Desembargadores do TRF-4 temem o “day after” do julgamento de Lula

O presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), desembargador Thompson Flores, o “day after” do julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O magistrado levou a preocupação nesta segunda-feira (15) à ministra Carmén Lucia, presidenta do Supremo Tribunal Federal (STF). Leia mais

5 de Janeiro de 2018
por esmael
6 Comentários

“Fake news” e censura nas eleições 2018

A pretexto de combater “fake news”, Polícia Federal, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e do Ministério Público Federal vão criar uma força-tarefa nas eleições deste ano. O nome disso se chama censura 2018. Leia mais

16 de dezembro de 2017
por esmael
1 Comentário

Fantasma da censura à internet volta a assombrar o Brasil nas vésperas de 2018

O fim da neutralidade da internet nos Estados Unidos já açula a base de sustentação de Michel Temer (PMDB) no Congresso Nacional. Ambos veem as redes sociais como “perigo concreto” nas eleições 2018 e as veem como mobilizadora de massa crítica à agenda neoliberal, por isso a limitação ao acesso seria, ao mesmo tempo, uma bênção para governistas e provedoras do serviço no Brasil.

5 de setembro de 2016
por esmael
17 Comentários

Requião grava vídeos para a campanha de Requião Filho

requiao_tvO senador Roberto Requião (PMDB) gravou uma série de vídeos para internet e horário eleitoral na TV, que serão veiculados pela campanha de Requião Filho (PMDB) à Prefeitura de Curitiba. Assista abaixo:

16 de agosto de 2016
por esmael
9 Comentários

Requião Filho fará campanha ‘sustentável’ na internet sem santinhos de papel

requiao_filho_sustentavelO candidato da Coligação Curitiba Justa e Sustentável (PMDB-REDE), Requião Filho, iniciará a campanha nesta terça (16) sem a impressão de papéis de propaganda. Segundo ele, a busca pelo voto dar-se-á praticamente pela internet.

6 de Maio de 2016
por esmael
4 Comentários

Mídia aderiu ao golpe por dinheiro

do Brasil 247

midia_golpeUm levantamento do jornalista Fernando Rodrigues sobre investimentos publicitários do governo federal e das empresas estatais em 2015 (leia aqui) revela que, no ano passado, houve uma queda acentuada dos gastos em todos os meios à exceção da internet. Enquanto houve uma redução dos investimentos de 25% na televisão, 42,2% nos jornais, 22,7% nas rádios e 44,2% nas revistas, a internet cresceu 11,6%.

23 de Abril de 2016
por admin
17 Comentários

Internet ilimitada é um direito

anatel

As bilionárias companhias que prestam serviço de internet fixa no Brasil querem limitar o volume de dados utilizados, e a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) defende esse abuso. É um absurdo que fere os direitos dos consumidores e o Marco Civil da internet. Leia e ouça os detalhes na coluna do deputado Marcelo Belinati (PP), abaixo

25 de Fevereiro de 2016
por admin
5 Comentários

Coluna do Reinaldo de Almeida César: “Uma legião de imbecis”

Reinaldo de Almeida César*

Ainda na Faculdade de Direito, lá pelos idos de 1980, li “O Nome da Rosa” que, além da cativante leitura, também nos permitia uma discussão lateral sobre o sistema acusatório no processo.

Depois, fui tragado pelo mistério místico de “O Pêndulo de Foucault” que parece ter sido, anos mais tarde, a real fonte de inspiração para o sucesso de Dan Brown.

A verdade é que, ao reinventar a literatura no país de Dante, o genial Umberto Eco, na mais perfeita mistura de escritor, filósofo e professor de semiótica, foi sempre provocante, inquieto, instigador do bom debate.

No ano passado, ao receber mais uma merecida comenda, desta feita na Universidade de Torino, Umberto Eco fulminou o mundo da intenet, dizendo que a rede social permite que as pessoas permaneçam em contato entre si, mas que também deu o direito de palavra a uma “legião de imbecis”.

Para o magistral professor italiano, antes da web, esta “legião de imbecis” discutia os assuntos depois de uma taça de vinho em um bar, agora, na rede, tem o mesmo direito de palavra daqueles que ganharam Prêmio Nobel.

A lancinante observação passou em brancas nuvens por aqui.

Também pudera, neste país de sol e mar, onde o fenômeno de massa atende pelo nome de Wesley Safadão e onde o clássico do carnaval foi a onomatopeia de uma rajada, o agudo comentário de Umberto Eco não haveria mesmo de ser nem de longe notado.

***

Meus abespin

20 de Fevereiro de 2016
por esmael
2 Comentários

Morre Umberto Eco, intelectual italiano que criticou a corrupção e manipulação no jornalismo

da Agência Efe, em Roma, via Opera Mundi

Umberto Eco, o escritor e semiólogo italiano que criticou ao longo de sua vida a manipulação no jornalismo e a corrupção, autor de obras inesquecíveis como “O Nome da Rosa”, morreu nesta sexta-feira (19/02) em sua casa aos 84 anos, como informou na madrugada deste sábado (20/02) o jornal italiano La Repubblica.

Nascido em Alexandria, na norte da Itália, em 5 de janeiro de 1932, Eco foi intelectual, escritor, semiólogo e filósofo de prestígio e reconhecido em nível internacional.

Entre suas obras-primas, destaca-se “O Nome da Rosa” (1980), um ‘best-seller’ ambientado no século XIV, que narra a investigação realizada pelo frei William de Baskerville e seu pupilo Adso de Melk em torno de uma misteriosa série de crimes que ocorrem em uma abadia.

O romance foi reeditado em várias ocasiões e recebeu alguns prêmios importantes, como o Strega (1981), na Itália, e o Medicis, na França. Além disso, a obra foi levada ao cinema pelo diretor J.J. Annaud e obteve grande sucesso.

Oito anos depois, Eco publicou “O Pêndulo de Foucalt”, outro de seus melhores títulos que narra a história de três intelectuais que inventam um suposto plano dos cavaleiros templá

10 de novembro de 2015
por esmael
2 Comentários

Que isso dona ONU, que coisa feia!

Por Renata Mielli*

No exercício de sua liberdade de expressão, ativistas de organizações da sociedade civil brasileira fizeram um protesto silencioso e pacífico durante a sessão de abertura do 10º Fórum de Governança da Internet (IGF2015), evento promovido pela ONU e pelo Comitê Gestor da Internet (CGI.Br), em João Pessoa, capital da Paraíba.

Os participantes do IGF levantaram meia dúzia de cartazes e uma faixa para chamar a atenção para a defesa da neutralidade de rede e os riscos que este princípio para o livre fluxo de informações pela Internet vem sofrendo no Brasil e no mundo. Também uma faixa protestando contra o projeto financiado pelo Facebook, o Internet.org.

O protesto foi reprimido pelos seguranças da ONU, alguns usando até de força física. Em seguida, os ativistas foram filmados, fotografados, alguns foram pressionados a mostrarem seus celulares e foram vigiados durante toda a sessão, numa explícita intimidação e violação da privacidade. Além disso, também tiveram seus crachás fotografados e retidos pela segurança, e foram impedidos de participar do IGF.

Tal repressão é incompatível com um evento que está, justamente, debatendo como proteger a liberdade de expressão na internet e como garantir a privacidade de quem usa a rede mundial de computadores.

Exigimos que os crachás sejam devolvidos e que o direito de cada um e cada uma em se expressar democraticamente seja preservado em um evento das Nações Unidas. Esperamos que as autoridades brasileiras se manifestem rapidamente para garantir que o acesso das organizações e ativistas não seja impedido.

João Pessoa, 10 de novembro de 2015

*Renata Mielli, jornalista, é do Instituto Barão de Itararé.

19 de setembro de 2015
por admin
16 Comentários

Coluna do Jorge Bernardi: Extrema direita ameaça democracia e promove ódio político no Paraná

bernardi_19_09

Jorge Bernardi*

O que se vê nas redes sociais e mesmo em conversas particulares é um fenômeno muito comum em outros países, principalmente na Europa: o crescimento da extrema direita. Muitas pessoas estão destilando seu ódio, seus preconceitos enrustidos, contra os trabalhadores, os mais humildes, e aqueles que possuem posições políticas diferentes.

A eleição do deputado Jair Bolsonaro (PP), com mais de 460 mil votos, no Rio de Janeiro, estado que sempre foi um reduto progressista, demonstra o quanto cresceu a extrema direita. Pode-se dizer que, junto com os militares, a direita estabeleceu uma ditadura militar/civil que governou o país durante 21 anos, perseguindo os opositores do regime, prendendo, torturando e eliminando, sem tréguas, brasileiros que discordavam do governo.

É preocupante a campanha de ódio disseminada nas redes sociais através do que os especialistas em internet chamam de “Propaganda Negra”, efetuada, muitas vezes, de forma anônima em blogs e sites piratas, normalmente hospedados em pequenos e distantes países, onde não há nenhum controle sobre conteúdos de cunho preconceituoso.

Aqui no Paraná esta “Propaganda Negra” responde pelo nome de Tenda Digital, inaugurada durante a campanha de reeleição do governador Beto Richa, cuja finalidade foi promover ações eleitorais nas redes sociais. Ela continua atuando na defesa do governo estadual e espalhando ódio político contra os adversários na internet.

Os bonecos de Lula e Dilma, apelidados de Pixuleco e Pixuleca, levados nos últimos dias para diversas cidades brasileiras, como em 07 de setembro para Brasília, é uma demonstração deste ódio semeado pela extrema direita brasileira.

Não dá para tapar o sol com a peneira. O partido da presidenta e seus aliados têm responsabilidades pelos muitos desvios éticos que têm servido de fertilizante para o crescimento da extrema direita brasileira. Mas sair as ruas com cartazes pedindo a volta dos militares é apologia ao golpe contra a democracia.

A extrema direita espalha mentiras como a que, na época da ditadura, havia menos criminalidade, que as pessoas tinham segurança. Alardeiam que o Brasil vivia às mil maravilhas, o que não é verdade. As novas gerações estão sendo iludidas com esta propaganda enganosa.

A ideologia de direita contribui para o surgimento de grupos paramilitares, de justiceiros, milícias, que assumem o controle de comunidades, promovem massacres, como a recente chacina de São Paulo com 19 mortos. A escalada da extrema direita é uma ameaça ao estado democrático de direito e às conquistas sociais. Ela deve ser combatida com firmeza pelo

15 de agosto de 2015
por esmael
46 Comentários

Coluna do Jorge Bernardi: Uber, o caminho da moderna escravidão de taxistas

uberJorge Bernardi*

Download

“Primeiro, os nazistas prenderam os comunistas, como eu não era comunista, me calei. Depois, eles pegaram os judeus e os sindicalistas, como não era judeu nem sindicalista, não me manifestei. Prenderam os católicos e, como eu era protestante, fiquei calado. Quando vieram me buscar… Não havia ninguém para protestar” (Martin Niemoller).

O que está por traz do aplicativo Uber, criado há cinco anos nos Estados Unidos e que vale mais do que a Petrobrás? Os donos do Uber são a Microsoft e a gigante da mídia indiana, Índia Bennett Coleman & Cia. O Uber foi avaliado por 51 bilhões de dólares, (R$ 178 bilhões de reais). A Petrobras, maior empresa brasileira, vale R$ 140 bilhões de reais.

O Uber é um negócio multimilionário que pretende transformar taxistas do mundo todo em escravos do século 21. Num primeiro momento o Uber, pratica a pirataria, autorizando veículos de particulares a prestarem serviços de transporte de passageiros, em desrespeito a todas as legislações nacionais e municipais, objetivando forçar os taxis a aderirem ao seu sistema.

Como meio de transporte público individual, o Uber se tornou uma multinacional at

19 de julho de 2015
por esmael
17 Comentários

Requião compara Cunha a Beto Richa: “Cara dum, focinho doutro”

Cunha_Richa_RequiaoO senador Roberto Requião (PMDB), pelo Twitter, espezinhou o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), a quem comparou ao governador do Paraná Beto Richa (PSDB). Leia mais

3 de julho de 2015
por esmael
18 Comentários

Espectro do impeachment volta a rondar o Palácio Iguaçu

richa_impeachment_profsNa última segunda-feira, dia 29 de junho, dois meses após o covarde massacre dos professores no Centro Cívico, em Curitiba, promotores do Ministério Público do Paraná (MP) concederam entrevista coletiva para anunciar que ofereceram à Justiça denúncia contra o governador Beto Richa (PSDB) por improbidade administrativa, ou seja, crime de responsabilidade que pode cassar-lhe o mandato e os direitos políticos por 8 anos.

Dito isto, cada vez mais o espectro do impeachment ronda as imediações do Palácio Iguaçu, mesmo local que serviu para a ação violenta da polícia que deixou saldo de 213 feridos.

O blogueiro e advogado Tarso Violin Cabral, no último dia 25 de maio, protocolou o primeiro requerimento na Assembleia solicitando o impedimento do governador tucano. Para ele e um grupo de juristas, que subscreveram o documento, a ação de improbidade administrativa anunciada pelo Ministério Público contra Beto Richa, o ex-secretário da Segurança Pública, Fernando Francischini, e o alto comando da PM à frente das decisões do Massacre de 29 de abril, reforça a tese do impeachment.

Nesta sexta-feira (3) veio mais um elemento que poderá ser apensado a denuncia de improbidade do inquilino do Palácio Iguaçu: a Justiça determinou que Richa cessasse de mentir e fazer campanha contra professores no site oficial Agência Estadual de Notícia; o tucano vinha abusando da máquina pública para denegrir a imagem dos educadores que ainda lutam por melhores condições de trabalho e reposição inflacionária.