12 de maio de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Globo é notificada pelo MP por falta de negros em novela “Segundo Sol”

Globo é notificada pelo MP por falta de negros em novela “Segundo Sol”

O advogado Egberto Magno representa a UNEGRO na ação contra a novela da Globo: “se para implementar essas obrigações for necessária a readequação do roteiro, que sejam adotadas as medidas pela emissora”.

Na véspera do 13 de Maio, a Rede Globo foi notificada pelo Ministério Público do Trabalho do Rio de Janeiro (MPT-RJ) pela ausência de negros na novela “Segundo Sol” que será exibida a partir de segunda-feira (14). ... 

Leia mais

12 de abril de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em William Waack recorre aos universitários

William Waack recorre aos universitários

O ex-apresentador da Globo William Waack recorreu ao Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) para formar plateia na sua estreia do PainelWW, o novo projeto do jornalista que vai ao ar pela primeira vez nesta sexta, às 14 horas.  ... 

Leia mais

5 de março de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em William Waack cai na rede

William Waack cai na rede

O jornalista Wlliam Waack, que foi demitido da Globo por racismo, vai estrear um programa na internet chamado de “Painel WW” no final deste mês. ... 

Leia mais

6 de março de 2016
por Esmael Morais
15 Comentários

Golpe em marcha: Parceria Globo-Moro agora com apoio do sistema “S”

O juiz Sérgio Moro, da Operação Lava Jato, já não é mais unanimidade nacional, como revelou o instituto Vox Populi. Entretanto, a parceria entre o magistrado e a Globo continua numa boa…

Na próxima quinta-feira, 10 de março, em Curitiba, Moro e o  jornalista William Waack — do elenco da emissora fluminense — debaterão o tema “corrupção” na Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), entidade integrante do sistema “S”, que também tem como objetivo derrubar a presidente Dilma Rousseff.

O diabo é que o próprio sistema “S” é apontado como um dos maiores sonegadores de impostos do país, e, segundo o deputado federal João Arruda (PMDB-PR), o prejuízo ao erário pode ultrapassar R$ 18 bilhões ao ano. O parlamentar propõe a criação de uma CPI para investigar desvios desses recursos que seriam utilizados na especulação do mercado financeiro.

A Fiep deverá reforçar a segurança  na Avenida das Torres, onde fica uma das sedes da entidade, pois teme protestos contra a presença do juiz Sérgio Moro e do jornalista da Globo em virtude da espetacularização da “condução coercitiva” do ex-presidente Lula, na última sexta-feira (4), durante depoimento na 24ª fase da Lava Jato.

Leia mais