2 de Março de 2018
por esmael
1 Comentário

Péricles de Mello: Beto Richa “sabia de tudo” sobre a atuação da máfia do pedágio

O deputado estadual Péricles de Holleben Mello (PT) escreve que o governador Beto Richa (PSDB), do Paraná, “sabia de tudo” sobre a atuação da máfia do pedágio. “O governo Beto Richa sabia de tudo isso, mas ao invés de lutar pelo direito do povo, preferiu, como dissemos, o caminho “gentil” da conciliação.” Leia mais

2 de Março de 2018
por esmael
1 Comentário

Péricles de Mello: Beto Richa “sabia de tudo” sobre a atuação da máfia do pedágio

O deputado estadual Péricles de Holleben Mello (PT) escreve que o governador Beto Richa (PSDB), do Paraná, “sabia de tudo” sobre a atuação da máfia do pedágio. “O governo Beto Richa sabia de tudo isso, mas ao invés de lutar pelo direito do povo, preferiu, como dissemos, o caminho “gentil” da conciliação.” Leia mais

2 de Março de 2018
por esmael
1 Comentário

Péricles de Mello: Beto Richa “sabia de tudo” sobre a atuação da máfia do pedágio

O deputado estadual Péricles de Holleben Mello (PT) escreve que o governador Beto Richa (PSDB), do Paraná, “sabia de tudo” sobre a atuação da máfia do pedágio. “O governo Beto Richa sabia de tudo isso, mas ao invés de lutar pelo direito do povo, preferiu, como dissemos, o caminho “gentil” da conciliação.” Leia mais

26 de Fevereiro de 2018
por esmael
Comentários desativados em Governo Beto Richa emporcalhou o Paraná, dizem deputados da oposição sobre pedágios

Governo Beto Richa emporcalhou o Paraná, dizem deputados da oposição sobre pedágios

A bancada de oposição na Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP) repercutiu nesta segunda (26) a Operação Integração, da lava jato, que prendeu integrantes do governo Beto Richa (PSDB) sob alegação de envolvimento com a máfia do pedágio. Os parlamentares também gravaram um vídeo explicando o teor de dois requerimentos ao Palácio Iguaçu. Leia mais

26 de Fevereiro de 2018
por esmael
Comentários desativados em “Requião é o caminho, eles o pedágio”, diz slogan do MDB-PR

“Requião é o caminho, eles o pedágio”, diz slogan do MDB-PR

O MDB quer surfar no desgaste de políticos “pedageiros” do Paraná antecipando slogan que poderá ser utilizado pelo senador Roberto Requião, que voltou a se animar com a possibilidade de concorrer ao Palácio Iguaçu: “Requião é o caminho, eles o pedágio”, dizem os marqueteiros emedebistas. Leia mais

25 de Fevereiro de 2018
por esmael
Comentários desativados em Romanelli: Pela ‘redução já’ do pedágio

Romanelli: Pela ‘redução já’ do pedágio

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) escreve sobre as duas décadas de luta contra o abuso do pedágio no Paraná, as decisões da Justiça Federal em benefício das concessionárias e a omissão do Ministério Público Federal nesse período. O parlamentar sugere que a lava jato, para redimir os pecados pretéritos desses órgãos jurisdicionais, peticione a redução da tarifa do pedágio no juízo correto. “Na praça de Jataizinho, a tarifa do pedágio, cairia dos absurdos R$ 22,00 para R$ 5,50.” Leia mais

24 de Fevereiro de 2018
por esmael
Comentários desativados em Veja quanto deveria custar (sem propina) o pedágio nas rodovias do Paraná

Veja quanto deveria custar (sem propina) o pedágio nas rodovias do Paraná

A partir da informação da Operação Integração, da lava jato, segunda qual o pedágio está superfaturado em até 400% nas 27 praças que integram o Anel da Integração, o Blog do Esmael simulou o preço que deveria ser cobrado dos usuários das rodovias paranaenses. Abaixo, confira os valores sem a propina. Leia mais

23 de Fevereiro de 2018
por esmael
Comentários desativados em Requião cobra pronunciamentos de Osmar Dias e Ratinho Junior sobre máfia dos pedágios

Requião cobra pronunciamentos de Osmar Dias e Ratinho Junior sobre máfia dos pedágios

O senador Roberto Requião (MDB-PR), pelo Twitter, cobrou nesta sexta (23) pronunciamentos do ex-senador Osmar Dias (PDT) e do deputado Ratinho Junior (PSD), ambos também pré-candidatos ao governo do Paraná, sobre o estouro da máfia dos pedágios pela lava jato. Leia mais

23 de Fevereiro de 2018
por esmael
Comentários desativados em Beto Richa sempre foi uma “mãe” para as concessionárias, diz ex-relator da CPI dos Pedágios

Beto Richa sempre foi uma “mãe” para as concessionárias, diz ex-relator da CPI dos Pedágios

O deputado Péricles de Mello (PT) afirmou nesta sexta (23) que o governador Beto Richa é o responsável direito pelo aumento nas tarifas de pedágio nas rodovias paranaenses. Segundo o petista, que foi o relator da CPI dos Pedágios na Assembleia Legislativa do Paraná, em 2014, o tucano desrespeitava índices indicados por técnicos do DER para agradar as concessionários. Leia mais

23 de Fevereiro de 2018
por esmael
Comentários desativados em Beto Richa cria figura do ‘assessor distante’ para driblar vínculo com suspeito de integrar máfia do pedágio

Beto Richa cria figura do ‘assessor distante’ para driblar vínculo com suspeito de integrar máfia do pedágio

Depois de criar a figura do ‘primo distante’ para se desvencilhar das acusações de corrupção de seu primo Luiz Abi Antoun, no governo do Paraná, Beto Richa (PSDB) também inventou a nomenclatura ‘assessor distante’ para driblar vínculo com Carlos Nasser, o Naninho, que assessora diretamente o tucano desde a Prefeitura de Curitiba. Leia mais

23 de Fevereiro de 2018
por esmael
Comentários desativados em PowerPoint de Richa “quebra” a internet

PowerPoint de Richa “quebra” a internet

O procurador Deltan Dallagnol fez escola, pois um PowerPoint do governador do Paraná Beto Richa (PSDB) está “quebrando” a internet nesta sexta (23) pelo sucesso estrondoso. Leia mais

23 de Fevereiro de 2018
por esmael
Comentários desativados em Máfia do Pedágio superfatura tarifa em 400% no Paraná. Veja como seriam os preços sem as propinas

Máfia do Pedágio superfatura tarifa em 400% no Paraná. Veja como seriam os preços sem as propinas

A força-tarefa lava jato, além de quebrar a asa e o bico do governador Beto Richa (PSDB), afirma que a máfia do pedágio superfatura a tarifa em até 400% nas rodovias do Paraná. Abaixo, confira qual seria o preço justo nas 27 praças do Anel da Integração. Leia mais

22 de Fevereiro de 2018
por esmael
1 Comentário

Prisão de parte da máfia do pedágio muda cenário eleitoral no Paraná

O cenário político do Paraná mudou nas últimas horas. A revelação de que integrantes do governo Beto Richa (PSDB) recebiam propina para aumentar o pedágio nas rodovias concessionadas vitamina o projeto “Volta, Requião” ao Palácio Iguaçu. Leia mais

29 de novembro de 2016
por esmael
50 Comentários

Beto Richa autoriza aumento acima da inflação para o pedágio mais caro do mundo

richa_pedagio_reajusteO governador Beto Richa (PSDB) autorizou aumento de até 13% nas 27 praças de pedágios nas rodovias que cortam o Paraná. Os novos valores serão aplicados a partir de 1º de dezembro, “data-base” das concessionárias.

10 de novembro de 2016
por esmael
25 Comentários

Operação da PF contra pedageira no PR teve origem em denúncia de Requião; leia a íntegra do documento

requiao_pedagio_richaA Polícia Federal cumpriu na manhã desta quinta (10), no Paraná, mandados de busca e apreensão em concessionária de pedágio. A operação foi desencadeada a partir de denúncia de fraude apresentada ao Ministério Público pelo senador Roberto Requião (PMDB), em 2014, conforme documento abaixo, onde também o parlamentar pede providências ao governdor Beto Richa (PSDB).

13 de Fevereiro de 2016
por admin
10 Comentários

Coluna do Jorge Bernardi: Governo Richa e o cartel do pedágio

Download áudio

Jorge Bernardi*

Pior que os capitalistas que nos compram são os governantes que nos vendem. Em várias setores da administração pública, onde serviços, deveriam ter caráter público, são explorados por grupos financeiros empresariais, que formam cartel, com só um objetivo: o lucro fácil.

O pedágio é um destes exemplos. Com pode os valores serem tão inconsistentes? De Curitiba a Paranaguá, R$ 18 reais, percurso 90 km; Curitiba a Balneário Camboriú, R$ 1,90 x 3, ou R$ 5,80, percurso 200 km (Rodovias 376 e 101). Há algo de estranhos e incompreensível nesta equação.

O transporte coletivo, a coleta do lixo, iluminação pública são outros exemplos desta exploração a que estão submetidos os brasileiros. O objetivo destes grupos não é oferecer aos usuários serviços de qualidade, mas usufruir lucros e mais lucros.

Em todo o Brasil, o pedágio mais caro e o mais predatório a economia popular, é do Paraná, que foi implantado em 1997, pelo Governo Jaime Lerner. O chamado “Anel de Integração” foi um verdadeiro engodo à população paranaense, com 2.500 km de rodovias federais e estaduais concedidas a um grupo de seis empresas que, por 24 anos, estão a explorar milhares de usuários.

Os governos que sucederam a Lerner, começando com Requião, nada fizeram para mudar esta realidade a não ser discursos. Os órgãos que deveriam fiscalizar, pouco fazem para defender os interesses dos usuários: DENIT e DER-PR, não possuem a menor credibilidade junto a opinião pública. Frequentemente estes entes são envolvidos em denúncias de corrupção.

As obras de manutenção executadas pelas pedageiras não terminam nunca. São executadas numa velocidade de fazer inveja as tartarugas, principalmente às vésperas de feriados, quando aumenta o tráfego. As concessionárias fazem questão que interromper a rodovia, causando transtornos a milhares de pessoas, para demonstrar que estão trabalhando. Me engana que eu gosto.

Faltando 5 anos para o fim da concessão no Paraná, as empresas e o Governo Beto Richa, querem prorrogar o pedágio por mais 24 anos, sob a alegação de que agora vão duplicar as rodovias, coisas que deveriam ter feito há uma década.

Estudos da Federação das Indústrias

1 de dezembro de 2015
por admin
13 Comentários

Coluna do Enio Verri: A realidade do Paraná de Beto Richa assusta

Download

Enio Verri*

Se nas vinhetas televisivas e radiofônicas, patrocinadas pela publicidade oficial do Governo do Estado, o Paraná é referência em qualidade de vida e desenvolvimento; no mundo real, a perspectiva não só não se repete, como ainda, assusta o setor produtivo e todos os paranaenses.

Distante do protagonismo exercido em décadas passadas, o Estado que acumula polêmicas, autoritarismo, denúncias de corrupção, entre outras ações equivocadas do Governo Richa (PSDB) é o mesmo que ganha as capas dos jornais com mais um reajuste nas tarifas do pedágio – um dos mais caros do mundo.

Autorizado pela Agência Reguladora do Paraná (Agepar), o pedágio do Paraná, desde o início da madrugada desse 1º de dezembro, obteve um acréscimo que varia entre 6,69% e 7,05%. Porém, o reajuste pode chegar a 10,28%, conforme ato do Governo que autoriza a cobrança de obras não previstas em contrato.

Sob as rédeas das concessionárias, o governador que busca apoio federal à renovação da concessão do pedágio, com a justificativa de modernização rodoviária e redução tarifária, abusa da paciência de todos os paranaenses e, novamente, deprecia nossa economia estadual ao elevar os custos de produção.

Se não bastasse as tarifas elevadas – de Curitiba ao Litoral, o valor cobrado de um automóvel é de R$ 18,00 ante os R$ 16,80 pagos até a data de ontem –, a decisão do Governo Richa não só representa empecilhos para o desenvolvimento econômico, como também, reitera as contradições de sua gestão.

Sob uma retórica afinada, reproduz um discurso em favor da renovação repleto de benefícios, enquanto na realidade, mantém os privilégios as concessionárias, não somente ao autorizar o reajusta tarifário, como ainda, permitir cobrança de obras não previstas em contratos.

Repetitivamente, o Governo do Estado pende aos interesses das concessionárias e se esquece de que as mesmas estão a serviço de todos os paranaenses. As melhorias e modernização são uma obrigação dessas instituições, excessivamente remuneradas para tal serviço.

Trata-se de um projeto de governo equivocado e tendencioso, o qual não mede esforços para atender as demandas de determinadas instituições, enquanto fecha escolas e serviços públicos voltados a toda a população.

*Enio Verri é deputado federal, presidente do PT do Paraná e professor licenciado do departamento de Economia da Universidade Estadual do Paraná. Escreve nas terças sobre poder e socialismo.

8 de setembro de 2015
por esmael
51 Comentários

Beto Richa aumenta preço do pedágio para caminhoneiros no Paraná

richa_pedagio_caminhoesDesde a zero hora desta terça-feira (8), o governo Beto Richa (PSDB) autorizou as concessionárias de pedágio a cobrarem pedágio dos eixos suspensos de caminhões. A decisão do tucano foi amparada pela Agência Reguladora do Paraná (Agepar) por meio da resolução 002/15. Leia mais

24 de julho de 2015
por esmael
11 Comentários

Artigo de Zeca Dirceu: O jeito malandro de Beto Richa se livrar das obrigações

Zeca Dirceu*

Na campanha ao governo do Estado, Beto Richa (PSDB) se defendia das falhas cometidas por ele na gestão do Paraná dizendo que “estava surpreso”. A desculpa rendeu-lhe o apelido de “Kinder Ovo”, uma definição muito adequada dada pela senadora Gleisi Hoffmann (PT) na época. As surpresas, no entanto, ainda estão por aí.

Agora o governador culpa o Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) pelo atraso no início das obras de duplicação das rodovias do Estado. Conversei com alguns amigos comerciantes e empresários do Noroeste recentemente e eles são unânimes: as condições de tráfego nas estradas do Paraná são péssimas.

Mas devemos lembrar o passado: Em 2010, Beto Richa se comprometeu em duplicar a rodovia PR-323, entre Maringá e Guaíra e disse que enquanto a duplicação não fosse implantada, o trecho teria, ao menos, terceiras faixas. E não acaba por aí: em entrevista à rádio CBN Maringá, Richa afirmou que tudo isso seria feito o mais breve possível.

O tempo passou e, em 2014, Richa fez uma nova promessa: que a duplicação viria em breve, por meio de parceria público-privada, com pedágio. Mais uma surpresa do Kinder Ovo. O que era para ser rápido e sem mais custos para os paranaenses, demorou e veio com o adendo do pedágio.

Agora, um ano depois, a rodovia segue sem duplicação, sem terceira pista e sem pedágio. Mas o governo do Estado se supera a cada dia. O pedágio que nos foi enfiado por goela abaixo é o mais caro do Brasil. As taxas são 20% maiores do que o pedágio implantado por Jaime Lerner. Esta é a “turma do pedágio”. Privatizam, vendem o que é do Estado e sacrificam os paranaenses.

A situação está tão triste que em Umuarama, perto da minha Cruzeiro do Oeste, uma cratera está se formando próximo ao lar dos idosos. Isso num trecho que, de acordo com anúncio de Beto Richa, seria duplicado.

Recentemente Richa anunciou a duplicação da rodovia PR-280, entre os municípios de Marmeleiro e Palmas. O valor total da obra (se acontecer, claro) é de R$ 1,8 bilhão. Richa só não disse quem pagará por isso. De acordo com o governador, o modelo adotado no Sudoeste será o mesmo da rodovia PR-323, que até agora não saiu do papel. Preocupou-me o anúncio desta duplicação porque nem com pista simples o Governo do Estado consegue lidar. O trecho de Palmas, por exemplo, a situação está tão desesperadora que a vereadora Célia Oliveira cobrou providências na sessão da Câmara. Segundo ela, ocorrem acidentes diários na rodovia.

Outra coisa que me preocupa é a transferência de estradas federais para o Estado. Os contratos vencem em 31 de dezembro e como o Paraná vive a pior crise financeira de sua história, estou trabalhando para reverter, junto com a bancada paranaense, esta situação em Brasília.

Sou totalmente contra a transferência das rodovias para o Estado porque o governo já mostrou sua incompetência. O Paraná não consegue sequer limpar a vegetação que invade as estradas estaduais, não tapa buracos e não sinaliza. Nesse cenário, cuidar das rodovias federais seria o caos.

Outro fato controverso, para não dizer desonesto, é a renovação dos contratos já vigentes de pedágio nas rodovias do Estado. As concessões só vencem em 2021, mas Beto Richa já quer estender o prazo até 2050. A troco de quê o governo do Estado deseja isso?

A habilidade de Beto Richa em culpar os outros por irresponsabilidades próprias extrapola o imaginável. O Paraná fechou 2014 com uma dívida de R$ 1,2 bilhão. Ele tentou usurpar R$ 8 bilhões do fundo previdenciário dos servidores, agrediu professores em praça pública, aumentou a tarifa da Copel, prometeu melhorar estradas e não cumpriu…

A gente não cansa de se surpreender com o jeito malandro de Beto Richa se livrar das obrigações.

*Zeca Dirceu é deputado federal pelo Partido dos Trabalhadores (PT). 

13 de julho de 2015
por esmael
14 Comentários

Garganta Profunda de Londrina: ‘Sciarra deverá ocupar a Secretaria de Representação em Brasília’

rossoni_richa_roma_sciarraNem Copel nem Secretaria da Infraestrutura.

Garganta Profunda de Londrina relata que o destino do atual chefe da Casa Civil, Eduardo Sciarra (PSD), será o Escritório da Representação do Paraná em Brasília. Até o final deste mês, o quarto andar do Palácio Iguaçu terá como titular o “biscatão” deputado federal Valdir Rossoni (PSDB).

Garganta Profunda de Londrina conta com exclusividade aos leitores do Blog do Esmael detalhes do encontro ocorrido na manhã desta segunda-feira (13) entre o governador Beto Richa (PSDB) e Rossoni.

De acordo com o informante, Sciarra será “exilado” em Brasília com a tarefa de prorrogar o contrato do ‘pedágio mais caro do mundo’ haja vista a resistência de boa parte da bancada federal paranaense.

O líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Luiz Cláudio Romanelli (PMDB), ao Blog do Esmael, contestou as informações de Garganta Profunda. “Não existe esse movimento de troca na Casa Civil”, jurou.