9 de julho de 2015
por Esmael Morais
12 Comentários

Com “peso na consciência”, Assembleia isenta doentes crônicos do pedágio mais caro do mundo no Paraná

alep_pedagioPara enrolar o distinto público, a Assembleia Legislativa aprovou projeto ontem (8) isentando portadores de doenças crônica da cobrança do pedágio mais caro do mundo nas rodovias do Paraná.

Efetivamente, não se sabe quantos “cristãos” serão beneficiados pela proposta do deputado Missionário Ricardo Arruda (PSC). Provavelmente nenhum, por isso passou com muita facilidade no plenário.

A Assembleia há muito está com “peso na consciência”, desde que assou uma enorme pizza na CPI do Pedágio. O parlamento não cumpre seu papel de fiscalizar a máfia que opera nas estradas do estado.

Além da adesão de mais parlamentares à bancada do pedágio, o Palácio Iguaçu se transformou em um balcão de defesa da prorrogação do contrato com as concessionárias. O governo Beto Richa (PSDB) advoga sem pejo contra os usuários das rodovias.

Um relatório do Conselho Regional de Engenharia (Crea), de março de 2013, em poder do Fiep (Federação das Indústrias) e Fecoopar (Federação e Organização das Cooperativas do Paraná), acusa as concessionárias de ter feito nos últimos 15 anos paisagismo nas rodovias pedagiadas ao invés de engenharia.

Abaixo, leia a íntegra o relatório do Crea recomendando a não renovação da concessão do pedágio mais caro do mundo no Paraná: Leia mais

16 de abril de 2015
por Esmael Morais
11 Comentários

Deputado quer “cabresto online” no pedágio mais caro do mundo

richa_pedagio_periclesO deputado estadual Péricles Mello (PT) tem insistentemente denunciado na Assembleia Legislativa que os desvios da Lava Jato, investigados pelo juiz Sérgio Moro, são café pequeno perto do que a máfia do pedágio fatura no Paraná. ... 

Leia mais

3 de junho de 2014
por Esmael Morais
11 Comentários

CPI do Pedágio afrouxou o sutiã para as concessionárias de rodovias

Filho político do ex-governador Jaime Lerner, pai do pedágio, o tucano Beto Richa até pode acatar sugestão dos deputados para reduzir em 25% a tarifa, mas CPI do Pedágio não prevê punição à s concessionárias de rodovias privatizadas no Paraná; expediente de fingir punição! foi utilizado por Lerner em 1998, quando na reeleição reduziu em 50% o preço que logo depois das eleições foi reajustado novamente; segundo relatório do Crea, empresas roubam os usuários paranaenses há 15 anos com a anuência do poder público; por que os deputados da CPI não sugerem a reestatização das estradas, se as pedageiras não cumprem os contratos e cometem conhecidas ilegalidades?

Filho político do ex-governador Jaime Lerner, pai do pedágio, o tucano Beto Richa até pode acatar sugestão dos deputados para reduzir em 25% a tarifa, mas CPI do Pedágio não prevê punição à s concessionárias de rodovias privatizadas no Paraná; expediente de fingir punição! foi utilizado por Lerner em 1998, quando na reeleição reduziu em 50% o preço que logo depois das eleições foi reajustado novamente; segundo relatório do Crea, empresas roubam os usuários paranaenses há 15 anos com a anuência do poder público; por que os deputados da CPI não sugerem a reestatização das estradas, se as pedageiras não cumprem os contratos e cometem conhecidas ilegalidades?

Terminou em pizza a CPI do Pedágio na Assembleia Legislativa do Paraná. Bem comportado, o colegiado levou quase um ano para chegar à  conclusão de que as tarifas podem baixar até 25%. Se for esperto, o governador Beto Richa (PSDB) acata o relatório dos deputados, que atuaram como se fossem assessores de luxo do Palácio Iguaçu. Depois as concessionárias retomam os preços via Justiça. ... 

Leia mais

3 de junho de 2014
por Esmael Morais
12 Comentários

CPI dos Pedágios pode pedir hoje em relatório quebra de contratos com concessionárias

via O Paraná

O deputado Adelino Ribeiro (PSL), vice-presidente da Comissão, apresentou cinco sugestões para serem incluídas no documento. Baseado em investigações do MPF (Ministério Público Federal) e nos depoimentos realizados durante as audiências da CPI, o deputado solicitou ao relator, Douglas Fabrício, que inclua no relatório, a solicitação ao governo do Estado que revise imediatamente os contatos, retomando o programa original de obras. E se isso não ocorrer, que o contrato seja rompido e ocorra uma nova licitação para concessão das rodovias. Há elementos suficientes para quebra dos contratos, pois as irregularidades são muitas. Sempre dizem que se houver um rompimento do acordo o Estado arcará com um prejuízo bilionário por conta dos sete anos que restam de contrato. Mas diante do fato que as empresas só estão lucrando há vários anos e não executando nenhuma obra, não há o que ser ressarcido à  elas. Por hora, só quem está no prejuízo é o usuário!, acentuou.

Desde o governo Jaime Lerner, que numa atitude eleitoreira alterou a configuração inicial dos contratos, o governo que o sucedeu também só fez lambança com relação aos pedágios. O governador Beto Richa tenta o diálogo para retomada de obras e a redução da tarifa, mas por enquanto sem sucesso e acredito que não as empresas não têm interesse em negociar. à‰ preciso agir com mais rigor, retomar as ações que foram interrompidos e cobrar do Judiciário uma decisão mais rápida!.

O deputado também sugeriu ao relator encaminhar à  Polícia Federal e ao MPF a abertura de um inquérito policial para investigar fortes indícios de conluio entre empresários e dirigentes de associações nos exercícios das atividades pertinentes as concessões de rodovias, causando diversos danos à  população paranaense.

O deputado ainda pede para que a CPI apresente projeto na Assembleia Legislativa do Paraná impedindo a renovação dos contratos e que se abra procedimento administrativo contra funcionários e diretores do DER pela celebração dos aditivos sem a devida publicidade.

Concessionárias deverão arcar com indenização por acidentes

Outra questão levantada pelo deputado Adelino Ribeiro (PSL) e que foi transformada em sugestão ao relator, é que as concessionárias sejam responsabilizadas por acidentes ocorridos nas rodovias pedagiadas e que ainda não estão duplicadas. A Lei das Concessões (8.987/95) diz que Incumbe à  concessionária a execução do serviço concedido, cabendo-lhe responder por todos os prejuízos causados ao poder concedente, aos usuários ou a terceiros, sem que a fiscalização exercida pelo órgão competente exclua ou atenue essa responsabilidade!.

Muitos acidentes ocorrem por problemas nas rodovias e, nestes casos, as concessionárias precisam ser responsabilizadas, arcar com as despesas e indenizar as vítimas!.

Leia mais

28 de março de 2014
por Esmael Morais
14 Comentários

E agora, CPI do Pedágio vai indiciar políticos que receberam dinheiro para campanhas eleitorais?

Deputado Nelson Luersen, presidente da CPI do Pedágio, cuja comissão terá a dura missão de ajudar produzir relatório final nos próximos dias, tem fato novo:  MPF afirma que políticos receberam dinheiro das concessionárias, dentre os quais Valdir Rossoni, que chegou arquivar requerimento de investigação; de 1998 para cá, ainda segundo os promotores de Justiça, obras previstas em contratos não foram realizadas; terá coragem a CPI do Pedágio de indiciar os políticos acima ou assumirá seu papel de laranja?

Deputado Nelson Luersen, presidente da CPI do Pedágio, cuja comissão terá a dura missão de ajudar produzir relatório final nos próximos dias, tem fato novo: MPF afirma que políticos receberam dinheiro das concessionárias, dentre os quais Valdir Rossoni, que chegou arquivar requerimento de investigação; de 1998 para cá, ainda segundo os promotores de Justiça, obras previstas em contratos não foram realizadas; terá coragem a CPI do Pedágio de indiciar os políticos acima ou assumirá seu papel de laranja?

Certa feita o deputado Cleiton Kielse (PMDB), da tribuna, denunciou que havia uma forte bancada atuando pelos interesses do pedágio na Assembleia Legislativa do Paraná. A turma do deixa-disso entrou em ação e colocou “panos quentes” na grave acusação. ... 

Leia mais

19 de fevereiro de 2014
por Esmael Morais
20 Comentários

Osmar Dias define dia 15 de março candidatura ao governo do Paraná

Lideranças pedetistas sonham reeditar campanha de 2010 com candidatura de Osmar Dias; atual vice-presidente do Banco do Brasil pediu ao PDT até o dia 15 de março para definir-se; caso refugue a disputa, o ex-prefeito de Foz do Iguaçu, Paulo Mac Donald, garante que topa o desafio; deputado Nelson Luersen não vê o "sumiço" de Osmar como problema; "Ele mergulhou no trabalho, deixou o Beto à  vontade, não atrapalhou em nada, portanto, se preservou. Mas agora é a vez dele", disse o parlamentar da sigla, o homem da CPI do Pedágio.

Lideranças pedetistas sonham reeditar campanha de 2010 com candidatura de Osmar Dias; atual vice-presidente do Banco do Brasil pediu ao PDT até o dia 15 de março para definir-se; caso refugue a disputa, o ex-prefeito de Foz do Iguaçu, Paulo Mac Donald, garante que topa o desafio; deputado Nelson Luersen não vê o “sumiço” de Osmar como problema; “Ele mergulhou no trabalho, deixou o Beto à  vontade, não atrapalhou em nada, portanto, se preservou. Mas agora é a vez dele”, disse o parlamentar da sigla, o homem da CPI do Pedágio.

O deputado estadual Nelson Luersen, do PDT, ao blog, afirmou nesta quarta (19) acreditar que o presidente licenciado do partido, Osmar Dias, atual vice-presidente do Banco do Brasil, aceitará o desafio de disputar o governo do Paraná pela terceira vez. Na primeira vez que concorreu ao Palácio Iguaçu, em 2006, contra o então governador Roberto Requião (PMDB), que buscava a reeleição, perdeu por apenas 10 mil votos. Em 2010, contra o atual governador Beto Richa (PSDB), fez 45,63% dos votos válidos. ... 

Leia mais

16 de fevereiro de 2014
por Esmael Morais
31 Comentários

Fissura na base governista: Tercilio Turini arma palanque para Requião

Onde passa um boi, passa uma boiada!, diz ditado popular; depois do estouro da porteira pelo deputado Waldyr Pugliesi, na sexta, outros parlamentares flertam com apoio a Requião; na Assembleia, Turini, da bancada governista, planeja armar palanque com holofotes para o senador; também é esperado anuncio oficial de apoio de Caíto Quintana ao projeto da candidatura própria do PMDB ao Palácio Iguaçu; movimentações evidenciam fissuras na base de sustentação do governador Beto Richa na Assembleia Legislativa do Paraná.

Onde passa um boi, passa uma boiada!, diz ditado popular; depois do estouro da porteira pelo deputado Waldyr Pugliesi, na sexta, outros parlamentares flertam com apoio a Requião; na Assembleia, Turini, da bancada governista, planeja armar palanque com holofotes para o senador; também é esperado anuncio oficial de apoio de Caíto Quintana ao projeto da candidatura própria do PMDB ao Palácio Iguaçu; movimentações evidenciam fissuras na base de sustentação do governador Beto Richa na Assembleia Legislativa do Paraná.

As deserções deverão continuar ao longo dos próximos dias na base de sustentação do governador Beto Richa (PSDB), na Assembleia Legislativa do Paraná. Na última sexta-feira (14), em Cambé, o deputado Waldyr Pugliesi, ex-presidente estadual do PMDB, estourou a porteira ao aceitar o chamado do senador Roberto Requião e aderir ao projeto da candidatura própria da legenda ao Palácio Iguaçu. ... 

Leia mais

28 de janeiro de 2014
por Esmael Morais
23 Comentários

“Richa se comporta como sócio do pedágio no Paraná”, denuncia PT

Direção do PT deverá questionar em documento composição societária das pedageiras no Paraná; partido desconfia de que governador Beto Richa seja um dos sócios ocultos! nas concessionárias de pedágio, haja vista seu vibrante interesse pelas obras nas rodovias; com exceção da cidade de Matinhos, segundo o prefeito Eduardo Dalmora (PDT), e nas rodovias pedagiadas, em nenhum outro lugar existem obras do governo estadual em andamento; o tema deverá ser motivo de polêmicas na volta da CPI do Pedágio, na Assembleia Legislativa, a partir do próximo dia 4.

Direção do PT deverá questionar em documento composição societária das pedageiras no Paraná; partido desconfia de que governador Beto Richa seja um dos sócios ocultos! nas concessionárias de pedágio, haja vista seu vibrante interesse pelas obras nas rodovias; com exceção da cidade de Matinhos, segundo o prefeito Eduardo Dalmora (PDT), e nas rodovias pedagiadas, em nenhum outro lugar existem obras do governo estadual em andamento; o tema deverá ser motivo de polêmicas na volta da CPI do Pedágio, na Assembleia Legislativa, a partir do próximo dia 4.

A direção estadual do PT estuda documento denunciando o governador Beto Richa (PSDB), que estaria se comportando como “sócio majoritário” do pedágio no Paraná. ... 

Leia mais

17 de dezembro de 2013
por Esmael Morais
20 Comentários

Em clima de velório, deputados se despedem da CPI do Pedágio

Carinhosamente chamados de Patetas! pelo Palácio Iguaçu, deputados que fizeram parte da CPI do Pedágio!, por longos 4 meses, se despediram hoje da comissão com um saldo intrigante: o pedágio aumentou mesmo sob investigação da Assembleia Legislativa do Paraná; no velório, os parlamentares deram caneladas no secretário de Infraestrutura, Pepe Richa, irmão do governador Beto Richa, e na Justiça, que teria sido mais generosa com as pedageiras e agido contra os usuários das rodovias privatizadas; comissão foi criada no Dia Internacional da Pizza; formalmente, a CPI do Pedágio tem até o dia 2 de março de 2014 para encerrar as

Carinhosamente chamados de Patetas! pelo Palácio Iguaçu, deputados que fizeram parte da CPI do Pedágio!, por longos 4 meses, se despediram hoje da comissão com um saldo intrigante: o pedágio aumentou mesmo sob investigação da Assembleia Legislativa do Paraná; no velório, os parlamentares deram caneladas no secretário de Infraestrutura, Pepe Richa, irmão do governador Beto Richa, e na Justiça, que teria sido mais generosa com as pedageiras e agido contra os usuários das rodovias privatizadas; comissão foi criada no Dia Internacional da Pizza; formalmente, a CPI do Pedágio tem até o dia 2 de março de 2014 para encerrar as “investigações” sobre as concessões de pedágio no estado..

O clima de velório tomou conta da sessão na Assembleia Legislativa do Paraná, nesta terça (17), com deputados se revezando na tribuna para se despedir da CPI do Pedágio. Ao longo dos 4 meses de sua existência, a comissão que “investigou” as concessionárias saiu com saldo positivo: ganhou do Palácio Iguaçu o carinhoso apelido de “CPI dos Patetas”. ... 

Leia mais

17 de dezembro de 2013
por Esmael Morais
43 Comentários

Em 2 semanas, governo do PT decreta fim do pedágio nas rodovias gaúchas

Enquanto o governo Beto Richa (PSDB), no Paraná, quer criar novos pedágios, os gaúchos liderados pelo governador Tarso Genro (PT) vão acabar com essa roubalheira em duas semanas. Leia abaixo reportagem de àlvaro Andrade, no portal da Rádio Gaúcha:

Até o fim do mês, 10 praças de pedágio deixam de cobrar tarifa no Estado

Em duas semanas, mais quatro polos de pedágio concedidos à  iniciativa privada terão os contratos encerrados no Rio Grande do Sul. Assim, estará finalizado o Programa Estadual de Concessão Rodoviária (PECR), implantado no governo Antônio Britto há 15 anos.

Mais de 570 km de rodovias federais serão assumidos pelo Ministério dos Transportes e não há previsão de cobrança de pedágio. No total, 10 praças serão desativadas em quatro rodovias federais (veja relação abaixo). Os trechos serão conservados pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT).

Mas parte das regiões vai continuar com cobrança de pedágio: são 370 km de estradas estaduais que passam ao controle da Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR). Os trechos ficam na Região Metropolitana (206 km), Carazinho (40 km) e Gramado (130 km). “Já temos todos os contratos de conservação e manutenção fechados, então não haverá descontinuidade alguma na prestação dos serviços”, assegura o presidente da EGR, Luiz Carlos Bertotto.

No entanto, as cancelas devem ficar levantadas na virada do ano: os contratos encerram entre 27 e 29 de dezembro, mas a estatal deverá ter um período de transição até retomar a cobrança. “Até o dia 6 ou 7 de janeiro já estaremos operando”, afirma Bertotto.

A tarifa nas praças da EGR terá redução de 30% frente ao valor atual cobrado pela iniciativa privada.

Praças de pedágio que serão desativadas:

BR-116
km 303 – Guaíba
km 22 – divisa RS/SC
km 48 – Campestre da Serra

BR-386
km 248  Leia mais

17 de dezembro de 2013
por Esmael Morais
14 Comentários

Tarifa mais cara do mundo causa desmaio na CPI do Pedágio; assista

O culpado pelo tumultuo é o governo Richa que autorizou novo reajuste no pedágio mais caro do mundo, uma violência contra a economia e o direito de ir e vir das pessoas de bem nas rodovias paranaenses; quiproquó de hoje na Assembleia, durante a CPI do Pedágio, é mais um capítulo da violência empregada na defesa da máfia das concessionárias; houve até desmaio; CPI dos Patetas considerou positiva a reunião de hoje, o que não é de estranhar, pois essa comissão de "investigação" engoliu sem farinha aquele aumento concedido dia 1!º de dezembro pelo governo tucano; assista ao vídeo.

O culpado pelo tumultuo é o governo Richa que autorizou novo reajuste no pedágio mais caro do mundo, uma violência contra a economia e o direito de ir e vir das pessoas de bem nas rodovias paranaenses; quiproquó de hoje na Assembleia, durante a CPI do Pedágio, é mais um capítulo da violência empregada na defesa da máfia das concessionárias; houve até desmaio; CPI dos Patetas considerou positiva a reunião de hoje, o que não é de estranhar, pois essa comissão de “investigação” engoliu sem farinha aquele aumento concedido dia 1!º de dezembro pelo governo tucano; assista ao vídeo.

A chapa esquentou na manhã desta terça (17) durante a sessão da CPI do Pedágio, na Assembleia Legislativa do Paraná, quando manifestantes que acompanhavam o depoimento do secretário da Infraestrutura, José “Pepe” Richa Filho, irmão do governador, entraram em confronto com a segurança da Casa. ... 

Leia mais

6 de dezembro de 2013
por Esmael Morais
14 Comentários

Audiência pública reprova programa “Meu Pedágio, Minha vida” do governo Beto Richa; assista ao vídeo

Tal o pai político Jaime Lerner, o governador Beto Richa privilegia os interesses das pedageiras no Paraná; no entanto, moradores de Umuarama e Cianorte, na região Noroeste, em audiência pública realizada ontem (5), rejeitaram os termos do programa "Meu Pedágio, Minha Vida" do governador do PSDB; a tarifa do pedágio no estado é a mais caro do mundo, segundo entidades técnicas e do mundo produtivo; em um universo paralelo, na Assembleia Legislativa, tem uma CPI "investigando" as concessionárias embora seus membros sejam feitos de patetas pelo Palácio Iguaçu; haverá reação ou os deputados continuarão lenientes mesmo com a explícita reprovação da população ao roubágio? Assista ao vídeo.

Tal o pai político Jaime Lerner, o governador Beto Richa privilegia os interesses das pedageiras no Paraná; no entanto, moradores de Umuarama e Cianorte, na região Noroeste, em audiência pública realizada ontem (5), rejeitaram os termos do programa “Meu Pedágio, Minha Vida” do governador do PSDB; a tarifa do pedágio no estado é a mais caro do mundo, segundo entidades técnicas e do mundo produtivo; em um universo paralelo, na Assembleia Legislativa, tem uma CPI “investigando” as concessionárias embora seus membros sejam feitos de patetas pelo Palácio Iguaçu; haverá reação ou os deputados continuarão lenientes mesmo com a explícita reprovação da população ao roubágio? Assista ao vídeo.

Moradores dos municípios de Cianorte e Umuarama, no Noroeste do Paraná, em audiências públicas realizadas ontem (5), rejeitaram o programa “Meu Pedágio, Minha Vida”, do governo Beto Richa (PSDB), que prevê mais quatro praças de pedágio na região. ... 

Leia mais

2 de dezembro de 2013
por Esmael Morais
17 Comentários

Pedágio mais caro do mundo gera bate-boca na Assembleia do PR

Presidente da Assembleia, Valdir Rossoni, depois de bate-boca com relator da CPI do Pedágio, deputado Douglas Fabrício, se comprometeu a votar requerimento nesta terça (3) que pedindo anulação no aumento do pedágio; reajuste autorizado por Richa, neste domingo, deu ao Paraná título de pedágio mais caro do mundo; aumento desmoralizou comissão de investigação, que nos bastidores é chamada de CPI dos Patetas!.

Presidente da Assembleia, Valdir Rossoni, depois de bate-boca com relator da CPI do Pedágio, deputado Douglas Fabrício, se comprometeu a votar requerimento nesta terça (3) que pedindo anulação no aumento do pedágio; reajuste autorizado por Richa, neste domingo, deu ao Paraná título de pedágio mais caro do mundo; aumento desmoralizou comissão de investigação, que nos bastidores é chamada de CPI dos Patetas!.

O deputado estadual Douglas Fabrício (PPS) bateu boca nesta segunda (2) com o presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, Valdir Rossoni (PSDB), por causa do reajuste nas tarifas do pedágio, neste domingo (1), autorizado pelo governador Beto Richa (PSDB). ... 

Leia mais

30 de novembro de 2013
por Esmael Morais
49 Comentários

Paraná tem pedágio mais caro do mundo. Novo reajuste autorizado por Richa desmoraliza CPI na Assembleia

Beto Richa, que se desloca basicamente pelo ar, de helicóptero, autorizou novo reajuste nas tarifas de pedágio do Paraná a partir deste domingo (1!º); descida de Curitiba para a praia, cujo percurso é de apenas 100 km, por exemplo, ida e volta, custará R$ 30,80 para carro de passeio -- é o pedágio mais caro do mundo; tucano tem agido como se fosse advogado das concessionárias em detrimento do interesse dos paranaenses; entidades técnicas e do mundo produtivo, órgãos de controle, vinham defendendo redução nos preços, bem como a CPI do Pedágio, que, como o aumento, foi transformada pelo governador em CPI dos Patetas!.

Beto Richa, que se desloca basicamente pelo ar, de helicóptero, autorizou novo reajuste nas tarifas de pedágio do Paraná a partir deste domingo (1!º); descida de Curitiba para a praia, cujo percurso é de apenas 100 km, por exemplo, ida e volta, custará R$ 30,80 para carro de passeio — é o pedágio mais caro do mundo; tucano tem agido como se fosse advogado das concessionárias em detrimento do interesse dos paranaenses; entidades técnicas e do mundo produtivo, órgãos de controle, vinham defendendo redução nos preços, bem como a CPI do Pedágio, que, como o aumento, foi transformada pelo governador em CPI dos Patetas!.

O governador Beto Richa (PSDB) autorizou novo aumento nas tarifas do pedágio a partir deste domingo, 1!º de dezembro, antecipando o presente de Natal à s concessionárias das rodovias que cortam o Paraná. Quem paga a conta, como sempre, é o usuário das estradas privatizadas ainda no governo Jaime Lerner. ... 

Leia mais

28 de novembro de 2013
por Esmael Morais
17 Comentários

Tucano x tucano: “Esse aumento do pedágio é inoportuno”, critica deputado Alceu Maron

Embora tenha sido um dos que votaram contra a quebra de sigilos fiscal, telefônico e bancário das concessionárias, Alceu Maron Filho (PSDB) considera possível aumento na tarifa do pedágio, neste domingo (1), inoportuno!; este blog errou ontem à  noite ao afirmar que parlamentar parnanguara defendera reajuste, por isso pede desculpas ao tucano e aos leitores; posição do deputado do PSDB gera desconforto no Palácio Iguaçu; será que Beto Richa recuar e vetar aumento de até 9% nas 27praças de pedágio?

Embora tenha sido um dos que votaram contra a quebra de sigilos fiscal, telefônico e bancário das concessionárias, Alceu Maron Filho (PSDB) considera possível aumento na tarifa do pedágio, neste domingo (1), inoportuno!; este blog errou ontem à  noite ao afirmar que parlamentar parnanguara defendera reajuste, por isso pede desculpas ao tucano e aos leitores; posição do deputado do PSDB gera desconforto no Palácio Iguaçu; será que Beto Richa recuar e vetar aumento de até 9% nas 27praças de pedágio?

Até o deputado Alceuzinho Maron (PSDB), de Paranaguá, membro da CPI do Pedágio, considerou “inoportuno” reajuste previsto na tarifa do pedágio a partir deste domingo (1). ... 

Leia mais

27 de novembro de 2013
por Esmael Morais
16 Comentários

Assembleia exige que Richa vete reajuste do pedágio no domingo

Deputados de todos os partidos se revezaram na tribuna da Assembleia Legislativa do Paraná, nesta quarta (27), contra o reajuste do pedágio previsto para este domingo (1) nas rodovias concessionadas. Parlamentares pressionam o governador Beto Richa (PSDB) para que não ceda à  reivindicação de aumento de até 9% nas tarifas, conforme registrou este blog hoje pela manhã (clique aqui para relembrar).

O deputado Cleiton Kielse (PMDB) foi à  tribuna, nesta tarde, vociferar contra a possibilidade de novo aumento. O mesmo fizeram os deputados Gilberto Martin (PMDB), Nelson Luernsen (PDT), Péricles Mello (PT) e Douglas Fabrício (PPS). O primeiro e os três últimos têm em comum o fato de pertencerem à  CPI do Pedágio.

Peço ao Governo do Estado que vete o reajuste!, exigiu Martin, para logo em seguida opinar: Nunca vi alguém defendendo o pedágio no Paraná. Não há quem concorde com estes preços abusivos e extorsivos!.

“Um aumento de tarifa neste momento é inadmissível!, protestou Péricles, cujo aumento, se autorizado, pode transformá-lo em um dos pizzaiolos da Assembleia.

Até Alceuzinho Maron (PSDB), de Paranaguá, também da CPI, considerou o reajuste inoportuno.

“Estamos protocolando esse requerimento para que seja efetivamente suspenso este aumento, que é absurdamente inoportuno, embora previsto em contrato, absurdamente inoportuno”, anunciou o deputado parnanguara, durante pronunciamento.

O apelo dos parlamentares tem razão de ser, pois, se durante o andamento das investigações, o governo tucano autorizar um reajustão! na tarifa seria o mesmo de carimbá-los de patetas que cozinham pizza.

O presidente da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), Edson Campagnolo, em várias oportunidades, repetiu que esse modelo [de pedágio] e esse valor [da tarifa], além da não execução das obras previstas, não interessa à  população!.

Para Campagnolo, o preço escorchante do pedágio já praticado nas rodovias faz com que os produtos paranaenses percam competitividade, promova queda no nível de emprego, receita ao governo e de negócios ao mundo produtivo.

Leia mais

27 de novembro de 2013
por Esmael Morais
30 Comentários

Novo reajuste: Governo Richa e concessionárias fazem de patetas membros da CPI do Pedágio

Presidente da Fiep, Edson Campagnolo, lidera cruzada pela redução do pedágio nas rodovias paranaenses; segundo ele, preço alto da tarifa afeta competitividade do setor produtivo, além de desperdiçar oportunidades de negócios, geração de emprego e renda no estado; governo Richa, em conluio com pedagiadoras, anuncia novo reajuste nas tarifas neste domingo (1); CPI do Pedágio, também conhecida como CPI da Pizza!, faz papel de pateta na Assembleia Legislativa do Paraná.

Presidente da Fiep, Edson Campagnolo, lidera cruzada pela redução do pedágio nas rodovias paranaenses; segundo ele, preço alto da tarifa afeta competitividade do setor produtivo, além de desperdiçar oportunidades de negócios, geração de emprego e renda no estado; governo Richa, em conluio com pedagiadoras, anuncia novo reajuste nas tarifas neste domingo (1); CPI do Pedágio, também conhecida como CPI da Pizza!, faz papel de pateta na Assembleia Legislativa do Paraná.

O governo Beto Richa (PSDB) deverá autorizar, até sexta (29), novo aumento para as tarifas de pedágio nas rodovias do Paraná. O pedido de correção nos valores formulado pelas empresas concessionadas já estão nas mãos do Departamento de Estradas de Rodagem (DER/PR) e à  Agência Reguladora do Paraná (Agepar). ... 

Leia mais

20 de novembro de 2013
por Esmael Morais
11 Comentários

Não confunda: Beto Richa anuncia mais pedágio na PR-445

Governador Beto Richa, em Londrina, em 24 horas, "inaugurou" novos pedágios na PR-445, entre Londrina e Mauá da Serra; ontem, veio à  tona informação de 4 novas praças na PR-323, entre Maringá e Guaíra; enquanto isso, na Assembleia, corre uma CPI do Pedágio.

Governador Beto Richa, em Londrina, em 24 horas, “inaugurou” novos pedágios na PR-445, entre Londrina e Mauá da Serra; ontem, veio à  tona informação de 4 novas praças na PR-323, entre Maringá e Guaíra; enquanto isso, na Assembleia, corre uma CPI do Pedágio.

Por favor, não confunda a localização de novas praças de pedágios “inauguradas” pelo governador Beto Richa (PSDB). Anote aí para você não se embaralhar com as informações. ... 

Leia mais

20 de novembro de 2013
por Esmael Morais
21 Comentários

CPI do Pedágio afrouxa o sutião de vez: ‘sem quebra de sigilos’

Xerifes da CPI do Pedágio não veem necessidade de quebrar sigilos das pedagiadoras, que, de acordo com estudo técnico do Crea, vêm roubando há 15 anos os usuários das rodovias privatizadas; no final deste ano, segundo um parlamentar ouvido pelo blog, haverá uma grande pizza para comemorar o resultado das "investigações"; script seria parecido com o de 1998, quando Lerner "baixou" a tarifa para reajustá-la depois de reeleito; para se dizer séria CPI precisaria colocar em seu relatório final a proposta de encampação da administração de suas estradas pelo Estado.

Xerifes da CPI do Pedágio não veem necessidade de quebrar sigilos das pedagiadoras, que, de acordo com estudo técnico do Crea, vêm roubando há 15 anos os usuários das rodovias privatizadas; no final deste ano, segundo um parlamentar ouvido pelo blog, haverá uma grande pizza para comemorar o resultado das “investigações”; script seria parecido com o de 1998, quando Lerner “baixou” a tarifa para reajustá-la depois de reeleito; para se dizer séria CPI precisaria colocar em seu relatório final a proposta de encampação da administração de suas estradas pelo Estado.

O presidente da CPI do Pedágio, deputado Nelson Luersen (PDT), afirmou que não vê motivos para pedir a quebra dos sigilos fiscal, telefônico e bancários das concessionárias que exploram 27 praças de pedágio nas rodovias do estado. ... 

Leia mais

8 de novembro de 2013
por Esmael Morais
3 Comentários

CPI do Pedágio suspeita influência de lobby até no estudo da Fipe

Membros da CPI do Pedágio deverão pedir suspeição de estudo apresentado pela Fipe que dá razão e sugere ressarcimento à s concessionárias de pedágio no Paraná; deputado vê lobby das empresas e conluio do governo do estado, que pagou estudo técnico! de R$ 165 mil  para Instituto supostamente favorecer! pedagiadoras;  Crea-PR, em parecer divulgado em março deste ano, apontou que os usuários vem sendo roubados há 15 anos, pois as rodovias do Anel de Integração se encontram em condições muito próximas das encontradas antes do processo de concessão!.

Membros da CPI do Pedágio deverão pedir suspeição de estudo apresentado pela Fipe que dá razão e sugere ressarcimento à s concessionárias de pedágio no Paraná; deputado vê lobby das empresas e conluio do governo do estado, que pagou estudo técnico! de R$ 165 mil para Instituto supostamente favorecer! pedagiadoras; Crea-PR, em parecer divulgado em março deste ano, apontou que os usuários vem sendo roubados há 15 anos, pois as rodovias do Anel de Integração se encontram em condições muito próximas das encontradas antes do processo de concessão!.

Este blogueiro conversou longamente nesta sexta (8) com um dos integrantes da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), da Assembleia Legislativa, que investiga a máfia do pedágio no Paraná. O deputado estranhou matéria publicada na edição de hoje no jornal Gazeta do Povo afirmando que “Pedágio no PR traz prejuízo tanto ao usuário quanto à s concessionárias“. ... 

Leia mais