15 de abril de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Gleisi Hoffmann: Banco Central Independente de quem?

Gleisi Hoffmann: Banco Central Independente de quem?

A presidenta nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR), afirma que o Banco Central ficará independente do povo e que a instituição será facilmente capturada pelos “desejos do mercado”. ... 

Leia mais

10 de abril de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Com Bolsonaro, inflação sobe em março

Com Bolsonaro, inflação sobe em março


Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgados nesta quarta-feira (10), o IPCA acumula taxas de inflação de 1,51% no ano e 4,58% em 12 meses. A alta de março foi puxada pelo aumento nos preços dos combustíveis. ... 

Leia mais

26 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Trabalhadores da Aerolíneas Argentinas em greve; companhia cancela voos

Trabalhadores da Aerolíneas Argentinas em greve; companhia cancela voos


Os trabalhadores da estatal Aerolíneas Argentinas iniciaram uma greve com a paralisação completa das atividades da companhia nesta segunda-feira (26) reivindicando o pagamento de Cláusula de Compensação Inflacionária, um gatilho de proteção salarial, que deveria ser pago no mês de setembro. A Aerolíneas cancelou todos os voos, o que afeta as rotas para o Brasil. O sindicato da categoria não informou um prazo para o fim do movimento. ... 

Leia mais

11 de junho de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Pibinho de Temer encolherá ainda mais

Pibinho de Temer encolherá ainda mais

Não é o frio que faz o pibinho de Michel Temer encolher ainda mais, mas o desastre da política econômica que ele e Henrique Meirelles adotaram desde que deram o golpe há dois anos. ... 

Leia mais

16 de maio de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Até a Globo achou exagerado slogan ’20 anos em 2′ de Michel Temer

Até a Globo achou exagerado slogan ’20 anos em 2′ de Michel Temer

‘O Brasil voltou 20 anos em 2’ dizia o slogan de Michel Temer na comemoração dos dois anos de golpe de Estado. Abstraindo a “sinceridade” dos marqueteiros, que depois mudaram o mote do evento realizado nesta terça (15), até a Rede Globo achou exagerado o autoelogio do governo. ... 

Leia mais

2 de março de 2018
por Esmael Morais
1 Comentário

Pesquisa da CNI: consumidor não confia no golpe nem na mídia

Pesquisa mensal da Confederação Nacional da Indústria (CNI), divulgada nesta sexta (2), mostra que os brasileiros continuam preocupados com o emprego e pouco dispostos a fazer compras de maior valor.  ... 

Leia mais

2 de março de 2018
por Esmael Morais
1 Comentário

Pesquisa da CNI: consumidor não confia no golpe nem na mídia

Pesquisa mensal da Confederação Nacional da Indústria (CNI), divulgada nesta sexta (2), mostra que os brasileiros continuam preocupados com o emprego e pouco dispostos a fazer compras de maior valor.  ... 

Leia mais

2 de março de 2018
por Esmael Morais
1 Comentário

Pesquisa da CNI: consumidor não confia no golpe nem na mídia

Pesquisa mensal da Confederação Nacional da Indústria (CNI), divulgada nesta sexta (2), mostra que os brasileiros continuam preocupados com o emprego e pouco dispostos a fazer compras de maior valor.  ... 

Leia mais

10 de janeiro de 2018
por Esmael Morais
15 Comentários

A pior recessão em 20 anos derrubou IPCA

Na Antártida não há inflação, nem IPCA, porque lá só tem pinguim. Os pinguins não compram nem vendem nada. Por isso naquelas plagas os preços não sobem nem descem. Dito isto, o Brasil de Michel Temer é uma Antártida. O desemprego aumentou, o consumo caiu, e, a exemplo do continente de gelo, não tem escalada inflacionária. ... 

Leia mais

29 de novembro de 2016
por Esmael Morais
50 Comentários

Beto Richa autoriza aumento acima da inflação para o pedágio mais caro do mundo

richa_pedagio_reajusteO governador Beto Richa (PSDB) autorizou aumento de até 13% nas 27 praças de pedágios nas rodovias que cortam o Paraná. Os novos valores serão aplicados a partir de 1º de dezembro, “data-base” das concessionárias. Leia mais

8 de fevereiro de 2016
por Esmael Morais
10 Comentários

Coluna da Gleisi Hoffmann: As boas notícias do início de 2016

Download áudio

Gleisi Hoffmann*

O preço que pagamos pela energia vai reduzir! É isso mesmo, a partir de março teremos, em média, 3% a menos na conta da luz. Pode parecer pouco, mas a aposta de grande parte do mercado é de que iria subir!

A taxa de juros não subiu! É verdade que ainda está muito alta, mas a avaliação majoritária era de que aumentaria meio ponto percentual. Mesmo não tendo sido uma decisão unânime do Banco Central, o indicativo que temos é de que não subirá no futuro. Espera-se, sinceramente, que comece um processo de redução.

O governo anunciou R$ 85 bilhões em crédito, que vão ajudar a animar a economia. Esse é um dinheiro que já está no mercado, não causará mais inflação e o juro será menor mesmo sem subsídio. São os recursos das ditas pedaladas fiscais, que a presidenta devolveu aos bancos públicos de uma só vez. Com isso, terão mais crédito a agricultura, microempresas, pequenas e médias empresas exportadoras. E não venha o mercado afirmar que não há demanda por crédito. Os bancos privados deixam de emprestar e quando o fazem, é com juros estratosféricos.

O dólar está estabilizando na casa dos R$ 4,00. Isso melhora a competitividade brasileira e faz nossa balança comercial permanecer positiva. Exportamos mais do que importamos.

Nossas reservas internacionais continuam a ser a sexta maior do mundo. São U$ 370 bilhões que protegem o país da especulação. Isso é o diferencial que temos diante de outras crises já enfrentadas pelo Brasil.

Vamos controlar a inflação este ano. A maioria dos analistas avalia que ficaremos perto da meta superior, cerca de 7%, mesmo com a alta deste início de ano, ligada ao reajuste das tarifas de ônibus, mensalidades escolares e preço de alguns alimentos.

As medidas de ajuste foram tomadas em 2015. Houve economia de mais de R$ 100 bilhões no orçamento, despesas foram reduzidas sem afetar os programas sociais. Muitas medidas foram discutidas e aprovadas pelo Congresso, aumentando receita e diminuindo despesas. O novo ministro da Fazenda também informou que colocará em dia o pagamento aos fornecedores de serviços e produtos prestados em convênios com a União.

E uma noticia interessante publicada foi de que as companhias aéreas bateram o recorde de passageiros no final de 2015. Nunca haviam transportado tantas pessoas como nessa temporada.

Apesar disso, a análise majoritária do mercado é de que o Brasil está em recessão, por ter queda no PIB pelo terceiro ano consecutivo, podendo cair mais em 2016 do que o previsto. A queda do PIB vai acontecer, já estava precificado. A economia internacional também vai sofrer reveses, atingindo parceiros importantes do Brasil, como China e Estados Unidos.

O que não pode continuar acontecendo é a apologia ao pessimismo e a desconfiança. Muitas medidas e muitas coisas foram feitas. Temo Leia mais

11 de setembro de 2015
por Esmael Morais
12 Comentários

Pelo 2º mês consecutivo, tarifaço de Beto Richa causa maior inflação do país na região de Curitiba

richa_inflacaoParece notícia repetida, mas não é. Pelo 2º mês consecutivo, a região metropolita de Curitiba registrou no mês de agosto a maior inflação do país. Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) teve a maior variação em comparação à média nacional: 0,47%. ... 

Leia mais

31 de agosto de 2015
por Esmael Morais
3 Comentários

Valor do salário mínimo será R$ 865 em 2016; é mole ou quer mais?

da Agência Senado

salario_orcamento2016Salário mínimo de R$ 865,50, crescimento econômico perto do zero e déficit orçamentário de R$ 30 bilhões. Esses são alguns dos principais destaques do projeto do Orçamento de 2016, entregue pelos ministros do Planejamento, Nelson Barbosa, e da Fazenda, Joaquim Levy, ao presidente do Senado, Renan Calheiros, na tarde desta segunda-feira (31) — último dia do prazo para envio do Orçamento da União ao Congresso.

O documento apresenta as expectativas de arrecadação e a fixação de quanto o governo vai gastar em cada área. Previsões sobre o produto interno bruto (PIB) e inflação também constam do texto. Na visão de Renan, o orçamento deficitário revela uma mudança de atitude do governo, que elaborou um orçamento “verdadeiro” e “realista”. Renan pediu entendimento em torno de uma agenda suprapartidária, que preserve o interesse nacional, para enfrentar a situação fiscal do país. Leia mais

7 de agosto de 2015
por Esmael Morais
6 Comentários

Propaganda de austeridade de Richa desmente seu próprio governo

caixabDesde o início da semana, propagandas do governo do estado do Paraná sugerem aos paranaenses que o governo Beto Richa (PSDB) equilibrou as contas e terá dinheiro em caixa. O artifício principal seria o aumento da carga tributária do estado que, segundo o governador, favoreceu a composição dos cofres públicos que há tempos fechavam no vermelho.

Contabilizando um aumento de 89,98% no custo da energia elétrica repassada ao cidadão nos últimos 12 meses, somados ao aumento do ICMS de 12% para 18% em mais de 90 mil produtos no estado, sem esquecer dos 40% de reajuste no IPVA e os 20,5% de reajuste das taxas de água e esgoto somente neste ano, o mais caro do Brasil; o governador comemora a recomposição do caixa nas redes sociais. “O fato é que o ajuste fiscal beneficiou não apenas o Estado, mas também os municípios”, ressalta Richa em sua página no Facebook.

Com o desempenho apresentado, Beto Richa assegura um superávit de R$ 1 bilhão para 2016, o que significa, em meias palavras, dinheiro no caixa. Até aí tudo certo! O problema é que a conta não fecha quando comparados os dados de arrecadação de impostos entre janeiro e agosto de 2014 e no mesmo período em 2015.

De janeiro e agosto de 2014, o estado ultrapassou a marca dos R$ 15 bilhões em arrecadação. Hoje, a receita se mantém muito próxima, perto de R$ 14 bilhões e a conta passa a não fechar. Os dados são da Fazenda Pública, impostômetro e Governo Federal.

A constatação de que receita parecida no ano passado não asseguraram dinheiro em caixa no primeiro semestre de 2015 coloca o próprio governo em contradição. O Paraná iniciou o ano de 2015 com o caixa no vermelho e devendo mais de R$ 6 bilhões a fornecedores em todo o estado. Para “arrumar a casa” a história todo mundo conhece; “tarifaço” na luz, na água, no IPVA, no ICMS, o confisco de R$ 8 bilhões da Paraná Previdência, ato póstumo ao Massacre dos Professores, acompanhados do atraso no pagamento de salários e benefícios dos servidores. Um verdadeiro desastre, avaliaram os mais conceituados economistas do país. Leia mais

10 de julho de 2015
por Esmael Morais
19 Comentários

Tarifaços de Beto Richa causam maior inflação do país em Curitiba

inflacaoA inflação vem apertando o orçamento dos brasileiros nos últimos meses, fruto da crise econômica mundial que chegou forte ao país. Mas no Paraná, a situação é mais grave ainda. Números divulgados esta semana pelo IBGE mostram que Curitiba é a capital com a maior inflação nos últimos doze meses, mas por quê? ... 

Leia mais