8 de março de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Congresso aprova pacote de leis protetivas às mulheres na véspera do Dia da Mulher

Congresso aprova pacote de leis protetivas às mulheres na véspera do Dia da Mulher

A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) dedicou-se nesta quarta (7), véspera do Dia Internacional da Mulher, à aprovação no Senado de um pacote de leis que visam a combater e punir crimes de misoginia e violência contra as mulheres, praticados na internet. ... 

Leia mais

8 de março de 2016
por Esmael Morais
5 Comentários

Parabéns às mulheres guerreiras!

O Blog do Esmael homenageia hoje todas as mulheres neste Dia Interacional das Mulheres, uma data emblemática nesses tempos de Eduardo Cunha, golpe jurídico-midiático e sequestro político.

As mulheres sempre estiveram na linha de frente dos grandes acontecimentos históricos do Brasil e do mundo, inclusive no último fim de semana envolvendo o ex-presidente Lula. Logo, é certo afirmar que “bonita é a mulher que luta”.

Exemplo desse espírito guerreiro está nas educadoras paranaenses que há quase um ano, em 29 de abril, enfrentaram e resistiram heroicamente ao massacre do governo Beto Richa (PSDB).

Elas vêm protagonizando um movimento vitorioso que garante seus direitos, com muita alegria e disposição nas ruas de todo o Paraná.
Homenageando as educadoras, o Blog do Esmael estende a deferência para as demais mulheres trabalhadoras e lutadoras paranaenses e brasileiras.

É um gesto e um reconhecimento do Blog do Esmael à luta pela igualdade de gêneros e contra o machismo.

A mulher é mãe, amiga, trabalhadora, mesmo com as desigualdades e históricas discriminações. É nessa luta pela emancipação plena do gênero que o Blog do Esmael coloca-se como aliado incondicional.

Parabéns às meninas, moças e mulheres que lutam!

Leia mais

7 de março de 2016
por admin
3 Comentários

Mobilização do Dia Internacional da Mulher também fará defesa de Lula

A tradicional mobilização do Dia Internacional da Mulher nesta terça-feira, 8 de março, em Curitiba, terá início às 16 horas. A concentração será em frente à Copel, na Rua Coronel Dulcídio número 800. A organização do evento decidiu seguir em caminhada até a Boca Maldita, centro nervoso da política paranaense.

Mas, além da questão de gênero e do combate à violência contra a mulher, os movimentos sociais farão a defesa do ex-presidente Lula que na última sexta-feira (4) foi vítima de sequestro pela Operação Lava-Jato.

A decisão de incluir a defesa de Lula na mobilização foi tomada na última sexta-feira numa plenária realizada em Curitiba pelo Fórum de Lutas 29 de Abril e pela Frente Brasil Popular.

Participarão da mobilização desta terça as centrais sindicais, sindicatos, entidades estudantis e movimentos populares em geral.

Serviço: Dia Internacional da Mulher
Data: terça-feira, 08 de março
Horário: 16h (concentração)
Local: Copel, Coronel Dulcídio 800, Bairro Batel.

As informações são da CUT-PR.

Leia mais

8 de março de 2015
por Esmael Morais
57 Comentários

Projeto da deputada Maria Victoria estimula reflexões nas escolas sobre o combate à  violência contra a mulher

vic_maria_penha.jpgA deputada estadual Maria Victória (PP) conseguiu aprovar semana passada na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), da Assembleia Legislativa, um projeto de lei que institui nas escolas estaduais do Paraná a Semana Estadual Maria da Penha!.

Segundo o projeto, no mês de março de cada ano serão realizadas atividades nos colégios com o objetivo de apresentar aos alunos a Lei Maria da Penha, que criminaliza e pune atos de violência contra a mulher.

A ideia da parlamentar é estimular reflexões contra atos de violência e também conscientizar a comunidade escolar sobre a importância do respeito aos direitos humanos. Leia mais

8 de março de 2015
por Esmael Morais
Comentários desativados em ONU estima em 81 anos prazo para se atingir equidade de gênero na economia

ONU estima em 81 anos prazo para se atingir equidade de gênero na economia

da Agência Brasil

A igualdade entre homens e mulheres tem avançado lentamente, conclui relatório das Nações Unidas (ONU) que avaliou a equidade de gênero em 167 países. O documento será apresentado segunda-feira (9) pelo secretário-geral Ban Ki-moon, em referência ao Dia Internacional da Mulher comemorado hoje (8).

O relatório destaca que, no ritmo atual, serão necessários 81 anos para se alcançar a paridade de gênero na economia e 50 anos para a igualdade na representação parlamentar.

O levantamento é um balanço da aplicação das normas adotadas pelos países na Quarta Conferência Mundial sobre a Mulher, em Pequim, na China, há 20 anos. Lá, foi pactuada uma plataforma de ação para ser cumprida pelos governos, iniciativa privada e sociedade.

Há uma lacuna decepcionante entre as normas e a implementação da Plataforma de Ação de Pequim, e um fracasso coletivo de liderança nos progressos para as mulheres!, disse a diretora executiva da agência da ONU para Mulheres, Phumzile Mlambo-Ngcuka, na sexta-feira (6). Os líderes com poder para fazer essas ações falharam com mulheres e meninas!, avaliou.

Em 1995, 189 países assinaram a Plataforma de Ação de Pequim. De la para cá, a ONU mostra que houve poucos progressos para acabar com leis discriminatórias, aprovar leis contra a violência dirigida a mulheres e meninas. No entanto, a ONU reconhece que caiu a mortalidade materna, aumentou o número de jovens em escolas primárias e a participação de mulheres mercado de trabalho.

Os ganhos contrastam com o fato de, apesar da melhoria de educação, as mulheres têm alguns dos piores empregos, enquanto o fosso salarial entre os gêneros é um fenômeno mundial!, diz a agência, em comunicado divulgado pela ONU Mulheres. A estimativa é que elas ganham salários 77% menores do que o dos homens.

Deixe-me sugerir três requisitos essenciais [para equidade de gênero]: vontade e liderança política inabaláveis; aumento dos investimentos na agenda para as mulheres e meninas e uma forte responsabilização que inclui a sociedade!, diz a diretora Phumzile Mlambo-Ngcuka.

Leia mais