28 de dezembro de 2015
por admin
23 Comentários

Beto Richa ameaça servidores estaduais: “Faria tudo de novo”

ameacaO governador Beto Richa (PSDB), em entrevista ao Jornal Folha de Londrina, edição desta segunda-feira (28), comentou o ‘ajuste fiscal’ implantado em seu governo com aumento de impostos, sonegação da data-base e o confisco do fundo de previdência dos servidores, resultando no massacre de 29 de abril.

O tucano não manifestou arrependimento com as desastrosas medidas que resultaram em duas greves dos professores da rede pública estadual de ensino e das universidades. Muito pelo contrário, ele ameaçou os servidores dizendo que “faria tudo de novo”.

Para o governador, o massacre do Centro Cívico, no qual helicópteros jogavam bombas e policiais militares abriam fogo contra dezenas de milhares de manifestantes, foi uma “manifestação orquestrada” pela APP-Sindicato. Leia mais

18 de dezembro de 2015
por admin
29 Comentários

2015, o ano que teima não terminar para os educadores do Paraná

O ano de 2015 é aquele que os trabalhadores na educação do Paraná estão torcendo para que termine logo, mas ele teima em não chegar ao fim. O objetivo dos profissionais do magistério é carregado da simplicidade de apenas virar a página para seguir em frente, após aquela “zerada” necessária que somente umas boas férias proporcionariam.

Proporcionariam, pois, infelizmente, não vai ser assim para a maioria dos educadores do estado. Para eles, 2015 ainda vai render muita dor de cabeça. O ano não quer terminar para os educadores paranaenses.

A intransigência do governador Beto Richa (PSDB), como todos nós sabemos, levou os professores e servidores da educação a realizaram duas greves no primeiro semestre de 2015. Por causa da malvadeza do tucano e desorganização da Secretaria de Estado da Educação (SEED), o ano letivo está atrasado e haverá aulas nas escolas estaduais até o dia 19 de fevereiro de 2016.

Em função disso, o mandato dos atuais diretores também vai terminar no dia 19 de fevereiro de 2016. Os novos diretores, eleitos há duas semanas, só assumem no dia 21/02 do ano vindouro.

Mas a escolha e distribuição de aulas para 2016 ainda será feita pelos atuais diretores, o que tem grande potencial para causar confusão. Nas escolas onde houve disputa, o processo pode gerar retaliações e favorecimentos; mais ou menos como uma moeda de troca pelos apoios ou votos.

Além disso, a pressão para o fechamento de turmas é forte. Muitas escolas estão recebendo dos Núcleos Regionais de Educação autorização para abrir somente um terço das turmas iniciais de ensino fundamental ou médio em relação às deste ano. Por exemplo, se uma escola tem “três” sextos anos, a orientação é que só abra “um” no ano que vem. Os alunos restantes que procurem outra escola.

Desta maneira, Beto Richa quer tocar em frente seu plano momentaneamente frustrado de fechar turmas e escolas. Menos turmas representam menos professores, menos pedagogos, menos funcionários e menos recursos para a educação.

Toda essa pressão sobre os educadores vem “coroar” a ano em que eles sofreram calotes em progressões, atraso no pagamento dos terços de férias, tentativa de retirada dos quinquênios, confisco do fundo de aposentadoria e tiveram sonegado o direito à data-base.

Isso tudo sem falar no massacre de 29 de abril, na rede de intrigas e mentiras montada pelo governador Beto Richa para denegrir a imagem dos professores, na mudança das regras para a eleição dos diretores de escola, só para citar os ataques mais sofridos.

A resistência dos professores conseguiu manter a categoria de cabeça erguida, mas, literalmente, a custa de sofrimento e sangue dos servidores. Muitos, inclusive, adoeceram nos últimos meses devido à jornada excessiva.

Os educadores, estudantes e comunidades escolares só querem paz para toca Leia mais

20 de agosto de 2015
por Esmael Morais
17 Comentários

Governador Beto Richa usa helicóptero para fugir de professores em Ortigueira; assista ao vídeo

ortigueiraO governador Beto Richa (PSDB) esteve ontem (19) em Ortigueira, Norte do Paraná, capitalizando politicamente obras de uma fábrica de papel privada que está sendo construída numa das áreas de menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) como o próprio tucano reconhece em sua propaganda... 

Leia mais

18 de agosto de 2015
por Esmael Morais
9 Comentários

Governo Beto Richa “segue em frente” massacrando a verdade; assista

propagandaO governador Beto Richa (PSDB) e sua equipe de marqueteiros tentam melhorar a própria imagem apostando em mentiras, massacrando a verdade e torturando números. O tucano tenta convencer a população de que o tarifaço, o confisco da aposentadoria dos servidores e o arrocho na data-base dos professores foram necessários e que agora “o melhor está por vir”.

Para isso, o governo do PSDB está veiculando uma nova peça publicitária nas TVs mostrando uma “realidade” que o cotidiano insiste em desmentir.

Richa não economiza dinheiro público com a propaganda exibida em horário nobre.

O diabo que essa farra publicitária choca-se com o discurso de “austeridade” e “aperto fiscal” que o governo embalou os últimos meses. O arrocho, no caso, ficou para o funcionalismo e a população penalizada pelos tarifaços.

A rigor, a propaganda veiculada no rádio e na TV é paga pelos aumentos do IPVA, da conta de luz e da água, com o dinheiro da previdência, bem como pela taxação de 95 mil produtos com o ICMS — inclusive os da cesta básica.

Para que os espectadores não tenham muito tempo para pensar, tudo é muito rápido, desde a fala, os números, as imagens, e até os apresentadores do comercial, que estão praticamente correndo por um cenário onde tudo é perfeito.

Entre as mentiras mais difíceis de se engolir, está de volta a história dos 60% de aumento para os professores. Mas como, se em abril nem a data-base de 8,17% exigida por lei o governo se dignou a conceder?

O deputado Requião Filho (PMDB), vice-líder da oposição, adiantou que pedirá informações do governo do estado acerca dessa nova farra publicitária.

Assista ao vídeo:  Leia mais

20 de julho de 2015
por Esmael Morais
14 Comentários

Beto Richa será “recepcionado” nesta terça-feira por manifestação de professores em Ponta Grossa

pontagrossaO governador Beto Richa (PSDB) e o presidente da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), Mounir Chaowiche, estarão em Ponta Grossa nesta terça-feira (21), às 10 horas, para inaugurar reformas em uma estação de tratamento de esgoto. ... 

Leia mais

16 de julho de 2015
por Esmael Morais
21 Comentários

Veja essa: No Paraná, vereadores reduzem os próprios salários de R$ 7,5 mil para R$ 970

subsidiosConforme noticiado pelo Blog do Esmael, foi aprovada ontem (15) à noite pela Câmara dos Vereadores de Santo Antônio da Platina, região Norte Pioneiro, a redução do salário do prefeito, do vice e dos próprios vereadores do município. O prefeito Pedro Claro (DEM) terá o salário reduzido de R$ 22 mil para R$ 12 mil. Atualmente, ele recebe R$ 14,7 mil ao mês. ... 

Leia mais

8 de julho de 2015
por Esmael Morais
14 Comentários

Professores planejam “festa” de 50 anos para Richa no dia 29 de julho

richa_festa_profsO governador Beto Richa (PSDB) completará no próximo dia 29 de julho 50 anos de idade. A data também é simbólica para educadores paranaenses, pois nesse dia serão lembrados os três meses do massacre ocorrido em 29 de abril no Centro Cívico. ... 

Leia mais

8 de julho de 2015
por Esmael Morais
19 Comentários

APP-Sindicato: ‘Beto Richa acredita nas próprias mentiras que conta sobre salário dos educadores’

A APP-Sindicato reagiu aos novos ataques do governador Beto Richa (PSDB) à entidade e aos professores da rede pública estadual de ensino. Richa acusou ontem, em evento com prefeitos do interior, que a greve dos professores teria acabado quando o governo divulgou os supersalários da categoria. O tucano também culpou os profissionais do magistério e o sindicato pela queda na qualidade na educação do estado.

Em resposta, o Sindicato publicou uma nota (leia abaixo) em seu site desafiando o governador a debater em audiência pública os salários dos professores, comparando-os com os vencimentos dos demais servidores e os supersalários no primeiro escalão. Segundo a APP, os trabalhadores da educação representam 62% do total de servidores do estado. Mas, a folha de pagamento da educação representa somente 38% do total.

A nota também faz referência às mentiras veiculadas pelo governo do estado atribuindo supersalários aos professores do estado, lembrando que por decisão judicial uma matéria que comparava os salários de professores com o de prefeitos foi retirada do ar, e o governo tem prazo para desmentir as demais distorções.

Segundo o presidente da APP, professor Hermes Leão, “a insistência da criminalização dos salários do Beto Richa não é novidade em governo que não tem compromisso com a população. É o esforço de sempre buscar em terceiros a responsabilidade principal que é exatamente dos governantes. Se temos dificuldades em educação, saúde e segurança pública, a responsabilidade é do governante, já que é ausente em planejamentos e investimentos”, destaca.

Leia a seguir a íntegra da nota da APP-Sindicato:

Beto Richa volta a atacar educadores(as) e sindicato

Sindicato desafia governador a debater salários em audiência pública

Um governo que deveria fazer uma luta pela valorização da educação e de todos os educadores e educadoras do Estado, tem feito justamente o contrário no Paraná. Ataques e mais ataques aos(as) servidores(as) e à APP-Sindicato tem sido a postura frequente do governador Beto Richa que, não por acaso, vem apresentando quedas consecutivas de apoio e popularidade dos(as) paranaenses e está sendo processado pelo Ministério Público pelo Massacre do dia 29 de abril.

Em um encontro com prefeitos(as) do interior do Estado, Richa fez acusões à APP-Sindicato e desqualificou a luta histórica da entidade pela qualidade da educação paranaense. O governador criminalizou mais uma vez os salários de educadores(as) mesmo depois que a justiça determinou a retificação das informações publicadas no Portal de Transparência do Estado, mantido por verba pública, e a retirada de mentiras divulgadas na Agência Estadual de Notíci Leia mais

7 de julho de 2015
por Esmael Morais
34 Comentários

Governador Beto Richa ataca de novo: ‘Educação é ruim por culpa dos professores’

rixaO governador Beto Richa (PSDB) prossegue com ataques e provocações aos professores da rede pública estadual de ensino. Desta vez, ele relacionou o fim da greve da categoria com a divulgação dos supersalários dos professores pelo governo. Se foi assim, a greve acabou por causa das mentiras do governo, pois já há decisão judicial determinando a correção das distorções divulgadas. ... 

Leia mais

26 de junho de 2015
por Esmael Morais
30 Comentários

Educadores fazem protesto contra Ratinho Jr em Ponta Grossa

O secretário de Estado de Desenvolvimento Urbano, Ratinho Junior (PSC), foi recebido com protesto hoje (26) pela manhã em Ponta Grossa. Um grupo de servidores da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) marcou presença na assinatura de convênios para obras de infraestrutura nos Campos Gerais.

Ao descer do carro e durante o ato, um grupo servidores protestou com faixas e gritos como “Inimigo da Educação”, “Vendido” e “Fora Ratinho e Beto Richa”. Era visível o desconforto do secretário e do anfitrião, o prefeito Marcelo Rangel (PPS).

Ratinho foi apontado pelos servidores como o maior responsável pela derrota da emenda que concedia o reajuste de 8,17% na data-base do funcionalismo. A bancada de seu partido PSC havia prometido apoiar o reajuste integral, mas não cumpriu o prometido e votou com a bancada governista. 

Na UEPG, após 98 dias em greve (contando as duas paralisações da categoria), os professores decidiram pela suspensão da greve na instituição. A decisão foi tomada em assembleia realizada na manhã de ontem no auditório no PDE, no Campus de Uvaranas.

Ainda ontem, o Conselho Universitário se reuniu para definição do calendário acadêmico. As aulas serão retomadas na segunda-feira, 29, e devem seguir até março de 2016. As férias serão mais curtas, apenas no mês de janeiro.

Via Blog do Johnny, com adendos.

Leia mais

23 de junho de 2015
por Esmael Morais
2 Comentários

Após 2 meses, greve nas universidades estaduais vai chegando ao fim

uesApós quase sessenta dias de greve, os professores e servidores das universidades estaduais do Paraná devem voltar ao trabalho nos próximos dias, mesmo sem ter a maioria de suas reivindicações atendidas.

Hoje pela manhã, os professores da Universidade Estadual de Londrina (UEL) decidiram pela suspensão da paralisação. Agora à tarde, os servidores da UEL se reúnem e devem optar pela mesma decisão. Leia mais

19 de junho de 2015
por Esmael Morais
23 Comentários

Beto Richa agora tenta desmoralizar os professores universitários do Paraná

O governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), entrou numa cruzada perigosa para desvalorizar a educação. Números distorcidos divulgados pela Secretaria de Educação (SEED) tentam mostrar que em mais de cem municípios há professores recebendo salários superiores aos dos prefeitos.

Além de mentirosa, a iniciativa denota a visão de que os educadores não merecem, na visão deste governo, receber salários justos. Décadas de dedicação ao ensino, cursos de especialização, mestrado, doutorado e pós-doutorado são lixo na visão de um governador que trata os educadores na base de bombas e tiros, como todos presenciaram no massacre em 29 de abril.

Pois bem, a mesma tática está sendo aplicada contra os professores universitários.

Como as universidades continuam em greve, o jogo sujo agora visa desmoralizar os professores das universidades estaduais. A ideia é a mesma: fazer a população acreditar que esses profissionais já ganham muito, e que suas reivindicações são descabidas.

Mas as universidades estaduais são os motores do desenvolvimento do Estado. São elas que geram e compartilham o conhecimento que proporciona o desenvolvimento da sociedade. O sucateamento das universidades só interessa a quem prefere o atraso e a submissão.

Sem desvalorizar um vereador, prefeito ou deputado – que foram eleitos com o voto do povo – seus salários não podem ser comparados aos de pesquisadores, mestres, doutores, que dedicam a vida à ciência, como se não fossem merecidos.

Muitos desses professores seriam bem-vindos na iniciativa privada, mas o prejuízo seria incalculável para a sociedade paranaense.

Leia mais

17 de junho de 2015
por Esmael Morais
15 Comentários

O Paraná se levanta pela ‘sexta aula’ na reposição da greve; assista ao vídeo

Cerca de mil pessoas de três colégios protestaram no começo da noite desta quarta-feira (17), em Curitiba, pela ‘sexta aula’ na reposição da carga horária perdida com a greve dos educadores.

O governador Beto Richa (PSDB) proibiu que as escolas adotassem uma aula adicional e determinou que as reposições ocorressem aos sábados. A comunidade escolar entendeu como um “calendário de punição”.

Assista ao vídeo

A intransigência do tucano e da Secretaria de Estado da Educação (SEED) pode ser mais um novo tiro de canhão no pé, que está por vir. O tema une pais, alunos e professores.

Hoje à noite, a mobilização dos colégios São Pedro Apóstolo, Nossa Senhora Aparecida e João Paulo II — todos da região Sul da capital — é apenas uma mostra da panela de pressão que está prestes explodir em todo o Paraná.

Os diretores das escolas devem enviar a proposta de calendário letivo de cada escola com as reposições aos Núcleos Reginais de Educação até a próxima sexta-feira, dia 19 de junho. Até lá, todos esperam que o governo se sensibilize a altere os critérios possibilitando a ‘sexta aula’ e outras alternativas de reposição.

Leia mais

17 de junho de 2015
por Esmael Morais
23 Comentários

Pais, alunos e professores protestam contra “calendário de punição” de Beto Richa na reposição de aulas

reposicao_profs

A reposição das aulas perdidas no período da greve na rede pública estadual de ensino está se tornando um novo cavalo de batalha dos professores, pais e alunos contra o governo Beto Richa (PSDB). Hoje à noite, às 19 horas, no Colégio São Pedro Apóstolo, comunidades de várias escolas da região Sul da realizam um protesto contra o tucano.

A manifestação tem como objetivo pressionar o governo a permitir a realização da ‘sexta aula’ como forma de reposição.

Os professores estão chamando o esquema de “calendário de punição”, pois, segundo eles, os profissionais que não participaram da greve estão desobrigados a repor conteúdos, mesmo que seus alunos não tenham assistido as aulas. Leia mais

16 de junho de 2015
por Esmael Morais
4 Comentários

Professores e servidores das universidades estaduais mantêm greve e pressionam deputados pelos 8,17%

uesOs professores e servidores das universidades estaduais estão em greve desde o final de abril. Os calendários acadêmicos e os vestibulares já estão suspensos. O movimento começou para barrar o confisco da previdência pelo governador Beto Richa (PSDB), mas prosseguiu na luta pelo cumprimento da data-base com o reajuste de 8,17%.

Mesmo com a suspensão da greve das outras categorias do funcionalismo, os servidores técnicos e docentes das universidades estaduais tentam fazer a diferença na tramitação do reajuste dos servidores na Assembleia Legislativa. Os grevistas se articulam com a oposição e tentam convencer a bancada independente votar a favor da emenda que garante os 8,17% já, retroativos a maio. Leia mais

10 de junho de 2015
por Esmael Morais
10 Comentários

A greve continua nas universidades estaduais do Paraná

unesOs professores e servidores das universidades estaduais continuam mobilizados para mudar a proposta governamental de reajuste da data-base. As assembleias da categoria realizadas nos últimos indicam a manutenção da greve, pelo menos até a semana que vem. Os dirigentes sindicais estão em Curitiba visitando os deputados, tentando emplacar um substitutivo que atenda ao índice de 8,17% já, retroativo a maio.

A professora da UEM, Marta Bellini, dirigente do Sesduem, seção do Andes, que é o sindicato nacional dos docentes do ensino superior, revelou ao Blog do Esmael que os professores universitários ficaram muito decepcionados com a decisão da assembleia da APP de suspender a greve, e se sentem isolados, mas não vão desistir da sua luta por um reajuste digno na data-base.

Ela afirmou inclusive que os professores universitários não puderam participar das negociações, foram simplesmente excluídos da mesa com o líder do governo na assembleia, deputado Cláudio Romanelli (PMDB); e que o secretário de Ciência e Tecnologia, João Carlos Gomes, também não negocia nada, mas ameaça os professores com punições, ignorando que as universidades têm autonomia. Leia mais

3 de junho de 2015
por Esmael Morais
15 Comentários

Professores católicos apelam ao Arcebispo de Curitiba contra o tucano Beto Richa

domjose

Um grupo formado por professores, servidores estaduais e estudantes, diante da intransigência do governador Beto Richa (PSDB), resolveu apelar para a intervenção Divina. Eles foram ao Arcebispo de Curitiba, Dom José Antônio Peruzzo, com o objetivo de retomar o diálogo com o tucano e superar o impasse da greve do funcionalismo estadual.

Eles redigiram uma carta que foi entregue a Dom José Antônio Peruzzo no último domingo, dia 31 de maio, durante a Solenidade da Santíssima Trindade celebrada pela igreja.

No documento, os 180 signatários se dizem católicos e agradecem a manifestação do Arcebispo que condenou o massacre dos professores e servidores ocorrido no dia 29 de abril. Eles pedem que a autoridade religiosa volta a se manifestar pedindo que o governador retome o diálogo com os grevistas.

Na carta, eles se dizem querem “apenas que se cumpra a lei que equipara nossos rendimentos aos da inflação nacional.” E completam se colocando “como ovelhas atacadas pelos lobos, recorremos ao nosso arcebispo, nosso pastor, e imagem terrena do Supremo Pastor.”

Nesta terça-feira (3), véspera de Corpus Christi, depois de bancar o durão, o governador do PSDB “afrouxou a tanga” ao encaminhar nova proposta aos grevistas. Entretanto, segundo alguns educadores ouvidos pelo Blog do Esmael, parece que a sugestão do tucano é para não resolver a greve. “É ruim demais”, diz um dos grevistas.

A APP-Sindicato informa que a categoria vai avaliar a proposta em assembleia geral de avaliação na próxima terça-feira, dia 9, em Curitiba.

Leia a seguir a íntegra da carta enviada a Dom José Antônio Peruzzo:  Leia mais

2 de junho de 2015
por Esmael Morais
57 Comentários

Justiça notifica Beto Richa sobre bloqueio de R$ 1,3 bi para garantir data-base aos servidores

liminarA Juíza da 5ª Vara da Fazenda Pública do Estado do Paraná, Patrícia de Almeida Gomes Bergonse, determinou no final da tarde desta terça-feira (2) que o Estado do Paraná se pronuncie em, no máximo, 72 horas, sobre a disponibilidade financeira do governo para arcar com o reajuste da data-base do funcionalismo. ... 

Leia mais

2 de junho de 2015
por Esmael Morais
9 Comentários

Greve dos professores e servidores perto do fim? Depende de Richa

greve

Chegando ao 36º dia da segunda greve do ano, os professores e servidores da rede pública estadual se mantêm firmes no propósito de dobrar a intransigência do governador Beto Richa (PSDB) e sua equipe liderada pelo secretário da Fazendo, Mauro Ricardo Costa, interventor nacional do PSDB nas finanças do Paraná.

Caminham juntos nesta batalha os professores e servidores das universidades estaduais, também em greve há mais de um mês. E mais recentemente, uniram-se ao movimento os servidores de outras categorias como a saúde, agricultura, meio ambiente e socioeducadores; sem falar nos agentes penitenciários que foram proibidos de fazer greve pela justiça, mas que estão presentes no movimento.

Nesta segunda-feira (1º) aconteceu um fato curioso. Os professores em greve foram protestar em frente a Secretaria de Educação (SEED) e ao chegarem no local, os servidores do órgão abandonaram o prédio às pressas por ordem da titular. Eles acharam que o prédio seria ocupado pelos manifestantes, mas isso não aconteceu. Leia mais