24 de junho de 2015
por esmael
10 Comentários

Governo do Estado “sujo” na praça faz Sindicato pagar pelo papel de identidades funcionais

porteUma das bandeiras dos agentes penitenciários em busca da sua segurança pessoal é o porte de arma fora do local de trabalho. Nos últimos dez anos, cerca de 15 agentes penitenciários foram assassinados fora do expediente no Paraná.

A autorização do porte de arma para esses profissionais foi estabelecida há um ano, mediante alteração do estatuto do desarmamento aprovada pelo Congresso e sancionada pela presidenta Dilma Rousseff (PT). Desde então o Sindicato dos Agentes Penitenciários do Paraná vem lutando contra a burocracia e a incompetência do governo do Estado para que o direito conquistado se concretize.

Entre idas e vindas, a diretoria do Sindarspen identificou uma questão, digamos, burocrática que estava inviabilizando o porte. É que a confecção das identidades funcionais dos agentes, a cargo da Secretaria de Segurança Pública do Estado, estava travada pois o fornecimento do papel foi cancelado por falta de pagamento.

Ao tomar conhecimento do “problema”, o Sindarspen comprou o material, arcando com os valores.

20 de Maio de 2015
por esmael
14 Comentários

Agentes penitenciários decidem por greve geral na luta da data-base

sindarspenOs agentes penitenciários do Paraná deliberaram por greve geral no Sistema Penitenciário em protesto contra a falta de segurança, dentro e fora dos presídios, e também pela luta da data-base de 8,17% dos servidores públicos. A decisão foi tomada nesta terça-feira (19), em assembleia gral da categoria, em Guarapuava. A greve dos agentes inicia no próximo sábado (23) e não tem data para terminar.

13 de Maio de 2015
por esmael
19 Comentários

Agentes penitenciários denunciam “2º massacre” do governo Beto Richa

agentesOs agentes penitenciários que participaram das manifestações contra o confisco da previdência dos servidores por parte do governador Beto Richa (PSDB), em particular do massacre do dia 29 de abril, começaram a ser perseguidos pelo Departamento Penitenciário do Paraná (Depen), órgão da Secretaria de Segurança Pública do Estado.

Ou seja, não bastou o ataque covarde autorizado pelo governdor tucano em que mais de 200 servidores ficaram feridos. Richa agora quer enfraquecer sua representatividade intimidando-os, para que não possam se mobilizar contra novas injustiças por parte do governo.

Em um dos casos denunciados ao Sindicato dos Agentes Penitenciários do Paraná (Sindarspen), um trabalhador que integrava a Divisão de Operações de Segurança, foi retirado do grupo de ações táticas e colocado à disposição do Depen, depois que seu chefe imediato viu sua foto durante a manifestação.

30 de Março de 2015
por esmael
2 Comentários

Paralisação dos Agentes Penitenciários vai até quarta-feira

sindarspenO Agentes Penitenciários do Paraná iniciaram hoje (30) um movimento de paralisação das atividades que deve durar até quarta-feira, dia 01. Eles protestam contra a morte de dois colegas ocorrida durante o mês de março.

No protesto, os agentes suspenderam todos as atividades dos presos como aulas, banho de sol e outras. Foram mantidas somente a alimentação e os atendimentos de emergência.

Segundo a vice-presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Paraná (Sindarspen), Petruska Sviercoski, a adesão está sendo de 100% dos agentes; mesmo por que é necessário estabilizar o clima de tensão e insegurança dentro dos estabelecimentos penais.

A mobilização foi marcada após uma agente ter sido encontrado morto no sábado (28) em Colombo, com tiros na cabeça. Este foi o segundo Agente assassinado somente neste mês. No último dia 16, dois homens invadiram o Centro de Regime Semiaberto de Guarapuava e executaram outro agente com três tiros, durante o serviço.

19 de Março de 2015
por esmael
7 Comentários

Beto Richa enfrenta a 24ª rebelião de presos em um ano

pce.jpgTeve início no fim da tarde desta quinta-feira (19) mais uma rebelião no sistema penitenciário estadual, desta vez na Penitenciária Central do Estado em Piraquara. Dois agentes penitenciários foram feitos reféns. Esta é a 24ª em um ano no governo Beto Richa (PSDB). Leia mais

23 de outubro de 2014
por esmael
7 Comentários

“Pacote de Richa para conter rebeliões brinca com vida dos agentes penitenciários”, acusa Sindicato

agentes_pacote_richa.jpg

Após o Jornal Gazeta do Povo publicar! uma matéria detalhando o pacotão penitenciário!, na edição desta quinta-feira (23),! a ser implementado pelo governo do Estado para conter as rebeliões no sistema penitenciário estadual, o Blog do Esmael foi ouvir os agentes penitenciários, que são os servidores que sofrem diretamente com as rebeliões. Somente em 2014, 46 agentes foram feitos reféns e diversos foram feridos nas 22 rebeliões registradas até hoje. Leia mais

22 de outubro de 2014
por esmael
16 Comentários

Agentes Penitenciários põem Richa contra a parede e exigem segurança

agentes.jpg

Cerca de 200 agentes penitenciários de todo o Estado fizeram na manhã de hoje (22) uma manifestação em frente ao Palácio Iguaçu, sede do governo do estadual. Eles pedem mais segurança nos presídios estaduais que só em 2014 já sofreram 22 rebeliões em que 46 agentes foram tomados como reféns. Leia mais

15 de outubro de 2014
por esmael
7 Comentários

“Choque de gestão”: Termina 21!ª rebelião deste ano no PR, mas terror e insegurança continuam; assista

Modelo de gestão! para o presidenciável Aécio Neves, o governo do Paraná parece que terá um refresco diante da 21!ª rebelião do ano no sistema carcerário estadual. A Polícia Militar selou acordo com os rebelados da Penitenciária Estadual de Guarapuava (PIG), na manhã de hoje (15), e os agentes penitenciários feitos reféns devem ser liberados em poucas horas. Mas, pelos relatos dos agentes e dos familiares dos presos, é só questão de dias para que novas revoltas aconteçam. Não há como esconder que o descaso do governo Beto Richa com o sistema penitenciário é a principal causa desses eventos de terror e violência. Abaixo, assista ao vídeo com reportagem produzida pela TV a cabo G Mais, de Guarapuava.

Modelo de gestão! para o presidenciável Aécio Neves, o governo do Paraná parece que terá um refresco diante da 21!ª rebelião do ano no sistema carcerário estadual. A Polícia Militar selou acordo com os rebelados da Penitenciária Estadual de Guarapuava (PIG), na manhã de hoje (15), e os agentes penitenciários feitos reféns devem ser liberados em poucas horas. Mas, pelos relatos dos agentes e dos familiares dos presos, é só questão de dias para que novas revoltas aconteçam. Não há como esconder que o descaso do governo Beto Richa com o sistema penitenciário é a principal causa desses eventos de terror e violência. Abaixo, assista ao vídeo com reportagem produzida pela TV a cabo G Mais, de Guarapuava.

Após cerca de 48 horas, parece que a rebelião na Penitenciária Estadual de Guarapuava (PIG) está chegando ao fim. O Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar anunciou nesta manhã ter selado um acordo com os rebelados que prevê a transferência de 28 presos. Somente após essa transferência se concretizar, os reféns serão liberados. Leia mais

14 de outubro de 2014
por esmael
17 Comentários

Vídeo mostra 21!ª rebelião em presídio do Paraná. Modelo para o país?

O vídeo acima é da G + Notícias, uma emissora de TV a cabo de Guarapuava, e mostra alguns trechos da rebelião inciada ontem (13) pela manhã.

A rebelião na Penitenciária Industral de Guarapuava (PIG) completou 24 horas sem perspectiva de desfecho. Doze agentes são mantidos como reféns; pelo menos dez pessoas foram feridas, entre eles um agente penitenciário. As reivindicações dos rebelados já foi encaminhada ao governo do Estado, mas o impasse continua.

Nesta terça-feira (14), um dia depois de o presidenciável tucano Aécio Neves passar pelo estado, onde é apoiado pelo governador Beto Richa, a pergunta que não quer calar é a seguinte: à‰ esse o tipo de modelo que o Paraná quer difundir ao Brasil? Em todas as aparições conjuntas, o mineiro fez questão de frisar que pretende copiar o modelo de gestão do correligionário paranaense.

Ainda durante a campanha do primeiro turno, quando várias rebeliões ocorreram por falta de condições de higiene e comida estragada nos presídios, Richa atribuía a crise aos oposicionistas. E agora que foi reeleito, cadê o governador?

13 de outubro de 2014
por esmael
57 Comentários

Mais uma rebelião, desta vez em Guarapuava, e cadê Beto Richa?

Começou no final da manhã desta segunda-feira (13) mais uma rebelião no sistema penitenciário estadual. Desta vez foram os detentos da Penitenciária Industrial de Guarapuava (PIG).! Segundo o Sindicato dos Agentes Penitenciários do Paraná, doze agentes foram feitos reféns. Para o Departamento de Execução Penal do Estado do Paraná (Depen),! são! oito agentes reféns. Um agente ficou ferido e está hospitalizado.

A Polícia Militar está no local e cerca o prédio. Os funcionários foram retirados e no momento é aguardada a chegada de negociadores. Os rebelados pediram a presença do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB!“PR), Juliano Breda, além de contato com o governador do Estado.

Mas o governador ! Beto Richa (PSDB) ignora esta rebelião que põe em risco a vida dos servidores e dos detentos, pois esta tarde recebeu seu colega de partido, o candidato a presidente Aécio Neves em um evento! de campanha na Universidade Positivo, em Curitiba.

O Blog do Esmael vem noticiando há meses a crise no sistema! penitenciário estadual. Esta é a vigésima primeira rebelião somente em 2014. Os Agentes Penitenciários chegaram a marcar uma greve que iniciaria no fim de setembro, mas o Tribunal de Justiça concedeu liminar vetando a paralisação. A principal reivindicação dos agentes é mais segurança nos presídios.

Com informações do G1 e da Gazeta do Povo.

28 de setembro de 2014
por esmael
7 Comentários

Tribunal de Justiça barra greve dos agentes penitenciários no Paraná

Liminar do Tribunal de Justiça do Paraná suspendendo greve dos agentes penitenciários, que estava prevista para amanhã (29), é mais uma prova cabal de que o governador Beto Richa realmente é um "homem de sorte", como ele próprio declarou em sabatina no jornal Gazeta do Povo; agentes penitenciários exigem segurança dentro das unidades penais; em 2014, o sistema carcerário teve 20 rebeliões nas quais os agentes foram ameaçados e tomados como reféns pelos presos rebelados.

Liminar do Tribunal de Justiça do Paraná suspendendo greve dos agentes penitenciários, que estava prevista para amanhã (29), é mais uma prova cabal de que o governador Beto Richa realmente é um “homem de sorte”, como ele próprio declarou em sabatina no jornal Gazeta do Povo; agentes penitenciários exigem segurança dentro das unidades penais; em 2014, o sistema carcerário teve 20 rebeliões nas quais os agentes foram ameaçados e tomados como reféns pelos presos rebelados.

O governador Beto Richa (PSDB), como o próprio disse recentemente em sabatina no jornal Gazeta do Povo, realmente é um “homem de sorte” (clique aqui). Ele obteve uma liminar no começo da noite de sexta-feira (26), junto ao Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR), proibindo que os agentes penitenciários do estado deflagrem greve geral nesta segunda-feira (29). Leia mais

26 de setembro de 2014
por esmael
11 Comentários

Agentes Penitenciários iniciam greve geral na segunda-feira 29

A próxima segunda-feira (29) promete ser um dia de fortes emoções no cenário político estadual. O senador Roberto Requião promete uma revelação bombástica contra o governador-candidato Beto Richa (PSDB), que, por seu lado, se licenciará do governo. Mesmo fora do cargo, Richa terá que responder pela situação caótica no sistema prisional visto que os agentes penitenciários entrarão em greve também na segunda-feira.

A principal reivindicação da greve dos agentes penitenciários é por segurança dentro das unidades penais. Foram 20 rebeliões somente em 2014. Na maioria delas, os agentes foram ameaçados e tomados como reféns pelos presos rebelados.

O comunicado de greve foi protocolado pelo Sindarspen junto ao governo do Estado no dia 22. Devido a natureza da função dos agentes, eles decidiram que 20% dos servidores vão parar efetivamente e que os outros 80% vão apenas preencher os postos para manter procedimentos básicos e emergenciais.

Segundo o comando grevista, visitas, banho de sol, assistência jurídica e trabalho do preso, por exemplo, não serão possíveis durante a paralisação da categoria que será por tempo indeterminado.

Representantes do governo do Estado receberam os dirigentes do Sindarspen para uma reunião na quinta-feira (25) mas nenhuma proposta foi apresentada. Uma reunião com dirigentes do Departamento de Execução Penal (Depen) está marcada para a próxima quarta-feira, dia 1!º de outubro.

Vamos parar. Vamos apenas assumir os postos para manter a segurança dentro das unidades e garantir as mínimas condições aos presos. Infelizmente essa medita extrema foi necessária para que o Estado invista no Sistema Penitenciário e para que as unidades voltem a ter segurança e que cumpram com o seu objetivo que é a ressocialização do apenado aliada com dignidade humana aos detentos!, diz Antony Johnson, presidente do SINDARSPEN.

O presidente ainda explica que a categoria está aberta ao diálogo e aguarda o Governo chamar a categoria para negociar.

Estamos pedindo socorro. Estamos com medo para trabalhar e só queremos condições de trabalho. Por isso, esperamos que o Estado nos chame para conversar!, relata.

Ampliação do quadro de servidores, compra e manutenção de materiais de trabalho, medidas de segurança e o fim da superlotação são algumas das

16 de setembro de 2014
por esmael
9 Comentários

Penitenciária de Piraquara “PEP I” liberou festinha para o PCC, denunciam agentes

Agentes penitenciários denunciaram nesta terça-feira (16) que a direção da PEP I (Penitenciária Estadual de Piraquara I) autorizou, no último dia 31 de agosto, que integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC) fizessem uma festinha com bolos e salgadinhos para comemorar aniversário da facção criminosa no presídio. Os trabalhadores do sistema carcerário enfrentam hoje a 21!ª rebelião com 31 reféns em nove meses. Categoria realiza assembleia geral nesta quarta (17), à s 9 horas, em frente o Palácio Iguaçu, em Curitiba, quando poderão deflagrar greve em todas as unidades prisionais do estado.

Agentes penitenciários denunciaram nesta terça-feira (16) que a direção da PEP I (Penitenciária Estadual de Piraquara I) autorizou, no último dia 31 de agosto, que integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC) fizessem uma festinha com bolos e salgadinhos para comemorar aniversário da facção criminosa no presídio. Os trabalhadores do sistema carcerário enfrentam hoje a 20!ª rebelião com 31 reféns em nove meses. Categoria realiza assembleia geral nesta quarta (17), à s 9 horas, em frente o Palácio Iguaçu, em Curitiba, quando poderão deflagrar greve em todas as unidades prisionais do estado.

Agentes do sistema carcerário do Paraná denunciaram nesta terça-feira (16) que a direção da PEP I (Penitenciária Estadual de Piraquara I) autorizou, no último dia 31 de agosto, que integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC) fizessem uma festinha com bolos e salgadinhos para comemorar aniversário da facção criminosa no presídio. Leia mais

26 de agosto de 2014
por esmael
7 Comentários

“Rebelião termina, mas problemas nos presídios tendem a se agravar”, preveem agentes penitenciários

A rebelião na Penitenciária Estadual de Cascavel iniciada na manhã de domingo (24) foi encerrada na madrugada desta terça-feira (26) com a libertação do último refém, durando cerca de 46 horas. Mas o fim da revolta dos presos não significa o fim dos problemas. Segundo o Sindicato dos Agentes Penitenciários do Paraná (SINDARSPEN), o sistema carcerário do estado não tem condições de desenvolver as atividades essenciais com segurança e os presos não têm seus direitos básicos atendidos.

Segundo o SINDARSPEN, garantias relativas a Direitos Humanos e Dignidade da Pessoa Humana são violadas constantemente através da precariedade dos serviços prestados pelo Estado, que vai desde atendimento médico, jurídico, social, direito ao estudo, trabalho, até condições de higiene e alimentação. O Governo abandonou os presídios e, com isso, a maior crise do Sistema Penitenciário se instalou nas unidades.

O presidente do Sindicato dos Agentes afirma que o descaso do Governo do Estado é o principal motivo da precariedade do Sistema Penitenciário no Paraná.

Não foi construída nenhuma unidade prisional durante essa gestão, apenas foram superlotadas as penitenciárias já existentes. Não foi destinado o investimento necessário para sequer suprir as necessidades básicas. Não foram contratados funcionários suficientes para atender à  demanda da população carcerária. Não foi implantada uma política pública de enfrentamento ao crime organizado. Todas estas omissões resultaram nessa crise que estamos enfrentando nos últimos tempos!, avaliou Antony Johnson.

Comissão de Direitos Humanos da Câmara

O presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) da Câmara dos Deputados, Assis do Couto, emitiu uma nota manifestando preocupação com os efeitos da rebelião e com os desdobramentos das transferências dos mais de 800 detentos que deixaram a PEC. Segundo ele existem relatos à  Comissão de Direitos Humanos que a maior parte das penitenciárias ficará superlotada e com poucas condições de abrigar os detentos transferidos de Cascavel.

O deputado afirmou que a comissão está disponível para acompanhar as transferências, identificar os detentos mortos durante a rebelião, e colaborar para garantir o respeito aos direitos fundamentais, tanto da população carcerária quanto dos trabalhadores do sistema carcerário no Paraná.

Ato Público

O SINDARSPEN está convocando os agentes penitenciários de Cascavel e região para Ato Público na cidade de Cascavel. A manifestação é devido à  crise instalada no Sistema Penitenciário do Paraná que causou a violenta rebelião na PEC (Penitenciária Estadual de Cascavel) por dois d

13 de Maio de 2014
por esmael
28 Comentários

Após “grevezinha” de 24h nas delegacias, agentes penitenciários pedem intervenção no Paraná

 80% das delegacias fazem "grevezinha" de 24 horas no Paraná e amanhã, quarta-feira (14), agentes penitenciários protestam contra a transferência de 1,3 mil presos para o sistema "sem o devido contingenciamento de vagas"; Sindicato dos Agentes Penitenciários do Paraná acusam o governador Beto Richa (PSDB) de apenas! passar a batata quente para o vizinho, ou seja, de mudar o local do problema que continua; entidade representativa dos agentes penitenciários pede intervenção e fiscalização de órgãos como Ministério Público, Comissão de Direitos Humanos da OAB/PR, Pastoral Carcerária do Paraná, Comissões de Segurança e Direitos Humanos da Assembleia Legislativa e Conselho Penitenciário (COPEN).


80% das delegacias fazem “grevezinha” de 24 horas no Paraná e amanhã, quarta-feira (14), agentes penitenciários protestam contra a transferência de 1,3 mil presos para o sistema “sem o devido contingenciamento de vagas”; Sindicato dos Agentes Penitenciários do Paraná acusam o governador Beto Richa (PSDB) de apenas! passar a batata quente para o vizinho, ou seja, de mudar o local do problema que continua; entidade representativa dos agentes penitenciários pede intervenção e fiscalização de órgãos como Ministério Público, Comissão de Direitos Humanos da OAB/PR, Pastoral Carcerária do Paraná, Comissões de Segurança e Direitos Humanos da Assembleia Legislativa e Conselho Penitenciário (COPEN).

à‰ grave a crise que assola a segurança pública do Paraná. Primeiro, são as delegacias que estão paralisadas desde a 0h de hoje (13), cuja paralisação irá até a 0h de amanhã, em protesto contra a superlotação das cadeias no estado. Nesta quarta-feira (14) será a vez dos agentes penitenciários fazerem manifestação contra a transferência de 1.300 apenados para o sistema penitenciário “sem o devido contingenciamento de vagas”. Leia mais