8 de novembro de 2017
por esmael
4 Comentários

“EFEITO QUADRO NEGRO”: Comunidade se cansa de esperar e reforma escola no Paraná

O Colégio Estadual Romário Martins, no município de Piraquara, Grande Curitiba, é um dos “filhos” da Operação Quadro Negro. A comunidade local, cansada de esperar pelo dinheiro que não chegou — porque foi desviado –, arregaçou as mangas para reformar o prédio de 65 anos.

19 de agosto de 2016
por esmael
13 Comentários

EUA estatizam presídios enquanto Brasil pensa em privatizar para encarcerar mais

privatizacao_presidiosOs Estados Unidos fulminaram essa semana a tese do liberalismo ao anunciar o fim dos presídios privados. A estatização norte-americana é uma ducha de água fria nas pretensões do interino Michel Temer (PMDB), que planeja privatizar as penitenciárias brasileiras.

3 de Março de 2016
por admin
6 Comentários

Coluna do Requião Filho: Beto Richa e as promessas não cumpridas

Download áudio

Requião Filho*

Ele prometeu e mais uma vez não cumpriu! Travesso este menino!!! Promete, promete e não cumpre! Acreditem, ele disse que resolveria o problema carcerário no Estado do Paraná, que retiraria os presos das delegacias e que os transfeririam para penitenciárias, que criaria milhares de vagas!!! Promessas vãs, lançadas ao vento, em um passado não tão distante…

Hoje, a realidade segue a rotina do caos diário nas delegacias espalhadas pelo Estado, como informado pela imprensa, nos primeiros 45 dias de 2016, mais de 100 presos fugiram das delegacias do Paraná!

Note-se que desde 2014, quando o então Secretário de Segurança Pública e médico oftalmologista prometeu retirar 1200 presos das delegacias de Curitiba, em no máximo 60 dias, nada aconteceu, mais uma vez. Por que acreditar, novamente, em promessas que sabidamente não serão cumpridas?

Os Delegados de Polícia, 168 para ser exato, que assinam o manifesto encaminhado ao Governador contra superlotação carcerária nas delegacias do Estado demoraram, mas finalmente perceberam que as promessas do atual chefe do Poder Executivo não são dignas de crédito. Desde 2011, quando Beto Richa assumiu o Estado, promete a construção de penitenciárias, porém, até o momento, nem

13 de Maio de 2015
por esmael
19 Comentários

Agentes penitenciários denunciam “2º massacre” do governo Beto Richa

agentesOs agentes penitenciários que participaram das manifestações contra o confisco da previdência dos servidores por parte do governador Beto Richa (PSDB), em particular do massacre do dia 29 de abril, começaram a ser perseguidos pelo Departamento Penitenciário do Paraná (Depen), órgão da Secretaria de Segurança Pública do Estado.

Ou seja, não bastou o ataque covarde autorizado pelo governdor tucano em que mais de 200 servidores ficaram feridos. Richa agora quer enfraquecer sua representatividade intimidando-os, para que não possam se mobilizar contra novas injustiças por parte do governo.

Em um dos casos denunciados ao Sindicato dos Agentes Penitenciários do Paraná (Sindarspen), um trabalhador que integrava a Divisão de Operações de Segurança, foi retirado do grupo de ações táticas e colocado à disposição do Depen, depois que seu chefe imediato viu sua foto durante a manifestação.

26 de Fevereiro de 2015
por esmael
15 Comentários

Crise no governo Richa: Suspeitos de assassinato são soltos no Paraná por falta de escolta do Depen

mats.jpgHá alguns anos o Blog do Esmael vem denunciando o desmonte do Estado promovido pelo governo Beto Richa (PSDB). A situação de caos e calote generalizado no início deste segundo mandato do tucano fez despertar os servidores de diversas categorias, que se mobilizam para tentar barrar essa destruição. E quando parece que nada mais causaria espanto em relação aos desmandos do governo do estado, eis que surge uma notícia capaz de trazer mais medo ainda aos paranaenses. Vejamos abaixo.

O juiz Ricardo José Lopes, da Vara Criminal da Comarca de Matinhos, Litoral do Paraná, mandou soltar um casal suspeito de assassinato porque o Departamento de Execução Penal (Depen) não fez a escolta dos réus entre os municípios de Curitiba e Matinhos para participariam da audiência no processo em que estão sendo acusados.

O motivo da não realização da escolta seria o não pagamento de diárias aos agentes penitenciários e policiais militares por parte do governo do estado, e por isso, em razão da prisão preventiva dos réus ter excedido bastante o prazo de 90 dias, o juiz acatou o pedido de relaxamento de prisão apresentada pelos advogados da defesa.

Em trecho da decisão pela soltura dos suspeitos o juiz pondera: Ocorre que é de conhecimento geral que o governo o Estado não está pagando as diárias do pessoal da escolta (DEPEN e PM), de forma que não há prazo para a normalização do ‘serviço’, razão pela qual, outra solução não há senão reconhecer o constrangimento ilegal.!

O crime supostamente cometido pelo casal aconteceu em setembro do ano passado. A audiência para depoimentos dos acusados e testemunhas era para ter acontecido no dia 4 de fevereiro. Agora, em liberdade, os réus devem comparecer em juízo para nova audiência marcada para maio. Como não dependerão de escolta do Depen, é possível que compareçam. Foi o compromisso firmado através de seus advogados.

O Blog do Esmael ouviu o juiz Ricardo José Lopes que conduz o caso e concedeu os alvarás de soltura aos acusados. Ele reconheceu que a questão é polêmica, mas afirmou que estaria cometendo uma ilegalidade se mantivesse os acusados presos por mais tempo em função da inoperância do Estado.

23 de outubro de 2014
por esmael
7 Comentários

“Pacote de Richa para conter rebeliões brinca com vida dos agentes penitenciários”, acusa Sindicato

agentes_pacote_richa.jpg

Após o Jornal Gazeta do Povo publicar! uma matéria detalhando o pacotão penitenciário!, na edição desta quinta-feira (23),! a ser implementado pelo governo do Estado para conter as rebeliões no sistema penitenciário estadual, o Blog do Esmael foi ouvir os agentes penitenciários, que são os servidores que sofrem diretamente com as rebeliões. Somente em 2014, 46 agentes foram feitos reféns e diversos foram feridos nas 22 rebeliões registradas até hoje. Leia mais

20 de outubro de 2014
por esmael
6 Comentários

Rebelião chega ao fim, mas governo do PSDB continua refém do PCC

A rebelião iniciada no final da tarde do domingo (19) na Penitenciária Estadual de Maringá deverá ser encerrada ainda na manhã de hoje (20). As negociações conduzidas pela Polícia Militar e pelo Departamento de Execução Penal do Estado do Paraná (Depen) estão avançadas. As reivindicações são parecidas com as rebeliões anteriores: transferências de presos e melhorias na alimentação.

Para se ter uma ideia do nível das reivindicações, um dos líderes da rebelião seria um preso que quer transferência para Curitiba, por que sua mulher estaria para dar a luz.

O saldo desta que é a vigésima segunda rebelião no sistema penitenciário estadual, até agora, é de dois agentes penitenciários feridos, já atendidos e sem risco de morte; e dois agentes tomados como reféns. Mas o que chama mesmo a atenção é a banalização das rebeliões, mostrando que não há comando e a segurança interna dos presídios é muito frágil; e o grande refém é na verdade o governo de Beto Richa (PSDB), que não tem força para fazer frente ao Primeiro Comando da Capital (PCC).

No meio dessa confusão, quem mais sofre são os agentes penitenciários! que! estão convocando uma manifestação para a próxima quarta-feira (22) em Curitiba. Eles pedem mais segurança para executarem seu trabalho e protestam contra a gestão administrativa do sistema penitenciário, indicando que o grande culpado pela insegurança nos presídios é o governo do estado.

A manifestação de quarta-feira está marcada para as 9 horas da manhã em frente ao Palácio Iguaçu.

15 de outubro de 2014
por esmael
15 Comentários

“Modelo de gestão! para Aécio, Paraná de Richa tem rebelião com repercussão internacional

A rebelião na Penitenciária Industrial de Guarapuava foi destaque na mídia internacional com matérias nos jornais ingleses Independent e Mirror, na agência inglesa BBC e na TV Al Jazeera, do Catar. Matérias enfatizam crueldade dos rebelados em atear fogo e jogar reféns do telhado do presídio. à‰ o modelo de gestão do governador Beto Richa (PSDB), que vai servir ao seu correligionário Aécio Neves, caso seja eleito presidente no próximo dia 26. O destaque internacional já foi alcançado!

A rebelião na Penitenciária Industrial de Guarapuava foi destaque na mídia internacional com matérias nos jornais ingleses Independent e Mirror, na agência inglesa BBC e na TV Al Jazeera, do Catar. Matérias enfatizam crueldade dos rebelados em atear fogo e jogar reféns do telhado do presídio. à‰ o modelo de gestão do governador Beto Richa (PSDB), que vai servir ao seu correligionário Aécio Neves, caso seja eleito presidente no próximo dia 26. O destaque internacional enche os paranaenses de orgulho.

A rebelião na Penitenciária Industrial de Guarapuava (PIG), iniciada na segunda-feira (13) e encerrada na tarde de hoje, foi destaque na imprensa internacional com matérias em sites importantes, como o dos jornais ingleses Independent e Mirror, da agência inglesa BBC e da TV Al Jazeera, do Catar, entre outros. Leia mais

15 de outubro de 2014
por esmael
7 Comentários

“Choque de gestão”: Termina 21!ª rebelião deste ano no PR, mas terror e insegurança continuam; assista

Modelo de gestão! para o presidenciável Aécio Neves, o governo do Paraná parece que terá um refresco diante da 21!ª rebelião do ano no sistema carcerário estadual. A Polícia Militar selou acordo com os rebelados da Penitenciária Estadual de Guarapuava (PIG), na manhã de hoje (15), e os agentes penitenciários feitos reféns devem ser liberados em poucas horas. Mas, pelos relatos dos agentes e dos familiares dos presos, é só questão de dias para que novas revoltas aconteçam. Não há como esconder que o descaso do governo Beto Richa com o sistema penitenciário é a principal causa desses eventos de terror e violência. Abaixo, assista ao vídeo com reportagem produzida pela TV a cabo G Mais, de Guarapuava.

Modelo de gestão! para o presidenciável Aécio Neves, o governo do Paraná parece que terá um refresco diante da 21!ª rebelião do ano no sistema carcerário estadual. A Polícia Militar selou acordo com os rebelados da Penitenciária Estadual de Guarapuava (PIG), na manhã de hoje (15), e os agentes penitenciários feitos reféns devem ser liberados em poucas horas. Mas, pelos relatos dos agentes e dos familiares dos presos, é só questão de dias para que novas revoltas aconteçam. Não há como esconder que o descaso do governo Beto Richa com o sistema penitenciário é a principal causa desses eventos de terror e violência. Abaixo, assista ao vídeo com reportagem produzida pela TV a cabo G Mais, de Guarapuava.

Após cerca de 48 horas, parece que a rebelião na Penitenciária Estadual de Guarapuava (PIG) está chegando ao fim. O Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar anunciou nesta manhã ter selado um acordo com os rebelados que prevê a transferência de 28 presos. Somente após essa transferência se concretizar, os reféns serão liberados. Leia mais

14 de outubro de 2014
por esmael
47 Comentários

Gleisi: 21 rebeliões em presídios refletem o fracasso do governo Richa

Enquanto o governador do Paraná,! Beto Richa (PSDB), parece ignorar a rebelião iniciada ontem (13) na Penitenciária Industrial de Guarapuava, a senadora Gleisi Hoffmann emitiu uma nota manifestando solidariedade aos servidores envolvidos e aos familiares dos detentos, bem como cobrando explicações do governador.

Essa é a vigésima primeira rebelião ocorrida somente em 2014. As rebeliões acontecem, os presos são transferidos sem os critérios apropriados e vão disseminar a revolta para outras penitenciárias. E o governador reeleito está firme na campanha de seu correligionário, Aécio Neves, sem dar a mínima atenção ou prestar os esclarecimentos necessários diante desse quadro de terror.

Veja a seguir a nota da senadora Gleisi Hoffmann:! 

Nota da senadora Gleisi Hoffmann sobre a rebelião em Guarapuava

Detentos da Penitenciária Industrial de Guarapuava iniciaram nesta segunda-feira, 13, mais uma rebelião no Paraná. Trata-se da 21!ª rebelião de presos em 2014 no estado.

Além de Guarapuava, as cidades de Piraquara, Cruzeiro do Oeste, Cascavel, Foz do Iguaçu, Londrina, Telêmaco Borba, Santo Antônio da Platina, Ponta Grossa, Maringá, Francisco Beltrão e Curitiba registraram rebeliões neste ano, inclusive com detentos mortos e feridos. Apenas no último mês, foram foram cinco rebeliões.

As rebeliões são resultado de quatro anos em que o governo do Estado menosprezou o sistema penitenciário como fator importante para a segurança pública. Falta tratamento adequado aos detentos, respeito aos familiares e, principalmente, segurança aos agentes penitenciários e demais trabalhadores do sistema prisional. Há quatro anos o governador conhece a situação crítica dos presídios e vem tratando o tema burocraticamente.

Durante o período eleitoral, o governador chegou a afirmar que as rebeliões tinham cunho político e não refletiam o fracasso de sua gestão no trato da segurança pública. Será que o governador mantém seu posicionamento mesmo depois de sua reeleição?

14 de outubro de 2014
por esmael
17 Comentários

Vídeo mostra 21!ª rebelião em presídio do Paraná. Modelo para o país?

O vídeo acima é da G + Notícias, uma emissora de TV a cabo de Guarapuava, e mostra alguns trechos da rebelião inciada ontem (13) pela manhã.

A rebelião na Penitenciária Industral de Guarapuava (PIG) completou 24 horas sem perspectiva de desfecho. Doze agentes são mantidos como reféns; pelo menos dez pessoas foram feridas, entre eles um agente penitenciário. As reivindicações dos rebelados já foi encaminhada ao governo do Estado, mas o impasse continua.

Nesta terça-feira (14), um dia depois de o presidenciável tucano Aécio Neves passar pelo estado, onde é apoiado pelo governador Beto Richa, a pergunta que não quer calar é a seguinte: à‰ esse o tipo de modelo que o Paraná quer difundir ao Brasil? Em todas as aparições conjuntas, o mineiro fez questão de frisar que pretende copiar o modelo de gestão do correligionário paranaense.

Ainda durante a campanha do primeiro turno, quando várias rebeliões ocorreram por falta de condições de higiene e comida estragada nos presídios, Richa atribuía a crise aos oposicionistas. E agora que foi reeleito, cadê o governador?

13 de outubro de 2014
por esmael
57 Comentários

Mais uma rebelião, desta vez em Guarapuava, e cadê Beto Richa?

Começou no final da manhã desta segunda-feira (13) mais uma rebelião no sistema penitenciário estadual. Desta vez foram os detentos da Penitenciária Industrial de Guarapuava (PIG).! Segundo o Sindicato dos Agentes Penitenciários do Paraná, doze agentes foram feitos reféns. Para o Departamento de Execução Penal do Estado do Paraná (Depen),! são! oito agentes reféns. Um agente ficou ferido e está hospitalizado.

A Polícia Militar está no local e cerca o prédio. Os funcionários foram retirados e no momento é aguardada a chegada de negociadores. Os rebelados pediram a presença do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB!“PR), Juliano Breda, além de contato com o governador do Estado.

Mas o governador ! Beto Richa (PSDB) ignora esta rebelião que põe em risco a vida dos servidores e dos detentos, pois esta tarde recebeu seu colega de partido, o candidato a presidente Aécio Neves em um evento! de campanha na Universidade Positivo, em Curitiba.

O Blog do Esmael vem noticiando há meses a crise no sistema! penitenciário estadual. Esta é a vigésima primeira rebelião somente em 2014. Os Agentes Penitenciários chegaram a marcar uma greve que iniciaria no fim de setembro, mas o Tribunal de Justiça concedeu liminar vetando a paralisação. A principal reivindicação dos agentes é mais segurança nos presídios.

Com informações do G1 e da Gazeta do Povo.

26 de setembro de 2014
por esmael
11 Comentários

Agentes Penitenciários iniciam greve geral na segunda-feira 29

A próxima segunda-feira (29) promete ser um dia de fortes emoções no cenário político estadual. O senador Roberto Requião promete uma revelação bombástica contra o governador-candidato Beto Richa (PSDB), que, por seu lado, se licenciará do governo. Mesmo fora do cargo, Richa terá que responder pela situação caótica no sistema prisional visto que os agentes penitenciários entrarão em greve também na segunda-feira.

A principal reivindicação da greve dos agentes penitenciários é por segurança dentro das unidades penais. Foram 20 rebeliões somente em 2014. Na maioria delas, os agentes foram ameaçados e tomados como reféns pelos presos rebelados.

O comunicado de greve foi protocolado pelo Sindarspen junto ao governo do Estado no dia 22. Devido a natureza da função dos agentes, eles decidiram que 20% dos servidores vão parar efetivamente e que os outros 80% vão apenas preencher os postos para manter procedimentos básicos e emergenciais.

Segundo o comando grevista, visitas, banho de sol, assistência jurídica e trabalho do preso, por exemplo, não serão possíveis durante a paralisação da categoria que será por tempo indeterminado.

Representantes do governo do Estado receberam os dirigentes do Sindarspen para uma reunião na quinta-feira (25) mas nenhuma proposta foi apresentada. Uma reunião com dirigentes do Departamento de Execução Penal (Depen) está marcada para a próxima quarta-feira, dia 1!º de outubro.

Vamos parar. Vamos apenas assumir os postos para manter a segurança dentro das unidades e garantir as mínimas condições aos presos. Infelizmente essa medita extrema foi necessária para que o Estado invista no Sistema Penitenciário e para que as unidades voltem a ter segurança e que cumpram com o seu objetivo que é a ressocialização do apenado aliada com dignidade humana aos detentos!, diz Antony Johnson, presidente do SINDARSPEN.

O presidente ainda explica que a categoria está aberta ao diálogo e aguarda o Governo chamar a categoria para negociar.

Estamos pedindo socorro. Estamos com medo para trabalhar e só queremos condições de trabalho. Por isso, esperamos que o Estado nos chame para conversar!, relata.

Ampliação do quadro de servidores, compra e manutenção de materiais de trabalho, medidas de segurança e o fim da superlotação são algumas das