13 de Abril de 2018
por Redacao
1 Comentário

CNBB em carta ao Papa Francisco alerta para a “grave crise política” no país

Reunidos na 56ª Assembleia Geral dos Bispos do Brasil, em Aparecida (SP), a CNBB divulgou na quinta-feira (12) uma carta a ser enviada para o Papa Francisco, levando saudações do episcopado e as temáticas que estão sendo discutidas durante o encontro da cúpula da igreja católica no país. O texto  menciona a grave crise institucional, econômica e social que passa o Brasil no momento. Trata também da unidade do episcopado brasileiro com o sumo pontífice. Leia mais

1 de Abril de 2018
por Redacao
Comente agora

Igreja Católica é alvo de fascistas nas redes sociais em plena Páscoa

A demência fascista não tem limites e atira em tudo que se move na direção dos direitos humanos. Neste domingo(1) em que a comunidade cristã comemora a Páscoa, as milícias digitais do fascismo operam nas redes sociais uma tosca campanha contra a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).  Em páginas nas redes sociais, surgiram argumentos atribuindo um caráter comunista à atuação da CNBB, organismo da Igreja Católica. Um dos motivos do ódio dos fascistas foi a escolha do tema da campanha da Fraternidade 2018: “Fraternidade e a superação da violência”. Leia mais

29 de outubro de 2016
por esmael
23 Comentários

Ana Júlia, 16 anos: da ocupação ao Congresso Nacional; veja a agenda da estudante nesta 2ª feira

Em menos de uma semana, a vida da estudante Ana Júlia Ribeiro, de 16 anos, deu uma guinada de 180º depois de seu pronunciamento na Assembleia Legislativa (clique aqui para relembrar). Da ocupação que participava, no Colégio Estadual Senador Manuel Alencar Guimarães, o SESMAG, em Curitiba, ela vai cumprir uma extensa agenda nesta segunda-feira (31), em Brasília, que inclui reuniões e novos pronunciamentos no Congresso Nacional, CNBB, UNICEF e Ministério Público Federal.

19 de agosto de 2016
por esmael
13 Comentários

EUA estatizam presídios enquanto Brasil pensa em privatizar para encarcerar mais

privatizacao_presidiosOs Estados Unidos fulminaram essa semana a tese do liberalismo ao anunciar o fim dos presídios privados. A estatização norte-americana é uma ducha de água fria nas pretensões do interino Michel Temer (PMDB), que planeja privatizar as penitenciárias brasileiras.

20 de Março de 2016
por esmael
76 Comentários

Igreja Católica: ‘Não Vai Ter Golpe’; assista ao vídeo

Se depender da Igreja Católica, todo coxinha golpista vai arder no fogo do inferno (as orelhas do ministro Gilmar Mendes e do juiz Sérgio Moro devem ter ficado vermelhas hoje).

O bispo da Diocese de Crateús (CE), Dom Ailton Menegussi, afirmou que a Igreja não aceitará golpes no país.

“Não aceitamos que partido político nenhum aproveite-se dessa crise para dar golpe no país”, disse em sermão a fiéis no município de Tauá, sertão cearense.

Assista ao vídeo:

O religioso falou em nome da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

Menegussi afirmou que ninguém concorda com corrupção e todos os bispos apoiam que investigações sejam feitas, denúncias apuradas e, uma vez provadas, não antes, que se punam os culpados.

“Mas os culpados não são desse partido ou daquele só, não. Tem corrupto em tudo que é partido”, assegurou.

O bispo de Crateús disse ainda que a corrupção não foi inventada de 15 anos para cá. “Não sejamos inocentes, o que está acontecendo é que agora se está permitindo que as coisas apareçam”.

“Não vamos apoiar troca de governo, de pessoas interesseiras, que querem se apossar porque são carreiristas. Tem muita gente posando de santinho, mas que nunca pensou em pobre. Fazem discurso bonito porque querem o poder. E com isso a CNBB não concorda”, exortou o bispo Ailton Menegussi.

4 de junho de 2014
por esmael
11 Comentários

Bispos da CNBB panfletam contra Copa nas 12 sedes; será que vão para o céu?

via Brasil 247

A Pastoral do Turismo da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) vai distribuir panfletos nas 12 cidades-sede da Copa do Mundo com críticas à  gestão do governo para a competição.

Os panfletos dão “cartão vermelho” à  inversão de prioridades no uso do dinheiro público do país para eventos como a Copa do Mundo, e critica o fato de o governo delegar responsabilidades públicas a grandes corporações e entidades privadas que se apropriam do esporte.

A CNBB ressalta, no entanto, que o governo só marcará o “gol da vitória” quando ninguém for perseguido por trabalhar em espaço público, e direitos dos consumidores e torcedores forem respeitados.

Os folhetos foram impressos em três idiomas (português, espanhol e inglês) e mostram a preocupação da Igreja com oito pontos que merecem “cartão vermelho”.

O primeiro deles é “a exclusão de milhões de cidadãos ao direito à  informação e à  participação nos processos decisórios sobre as obras que foram realizadas para a Copa”.

Outros pontos criticados são a remoção de famílias e comunidades para a construção de obras dos estádios ou de mobilidade, a inversão de prioridades para com o dinheiro público que deveria servir, prioritariamente, para a saúde, educação, saneamento básico, transporte e segurança.

Além disso, os panfletos falam em desigualdades urbanas e degradação ambiental, a apropriação do esporte por entidades privadas e grandes corporações.

A entidade enumera iniciativas que representam um “gol da vitória”: a garantia de que a população de bairros populares e moradores de rua tenham direito de permanecer em suas localidades; que ninguém seja perseguido por trabalhar em espaço público; que movimentos sociais não sejam criminalizados.