8 de Fevereiro de 2018
por esmael
1 Comentário

Michel Temer irá disputar a Presidência para defender “legado” do golpe

Michel Temer bateu o martelo e decidiu disputar a Presidência da República. O emedebista quer participar do jogo sucessório para defender seu “legado” e, quem sabe, chegar ao segundo turno se houver a pulverização de candidaturas da centro-esquerda… Leia mais

6 de julho de 2017
por esmael
6 Comentários

CUT convoca nova Greve Geral para agosto

O presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Vagner Freitas, convocou na desta quarta-feira (5) a militância do campo de esquerda para uma nova Greve Geral contra as reformas, pela saída de Michel Temer e pelas Diretas Já.

15 de Maio de 2017
por esmael
6 Comentários

Centrais sindicais “invadem” Brasília, a partir de hoje, contra as reformas

As 9 centrais sindicais e os principais movimentos sociais do país intensificarão ações de pressão ao Congresso Nacional, a partir desta segunda-feira (15), com o objetivo de barrar as reformas trabalhista e previdenciária do ilegítimo Michel Temer.

15 de Maio de 2017
por esmael
3 Comentários

Gleisi: Precisamos de resistência e luta pelos interesses do povo

A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) ‘reativa’ em sua coluna desta segunda-feira (15) a ‘luta de classes’ nesses tempos de reformas trabalhista e previdenciária. Segundo ela, quem está propondo a precarização da mão de obra e o fim da aposentadoria tem todos os privilégios estabilidades possíveis.

9 de Maio de 2017
por esmael
4 Comentários

UGT vai condecorar parlamentares contrários às reformas de Temer

Os deputados e senadores que votarem contra as reformas previdenciária e trabalhista, propostas pelo governo Michel Temer, serão condecorados com a medalha “Honra ao Mérito dos Trabalhadores” criada pela União Geral dos Trabalhadores, a UGT, seção Paraná.

24 de Fevereiro de 2017
por esmael
8 Comentários

‘Cunha prevê prisão de Temer após reforma da previdência’

O senador Roberto Requião (PMDB-PR) alertou pelo Twitter, nesta sexta-feira (24), que o correligionário Michel Temer e integrantes de seu governo poderão ter o mesmo destino do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) preso pela Lava Jato desde outubro do ano passado.

5 de dezembro de 2016
por esmael
16 Comentários

Aproveite o último 13º salário de sua vida. Vem aí a reforma da previdência

temer_golpe_direitosMenos de 24 horas depois de protestos “contra a corrupção” o ilegítimo Michel Temer (PMDB) enviará proposta para aumentar a idade para aposentadorias e flexibiliza a CLT.

25 de dezembro de 2015
por esmael
18 Comentários

Centrais sindicais cogitam abandonar defesa de Dilma, caso governo ataque conquistas dos trabalhadores

Centrais sindicais cogitam abandonar Dilma, caso governo ataque conquistas dos trabalhadores

A União Geral dos Trabalhadores (UGT) e Central Única dos Trabalhadores (CUT), ambas entidades que foram ao combate das ruas contra o golpe, podem abandonar de vez a defesa da presidente Dilma Rousseff (PT) caso o governo leve adiante a Reforma da Previdência e Reforma Trabalhista.

O presidente da UGT, Ricardo Patah, em nota oficial, considera essas reformas “ataques aos direitos e conquistas que a duras penas foram acumulados ao longo da história de lutas da classe trabalhadora brasileira”.

O presidente da CUT, Vagner Freitas, também em nota oficial, afirma que o novo ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, repete o discurso do antecessor Joaquim Levy.

“O povo quer a Dilma que elegeu. Esse foi o canto que ecoou nas ruas em todas as manifestações que fizemos, especialmente, a do último dia 16, quando milhares de pessoas foram às ruas de mais de 70 cidades do Brasil e o Distrito Federal dizer que quer a Dilma que elegeu”, exortou o dirigente cutista.

Para Miguel Torres, presidente da Força Sindical, o governo quer nas costas dos trabalhadores “apenas para mostrar ao mercado que realmente vai buscar o equilíbrio fiscal”.

As centrais têm razão na reação, pois essas reformas colocarão em jogo a existência da organização sindical e, com certeza, se levadas a cabo, extinguirão a maioria dos sindicatos brasileiros com o intuito de beneficiar o capital em detrimento do trabalho.

A seguir, leia a íntegra as notas oficiais da UGT e da CUT:

Nota oficial da UGT:

Aumentar exclusão não desenvolve a Nação

Mais uma vez, se anunciam às vésperas do Natal medidas que só fazem prever um Ano Novo repleto de tristezas e incertezas para os trabalhadores e suas famílias.  Novamente, erra no alvo e na forma o Governo Dilma. Atropela o diálogo com as Centrais Sindicais e arbitrariamente aponta a tesoura dos cortes ao muito pouco que o Estado Brasileiro retorna aos trabalhadores efetivamente contribuintes da Previdência Social. Enquanto isso, nada é apresentado para conter a verdadeira sangria do Tesouro Nacional, representada pelos privilégios e favores bilionários que sustentam as castas de uma elite empresarial e política que vive de sugar o Estado Brasileiro.

Escolher este momento de grave crise, com o País à beira da depressão econômica, para propor Reforma da Previdência e Reforma Trabalhista é um verdadeiro crime de lesa-trabalhador. Falar em negociado sobre o legislado, terceirização e outras flexibilizações, enquanto o desemprego cresce descontroladamente é dar cobertura do Governo à negociação entre a corda do patrão e o pescoço da classe trabalhadora.

UNIÃO GERAL DOS TRABALHADORES rejeita e repudia a adoção de medidas nas áreas previdenciária e trabalhista tramadas em gabinetes, à revelia das mesas de negociação e concertação das quais participam as Centrais Sindicais e as organizações de aposentados. Reafirmamos nosso empenho pela adoção dos consensos estabelecidos no Compromisso Pelo Desenvolvimento, firmado entre as Centrais Sindicais e setores empresariais realmente preocupados em tirar o Brasil do atoleiro em que foi lançado.

Por tudo isso, a UGT conclama os brasileiro