19 de Abril de 2018
por esmael
Comente agora

1º de Maio poderá ter Chico Buarque e dupla sertaneja em Curitiba

As centrais sindicais discutem a realização de ato unificado no 1º de Maio, Dia do Trabalhador, com apresentações do compositor Chico Buarque e uma dupla sertaneja. As entidades ainda não detalham o evento nacional na capital paranaense, que será uma manifestação pela liberdade do preso político Luiz Inácio Lula da Silva. Leia mais

18 de Abril de 2018
por Eugênio Aragão
Comente agora

#ManifestoLiberdade de Manuela D’Ávila recebe apoio de grandes artistas; assista

A pré-candidata à presidência Manuela D’Ávila (PCdoB) está reunindo apoios com mensagens em vídeo para o seu #ManifestoLiberdade. Esse movimento é parte de sua pré-candidatura, mas também encampa a luta contra o golpe de 2016 e pela liberdade do ex-presidente Lula. Confira os depoimentos de Chico Buarque, Gilberto Gil, Beth Carvalho, Caetano Veloso e Wagner Moura. Leia mais

24 de Fevereiro de 2018
por esmael
Comentários desativados em Cantor Gusttavo Lima cogitado para o Ministério da Cultura de Jair Bolsonaro

Cantor Gusttavo Lima cogitado para o Ministério da Cultura de Jair Bolsonaro

Quem não tem Chico Buarque caça com Gusttavo Lima. É isto que deverá fazer Jair Bolsonaro (PSL-RJ) na eleição de outubro e, se tudo correr como ele planeja, chamar o sertanejo para ocupar o Ministério da Cultura. Leia mais

5 de agosto de 2016
por esmael
6 Comentários

Momento Cultural: 🎶 Apesar de você amanhã há de ser um novo dia 🎶

chico_buarqueChico Buarque esteve ontem (4) à noite no Canecão, Rio, o novo endereço do Ocupa MinC RJ. Ele cantou o clássico 🎶 Apesar de você amanhã há de ser um novo dia 🎶 em protesto contra o interino Michel Temer (PMDB). Abaixo, assista ao vídeo:

24 de Maio de 2016
por esmael
60 Comentários

Chico Buarque e Claudia Leitte serão alvo de CPI, anuncia base de Temer

claudia_chicoOs cantores e compositores Chico Buarque e Claudia Leitte serão alvo de investigação de uma comissão parlamentar de inquérito na Câmara. A ameaça é do deputado Alberto Fraga (DEM-DF), que anunciou a criação da CPI nesta terça (24) durante sessão conjunta com o Senado.

O “macarthismo” da base de sustentação do governo interino ocorre em virtude de os artistas serem contra o golpe de Estado, ou seja, querem que Michel Temer (PMDB) saia já do Palácio do Planalto.

24 de dezembro de 2015
por esmael
19 Comentários

Como sempre, Chico Buarque de Holanda nos deu uma boa lição

por Paulo Moreira Leite, via Brasil 247

Entre humanos que relincham e outros capazes de zunir, num comportamento próprio de quadrúpedes morais, mais uma vez Chico Buarque de Holanda assegurou seu lugar na história do Brasil e dos brasileiros.

A cena vista e gravada num fim de noite no Rio de Janeiro é apenas a confirmação recente de que Chico é um artista que sabe qual é seu lugar em cada momento de nossa história.

Comporta-se dessa maneira há meio século, seja através da música, dos versos de gênio, de uma literatura cada vez mais apurada e espetacular. Age assim pela postura política de quem recusa o lugar de artista-mercadoria e sabe responder aos percalços e tragédias da conjuntura histórica com clareza, com valentia e uma auto ironia que o acompanha tanto nas horas agradáveis como nas mais difíceis, como se descobre pelo depoimento de um de seus amigos de “ Chico: um artista brasileiro”, documentário que é uma obra prima obrigatória para todo brasileiro preocupado em entender o seu país em 2015.

Mais do que um poeta, um grande escritor recém confirmado, Chico Buarque é uma das raras consciências da nação.   Ajudou e ajuda os brasileiros a entender o país em que vivem. Por qualquer meio utilizado, seus enredos convergem para a defesa das grandes maiorias, a solidariedade diante dos explorados e excluídos.

Sempre denunciou o regime militar, combateu a censura,  a brutalidade covarde da ditadura e o empobrecimento dos anos 1960 e 1970.  Antes e depois da democratização, atuou para defender a primazia dos direitos e interesses dos que não tem direito à palavra, o que explica a importância do pobre, do negro, do explorado, em sua música, na literatura, no engajamento político direto, num tratamento frequentemente solidário e até carinhoso em alguns momentos. Entendeu o ponto de vista mulher, muito antes que se tornasse moda. Defendeu — como o filme mostra num depoimento surpreendente do início da carreira – os direitos de homossexuais quando palavras como veado e bicha eram parte do vocabulário familiar.

Acima de tudo recusou as clássicas tentativas de acomodação com os interesses do alto, o que se reflete num comportamento que rejeita as vulgaridades típicas que a sociedade contemporânea reservas aos artistas de sucesso – a começar pelo inevitável beija-mão dos ricos e poderosos, entre eles a TV Globo.

Mostrando que aquilo que parece inevitável pode ser evitado, Chico mostrou uma força moral surpreendente no país da dialética da malandragem. Tem compromissos claros. Nunca deixou de ter um lado e sabemos muito bem que lado é este – e é isso, mais do que qualquer outro fator, que explica v

8 de dezembro de 2015
por admin
17 Comentários

Intelectuais se manifestam contra o golpe e pela cassação de Cunha

via Brasil 247

Está disponível o texto do manifesto de artistas e intelectuais em defesa da democracia e a favor da cassação de Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que utiliza o cargo para tentar solapar a democracia. Já assinam o texto nomes como Chico Buarque, Emir Sader, Eric Nepomuceno, Frei Betto, Paulo Betti, Fernando Morais, Chico César e Jorge Mattoso.

Confira a seguir:

Manifesto em defesa das instituições democráticas

O Brasil vive um momento histórico em que a legalidade e as instituições democráticas são testadas, o que exige opinião e atitude firme de todos e todas que têm compromisso com a democracia.

Desde as eleições de 2014, vivemos um grande acirramento político que permeia as mais diversas relações humanas e sociais. Essa situação ganhou novos ingredientes a partir da eleição de Eduardo Cunha para a presidência da Câmara dos Deputados e, de forma especial, após este ser denunciado pelo Ministério Público Federal por seu envolvimento em atos de corrupção, possuindo contas bancárias no exterior e ocultando patrimônio pessoal.

Absolutamente acuado pelas denúncias, pelas fartas provas do seu envolvimento em atos ilícitos e enfrentando manifestações em todo Brasil contra a agenda conservadora e retrógrada do ponto de vista de direitos que lidera, Cunha, que já não tem mais nenhuma legitimidade para presidir a Câmara, decidiu enfrentar o Estado Democrático de Direito. A aceitação de um pedido de impedimento da Presidenta da República no momento em que avança o processo de cassação do deputado é uma atitude revanchista que atenta contra a legalidade e desvia o foco das atenções e das investigações.

Neste sentido, viemos a público repudiar a tentativa de golpe imposta por Eduardo Cunha, por não haver elementos que fundamentem esta atitude, a não ser pelo desespero de quem não consegue explicar o seu comprovado envolvimento com esquemas espúrios de corrupção. Não se trata neste momento de aprovar ou reprovar a administração nem a forma como a Presidenta da República governa, mas defender a legalidade e a legitimidade das instituições do nosso país.

Por outro lado, defendemos o cumprimento do Regimento da Câmara dos Deputados e da Constituição Federal, ambos instrumentos com fartos elementos que justificam a cassação do mandato de Eduardo Cunha. Caso contrário, toda a classe política e as instituições brasileiras estarão desmoralizadas, por manter no exercício do poder um tirano que utiliza seu cargo de forma irresponsável para manutenção dos seus interesses pessoais. Apelamos às e aos parlamentares, ao Ministério Público e ao Supremo Tribunal Federal, autoridades cuidadoras da sanidade da política e da salvaguarda da ordem democrática num Estado de Direito, sem a qual mergulharíamos num caos com consequências políticas imprevisíveis. O Brasil clama pela atuação corajosa e decidida de Vossas Excelências.

Não aceitamos rompimento democrático! Não aceitamos o golpe! Não aceitamos Cunha na presidência da Câmara dos Deputados!

13 de Março de 2014
por esmael
36 Comentários

Coluna do Requião Filho: Apesar de você amanhã há de ser outro dia, Beto!

Requião Filho, em sua coluna desta quinta, cantarola o "desgoverno" de Beto Richa; atrás daquele sorriso forçado, do abraço à  criança, está o tarifaço da Copel e da Sanepar, a falta de combustível nas viaturas da polícia e o abandono dos professores!, analisa; colunista afirma que tucano vive de ilusões, da mentira, da propaganda, chupinzando! obras do governo federal, endividando prefeituras; Apesar de você amanhã há de ser outro dia, Beto!, repete o refrão; leia o texto.

Requião Filho, em sua coluna desta quinta, cantarola o “desgoverno” de Beto Richa; atrás daquele sorriso forçado, do abraço à  criança, está o tarifaço da Copel e da Sanepar, a falta de combustível nas viaturas da polícia e o abandono dos professores!, analisa; colunista afirma que tucano vive de ilusões, da mentira, da propaganda, chupinzando! obras do governo federal, endividando prefeituras; Apesar de você amanhã há de ser outro dia, Beto!, repete o refrão; leia o texto.

Requião Filho*

Enquanto o governo Coca-Cola se esforça para vincular a imagem do Beto Richa a coisas positivas, criando a imagem do bom político que gosta de criancinhas e vive com um sorriso estampado no rosto, a SANEPAR e a COPEL tiveram aumentos seguidos de tarifa, a dívida do Estado está beirando o impagável, as viaturas da polícia não têm combustível e os professores estão esquecidos. Mas ainda há esperança. Leia mais

20 de setembro de 2013
por esmael
20 Comentários

O dia em que Chico Buarque virou Geni

por João Peres, da Rede Brasil AtualRaras vezes se vê uma notícia perdida neste mundo de sobreinformação causar tamanha perplexidade. A informação da RBA de que o compositor e escritor Chico Buarque aderiu ao abaixo-assinado em defesa do deputado José Genoino, réu da Ação Penal 470, o mensalão, expôs na internet uma enxurrada de sentimentos que falam muito sobre como os brasileiros enxergamos os políticos e desconfiamos do funcionamento das instituições democráticas !“ por consequência, da democracia em si.

Entre os quase 300 comentários feitos até ontem apenas em torno da reportagem da RBA, desconsiderando manifestações publicadas em outras páginas, xingamentos dominam, seguidos por elogios à  atitude do cantor. Nas manifestações negativas reside o objeto digno de análise. Seria de se imaginar que a postura de Chico Buarque levasse a uma reflexão simples, banal: se ele está apoiando Genoino, não seria bom que eu tentasse entender o porquê?

O propósito da lista organizada por amigos do deputado não é outro que não esse: o de mostrar que, pelo respaldo social de que goza frente à s acusações que recebe, o ex-presidente do PT talvez devesse ter recebido do Supremo Tribunal Federal (STF) outro tratamento. Sendo tarde para reverter a condenação, ao menos no todo, trata-se de um desagravo, na visão destes apoiadores, a alguém que recebeu uma pena injusta e que precisa ter sua honra resgatada.

Entre a reflexão e o linchamento, toma-se o caminho fácil das pedras nas mãos.

Os comentários começam com perplexidade: Isso não é possível.. Um cara com o intelecto do Chico não faria uma bobagem dessa…!

Transformam o compositor em vítima da desinformação: à” Chico, até tu entrou nessa. Espero que sua fama de “pé frio” se confirme. Fala sério!!

Partem para a difamação: Pilantra. O pai fundou o PT, a irmã tinha cargo… entre outras coisas. A falsa esquerda que se deu bem na ditadura.!

Chegam ao melhor eu já sabia! de que se tem notícia: Lógico! Ele foi um dos apoiadores dessa corja. Gostava muito do Chico. Hoje não gosto mais.!

Vão à  explicação sociológica: O cara é talentoso, mas com certeza o sangue burguês fala mais alto nessas horas. Nenhuma decepção!!

E apelam à  antropologia e à  biologia: à“timo compositor, mas péssimo ser humano. Eu já