31 de janeiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Veto à ida de Lula a enterro do irmão repercute no Conselho Nacional do Ministério Público

Veto à ida de Lula a enterro do irmão repercute no Conselho Nacional do Ministério Público

O veto à ida de Lula às cerimônias fúnebres de seu irmão Genival Inácio da Silva, o Vavá, repercutiram no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), que fiscaliza a atividade dos procuradores do país. Informa nesta quinta-feira (31) a jornalista Monica Bergamo, da Folha.  ... 

Leia mais

30 de janeiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em PCdoB publica nota de solidariedade a Lula

PCdoB publica nota de solidariedade a Lula

O PCdoB, aliado histórico de Lula e do PT desde a eleição de 1989, publicou uma nota de solidariedade ao ex-presidente. Para os comunistas, Lula é vítima de permanentes medidas de exceção.  ... 

Leia mais

30 de janeiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Dias Toffoli autoriza ex-presidete Lula a ir ao enterro do irmão

Dias Toffoli autoriza ex-presidete Lula a ir ao enterro do irmão

O presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, autorizou nesta quarta-feira (30) o ex-presidente Lula a ir ao velório e enterro do irmão Genival Inácio da Silva, o Vavá.  ... 

Leia mais

30 de janeiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Enterro do Vavá: Chico Buarque repudia decisão da Justiça ‘pelo cinismo e pela covardia’

Enterro do Vavá: Chico Buarque repudia decisão da Justiça ‘pelo cinismo e pela covardia’

O cantor e compositor Chico Buarque de Hollanda prestou solidariedade à família Lula da Silva pela perda de Genival Inácio da Silva, o Vavá, irmão do ex-presidente, e manifestou indignação diante do claro desrespeito à lei por parte das autoridades do Poder Judiciário , que não permitiram que Lula fosse ao enterro do irmão.  ... 

Leia mais

29 de janeiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Justiça Federal não sabe o que fazer: libera ou não libera Lula para o enterro do irmão?

Justiça Federal não sabe o que fazer: libera ou não libera Lula para o enterro do irmão?

A juíza Carolina Lebbos, da 12ª Vara Federal do Paraná, carcereira do ex-presidente Lula, não sabe como agir diante do pedido do ex-presidente para se despedir do irmão Vavá morto nesta terça (29). ... 

Leia mais

29 de janeiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Juíza pede parecer ao MPF antes de decidir sobre ida de Lula ao funeral do irmão

Juíza pede parecer ao MPF antes de decidir sobre ida de Lula ao funeral do irmão

A juíza Carolina Lebbos, da Vara de Execuções Penais de Curitiba, pediu parecer do Ministério Público Federal antes de deliberar sobre o pedido de Lula para ir ao velório de seu irmão. ... 

Leia mais

29 de janeiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Instituto Lula emite nota sobre o falecimento de Vavá

Instituto Lula emite nota sobre o falecimento de Vavá

O Instituto Lula emitiu na tarde desta terça-feira (29) uma nota de pesar pelo falecimento de Genival Inácio da Silva, o Vavá, irmão do ex-presidente Lula. Vavá faleceu hoje em São Paulo por causa de um câncer no pulmão.  ... 

Leia mais

20 de maio de 2015
por Esmael Morais
7 Comentários

Coluna do Reinaldo de Almeida César: “Arranja dois pau pra eu”

reinaldo_vava_richaReinaldo de Almeida César*

Corria o ano de 2007 e a Polícia Federal botou seu bloco na rua com mais uma operação arrasa quarteirão.

Denominada “Xeque-Mate”, de repressão ao jogo ilegal, caça-níquel e videobingo, a operação fez descer para as carceragens da PF mais de 80 pessoas e indiciou mais de 100, tendo como principal palco de operações a cidade de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul.

Na investigação, foram presos Dario Morelli e um ex-deputado estadual do Paraná chamado Nllton Cezar Servo. Este último, aliás, era até uma figura de bom papo, agradável, quando andou por aqui, pela nossa Alep, na década de 1990. Até aí, nada demais, foi mais uma das centenas de operações da PF, executada com sucesso e com o aplauso da sociedade.

O que chamou mesmo a atenção, à época, foi que ela quase custou o pescoço do Diretor-Geral da PF, o Delegado Paulo Lacerda, o mesmo que havia comandado as investigações que derrubaram PC Farias e Fernando Collor.

O alvoroço todo ocorreu, porque um dos presos, Dario Morelli, possuía uma casa de bingo no litoral de São Paulo e era amigo muito próximo do então Presidente Lula. Haviam feito amizade há mais de vinte anos, em vizinhança no ABC, em São Paulo. Lula seria, inclusive, padrinho de batismo do filho de Morelli.

O honrado Paulo Lacerda conhecia todo o planejamento e os detalhes da “Xeque-Mate”, mas, para preservar o sigilo das investigações, só comunicou ao Ministro da Justiça Tarso Genro que a operação estava sendo deflagrada, no início da manhã em que ocorreram os cumprimentos dos mandados de busca e as prisões.

Aí é que o bicho pegou. Leia mais