20 de abril de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Governo Macron reprime manifestações de ‘coletes amarelos’ em Paris

Governo Macron reprime manifestações de ‘coletes amarelos’ em Paris


Os “coletes amarelos” foram às ruas neste sábado (20) em toda França, é o 23º sábado consecutivo de protestos, que foi marcado por uma forte ação repressiva das forças de segurança contra o movimento.  ... 

Leia mais

19 de abril de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em “Coletes amarelos” são proibidos de protestar na área da Notre-Dame

“Coletes amarelos” são proibidos de protestar na área da Notre-Dame

Neste fim de semana, os “coletes amarelos” querem novamente protestar contra a política do governo francês. No 23º sábado consecutivo de protestos, no entanto, eles não poderão fazer manifestações nos arredores da Catedral de Notre-Dame, atingida por um incêndio nesta semana. ... 

Leia mais

6 de abril de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em “Macron, vá embora” bradam os ‘coletes amarelos’ pelo 21º sábado consecutivo na França

“Macron, vá embora” bradam os ‘coletes amarelos’ pelo 21º sábado consecutivo na França


Milhares de “coletes amarelos” realizaram manifestações pelo 21º sábado consecutivo em várias cidades da França. O movimento defende a destituição do presidente Emmanuel Macron e o fim dos ajustes neoliberais. ... 

Leia mais

1 de abril de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Marielle Franco vai virar nome de via pública em Paris

Marielle Franco vai virar nome de via pública em Paris

O Conselho Municipal de Paris aprovou nesta segunda-feira (1) batizar uma via pública da cidade com o nome da vereadora Marielle Franco (PSOL), assassinada há um ano no Rio de Janeiro junto com o seu motorista, Anderson Gomes. ... 

Leia mais

9 de março de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em ‘Coletes amarelos’ protestam contra Macron no 17º fim de semana consecutivo

‘Coletes amarelos’ protestam contra Macron no 17º fim de semana consecutivo


Os “coletes amarelos” realizaram nova jornada de manifestações em toda França neste sábado (9) contra as políticas de retirada de direitos sociais conduzidas pelo presidente Emmanuel Macron, realizando ato na base da Torre Eiffel, junto com os das mulheres, no 17º fim de semana de protestos. ... 

Leia mais

9 de fevereiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Coletes amarelos, no 13° ato, pedem o fim do governo de Macron

Coletes amarelos, no 13° ato, pedem o fim do governo de Macron

13° semana de protestos dos coletes amarelos em Paris

O movimento dos coletes amarelos voltou à ocupar as ruas de Paris e de outras cidades da França neste sábado (9). Na 13° semana de protestos, o movimento exige a deposição imediata do governo neoliberal de Emmanuel Macron. ... 

Leia mais

2 de fevereiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em ‘Coletes amarelos’ voltam às ruas da França em 12° fim de semana consecutivo

‘Coletes amarelos’ voltam às ruas da França em 12° fim de semana consecutivo

Coletes amarelos em Paris no 12° fim de semana consecutivo

Os ‘coletes amarelos’ tomaram novamente as ruas da França neste sábado (2) para manter a jornada de pressão sobre o governo do presidente francês, Emmanuel Macron, pelo 12º fim de semana consecutivo. ... 

Leia mais

12 de janeiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Milhares de ‘coletes amarelos’ marcham em Londres pelo fim das políticas de austeridade

Milhares de ‘coletes amarelos’ marcham em Londres pelo fim das políticas de austeridade


Milhares de manifestantes inspirados pelo movimento ‘coletes amarelos’ da França protestaram neste sábado (12) na Trafalgar Square, em Londres, pelo fim dos programas de austeridade do governo de Theresa May, que tem penalizado os mais pobres. A manifestação foi organizada pelo movimento ‘Assembleia do Povo Contra a Austeridade’ que também pede novas eleições.

O protesto dos ingleses mostrou solidariedade com os ‘coletes amarelos’ da França que também realizam hoje o seu nono sábado de manifestações por todo o país contra o governo de Macron e de suas políticas de austeridade imposta à população.

Alguns franceses participaram na manifestação em Londres. Os protestos na França forçaram o presidente francês, Emmanuel Macron, a reduzir a carga fiscal sobre os pensionistas e a aumentar o salário mínimo. As medidas não arrefeceram a onda de protestos que seguem e demandam o fim do governo de Macron.

Um organizador do protesto ‘coletes amarelos’ em Londres, James Goddard, foi detido pela polícia britânica antes da manifestação devido a suspeitas de ofensas à ordem pública ocorridas no dia 7 de janeiro junto ao Parlamento.

*Com informações de Agências Leia mais

6 de janeiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Mulheres ‘coletes amarelos’ nas ruas da França neste domingo

Mulheres ‘coletes amarelos’ nas ruas da França neste domingo


Em Paris,  mulheres de ‘coletes amarelos’, símbolo do movimento de protesto contra o governo de Emmanuel Macron,  reuniram-se neste domingo (6) na praça da Bastilha e marcharam até à praça da Ópera. Outras manifestações semelhantes ocorreram em Toulouse (sul), Caen (norte), Saint Nazaire (oeste) e La Rochelle (oeste).

Em Toulouse, no sul da França, cerca de 300 mulheres se reuniram na praça Arnaud-Bernard antes de marcharem nas avenidas do centro da cidade, de acordo com a Prefeitura. Um grande cartaz preto afirmava: “Precárias, discriminadas, indignadas, mulheres na linha de frente”.

“Vim pelo futuro de nossos filhos. Deixamos uma sociedade podre para eles. Muitos ficarão desempregados, e as pessoas idosas sempre trabalharão mais. Não terão direito de se expressar se não agirmos agora”, explicou Monique, uma funcionária pública de 64 anos.

A cidade de Caen, noroeste da França, também viveu cenas de violência no sábado (5), e hoje centenas de mulheres, algumas com filhos, se manifestaram nas ruas da cidade. “O governo quer passar a imagem de que somos violentos, mas hoje somos as mães, as avós, somos as filhas, as irmãs de todos os cidadãos e queremos dizer que nossa raiva é legítima”, afirmou Chloé Tessier, professora de equitação de 28 anos. “É durante as crises sociais que os direitos das mulheres estão em risco”, acrescentou.

As manifestações deste domingo foram pacíficas e aconteceram depois da  8ª  jornada de protestos dos ‘coletes amarelos’ que aconteceram no dia de ontem.

*Com informações de Agências Leia mais

5 de janeiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em ‘Coletes amarelos’ voltam às ruas e Macron chama movimento de ‘insurreição’

‘Coletes amarelos’ voltam às ruas e Macron chama movimento de ‘insurreição’

Os “coletes amarelos” voltaram às ruas da França neste sábado (5) para protestar contra o governo de Emmanuel Macron e a injustiça tributária. É a oitava jornada de protesto do movimento e a primeira de 2019.

O governo acusa o movimento de uma tentativa de “insurreição” e exige um retorno à ordem.

As manifestações aconteceram em Paris,  Rouen (noroeste), Marselha (sudeste), Caen (noroeste), Saint-Nazaire (oeste), Beauvais (norte), entre outras cidades.  As manifestações dos “coletes amarelos” começaram sob os gritos de “fora Macron” e “fim da injustiça tributária”. ... 

Leia mais

29 de dezembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Em Paris, ‘coletes amarelos’ prometem uma “revolução permanente” para 2019

Em Paris, ‘coletes amarelos’ prometem uma “revolução permanente” para 2019

Milhares de “coletes amarelos” voltaram a ocupar  as ruas de diversas cidades da França neste sábado (29), na sétima jornada consecutiva de protesto, contra a política de desmonte social e de retirada de direitos do presidente Emmanuel Macron. Concentrações ocorreram em Paris, Marselha, Nantes, Bordeaux e Roen.

Durante os protestos predominaram a palavras de ordem exigindo a demissão do presidente Macron, o fim das políticas de ajuste fiscal e de desmonte da rede de proteção social.

O movimento iniciado em meados do mês de novembro promete uma forte mobilização para janeiro. “Todos devem entender que não vamos parar”, assegurou à AFP Thierry, de 51 anos, um mecânico que denuncia uma divisão muito desigual da riqueza na França.

“Queremos recuperar poder adquisitivo e que nossa palavra conte na tomada de decisões”, assegurou Priscillia Ludosky, uma das figuras conhecidas do movimento após impulsionar uma bem-sucedida petição contra o aumento do preço do combustível.

Alguns “coletes amarelos” também planejaram se manifestar na véspera do Ano Novo, durante a qual são esperadas várias concentrações de manifestantes na Champs-Élysées.

Os “coletes amarelos” são organizados de forma horizontal e realizam assembleias públicas para decidir sobre os rumos do movimento, que surpreendeu o establishment político francês, os partidos de esquerda e o movimento sindical.

Os coletes amarelos prometem uma jornada permanente de mobilizações até a derrubada do presidente Emmanuel Macron e de suas políticas para 2019.

*Com informações de Agências

Leia mais

15 de dezembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Sábado francês: ‘Coletes amarelos’ nas ruas de Paris pedem a cabeça de Macron

Sábado francês: ‘Coletes amarelos’ nas ruas de Paris pedem a cabeça de Macron


Os ‘coletes amarelos’ ocupam as ruas da França pelo quinto sábado consecutivo em mais um dia de mobilização nacional contra o presidente Emmanuel Macron, que apelou para uma trégua de manifestações em Paris neste final de semana. Apesar de ter concedido uma moratória nos impostos dos combustíveis, os manifestantes exigem o fim do governo e a renovação das instituições de estado. As colunas de manifestantes seguem em direção à avenida Champs Elysees, a principal da capital francesa.

No Facebook, principal canal de mobilização do movimento, os chamados à manifestação em Paris e em outras cidades francesas proliferaram nos últimos dias, atingindo milhares de pessoas.

“A última vez viemos aqui por causa dos impostos, desta vez é mais sobre instituições: queremos uma democracia mais direta”, diz Jérémy, de 28 anos, que veio de Rennes (oeste) com sua família para “protestar e ser ouvido” na capital.

Quinze organizações de esquerda convocaram uma concentração na Praça da République, no leste de Paris, para o final desta manhã.

As autoridades temem novos episódios de violência. A manifestação do último sábado terminou com um número recorde de prisões (quase 2.000), mais de 320 feridos e danos e confrontos em várias cidades, como Paris, Bordeaux e Toulouse (sudoeste).

Lojas, magazines e cafés funcionam parcialmente na região central de Paris.

*Com informações do G1
Leia mais

13 de dezembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Macron apela aos ‘coletes amarelos’ para que não façam protesto no sábado

Macron apela aos ‘coletes amarelos’ para que não façam protesto no sábado


O governo de Emmanuel Macron fez um apelo aos “coletes amarelos” para que não realizam novos protestos marcados para sábado (15) em todo país. “Pedimos, responsavelmente, que sejam razoáveis e não protestem”, afirmou o porta-voz do governo, Benjamin Griveaux, em um discurso aos “coletes amarelos”.

O governo “ouviu e respondeu à revolta” expressada nos protestos, completou Griveaux, antes de afirmar que no momento o governo “não decidiu proibir as manifestações”.

“Não é razoável manifestar porque as forças de segurança foram muito mobilizadas nas últimas semanas e depois do atentado de Estrasburgo seria desejável que cada um pudesse ter um sábado tranquilo, antes das festas de família de fim de ano, ao invés de protestar e mobilizar novamente as forças de segurança”, disse o porta-voz.

O movimento dos “coletes amarelos”, engrossado pelos estudantes secundaristas, continua com bloqueios e concentrações em todas as regiões da França.

Até o momento, a convocação dos protestos continua.

*Com informações de Agências Leia mais

7 de dezembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Nova ‘jornada de fúria’ contra Macron em Paris neste sábado

Nova ‘jornada de fúria’ contra Macron em Paris neste sábado

Os ” coletes amarelos” voltarão a ocupar as ruas da capital francesa neste sábado (8) contra o governo de Emmanuel Macron. Apesar do governo francês ter recuado e decretado uma “moratória” nos impostos sobre os combustíveis e a eletricidade, as manifestações continuam em toda França. Associações estudantis de universitários e secundaristas estão convocando também os protestos.
As mobilizações dos “coletes amarelos” enfraqueceram politicamente o presidente Macron e tem gerado uma crise política sem precedentes na chamada V República. Partidos de esquerda defendem que o governo francês negocie com os manifestantes e reveja as medidas de austeridade e de redução dos gastos sociais.

O governo ordenou a mobilização de 90 mil policiais e determinou a blindagem  da região dos Campos Elísios, onde fica o palácio presidencial. Também as grandes lojas de departamentos, joalherias e cafés foram orientadas para fecharem as portas no fim de semana.

Emmanuel Macron reuniu-se com os representantes dos “coletes amarelos” esta semana, mas o encontro não foi suficiente para acabar com os protestos. O movimento exige a renúncia do presidente francês.

Há quase um mês que este movimento sem precedentes no país promove ações em toda França  com bloqueios de estradas e de postos de distribuição de combustíveis. Os “coletes amarelos” iniciaram a sua luta contra um novo aumento da taxa carbono sobre os combustíveis,  mas agora avançaram com reivindicações de caráter político.

Leia mais

3 de dezembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em França: Estudantes bloqueiam centenas de escolas contra reforma do ensino médio de Macron

França: Estudantes bloqueiam centenas de escolas contra reforma do ensino médio de Macron


Estudantes de ensino médio da França bloquearam centenas de escolas em todo o país nesta segunda-feira (3) contra as reformas do ensino médio e do “vestibular” propostas pelo governo de Emmanuel Macron. O movimento adotou a forma de luta dos chamados “coletes amarelos”, com bloqueios e passeatas, às vezes marcados por incidentes, em centenas de colégios. Os bloqueios dos secundaristas se espraiaram rapidamente e surpreenderam as autoridades educacionais. O movimento atua em sintonia com os “coletes amarelos”.

O Ministério da Educação informou que mais de uma centena de escolas secundárias foram completa ou parcialmente bloqueadas em toda a França. Entre as academias mais afetadas estão Toulouse (cerca de 40 instituições), Versalhes e Créteil (cerca de 20 em cada uma dessas duas cidades da região parisiense).

Em Créteil, um carro foi incendiado, enquanto uma loja foi saqueada perto de uma escola em Aubervilliers, onde confrontos envolveram dezenas de jovens que gritavam “Fora Macron”. Cerca de 200 jovens foram às ruas, vários deles vestindo coletes amarelos, disse uma fonte policial. Sete pessoas foram presas.

Incidentes como lançamentos de projéteis na polícia, incêndios de lixeiras etc. também eclodiram nas cidades de Bordeaux, Toulouse, Pau, Limoges, Dijon ou Lyon. As interpelações também ocorreram.

Em Paris, a reitoria relatou cerca de dez tentativas de bloqueio, mas a maioria foi levantada rapidamente. Nenhuma instituição está completamente bloqueada e não houve incidentes envolvendo estudantes na capital francesa.

As palavras de ordem das associações de estudantes que apelam para os bloqueios evocam as reformas do ensino médio e do exame de conclusão que dá acesso ao ensino superior, assim como o critério de seleção dos alunos por instituição.

Os estudantes dizem que as reformas do exame e do ensino médio, que estão sendo instaladas, fortalecerão a desigualdade social. Eles também lutam contra o método de seleção para entrar da universidade.

Outro desacordo com os anúncios do governo foi a criação do Serviço Nacional Universal (SNU), que será testado em algumas centenas de jovens voluntários em junho de 2019, antes de sua implementação para todos os jovens desta geração até 2026. Este programa prevê que todo estudante faça um mês de serviço cívico obrigatório por volta dos 16 anos.

“Queremos uma revolta geral”, disse Nabil Hedar, porta-voz do SGL, um “sindicato de estudantes”(associação estudantil), chamando por “um movimento intergeracional, com os ‘coletes amarelos’”. Ele pede “impostos mais justos” e “uma dissolução da Assembleia Nacional”, juntando assim algumas reivindicações dos “coletes amarelos”.

Em Nice, metade das escolas foram bloqueadas no início da manhã, segundo a reitoria, antes que cerca de mil jovens, alguns com coletes amarelos, se manifestassem nas avenidas do centro da cidade.

“É pelas salas de aula superlotadas, mas também apoiamos os ‘coletes amarelos’. Em um ano ou dois, a gente também vai ter que pagar pelo combustível. Nós estudamos para ganhar nada”, disse um estudante do ensino médio de 17 anos.

*Com informações Radio França/AFP Leia mais

1 de dezembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em “Coletes amarelos” voltam a ocupar as ruas de Paris contra Macron neste sábado

“Coletes amarelos” voltam a ocupar as ruas de Paris contra Macron neste sábado


Os chamados “Coletes amarelos” voltaram a ocupar as ruas da capital francesa neste sábado (1) contra o governo de Emmanuel Macron. Os Campos Elísios foram fechados ao trânsito e o governo francês mobilizou um forte contingente policial, cinco mil agentes estão nas ruas de Paris para tentar conter os protestos populares, que se estenderam também para todo país com massivos bloqueios de estradas.

Apesar da repressão e de centenas de prisões, as manifestações continuam reunindo multidões de populares há quase um mês. Emmanuel Macron reuniu-se com os representantes dos “coletes amarelos” nesta semana, mas o encontro não foi suficiente para acabar com os protestos.

O movimento, que começou pela redução do preço dos combustíveis, ampliou as suas reivindicações por uma maior justiça fiscal, com a progressividade dos impostos, a re-estatização das autoestradas e aeroportos, a proibição de privatizar as barragens e o fim do pagamento dos juros da dívida, considerados ilegítimos.

O combate à precariedade e a valorização dos salários, uma transição ecológica sustentável e outra política migratória são outras das bandeiras das manifestações dos “coletes amarelos”. Leia mais

24 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em ‘Quebrou o pau’ em Paris neste sábado contra o aumento do diesel

‘Quebrou o pau’ em Paris neste sábado contra o aumento do diesel


Paris viveu neste sábado (24) mais um dia de intensos protestos populares contra o aumento dos preços do diesel, o combustível mais usado pelos franceses sofreu sucessivos reajustes de preços, atingindo em 12 meses a marca de 23%. Os manifestantes se reuniram na Champs-Élysées com o objetivo de chegar até o palácio presidencial. Cartazes pediam a renúncia do presidente Macron.

A resposta do governo foi ordenar uma violenta repressão contra os manifestantes, o que gerou uma revolta com incêndios de veículos, depredações e até barricadas foram levantadas em diversos quarteirões do centro da cidade.

Os chamados “coletes amarelos”, em conjunto com a Confederação Geral do Trabalho (CGT), convocaram uma nova manifestação para o próximo sábado, 1º de dezembro. Os protestos já duram uma semana em todo o país e colocam em xeque a política anti-popular de Emmanuel Macron. Leia mais

24 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Em Paris, manifestantes protestam contra o aumento dos combustíveis

Em Paris, manifestantes protestam contra o aumento dos combustíveis

As forças de segurança da França lançaram neste sábado (24) em Paris gás lacrimogêneo e usaram um canhão de água para conter o avanço de milhares de pessoas que se manifestavam contra o aumento dos combustíveis, os chamados “coletes amarelos”, que tentavam se aproximar do Palácio do Eliseu, residência do presidente Emmanuel Macron.

O movimento dos “coletes amarelos” nasceu espontaneamente há oito dias e se espalhou por toda a França.

LEIA TAMBÉM:

Gás a quase R$ 100 é inviável para o povão ... 

Leia mais

19 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em França: Protestos dos ‘coletes amarelos’ prometem bloquear Paris

França: Protestos dos ‘coletes amarelos’ prometem bloquear Paris

Depois das manifestações de sábado(17) na França, que resultaram em uma morte e mais de 200 pessoas feridas, os chamados “coletes amarelos” regressaram com novos bloqueios de estradas em todo o país, exigindo a redução dos preços dos combustíveis. Até o final da manhã desta segunda-feira(19) mais de cem trechos de estradas estavam bloqueados pelos manifestantes. O movimento, como aqui, pegou de surpresa o governo e as lideranças sindicais.

“Queremos bloquear as refinarias e os depósitos industriais para haver um impacto econômico”, afirmou Benjamin Cauchy, organizador do movimento em Toulouse, citado pelo Le Monde. O movimento foi convocado pelas redes sociais, principalmente pelo WathsApp, o que lembra o movimento de paralisação dos caminhoneiros no Brasil, que aconteceu no mês de maio.

Os bloqueios têm a provocados grandes engarrafamentos de caminhões nas estradas ocupadas pelos manifestantes. Em algumas autoestradas os manifestantes liberaram os pedágios. O movimento, como aqui, pegou de surpresa o governo e as lideranças sindicais. O líder da ‘França Insubmissa’, agrupamento de esquerda, Jean-Luc Mélenchon, saudou o surgimento do movimento.

Para o próximo sábado(24), os “coletes amarelos” estão convocando pelas redes sociais uma mega manifestação para “bloquear Paris”.

*com informações de Agências Leia mais

1 de agosto de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em URGENTE: TJPR pode deixar Beto Richa inelegível

URGENTE: TJPR pode deixar Beto Richa inelegível

O ex-governador Beto Richa (PSDB), candidato ao Senado, poderá ficar inelegível a partir da próxima terça(7), quando o Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR) julgará o tucano por improbidade administrativa.

Richa é acusado de passear em Paris, na França, pago com dinheiro público durante uma viagem que fez à China em 2015.

O ex-governador e a ex-primeira-dama Fernanda Richa, atual secretária de Estado da Ação Social,

foram condenados ... 

Leia mais