Gustavistas prometem “invadir” encontro do PT, contra candidatura do deputado Tadeu Veneri

zezinho_pt_fruetA corrente gustavista no PT de Curitiba, que prega a continuidade da aliança com o prefeito Gustavo Fruet, do PDT, promete “invadir” neste sábado (28) o encontro municipal petista.

A corrente gustavista é formada por aqueles filiados que prometem debandar em caso de candidatura própria. Neste mês de novembro, petistas tradicionais trocaram uma história de militância pela companhia de Fruet.

O evento será às 9 horas, no Sintracon (Sindicato dos Trabalhadores na Construção Civil), será aberto a todos os filiados do PT.

“Entretanto”, avisa o secretário de Organização do partido, Zezinho Vasconcellos, “as deliberações ocorrerão no formato ‘cara-crachá’, ou seja, o militante precisará estar credenciado”.

Requião debate com Temer candidatura própria do PMDB à Presidência da República

Eleito no Paraná com 99% dos convencionais, Requião agora quer voos maiores. Buscará na crise interna que opõe Temer a senadores da legenda a chance de firmar-se como candidato do PMDB à sucessão da presidenta Dilma Rousseff (PT).
Eleito presidente do PMDB do Paraná com 99% dos convencionais, Roberto Requião agora quer voos maiores; senador buscará na crise interna que opõe Temer a senadores da legenda a chance de firmar-se como candidato do partido à sucessão da presidenta Dilma Rousseff (PT).

Exatas 48 horas após vencer a disputa pelo PMDB do Paraná, o senador Roberto Requião se reunirá na noite desta segunda-feira (26), em Brasília, com o vice-presidente da República e presidente nacional do partido, Michel Temer, para discutir a candidatura própria do partido em 2018.

No Senado, existem movimentos para tirar Temer do comando da sigla. Ele preside a agremiação desde 2001, ou seja, há 15 anos.

PT x PT: ‘Ninguém está autorizado a falar pela vice Mirian Gonçalves’

zezinho_olivia_mirian.jpgMaria Olivia Samek, Superintendente do Gabinete da Vice-Prefeita, em nota oficial, desautorizou o secretário de Organização do PT, Zezinho Vasconcelos, que lançou manifesto na sexta, 13, recheado de críticas contra a gestão de Gustavo Fruet (PDT).

“Temos hoje uma cidade sem rumo, desintegrada, sem políticas públicas para a população da periferia”, atirou o dirigente petista Zezinho, sinalizando pelo rompimento com o pedetista e candidatura própria do PT à Prefeitura de Curitiba (clique aqui).

O Blog do Esmael anotou que o autor do manifesto tem ligações políticas com o presidente estadual do PT, Enio Verri, com a senadora Gleisi Hoffmann (PT) e a vice-prefeita Mirian Gonçalves.

Maria Olivia Samek refutou a informação: “Por ela, fala a própria Vice-Prefeita ou com a sua autorização”, diz em sua resposta a Zezinho Vasconcelos.

Declaração em resposta a publicação:

Deputado entra com ‘ação inibitória” na Justiça para proibir Richa de nomear convencionais do PMDB

Fecha o cerco contra a tentativa de compra de votos na convenção do PMDB por cargos comissionados no governo do estado; nesta quarta-feira (18), deputado João Arruda ingressou na Justiça com uma
Fecha o cerco contra a tentativa de compra de votos na convenção do PMDB por cargos comissionados no governo do estado; nesta quarta-feira (18), deputado João Arruda ingressou na Justiça com uma “ação inibitória” contra o tucano; semana passada, parlamentar peemedebista já havia estourado esquema de nomeações de convencionais no Porto de Paranaguá; veja o pedido de liminar feito ao TRE.
O deputado federal João Arruda ingressou na Justiça Eleitoral, na tarde desta quarta (18), com uma ação inibitória contra as nomeações de convencionais do PMDB pelo governador Beto Richa (PSDB).

No pedido do parlamentar, que é sobrinho do senador Roberto Requião, pré-candidato peemedebista ao Palácio Iguaçu, ele pede que o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) proíba o tucano de “continuar a nomear os delegados do PMDB ou seus parentes, até o terceiro grau, para cargos em comissão”.

A liminar pretendida por Arruda tem como base denúncia de que o governador do estado estaria usando a máquina pública para cooptar os convencionais do PMDB com o intuito de aprovar coligação com o PSDB.

Leia o pedido de liminar em ação inibitória contra Beto Richa: