Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

1 de julho de 2018
por esmael
Comentários desativados em Crise migratória mundial e intolerância

Crise migratória mundial e intolerância

O deputado Luiz Cláudio Romanelli denuncia que no Brasil, ainda que em menor escala, também há manifestações de racismo, intolerância e xenofobia contra imigrantes, especialmente haitianos e, atualmente contra venezuelanos. Leia mais

22 de abril de 2018
por esmael
Comentários desativados em A saga da destruição da economia continua

A saga da destruição da economia continua

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) denuncia o engodo do combate à corrupção enquanto no Brasil real aumentam o desemprego, a recessão e os juros são estratosféricos para quem produz. Leia mais

22 de abril de 2018
por esmael
Comentários desativados em CUT: Embargo à exportação de frango pode causar a demissão de 40 mil trabalhadores

CUT: Embargo à exportação de frango pode causar a demissão de 40 mil trabalhadores

A Contac-CUT vai reunir, na próxima terça-feira (24), em Porto Alegre, todas as federações do setor no país e a União Internacional dos Trabalhadores na Alimentação. O objetivo é evitar a demissão de 40 mil trabalhadores ligados à exportação de frangos para países da União Europeia. Leia mais

27 de junho de 2016
por esmael
17 Comentários

Luiz Claudio Romanelli: A vitória da xenofobia populista no Reino Unido

Romanelli_BrexitO deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB), líder do governo na Assembleia Legislativa do Paraná, em sua coluna desta segunda-feira (27), lamenta a decisão do eleitores britânicos pela saída da União Europeia. Para o colunista, “Brexit” foi “a vitória da xenofobia populista no Reino Unido”. Abaixo, leia, ouça, comente e compartilhe a íntegra do texto:

14 de maio de 2016
por esmael
59 Comentários

Senadores denunciam na Europa ‘golpe de Estado’ perpetrado no Brasil

senadores_eurolatUma comitiva de cinco senadores desembarcou hoje em Lisboa, Portugal, para amplificar na Europa a denúncia do ‘golpe de Estado’ ocorrido no Brasil na última quinta (12).

Liderados pelo senador Roberto Requião (PMDB-PR), copresidente da Eurolat, os congressistas brasileiros participarão de uma assembleia geral na terça-feira (17) do organismo que reúne os parlamentos latino-americanos e o Parlamento Europeu.

Além de Requião, estão além-mar os senadores Lídice da Mata (PSB-BA), Lindbergh Farias (PT-RJ), Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) e Gleisi Hoffmann (PT-PR).

Requião deverá relatar o clima pós-golpe no Brasil, de fragilidade institucional e de divisão dos brasileiros em virtude da mídia e da direita golpistas.

14 de maio de 2016
por esmael
22 Comentários

Uruguai também diz NÃO reconhecer governo interino de Temer

Rodolfo_Nin_NovoaAumenta o isolamento internacional do governo interino de Michel Temer cuja ascensão ao poder se deu por meio de um golpe de Estado no último dia 12.

O último país dizer que NÃO reconhece como legítimo o governo golpista de Temer é o Uruguai, sócio do Brasil no Mercosul, que se manifestou através do ministro das Relações Exteriores Rodolfo Nin Novoa.

16 de novembro de 2015
por admin
8 Comentários

Coluna da Gleisi Hoffmann: As tragédias de cada dia, as dores de todos nós

Gleisi Hoffmann*

Momentos difíceis mostram o nível de evolução da humanidade. A empatia, possibilidade de nos colocarmos no lugar do outro, é o que nos faz sentir dor, repulsa, indignação pelas injustiças, covardias e tragédias. Recentemente nos afetaram o acidente irresponsável de Mariana, Minas Gerais, e os atentados em Paris.

Mariana chocou o Brasil. Como pode uma empresa nacional que aufere lucros tão altos pela exploração de minérios, tratar com tanto desdém a vida da população e a segurança do Meio Ambiente?! Ter um mar de lama varrendo vidas e comprometendo o futuro?!

O terrorismo em Paris chocou o mundo. Por que pessoas inocentes têm de morrer pela luta insana de ideias, crenças e territórios?!

Também foi impactante a foto do garoto sírio morto numa praia da Europa, e a migração de refugiados da guerra na Síria que tentam salvar suas vidas, arriscando tudo para chegar a um lugar de paz. Também causa repulsa a falta de solidariedade de países, que por medo, limitações ou xenofobia, repelem a entrada de seres humanos em seu território.

A guerra na Ucrânia, no Líbano, os conflitos na África, igualmente nos atingem. Assim como as chacinas e violência em nosso país. Toda empatia tem seu grau regulado pela proximidade do acontecimento, do grupo ou população envolvida, pelas responsabilidades elencadas e intensidade de divulgação nas mídias. De qualquer forma todas, em maior ou menor grau, causam-nos dor.

Não tenho dúvidas de que os momentos de tragédias que vivemos também são consequências da passividade que temos com o preconceito, indiferença, intolerância, vontade de vingança. Se somos condescendentes com as pequenas injustiças e transgressões, estamos contribuindo para que as grandes aconteçam. Nenhuma violência se justifica. Ela é, e sempre será, uma demonstração de fracasso.

O que mais me amedronta é que ações pós-tragédias, principalmente as terroristas  como a de Paris, costumam recair sobre o lado mais fraco de partes envolvidas.

Os noticiários já dão conta da maior ênfase dos dirigentes europeus em propostas radicais para combater o terrorismo, o que certamente aumentará a xenofobia, e vai agravar a situação da população que procura abrigo em território europeu.

Que tudo isso, além de nos indignar e causar dor à maioria das pessoas, faça com que vivamos em nosso cotidiano o ensinamento de Gandhi – devemos ser a mudança que queremos ver no mundo!

*Gleisi Hoffmann é senadora da República pelo Paraná. Foi ministra-chefe da Casa Civil e diretora financeira da Itaipu Binacional. Escreve no Blog do Esmael às segundas-feiras.

28 de junho de 2015
por esmael
25 Comentários

Grécia fecha bancos e proíbe saída de capital; Europa entra em depressão

do Brasil 247
grecia_criseO governo grego, comandado por Alexis Tsipiras, anunciou, no início desta noite, a decisão de fechar os bancos, que ficarão fechados nesta segunda-feira, e de impor controles de capitais. Assim, transferências para o exterior estarão proibidas. Com isso, a segunda-feira promete fortes turbulências no mercado financeiro e analistas já começam a questionar o futuro do euro.

Leia, abaixo, reportagem da Reuters sobre a dívida grega: