Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

14 de março de 2018
por Eugênio Aragão
Comentários desativados em Bolsonaro propõe campos de refugiados na Amazônia

Bolsonaro propõe campos de refugiados na Amazônia


O deputado federal e pré-candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL-RJ) mantém o discurso fascista e apresenta propostas absurdas. Em entrevista ao Jornal Estadão, ele propôs a criação de campos de refugiados para prender os imigrantes, especialmente da Venezuela. Bolsonaro também defende o presidente Trump dos EUA e seu muro na divisa com o México. “Não pode aceitar à vontade tudo quanto é tipo de gente.” Leia mais

3 de junho de 2016
por esmael
7 Comentários

Marcelo Belinati: Não ao fracking, SIM ao desenvolvimento sustentável!

Belinati_fracking

O deputado Marcelo Belinati (PP-PR), em sua coluna desta sexta-feira (3), revela que apresentou projeto na Câmara proibindo a outorga de concessão de lavra para exploração de gás através do perigoso processo de “fracking”. Segundo ele, um método de extração de gás através da fraturação hidráulica do subsolo, que é “esfacelado” para que libere o gás que contido nas rochas. No Paraná, 123 municípios tiveram, recentemente, autorização da Agência Nacional do Petróleo (ANP). Leia, ouça, comente e compartilhe a íntegra do texto abaixo:

2 de julho de 2015
por esmael
Comentários desativados em Audiência pública na Câmara discute ‘fracking’ para obter de gás do xisto

Audiência pública na Câmara discute ‘fracking’ para obter de gás do xisto

frackingA Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara dos Deputados realiza hoje (2) pela manhã uma audiência pública para debater o projeto de Lei 6904/2013 que propõe a suspensão da exploração do fracking no Brasil por 5 anos. A audiência será às 9h30 e poderá ser acompanhada ao vivo pela Internet e com interação da sociedade através do Portal e-Democracia.

O fracking, ou fraturamento, é uma tecnologia desenvolvida para a extração do gás do xisto, através da perfuração profunda do solo para inserir uma tubulação por onde é injetada grande quantidade de água e solventes químicos.

Nos locais onde o fracking foi adotado, já há estudos que comprovam a escassez e contaminação da água, infertilidade do solo e poluição do ar, bem com severos danos à Saúde dos moradores, dos funcionários das empresas exploradoras e de toda a biodiversidade no entorno dos poços.

Nos últimos anos, crescem a cada dia os protestos contra o fracking (No Fracking) na Inglaterra, nos Estados Unidos, no sudeste da Austrália, Argélia e na Argentina e Uruguai. Em muitos casos, pequenas comunidades estão conseguindo atrasar ou complicar os planos de extração. No Paraná, mais de 100 municípios podem sofrer com a exploração do gás.

25 de junho de 2015
por esmael
40 Comentários

‘Governador Beto Richa fugiu pela porta dos fundos’, dizem professores

richa_fozUm aguerrido grupo de educadores cercou o Hotel Mabu, em Foz Do Iguaçu, na tarde desta quinta-feira (25), onde o governador Beto Richa (PSDB) participava da abertura do 6° Fórum Mundial De Meio Ambiente. Leia mais

25 de junho de 2015
por esmael
10 Comentários

Em Foz, professores prometem protestar hoje contra Beto Richa

APP-Sindicato distribui foto nas redes sociais sugerindo que o governador Beto Richa já despacha de uma "cadeia"; manifestação de professores ocorrerá às 13h30, no Hotel Mabu, durante a abertura do 6° Fórum Mundial De Meio Ambiente.

APP-Sindicato distribui foto nas redes sociais sugerindo que o governador Beto Richa já despacha de uma “cadeia”; manifestação de professores ocorrerá às 13h30, no Hotel Mabu, durante a abertura do 6° Fórum Mundial De Meio Ambiente.

O governador Beto Richa (PSDB) deverá enfrentar novas manifestações, nesta quinta-feira (25), às 13h30, em Foz do Iguaçu, onde está prevista a participação dele na abertura do 6° Fórum Mundial De Meio Ambiente. Leia mais

8 de junho de 2015
por esmael
16 Comentários

Além dos professores, como fica a greve do funcionalismo estadual?

categoriasOs educadores da rede pública estadual de ensino se reúnem em assembleia geral, nesta terça (9), para decidirem se encerram ou não a sua greve que já dura mais de quarenta dias. Por ser a maior categoria do funcionalismo estadual, é a greve que mais chama a atenção.

Mas, mesmo que professores decidam voltar ao trabalho, o que ainda é muito incerto, há diversas categorias de trabalhadores que podem prosseguir com suas greves, mantendo a pressão sobre o governador Beto Richa (PSDB) e seus aliados.

As universidades estaduais estão todas paradas, com os calendários acadêmicos suspensos, e se depender dos professores da Universidade Estadual de Londrina a greve continua até que o governo conceda os 8,17%, ou, pelo menos, se digne a negociar respeitosamente com os grevistas.

24 de março de 2015
por esmael
2 Comentários

ONU premia Brasil pela melhor gestão da água do mundo na Itaipu Binacional

Onu_samek.jpgO presidente da Itaipu Binacional, Jorge Samek, receberá na próxima segunda-feira (30), em Nova York, um prêmio na sede da Organização das Nações Unidas (ONU) pela melhor política de gestão de recursos hídricos no planeta. Leia mais

19 de dezembro de 2014
por esmael
1 Comentário

Richa anuncia 7 secretários à s 15h

palacio_richa_sciarra.jpgO Palácio Iguaçu informa que por volta das 15 horas divulgará a lista com os futuros secretários. Ao menos sete titulares serão anunciados pelo governador Beto Richa (PSDB). Leia mais

19 de dezembro de 2014
por esmael
1 Comentário

Coluna do Mac Donald: Tratamento de resíduos da construção civil II

mac_residuos.jpgRicardo Mac Donald*

Como podemos ver, toneladas e toneladas de resíduos da construção civil são gerados diariamente e apenas 20% do total têm sua destinação executada de acordo com as leis ambientais. Leia mais

12 de dezembro de 2014
por esmael
3 Comentários

Coluna do Ricardo Mac Donald: Tratamento de resíduos

ricardo_residuos.jpgRicardo Mac Donald*

O volume de resíduos da construção civil gerado diariamente em Curitiba pode passar meio despercebido, mas, se temos 2.500 toneladas/dia de lixo doméstico, também produzimos centenas de toneladas que sobram de construções, reformas e ampliações. Leia mais

4 de dezembro de 2014
por esmael
16 Comentários

Por que Richa “pipocou” na nomeação da Casa Civil? Por quê?

secretariado_richa2.jpgO governador Beto Richa (PSDB) anunciou ontem a importação do secretário da Fazenda de Salvador (BA), Ricardo Mauro Costa, para ocupar a pasta no Paraná. Se fosse tão bom assim, diz um deputado do PT, o prefeito ACM Neto (DEM) não o liberaria tão facilmente. Nem é o caso de discorrer agora sobre a ficha corrida do forasteiro (clique aqui). Leia mais

30 de novembro de 2014
por esmael
17 Comentários

Deonilson na Casa Civil; Sciarra na Indústria e Comércio; Cattani na Comunicação; Ezequias no gabinete; e Silvio Barros no Meio Ambiente

secretariado_richa.jpgO atual chefe de gabinete, jornalista Deonilson Roldo, será o chefe da Casa Civil do governador Beto Richa (PSDB). Leia mais

4 de agosto de 2014
por esmael
2 Comentários

70% das cidades do Paraná se livram dos lixões no prazo

via Bem Paraná

Terminou no último fim de semana o prazo para que os municípios brasileiros acabassem com os lixões a céu aberto, cumprindo a meta estabelecida em 2010 pela Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). No Paraná, muitas cidades não conseguiram cumprir com o prazo, mas ainda assim, há motivos para se comemorar. à‰ que de 65% a 70% dos municípios do Estado cumpriram ou estão perto de conseguir cumprir com a lei, enquanto no Brasil apenas 39,5% das cidades contam com destinação adequada dos resíduos sólidos.

A situação do lixo teve avanços nos últimos anos por conta da exigência da legislação. O pessoal foi se mexendo e resolvendo, mas uma grande parcela dos municípios paranaenses ainda não conseguiu acabar com os lixões!, afirma o prefeito de Pinhais e presidente da Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Curitiba (Assomec).

Em 2011, uma auditoria do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PR) apontou que os lixões estavam presentes em 45% das cidades paranaenses. Dois anos depois, um levantamento feito pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP) apontou que eram apenas 23,33% dos municípios que ainda utilizavam lixões a céu aberto para depositar os resíduos, ou seja, 93 dos 399 municípios do Estado. O estudo do IAP ainda diagnosticou que a maior parte das cidades que ainda depositam seus resíduos em áreas inadequadas são pequenas, em geral com menos de 20 mil habitantes.

Para resolver o problema, muitos se consorciam e/ou encaminham os dejetos para aterros controlados, que não são os locais mais adequados, mas são melhores que o lixão.

Normalmente, os municípios que ainda tem lixões são de pequeno porte e encontram dificuldades para se consorciar. Eles não têm condições de contratar um engenheiro ambiental, um arquiteto e um biólogo para cuidar da situação do lixo. Então, para conseguir isso, eles se consorciam para cuidar da gestão compartilhada. O problema maior, portanto, é a falta de capacidade operacional dos pequenos municípios, que inviabiliza resolver 100% do passivo!, aponta Carlos Garcez, coordenador de Resíduos Sólidos da Secretaria Estadual do Meio Ambiente.

Luizão Goulart aponta ainda a escassez de dinheiro disponível para os municípios e a pobreza da própria população de algumas cidades como outra dificuldade a ser superada para se extinguir definitivamente os lixões. A maior dificuldade é o preço. Fica muito caro transportar e depositar o lixo. Além disso, um aterro sanitário demanda tecnologia, um gasto a mais para cumprir a destinação dos resíduos. Não temos quase nada de apoio para conseguir recurso, estamos nos virando por

5 de junho de 2014
por esmael
Comentários desativados em Araucária: O Parque é Nosso! começou hoje com diversas atrações

Araucária: O Parque é Nosso! começou hoje com diversas atrações

Aconteceu hoje (05) a abertura do evento O Parque Linear é Nosso!, uma ação em referência ao Dia Mundial do Meio Ambiente. As atividades promovidas pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente no Trecho Leônidas Sobânia, do Parque Linear de Araucária, terão continuidade amanhã (06). Alunos da Escola Archelau de Almeida Torres e participantes do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS-AD) foram conferir as atrações de abertura. A instituição de ensino convidada para amanhã é a Escola Terezinha Theobald.

Nesse primeiro dia as atrações ficaram por conta de música ao vivo, barracas de informações ou de produtos, dentre: tendas do CAPS-AD, do Complexo Lucy Machado, do Reciclar, da Secretaria de Meio Ambiente, do Centro de Controle de Zoonoses e do Centro de Convivência. Teve ainda muita diversão com distribuição de algodão doce, cama elástica, camarim de pintura, oficina de arte, atividades lúdicas e recreativas.

Tivemos também a plantação de algumas árvores, incentivando que esses grupos que estavam aqui assumam um compromisso simbólico com o parque: de cuidar e de usufruir mais deste espaço. O parque é de todos!, declara a diretora do Departamento de Educação Ambiental, Karla Fabianne Volaco.

Uma das atividades que chamou a atenção dos alunos foi a pescaria ecológica. Foi montado um cenário de um rio com serragem colorida, onde materiais poluentes estavam depositados. Os estudantes podiam ajudar na retirada desses itens e escolher a lixeira mais adequada para cada tipo de material. Enquanto isso, os presentes ouviam explicações de técnicos da Secretaria de Meio Ambiente sobre os impactos da poluição no meio ambiente e como pode ser evitada.

No final da ação, os participantes podiam brincar de pescaria e ganhavam de brinde um lápis com artesanato. As colegas Bianca de Araújo, de 8 anos, e Kauane Dudek, de 7 anos, relatam o que foi abordado nessa atividade no parque. Eles falaram que não pode jogar lixo nem no rio e nem nas ruas porque polui. A gente gostou de vir aqui, bem m

5 de junho de 2014
por esmael
21 Comentários

ONU vê Brasil como modelo ambiental e esvazia discurso de Marina

do Brasil 247A Organização das Nações Unidas vê o Brasil como modelo na questão do desmatamento. Um relatório feito pela Union of Concerned Scientists (UCS), com sede nos EUA, e divulgado nesta quinta-feira pela ONU, traz um capítulo mostrando os brasileiros como exemplo de sucesso na redução do desmatamento e das emissões de gases de efeito estufa.

A análise derruba a tese de “retrocesso ambiental” pregada pela pré-candidata a vice Marina Silva, ex-ministra do Meio Ambiente. Ex-líder do Partido Verde, Marina sempre criticou as práticas ambientais do País. Hoje mesmo, quando se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente, ela convoca, junto com o presidenciável Eduardo Campos, seu parceiro de chapa, um “tuitaço contra o retrocesso ambiental” (leia mais aqui).

Abaixo, reportagem da Agência Brasil sobre o relatório:

Brasil é principal exemplo de sucesso na redução do desmatamento, aponta ONU

Danilo Macedo !“ Um relatório divulgado hoje (5) na reunião da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre mudanças climáticas, destacou o Brasil como exemplo de sucesso na redução do desmatamento e das emissões de gases de efeito estufa. Produzido pela Union of Concerned Scientists (UCS), com sede nos Estados Unidos, o documento intitulado “Histórias de sucesso no âmbito do desmatamento: nações tropicais onde as políticas de proteção e reflorestamento deram resultado” traz um capítulo dedicado ao Brasil, apresentado como o país que fez as maiores reduções no desmatamento e nas emissões em todo o mundo.

Outros 16 países da àfrica, América Latina e àsia também são citados como exemplos de sucesso na proteção à s florestas. O relatório indica que o governo brasileiro reduziu o desmatamento na Amazônia, a maior floresta tropical do mundo, por meio da criação de áreas de proteção ambiental a partir da segunda metade da década de 1990, com grande intensificação neste século, e as moratórias acordadas com empresas privadas sobre a compra de soja e carne de áreas desmatadas. “As mudanças na Amazônia brasileira na década passada e a sua contribuição para atrasar o aquecimento global não têm precedentes”, diz o documento.

De acordo com o principal autor do trabalho, Doug Boucher, o caso brasileiro mostra que o desenvolvimento econômico não é prejudicado pela redução do desmatamento. “Por exemplo, as indústrias de soja e de carne bovina no Brasil prosperaram apesar das moratórias evitando o desmatamento”. O relatório avalia que a derrubada da floresta, “vista no século 20 como algo necessário para o desenvolvimento e uma reflexão do direito do Brasil de controlar seu território, passou a ser v

5 de dezembro de 2013
por esmael
11 Comentários

Veto de Temer a “ménage à  trois” põe Paulo Rossi, do PSD, no aquecimento

Até o vice-presidente da República, Michel Temer, achou muita sacanagem proposta de "ménage à  trois" (palanque triplo) de Beto Richa (PSDB) aos peemedebistas do Paraná; diante do veto da direção nacional do PMDB à  aliança com o tucano, muito provavelmente, Cheida e Romanelli deverão antecipar saída de seus cargos no governo; de olho no Trabalho, PSD já colocou o sindicalista Paulo Rossi no aquecimento; PSC tem o ex-presidente do Crea, àlvaro Cabrini, para o Meio Ambiente.

Até o vice-presidente da República, Michel Temer, achou muita sacanagem proposta de “ménage à  trois” (palanque triplo) de Beto Richa (PSDB) aos peemedebistas do Paraná; diante do veto da direção nacional do PMDB à  aliança com o tucano, muito provavelmente, Cheida e Romanelli deverão antecipar saída de seus cargos no governo; de olho no Trabalho, PSD já colocou o sindicalista Paulo Rossi no aquecimento; PSC tem o ex-presidente do Crea, àlvaro Cabrini, para o Meio Ambiente.

O veto do vice-presidente da República, Michel Temer, à  participação do PMDB na “ménage à  trois” (palanque triplo) de Beto Richa (PSDB), poderá antecipar mexidas no primeiro escalão do governo do Paraná. O primeiro que entra na marca do pênalti é o secretário do Trabalho, Luiz Cláudio Romanelli, que é deputado estadual licenciado. Leia mais

2 de dezembro de 2013
por esmael
22 Comentários

Richa perde recursos por que “cochila” no governo, diz Gleisi

A ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, nesta segunda (2), mandou avisar que o governo de Beto Richa (PSDB) “cochilou” e não se inscreveu em dois editais abertos para o Cadastro Ambiental Rural (CAR) destinado aos produtores agrícolas.

Neste final de semana, Gleisi e a colega do Ministério do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, em Marechal Cândido Rondon, região Oeste do Paraná, desmentiram a versão de que outros estados — como Pará e Tocantins — foram privilegiados com mais recursos do CAR.

De acordo com a versão da tropa de choque de Gleisi, não houve privilégio a nenhum estado. Segundo os petistas, ocorreu novo “cochilo” de Richa que deixou de cadastrar o governo do estado em dois editais abertos no programa.

Acerca do CAR

Implantado juntamente com o novo Código Florestal Brasileiro, aprovado em 2012, o CAR constitui uma base de dados que integra informações ambientais das propriedades rurais, entre elas, a situação das àreas de Preservação Permanente (APPs) e Reserva Legal, remanescentes de floresta nativa, àreas de Uso Restrito e áreas produtivas.

No Paraná
O Paraná é o 11!º Estado a implantar o cadastro, que se constitui na principal estratégia para controle e combate ao desmatamento. Após registradas, as informações passam a integrar o Sistema do Cadastro Ambiental Rural (Sicar), disponível no site www.car.gov.br.

Os produtores que fizerem o CAR têm como benefícios diretos a segurança jurídica, acesso a crédito e apoio à  regularização ambiental. O cadastro é um registro eletrônico que fica disponível para os órgãos ambientais de cada Estado.

No Paraná, de acordo com informações do governo do Estado, são 532 mil imóveis rurais, sendo 93% do total formado por pequenos agricultores; no Brasil, são 5,2 milhões imóveis rurais.