22 de fevereiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Bolsonaro subordina o Brasil aos interesses de Trump, diz ex-presidenta Dilma

Bolsonaro subordina o Brasil aos interesses de Trump, diz ex-presidenta Dilma

A ex-presidenta Dilma Rousseff (PT) afirmou nesta sexta-feira (22), em nota, que “o Brasil curvou-se e submeteu-se aos interesses do governo Trump, ao aceitar participar do falso confronto da ‘ajuda humanitária’ com a Venezuela, enviando alimentos e sobretudo tropas para a fronteira”.  ... 

Leia mais

10 de fevereiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Na vigília, petistas ‘torcem’ pela entrada de Requião no PT

Na vigília, petistas ‘torcem’ pela entrada de Requião no PT

Nesta noite de domingo (10), um dos assuntos dos militantes da Vigília Lula Livre, local onde ocorreu a celebração dos 39 anos do Partido dos Trabalhadores em Curitiba, foi a possível filiação do ex-senador Roberto Requião (MDB) no PT. Conforme o blog noticiou mais cedo, Requião e PT cultivam uma longa e permanente relação de parceria política. ... 

Leia mais

6 de fevereiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Damares Alves quer tornar públicas indenizações pagas às vítimas da ditadura

Damares Alves quer tornar públicas indenizações pagas às vítimas da ditadura

A ministra da Mulher, Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, pretende tornar públicas as indenizações pagas a todas as vítimas da ditadura militar. Informa nesta quarta-feira (6) a jornalista da Folha, Monica Bergamo.  ... 

Leia mais

30 de janeiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em “Eles têm medo do Lula”, aponta Dilma

“Eles têm medo do Lula”, aponta Dilma

A ex-presidenta Dilma Rousseff (PT) manifestou sua revolta com a negativa da Justiça ao pedido de Lula para participar do funeral de seu irmão Genival. ... 

Leia mais

29 de janeiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Morre Genival Inácio da Silva, o Vavá, irmão de Lula

Morre Genival Inácio da Silva, o Vavá, irmão de Lula

Genival Inácio da Silva, o Vavá, irmão do ex-presidente Lula, morreu nesta terça-feira (29), em São Paulo. ... 

Leia mais

24 de janeiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Decreto de Mourão limita a Lei de Acesso à Informação

Decreto de Mourão limita a Lei de Acesso à Informação

Um decreto editado pelo presidente em exercício, general Hamilton Mourão, permite que servidores comissionados possam determinar o sigilo de dados públicos. ... 

Leia mais

18 de janeiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Abertura da “caixa preta” do BNDES é falácia de Bolsonaro

Abertura da “caixa preta” do BNDES é falácia de Bolsonaro

A tão propalada “abertura da caixa preta” do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) feita nesta sexta-feira (18) pelo presidente Bolsonaro é uma mentira. Nenhuma novidade foi apresentada.

Todas as informações divulgadas hoje já eram públicas desde 2017 e estavam no site do Banco. Boa parte dos dados já estava disponível desde 2015.

A publicação serviu como cortina de fumaça neste momento em que a família do presidente está toda envolvida no escândalo junto com a família Queiroz e as transações financeiras para lá de suspeitas.

LEIA TAMBÉM:

A coisa “tá feia” para os Bolsonaro; solta mais uma acusação contra o Lula ... 

Leia mais

6 de janeiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Empresário detalha propina a ministro das pedaladas fiscais

Empresário detalha propina a ministro das pedaladas fiscais

O jornalista Lauro Jardim, do O Globo, afirma neste domingo (06) que a delação de Orlando Diniz, ex-presidente da Fecomércio do RJ, está no Supremo Tribunal Federal (STF) e deve detalhar episódios heterodoxos envolvendo o ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), Augusto Nardes, que constam da colaboração do ex-subsecretário de Transportes do Rio, Luiz Carlos Velloso.

Segundo o jornalista, em troca de adiar por um ano uma investigação contra Diniz no TCU, Nardes passou a receber uma mesada de R$ 100 mil entre 2015 e 2016.

LEIA TAMBÉM:

Bolsonaro pagará bônus para perito do INSS que cortar pensões e aposentadorias ... 

Leia mais

3 de janeiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Dilma e Gleisi visitam Lula; assista

Dilma e Gleisi visitam Lula; assista

A ex-presidenta Dilma Rousseff e a presidenta nacional do PT, Gleisi Hoffmann, visitaram Lula na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba nesta quinta-feira (3).

Gleisi fez um relato da visita para a imprensa e os militantes da Vigília Lula Livre.

Segundo ela, Lula orientou o partido e a militância para que não fiquem “batendo boca” e defendam os direitos do povo brasileiro nesta nova fase da vida política nacional.

Assista ao vídeo:

Leia mais

11 de dezembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Dilma, sobre o governo Bolsonaro: nós vamos ter que resistir

Dilma, sobre o governo Bolsonaro: nós vamos ter que resistir

A eleição de Jair Bolsonaro (PSL) inaugura um novo cenário para as lutas populares no Brasil. Com a ascensão da extrema direita, as forças progressistas precisam se reorganizar e buscar valores em comum para frear os retrocessos. Essa é a análise de Dilma Rousseff (PT) sobre o cenário político que se anuncia para 2019.

LEIA TAMBÉM:

Mais Médicos: Estudo da OPAS aponta para risco de aumento da mortalidade infantil ... 

Leia mais

29 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Em nota, Dilma repudia as mentiras de Palocci

Em nota, Dilma repudia as mentiras de Palocci


A assessoria de imprensa da presidente Dilma Rousseff divulgou nota nesta quinta-feira (29) que rebate as mentiras do ex-ministro Antonio Palocci, solto hoje da prisão depois de um nebuloso acordo de delação premiada. “É importante que os termos da delação implorada do senhor Palocci, enfim, venham a público para que suspeitas possam ser rebatidas”, afirma a nota.

Confira a íntegra da nota:

A Assessoria de Imprensa de Dilma Rousseff repudia as mentiras declaradas pelo senhor Antônio Palocci, que obteve prisão domiciliar promovendo inverdades.

Em 21 de junho, o desembargador João Pedro Gebran Neto, do TRF-4, já havia sentenciado que não cabia o exame detido do conteúdo das declarações prestadas pelo senhor Palocci. E sentenciou: “Tampouco o momento da homologação é adequado para aferir a idoneidade dos depoimentos dos colaboradores”.

Desde abril, a imprensa noticia as inverdades do senhor Palocci, em sua busca desesperada pela liberdade, agora convertida em prisão domiciliar. Às vésperas das eleições, divulgou-se nova onda de mentiras, sem que nenhuma prova tivesse sido apresentada.

É importante que os termos da delação implorada do senhor Palocci, enfim, venham a público para que suspeitas possam ser rebatidas com a força da verdade.

Dilma Rousseff estará sempre do lado da justiça para que a verdade prevaleça. A ânsia do senhor Palocci de sair da prisão não legitima suas mentiras e artimanhas.

Assessoria de Imprensa de Dilma Rousseff Leia mais

28 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Palocci é premiado por dedurar Lula e Dilma e vai para casa

Palocci é premiado por dedurar Lula e Dilma e vai para casa

A 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) já formou maioria pela redução da pena do ex-ministro Antonio Palocci, que deve ir para prisão domiciliar. O benefício será concedido em recompensa pela delação de Palocci contra Lula e Dilma, entre outros.

LEIA MAIS:

Gleisi denuncia pacto de libertação de Palocci no Senado; assista ... 

Leia mais

22 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Estreia hoje o filme “Excelentíssimos” sobre o golpe de 2016 contra Dilma

Estreia hoje o filme “Excelentíssimos” sobre o golpe de 2016 contra Dilma

Estreia nesta quinta-feira (22), em seis capitais, o filme “Excelentíssimos” de Douglas Duarte, sobre o golpe de 2016 contra a presidenta Dilma Rousseff (PT).

O filme é um registro a quente dos fatos, personagens e articulações por trás da maior crise política do país desde a redemocratização.

Gravado dentro do Congresso ao longo dos meses em que corria o impeachment, o filme retrata quem, como e porque se derruba uma presidente.

Além do filme que estreia hoje, o documentário “O Processo”, é outro registro do desenrolar do golpe de 2016 que culminou no impedimento de Dilma Rousseff. “O Processo”  foi pré selecionado para concorrer ao Oscar.

LEIA TAMBÉM:

E o Oscar vai para… presidenta Dilma Rousseff ... 

Leia mais

20 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Novo edital do Mais Médicos mostra acerto da política sanitária de Dilma Rousseff

Novo edital do Mais Médicos mostra acerto da política sanitária de Dilma Rousseff

O novo edital do programa Mais Médicos publicado hoje (20) no Diário Oficial da União comprova a importância dos médicos cubanos para o Brasil e, acima de tudo, o acerto da política sanitária criada pela ex-presidenta Dilma Rousseff (PT).

O programa foi lançado em 8 de julho de 2013 no primeiro governo da presidenta que sofreu o golpe em 2016.

Estão sendo ofertadas 8.517 vagas em 2.824 municípios e 34 áreas indígenas, antes ocupadas por médicos cubanos.

Ou seja, os profissionais de Cuba estão em mais da metade dos municípios brasileiros.

LEIA TAMBÉM:

Prefeitos estão irados com Bolsonaro pela mancada do “menos médicos” ... 

Leia mais

19 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Monica Iozzi fala sobre entrevista que fez com um cubano do Mais Médicos; assista

Monica Iozzi fala sobre entrevista que fez com um cubano do Mais Médicos; assista

A atriz e apresentadora de TV Monica Iozzi publicou um vídeo lamentando a saída dos médicos cubanos do programa mais médicos.

Ela falou sobre uma matéria que fez ainda pela TV Bandeirantes, em 2013. A equipe da TV foi para o interior do Tocantins e entrevistou um médico cubano chamado Angel.

Confira o relato de Monica:

Veja matéria original da TV Bandeirantes. A entrevista a que Monica se refere é a segunda.

Leia mais

17 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em ‘Moro tomou decisões que influenciaram o processo eleitoral’, afirma Cardozo

‘Moro tomou decisões que influenciaram o processo eleitoral’, afirma Cardozo

O ex-ministro da Justiça dos governos da presidenta Dilma Rousseff (PT), José Eduardo Cardozo, criticou a ida de Sérgio Moro para o governo de Jair Bolsonaro (PSL). Para Cardozo, o juiz da lava jato deveria ter feito uma “quarentena ética”.

LEIA TAMBÉM: Sérgio

Moro chama núcleo do ‘abuso de poder’ da PF para Ministério da Justiça ... 

Leia mais

15 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em “Política externa de Saúde feita por Twitter ameaça extinguir Mais Médicos”, diz Dilma

“Política externa de Saúde feita por Twitter ameaça extinguir Mais Médicos”, diz Dilma


A presidenta legítima Dilma Rousseff (PT), que criou o Programa Mais Médicos em 2013, classificou a decisão do presidente eleito de “unilateral e desrespeitosa, ao criticar por twitter os termos do convênio assinado no meu governo, e renovado, sem modificações, até pelo governo Temer”.

Segundo a presidenta, “as consequências do rompimento estabanado dos termos do convênio, em reiteradas manifestações pelo Twitter do futuro presidente do País, são gravíssimas. Dezenas de milhões de brasileiros deverão ficar sem os cuidados básicos na área de saúde, em todo território nacional”, assinalou.

Leia a seguir a íntegra da nota de Dilma Rousseff, divulgada nesta quinta-feira(15), sobre a destruição do Mais Médicos. Ela elencou também os êxitos do programa, que atendeu com eficiência milhões de brasileiros.

Política externa de saúde feita por Twitter ameaça extinguir o programa Mais Médicos

Dilma Rousseff

O fim do Convênio entre o governo de Cuba e a Organização Panamericana de Saúde (OPAS), sob o qual era garantida a participação dos médicos cubanos no “Programa Mais Médicos”, deve-se a declarações intempestivas do presidente eleito Jair Bolsonaro, que ignora a dimensão diplomática que cerca a relação entre países. Em especial, ofende a exigência de respeito aos convênios legalmente firmados, bem como à civilidade necessária aos acordos de cooperação entre nações.

O Convênio que está sendo extinto trata da cooperação tripartite – entre Brasil, OPAS e Cuba – na qual a OPAS garante ao Brasil, nos termos e nas condições previamente negociadas com Cuba, médicos com o objetivo de melhorar a cobertura da atenção básica de saúde à população brasileira. Para nossa gente mais humilde, a extinção do programa será uma perda irreparável a curto e médio prazos. Criado durante o meu governo, ofereceu até 2016 atendimento médico a 63 milhões de brasileiros e brasileiras, muitos dos quais jamais haviam tido acesso a um profissional de saúde. Na verdade, 700 municípios do país não tinham um médico sequer para atender à população local.

As consequências do rompimento estabanado dos termos do convênio, em reiteradas manifestações pelo twitter do futuro presidente do País, são gravíssimas. Dezenas de milhões de brasileiros deverão ficar sem os cuidados básicos na área de saúde, em todo o território nacional.

A decisão do presidente eleito foi unilateral e desrespeitosa, ao criticar por twitter os termos do convênio assinado no meu governo, e renovado, sem modificações, até pelo governo Temer. Dispensaram, por absoluta soberba, as posturas diplomáticas requeridas na relação entre países. O grave é, portanto, que tudo isso ocorreu sem consulta aos signatários do acordo – a OPAS e o ministério da Saúde de Cuba. As manifestações levianas e autoritárias podem mesmo afastar também médicos de outros países que participam minoritariamente do Programa Mais Médicos.

Numa agressiva demonstração de indiferença às cláusulas estabelecidas sob a supervisão da OPAS, o presidente eleito anunciou que vai impor aos participantes estrangeiros do Mais Médicos contratos individuais, realização de exames de teste de conhecimento e validação de diplomas, pagamento direto, desconsiderando a garantia de salário integral dada aos médicos pelo governo cubano. Parecia desconhecer que, pelo convênio, a OPAS, instituição supranacional, contratava os médicos coletivamente junto ao ministério cubano e garantia sua qualificação junto ao Ministério de Saúde de Cuba. Sem dúvida, a exigência de submeter os médicos estrangeiros a um exame no Brasil só poderia ser vista como um gesto depreciativo, xenófobo e arrogante, cometido contra os profissionais de saúde de países estrangeiros. Mesmo porque o Ministério da Saúde e o Ministério da Educação supervisionavam o trabalho de todos os médicos e faziam avaliações de desempenho.

Uma pesquisa realizada pela Universidade de Minas Gerais, por solicitação do meu governo, mostrou que 95% da população aprovava o trabalho dos médicos que integram o programa, sem distinção de nacionalidade, e 90% dos usuários deram nota de 8 a 10 ao Mais Médicos.

Em abril de 2016, o programa tinha 18.240 médicos, a maioria oriundos de Cuba, graças ao convênio entre o governo brasileiro e a OPAS. Os médicos cubanos foram essenciais para preencher as vagas do programa. Logo na chamada inicial, os médicos brasileiros não se candidataram em número suficiente; depois, abriu-se o programa para médicos da América Latina; e, finalmente, como ainda não haviam sido ocupadas sequer metade das vagas, firmou-se com a OPAS um convênio para a convocação de médicos cubanos, porque Cuba é um dos países do mundo que tem a mais alta relação entre médicos e população – 6,7 profissionais para cada grupo de 1.000 habitantes – e uma reconhecida experiência e competência em cooperação internacional na área de saúde.

Lembremos que em 2013 o Brasil possuía apenas 1,8 médicos por mil habitantes. Menos que o México, o Uruguai e a Argentina. No ritmo de formação universitária existente naquele ano, a meta de chegar a 2,7 médicos por mil habitantes só seria alcançada em 2035. Essa foi a razão pela qual o programa Mais Médicos, além de espalhar profissionais pelas periferias das grandes cidades, pelos departamentos de saúde indígenas, pelo interior do país e pelos pequenos municípios, previa a criação de novas faculdades de medicina. Infelizmente, esta iniciativa foi suspensa pelo governo golpista de Temer.

O gesto depreciativo de Bolsonaro contra os médicos cubanos e demais médicos estrangeiros em atividade no programa é um atentado contra a população brasileira, que vai deixar de ter acesso a valorosos e competentes profissionais na atenção básica à população mais pobre de nosso Brasil. É, ainda, uma atitude autoritária, que revela despreparo, porque rompe unilateralmente um convênio assinado com uma organização de saúde respeitada e credenciada internacionalmente. E, por fim, demonstra que o presidente eleito não tem noção do que significa cooperação internacional na área de saúde, colocando seus preconceitos à frente do interesse da população e rompendo, por Twitter, convênio cuidadosamente negociado entre países e uma organização multilateral..

A população brasileira foi beneficiada pela generosa competência dos médicos cubanos, a quem o governo do Brasil devia reconhecer sua fraterna solidariedade. A eles rendo minha homenagem e meu agradecimento. O trabalho destes profissionais dedicados e generosos fará falta aos brasileiros. Leia mais

14 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Bolsonaro foi ao STF em 2013 contra o Mais Médicos

Bolsonaro foi ao STF em 2013 contra o Mais Médicos

A bronca do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) com o programa Mais Médicos é antiga. Quando ele ainda era deputado federal do PP, protocolou uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo a suspensão da medida provisória (MP) editada pela ex-presidente Dilma Rousseff (PT) que criou o programa.

LEIA TAMBÉM:

Após ameaças de Bolsonaro, Cuba vai se retirar do Mais Médicos ... 

Leia mais

13 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em E o Oscar vai para… presidenta Dilma Rousseff

E o Oscar vai para… presidenta Dilma Rousseff

Não, não é uma piada machista e sem graça como as que a direita se dedicou em fazer depois que Dilma Rousseff (PT) foi eleita presidenta da República pela 2° vez em 2014. Muito menos Dilma virou atriz.

É que o o documentário “O Processo”, que mostra o desenrolar do golpe de 2016 que culminou no impedimento de Dilma Rousseff, foi pré selecionado para concorrer ao Oscar.

O filme é dirigido por Maria Augusta Ramos e tem distribuição da Vitrine Filmes.

Mais dois documentários brasileiros estão na lista dos pré-indicados: Nossa Chape, e Piripkura.

Nossa Chape mostra a tragédia que ocorreu com o time catarinense do futebol, a Chapecoense, que perdeu quase todos os seus jogadores e equipe técnica em um acidente aéreo em 2016.

Já Piripkura conta a história dos dois únicos sobreviventes dessa tribo indígenas, que vivem em uma área dominada por madeireiros e fazendeiros.

A seguir, o trailer de O Prrocesso:

Leia mais

11 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Levy será presidente do BNDES, diz jornal

Levy será presidente do BNDES, diz jornal

Segundo a jornalista Sônia Racy, colunista do jornal O Estado de São Paulo, Joaquim Levy será o próximo presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) no governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL).

LEIA TAMBÉM:

Bolsonaro conseguiu promover estragos no país em 10 dias, diz PT ... 

Leia mais