6 de fevereiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Bolsonaro vai encerrar ‘Mais Médicos’ e deixar milhões sem acesso à saúde

Bolsonaro vai encerrar ‘Mais Médicos’ e deixar milhões sem acesso à saúde

O governo de Jair Bolsonaro (PSL), após uma campanha difamatória contra os médicos cubanos, anunciou que vai acabar com o programa Mais Médicos. Com isso, cerca de 4 mil municípios perderão profissionais que fazem o atendimento pelo Sistema Único de Saúde. ... 

Leia mais

7 de janeiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Ministério da Saúde apela aos médicos cubanos que ficaram no Brasil e propõe ‘novo Revalida’

Ministério da Saúde apela aos médicos cubanos que ficaram no Brasil e propõe ‘novo Revalida’


O Ministério da Saúde, do governo Bolsonaro, iniciou um operação de busca para localizar os médicos cubanos que ficaram no Brasil, após o anúncio do fim do programa Mais Médicos. Uma das medidas em estudo pelo governo é a criação de um “novo Revalida”, a medida conta com apoio da Associação Médica Brasileira e do Conselho Federal de Medicina (CFM).

A secretária do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro, responsável pelo desmonte do programa Mais Médicos no governo de Bolsonaro, é a célebre pediatra cearense que vaiou e xingou os médicos cubanos.

Mayra tem feito apelos insistentes e até carinhosos para os “colegas” e irmãos” cubanos para que se apresentem e participem do programa reformulado. Segundo informou, a ideia é transformar o atual programa Mais Médicos em um programa chamado Mais Saúde, adicionando outros profissionais além do médico nas vagas hoje custeadas pelo governo federal.

Mayra, agora, apela desesperadamente para os médicos cubanos na tentativa de preencher as mais de 30% de vagas abertas e não ocupadas pelos médicos brasileiros. Leia mais

20 de dezembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Mais Médicos: Quase três mil vagas ainda não foram preenchidas

Mais Médicos: Quase três mil vagas ainda não foram preenchidas


O Ministério da Saúde divulgou balanço nesta quinta-feira (20) que 5.846 médicos que se inscreveram no Programa Mais Médicos se apresentaram nas cidades escolhidas ou iniciaram as atividades. Restam 2.448 vagas em 1.177 municípios e 28 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI) que não foram ocupadas. Os interessados em participar da seleção para as vagas que não foram preenchidas têm até amanhã (21) para se inscrever no site do programa.

Esses profissionais vão substituir os médicos cubanos que começaram a deixar o país no mês passado. Podem participar da nova chamada apenas os médicos que possuem registro no Brasil (CRM).

O Ministério da Saúde diz que atualizará o sistema ainda nesta quinta-feira com as vagas disponíveis. Os médicos que decidirem não comparecer mais às atividades devem informar ao município alocado, que comunicará a desistência ao Ministério da Saúde. Aqueles que desistiram ficam impossibilitados de escolher outro município.

O Programa Mais Médicos foi criado em 2013, no governo da presidente Dilma Rousseff, para ampliar a assistência na Atenção Básica fixando médicos nas regiões com carência de profissionais. O programa conta com 18.240 vagas em mais de 4 mil municípios e 34 DSEIs levando assistência para cerca de 63 milhões de brasileiros.

*Com informações da Agência Brasil Leia mais

17 de dezembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Mais Médicos: 3 mil não comparecem para trabalhar e deixam população sem assistência médica

Mais Médicos: 3 mil não comparecem para trabalhar e deixam população sem assistência médica


Dos 8.411 inscritos no edital do programa Mais Médicos, aberto em função do rompimento da parceria entre Brasil, Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) e governo de Cuba por conta de ameaças de Jair Bolsonaro, 2.520 profissionais não compareceram nem iniciaram as atividades nas cidades até as 17 horas de sexta-feira (14). O número corresponde a cerca de 30% das vagas, o que deixará milhares de pessoas sem nenhum tipo de assistência médica em todo o país.

Outras 106 vagas do edital nem chegaram a ter interessados — a maioria em distritos sanitários indígenas, justamente onde os cubanos atuavam de maneira mais presente. Os dados são do ministério da Saúde, que acabou prorrogando o prazo de comparecimento para essa terça (18) e prorrogou o prazo para inscrições de médicos formados no exterior sem revalida para o domingo (16)

Além do desfalque no programa, ocasionado pela política hostil e ideológica de Bolsonaro, que ameaça todos que não estão alinhados com sua visão de mundo, a saída dos Cubanos também ocasionou uma saída de médicos da Saúde da Família.

Cerca de 2.800 profissionais, quase 40% dos inscritos, abandonaram postos de trabalho no SUS para se tornarem bolsistas do Mais Médicos, segundo informação do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems).

O conselho realizou o levantamento utilizando dados do Ministério da Saúde, com base em uma relação que listava 7.271 profissionais alocados (de um total de 8,3 mil inscritos confirmados) pelo novo edital, cruzando dados com a lista dos profissionais já em atuação no país disponível no Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES).

“Em vez de somar profissionais, esse novo edital está trocando o problema de lugar. Se o médico sai de um serviço do SUS para atender em outro, o município de origem fica desassistido, principalmente no Norte e Nordeste”, afirmou o presidente do Conasems, Mauro Junqueira, em entrevista ao G1.

O motivo para a migração está no salário pago pelo Mais Médicos, de R$ 11.800, mais benefícios como ajuda de custo, que varia de R$ 1.000 a R$ 3.000 por profissional.

Além das vagas que ficaram em aberto, também gera preocupação os altos índices de desistência entre brasileiros no programa. Entre 2013 e 2017, mais da metade (54%) dos profissionais do país deixaram seu posto de trabalho em até 1 ano e meio.

*Com informações do site do PT e Agências Leia mais

14 de dezembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Apagão no Mais Médicos: três mil deram o cano na população

Apagão no Mais Médicos: três mil deram o cano na população


Governo golpista de Temer e o futuro presidente Bolsonaro haviam anunciado o preenchimento de todas as vagas do programa Mais Médicos após saída dos cubanos, fato que não se confirmou. O prazo para que os médicos se apresentassem nos locais de trabalho terminou nesta sexta-feira (15). 3 mil médicos brasileiros que se inscreveram no programa ainda não se apresentaram nos municípios para os quais foram designados.

A situação pode ficar ainda mais grave caso os outros 4 mil médicos brasileiros que já se apresentaram no trabalho deixem os cargos a partir de março do ano que vem, quando começam as residências médicas do país. Caso isso ocorra, o problema voltará praticamente à estaca zero já que a soma dos que desistiram com a dos que podem desistir está bem próximo do total de 8.517 vagas oferecidas.

O desmanche do Mais Médicos foi resultado direto das ameaças e bazófias de Jair Bolsonaro que, de forma irresponsável, provocou o rompimento do acordo com a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), organismo que intermediava a relação com o governo cubano.

*Com informações do site do PT e Agências Leia mais

12 de dezembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Com prazo final na sexta, menos de 50% dos médicos se apresentam aos locais de trabalho

Com prazo final na sexta, menos de 50% dos médicos se apresentam aos locais de trabalho


Balanço fechado na última segunda-feira (10) registra que apenas 4.508 médicos compareceram aos locais de trabalho para onde foram designados pelo Programa Mais Médicos. O prazo de apresentação termina na próxima sexta-feira (14). A falta de médicos levou o governo a rever a exigência do exame Revalida para as inscrições de médicos estrangeiros e médicos brasileiros formados no exterior.

A quatro dias para o fim do prazo, cerca de 47% dos inscritos no edital de convocação do programa ainda não se apresentaram nos municípios escolhidos. A desistência é grande entre profissionais brasileiros.

O edital foi aberto para médicos com registro no país (CRM) após Cuba anunciar a saída no programa, no final de novembro. O programa recebeu 36.490 inscrições, preenchendo 98,7% das 8.517 vagas disponibilizadas, segundo informações do Ministério da Saúde.

O governo prometeu um balanço das vagas disponíveis, na próxima segunda-feira (17), e deve anunciar as desistências e os locais que não tiveram procura. Depois disso, os médicos terão nova etapa para se inscrever nos dias 18 e 19 de dezembro. Leia mais

11 de dezembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Dilma, sobre o governo Bolsonaro: nós vamos ter que resistir

Dilma, sobre o governo Bolsonaro: nós vamos ter que resistir

A eleição de Jair Bolsonaro (PSL) inaugura um novo cenário para as lutas populares no Brasil. Com a ascensão da extrema direita, as forças progressistas precisam se reorganizar e buscar valores em comum para frear os retrocessos. Essa é a análise de Dilma Rousseff (PT) sobre o cenário político que se anuncia para 2019.

LEIA TAMBÉM:

Mais Médicos: Estudo da OPAS aponta para risco de aumento da mortalidade infantil ... 

Leia mais

5 de dezembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Gleisi tira onda com filho de Bolsonaro #aconteceu

Gleisi tira onda com filho de Bolsonaro #aconteceu

A presidenta nacional do PT, Gleisi Hoffmann, tirou uma onda do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) no imbróglio do Menos Médicos.

O filho do presidente eleito Jair Bolsonaro escreveu nas redes sociais que ‘quatro’ médicos cubanos processaram a OPAS, entidade que os contratou para o programa Mais Médicos.

LEIA TAMBÉM
Mais Médicos com menos de 3% dos selecionados nos locais de trabalho

“Nossa, quatro médicos frente aos mais de 8 mil que atendiam aqui?”, questionou Gleisi em tom de ironia.

A dirigente petista cobrou ainda que o ‘Coisinha‘ [filho do Coiso] informe ‘como está o preenchimento das vagas dos cubanos que foram expulsos do Brasil’ por médicos brasileiros.

Nossa, quatro médicos frente aos mais de 8 mil q atendiam aqui? Ele poderia aproveitar p/ informar como está o preenchimento das vagas dos cubanos, q foram expulsos, por médicos brasileiros. Até quando o povo vai esperar? pic.twitter.com/osjDcnffPS ... 

Leia mais

2 de dezembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Obrador negocia com Cuba implantação do ‘Mais Médicos’ no México

Obrador negocia com Cuba implantação do ‘Mais Médicos’ no México


O novo presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, está prestes a fechar um acordo para receber pelo menos 3 mil médicos cubanos que estavam trabalhando no Brasil. A negociação entre o primeiro representante da esquerda a chegar à presidência mexicana e o governo cubano começou em setembro, segundo apurou o jornal O Estado de São Paulo. Cuba iniciou a retirada de seus médicos que atuavam do Brasil no final do mês de novembro.

Obrador pretende federalizar a atuação dos médicos cubanos no país, adotando o modelo do programa Mais Médicos criado em 2013 pelo governo da presidente Dilma Rousseff. Leia mais

30 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Mais Médicos: Estudo da OPAS aponta para risco de aumento da mortalidade infantil

Mais Médicos: Estudo da OPAS aponta para risco de aumento da mortalidade infantil


Estudo encomendado pela Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) sobre o impacto do Mais Médicos estima que o País poderia ter 37 mil mortes adicionais de crianças menores de cinco anos até 2030 com o fim do programa e a lacuna deixada pela saída dos médicos cubanos. As afirmações foram feitas durante a apresentação do Relatório “30 anos de SUS – SUS para 2030?”.

Apresentado pelo coordenador do Mais Médicos da OPAS, Gabriel Vivas, o trabalho foi encomendando no ano passado, antes, portanto, do anúncio do fim da cooperação entre Brasil e Cuba. O estudo teve como ponto de partida os ganhos nos indicadores de saúde alcançados na saúde do País desde a implantação do programa, em 2013. No primeiro ano, observou, a cobertura no programa saúde da família passou de 59,6% para 66,9%. Em 2017, 70% da população tinha acesso ao serviços.

Até o rompimento do governo cubano com o programa, o Mais Médicos contava 8.556 profissionais recrutados pelo acordo de cooperação. Isso representava 51,21% da força de trabalho.

o relatório mostra que dos municípios que tiveram um aumento de mais de 15% nos médicos em atuação por causa do programa, houve uma redução de internações de 8,3%, passados dois anos da iniciativa. No terceiro ano, a redução foi de 13,6%.

*Com informações da OPAS/Broadcast Leia mais

30 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em No desespero, governo vai telefonar para médicos que podem substituir os cubanos

No desespero, governo vai telefonar para médicos que podem substituir os cubanos

O ministério da Saúde resolveu telefonar para os médicos inscritos no programa Mais Médicos para que se apressem e se apresentem nos municípios. Menos de 3% dos 8.300 médicos inscritos começaram a trabalhar.

Menos Médicos de Bolsonaro gera caos na saúde brasileira ... 

Leia mais

28 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Médicos cubanos são homenageados na despedida

Médicos cubanos são homenageados na despedida

Médicos e médicas cubanos do programa Mais Médicos foram homenageados na hora da despedida nesta segunda-feira (26).

LEIA MAIS:

Mais Médicos: Apenas 224 se apresentaram para ocupar lugar dos cubanos ... 

Leia mais

27 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Mais Médicos: Apenas 224 se apresentaram para ocupar lugar dos cubanos

Mais Médicos: Apenas 224 se apresentaram para ocupar lugar dos cubanos


Relatório do Ministério da Saúde aponta que apenas 224 médicos selecionados no edital do programa Mais Médicos se apresentaram em 118 municípios onde deverão prestar atendimento à população. A maior parte dos médicos alocados está em São Paulo e Minas Gerais. Apesar disso, o governo divulgou que 97,2% das vagas do programa foram ocupadas.

Segundo o Ministério da Saúde, os 224 médicos já estão efetivamente trabalhando. Ainda não há informação se todos os profissionais são brasileiros, mas todos eles têm registro CRM ou passaram por aprovação do Revalida. Eles estão distribuídos em 19 estados e no Distrito Federal e representam 2,6% dos 8.517 profissionais que podem ser selecionados pelo edital.

Os 118 municípios representam 4% da lista de 2.824 cidades com vagas disponíveis no último edital do programa. Os Estados que já receberam o maior número de médicos até agora foram São Paulo e Minas, com 42 cada um, seguidos por Espírito Santo (27) e Paraná (15).

Segundo o Conselho Federal de Medicina, o Brasil registra mais de 450 mil médicos. Entretanto, a ida de médicos para regiões remotas do país e às periferias das capitais e regiões metropolitanas enfrenta forte resistência dos profissionais da Saúde. Leia mais

25 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Simba, as hienas e a política brasileira

Simba, as hienas e a política brasileira

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) fala sobre Scars, personagem do filme Rei leão, que será relançado no ano vem. Ele adverte: qualquer semelhança com a realidade é mera coincidência.

Simba, as hienas e a política brasileira ... 

Leia mais

23 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Comentarista da TV cubana detona Bolsonaro; assista

Comentarista da TV cubana detona Bolsonaro; assista

Ao fazer uma análise sobre o programa Mais Médicos, comentarista da TV cubana afirmou que o presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro (PSL), “é um mentiroso profissional”.

Segundo o cubano, a estratégia do presidente eleito para acabar com o programa Mais Médicos foi “moralmente covarde”.

LEIA TAMBÉM:
Governadores do Nordeste lançam carta aberta a Jair Bolsonaro

“O que podemos esperar de político que demonstrou tanto desprezo pelos pobres, pelas minorias?”, perguntou o comentarista da TV.

“Jair Bolsonaro demonstrou ser capaz de cometer graves erros e atitudes políticas torpes que nem Temer foi capaz de cometer”, criticou o cubano.

“Recordo agora o caso da cidade de Ponta Grossa, onde Bolsonaro recebeu 74% dos votos e agora perde 75% dos médicos”, disse ao comentar sobre a cidade da região dos Campos Gerais do Paraná que ficou praticamente sem médicos.

Assista ao vídeo:
(function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0]; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = 'https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js#xfbml=1&version=v3.2'; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);}(document, 'script', 'facebook-jssdk'));

Comentarista da TV cubana detona Bolsonaro e revela o que está por trás da estratégia do ultradireitista ao atacar os médicos cubanos: “Bolsonaro não está mal assessorado, é sim um mentiroso profissional”. ... 

Leia mais

22 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Médicos cubanos deixam o Brasil até 12 de dezembro

Médicos cubanos deixam o Brasil até 12 de dezembro

A partir desta quinta-feira, 22, mais cinco voos partirão do Brasil com destino à Cuba levando os profissionais que estavam atuando no programa Mais Médicos. A informação foi divulgada pela Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), responsável pela intermediação do convênio entre os dois países.

LEIA TAMBÉM:

Menos Médicos de Bolsonaro gera caos na saúde brasileira ... 

Leia mais

21 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Menos Médicos de Bolsonaro gera caos na saúde brasileira

Menos Médicos de Bolsonaro gera caos na saúde brasileira

A saída de médicos cubanos do programa Mais Médico, em virtude do Menos Médicos do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), já provoca caos na saúde em diversos municípios brasileiros.

LEIA TAMBÉM

Ué, não era pra todo mundo ser bem limpinho?, pergunta Gleisi sobre ministério de Bolsonaro ... 

Leia mais

21 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Governadores do Nordeste lançam carta aberta a Jair Bolsonaro

Governadores do Nordeste lançam carta aberta a Jair Bolsonaro

Os governadores eleitos do Nordeste divulgaram nesta quarta-feira (21) uma carta ao presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) solicitando uma reunião para tratar de assuntos prioritários à região, reforçando o compromisso do governo federal com o reequilíbrio do pacto federativo.

LEIA TAMBÉM:

Bolsonaro procura assessor de imprensa ideologicamente alinhado ... 

Leia mais

20 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em A desumana política de Jair Messias Bolsonaro

A desumana política de Jair Messias Bolsonaro

O deputado Enio Verri (PT-PR) descreve a desumana política do presidente eleito Jair Messias Bolsonaro (PSL), o Lúcifer para os pobres, o Anjo Caído, que implementa no país o ‘Menos Médicos’ — deixando 60 milhões de brasileiros sem assistência à saúde — ao expulsar os profissionais cubanos.

Política desumana ... 

Leia mais

19 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Monica Iozzi fala sobre entrevista que fez com um cubano do Mais Médicos; assista

Monica Iozzi fala sobre entrevista que fez com um cubano do Mais Médicos; assista

A atriz e apresentadora de TV Monica Iozzi publicou um vídeo lamentando a saída dos médicos cubanos do programa mais médicos.

Ela falou sobre uma matéria que fez ainda pela TV Bandeirantes, em 2013. A equipe da TV foi para o interior do Tocantins e entrevistou um médico cubano chamado Angel.

Confira o relato de Monica:

Veja matéria original da TV Bandeirantes. A entrevista a que Monica se refere é a segunda.

Leia mais