17 de Janeiro de 2018
por esmael
18 Comentários

Comitê pró-Lula promete reconquistar Curitiba nesta sexta-feira

Os senadores Roberto Requião (MDB) e Gleisi Hoffmann (PT) lideram nesta sexta-feira (19), em Curitiba, o lançamento nacional do Comitê Eleição Sem Lula é Fraude. O evento será às 16 horas na sede da Federação dos Metalúrgicos do Paraná (Rua Lamenha Lins, 981, bairro Rebouças). Leia mais

2 de setembro de 2016
por esmael
13 Comentários

PCdoB, UGT e CTB lançam comitê sindical em Curitiba pró-golpista Ney Leprevost

pcdob_ney_ugtCuritiba é uma festa, diria E. Hemingway, mas nesta sexta (2) à noite será transformada numa verdadeira zona política. UGT, CTB, PSC, PSD e PCdoB lançam às 20h30, no restaurante Madalosso, o comitê sindical pró candidatura do centro-direitista Ney Leprevost (PSD) à Prefeitura de Curitiba.

15 de agosto de 2016
por esmael
12 Comentários

Movimento sindical vai às ruas nesta terça contra o golpe nos direitos dos trabalhadores

temer_fim_CLTOito entidades representativas dos trabalhadores sairão às ruas de todo o país, nesta terça (16), no Dia Nacional de Mobilização e Luta por Emprego e Garantia de Direitos.

26 de julho de 2016
por esmael
14 Comentários

Centrais convocam para dia 16 assembleia geral dos trabalhadores contra golpe de Temer

temer_centrais_assembleiaAs principais centrais sindicais do país — CUT, UGT, CTB, NCST, CSB e Conlutas– convocaram hoje (26) uma assembleia geral da classe trabalhadora para o próximo dia 16 de agosto, no Pacaembu, em São Paulo, contra o governo interino de Michel Temer (PMDB).

8 de julho de 2016
por esmael
18 Comentários

Jornada de 80h: trabalhadores põem CNI no paredão; entidade patronal “afrouxa a tanga” após repercussão negativa

temer_RobsonO presidente da CNI, Robson Braga de Andrade, botou a bunda na janela na manhã desta sexta (8). As centrais sindicais não perderam a oportunidade e passaram-lhe a mão nos fundilhos, pois os presidentes da CUT, Força, UGT, CSB, CTB e Nova Central assinam nota conjunta de repúdio a manifestação do dirigente patronal, diante do interino Michel Temer (PMDB), por jornada semanal de 80 horas de trabalho: “Seria como levar a classe trabalhadora brasileira de volta ao século 19”, afirmam sindicalistas. O empresário jura que “jamais” defendeu jornada maior. Confira a íntegra da nota dos trabalhadores:

18 de Maio de 2016
por esmael
70 Comentários

Paulinho da Força diz que foi ‘enganado’ pelo colega de golpe Temer

paulinho_forcaO deputado Paulinho da Força (SD) lamentou nesta quarta-feira (18) que o governo ditatorial de Michel Temer (PMDB) tenha “esquecido” os representantes da classe trabalhadora. Na verdade, o presidente da Força Sindical quis dizer que ele, Paulinho, foi “preterido”, “enganado”, pelo colega de golpe contra a democracia. CUT e CTB se negam a reconhecer o governo golpista.

Paulinho da Força chegou a ser cogitado para o Ministério do Trabalho, mas, após o afastamento da presidente eleita, Dilma Rousseff (PT), Temer escolheu para o desconhecido deputado Ronaldo Nogueira (PTB-RS), o qual abriu vaga na Câmara para o suplente Cajar Nardes (PTB-RS) — irmão do ministro Carlos Augusto Nardes, do Tribunal de Contas da União (TCU).

Além de Paulinho da Força, quem também ficou chupando os dedos foi o deputado Alex Canziani (PTB-PR). O parlamentar paranaense já tinha montado equipe de transição, pedido contribuições sobre programas sociais para o ex-secretário estadual do Trabalho e atual Luiz Claudio Romanelli (PSB), líder do governador Beto Richa (PSDB) na Assembleia; Canziani também havia conversado com o vereador colombense José Renato Strapasson (PTB), o Pelé, suplente do deputado, sobre a “convocação” de Temer.

A seguir, leia matéria da Agência Brasil:

16 de Maio de 2016
por esmael
13 Comentários

CUT e CTB dizem não reconhecer governo golpista de Michel Temer

meireles_paulinhoA Central Única dos Trabalhadores (CUT) e a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) se negaram, nesta segunda-feira (16), a reunir com o governo golpista de Michel Temer (PMDB) para discutir o que eles consideram retrocessos na Previdência Social.

Em nota, o presidente da CTB, Adilson Araújo, disse que a proposta de reforma da Previdência de Temer prevê aposentadoria no caixão. “A CTB tem muita clareza dos riscos e, diferente de alguns setores do movimento sindical, não se dispõe a segurar na alça da traição”, informou.

O presidente nacional da CUT, Vagner Freitas, também assinou uma nota na qual ressalta que os trabalhadores são as principais vítimas do golpe no país. Ele garantiu que retrocessos não se negociam. “Vamos combatê-los na luta”, prometeu.

6 de Maio de 2016
por admin
26 Comentários

O Brasil vai parar na terça, dia 10, contra o golpe de Estado

naom_56ec7f19ed176

As centrais sindicais, sindicatos, UNE, UBES, MST, MTST, Frente Povo Sem Medo, Frente Brasil Popular e mais uma série de entidades e movimentos prometem sacudir o país na próxima terça-feira, dia 10. Será a véspera da provável votação do afastamento da presidente Dilma Rousseff pelo Senado no golpe travestido de impeachment.

23 de Março de 2016
por admin
8 Comentários

Lula participa hoje de plenária sindical contra golpe e em defesa de direitos

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participa na tarde desta quarta-feira (23), às 16 horas, em São Paulo, de uma plenária em defesa da democracia e contra a retirada de direitos dos trabalhadores. O evento vai reunir sindicalistas da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Central Única dos Trabalhadores (CUT), União Geral dos Trabalhadores (UGT), Força Sindical, Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB) e Nova Central Sindical dos Trabalhadores (NCST).

As centrais sindicais também darão o pontapé inicial à organização de uma marcha antigolpe, no próximo dia 31 de março, rumo a Brasília, onde prometem manifestação na Praça dos Três Poderes.

Para os dirigentes sindicais, os trabalhadores e trabalhadoras serão os mais prejudicados caso o golpe contra a democracia se concretize. Se o Congresso Nacional cassar o mandato de presidenta Dilma Rousseff, eleita democraticamente pelo voto popular, centenas de projetos de lei que retiram direitos conquistados, devem ser votados imediatamente.

As principais entidades patronais do País como a Confederação Nacional da Indústria (CNI), Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP), Confederação Nacional da Agricultura (CNA), as associações comerciais e sindicatos patronais, estão apoiando o golpe. São essas entidades que patrocinam todos os projetos que suprimem direitos assegurados à classe trabalhadora. No entendimento dos sindicalistas, só unidos e organizados será possível impedir este imenso retrocesso.

Os trabalhadores da Ford em São Bernardo do Campo já se posicionaram contra o golpe em defesa dos direitos trabalhistas. A decisão foi votada em assembleias realiz

8 de Março de 2016
por esmael
11 Comentários

Discurso golpista de Paulinho faz Força Sindical desmilinguir no ranking nacional das centrais

O discurso golpista do deputado federal Paulinho da Força (SD), pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff, vem afundando a representatividade da central Força Sindical. A entidade caiu para o 3º lugar no ranking nacional.

De acordo com levantamento do Ministério do Trabalho e Previdência Social, a União Geral dos Trabalhadores (UGT) agora ocupa a segunda posição (11,38%) em número de trabalhadores filiados na base (1.458.320).

A Central Única dos Trabalhadores (CUT) continua a liderar o ranking representando 3.904.817 trabalhadores, ou 30,7% total dos filiados.

A Força desmilinguiu devido à posição raivosa de Paulinho contra o PT e o governo de Dilma. Houve desfiliação de vários sindicatos importantes, que migraram principalmente para a UGT e para a CTB (Central dos Trabalhadores do Brasil).

A representatividade da Força caiu para 1.279.477 trabalhadores na base (9,98%), ou seja, 1,4% a menos que a UGT de Ricardo Patah.

No Paraná, apesar de parte de dirigentes da Força terem posição diferente do comando nacional, o grande entrave é a ligação entre o deputado federal Fernando Francischini (Batman), que também ocupa a vice-presidência nacional da central, ao deputado Paulinho.

“Não podemos ficar numa central sindical que quer dar o golpe na democracia e acabar com os direitos da classe trabalhadora”, confidenciou ao Blog do Esmael um sindicalista sob a condição de anonimato.

12 de dezembro de 2015
por admin
9 Comentários

Considerada de “direita”, UGT do Paraná é a única central que aprovou moção pelo “Fica Dilma”

As centrais sindicais, movimento estudantil e movimentos populares estão se organizando para a mobilização nacional em repúdio ao golpe do impeachment da presidenta Dilma Rousseff (PT) no próximo dia 16 de dezembro, quarta-feira.

No Paraná, a CUT, CTB, NCST, Força Sindical e até a UGT já se manifestaram contra o processo de impeachment aberto pelo presidente da Câmara Federal, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Para o secretário geral da CUT Paraná, Marcio Kieller, a decisão do governador Beto Richa de apoiar o  impeachment deve reforçar o movimento contra o golpe no Estado. “Se o Beto Richa está a favor desse absurdo, muitos trabalhadores, especialmente os professores, devem se mobilizar contra o impeachment”, completou Kieller.

A Força Sindical do Paraná publicou uma nota se posicionando contrária ao golpe e também deve se juntar à mobilização do dia 16. Para a Central, o processo só vai atrasar ainda mais a retomada econômica, além de colocar em risco a democracia e os direitos trabalhistas e sociais.

As entidades do movimento estudantil (UPES, UPE, UBES e UNE) também estão mobilizadas e vão jogar peso na mobilização do dia 16. Centenas de estudantes de todo o Brasil estão acampados em Brasília desde quarta-feira (9) em frente ao Congresso Nacional, para pressionar os deputados contra o golpe do impeachment.

O presidente da UPE, Bruno Pacheco, afirmou que os estudantes vão às ruas dia 16 contra o golpe, mas também pressionar por uma nova política econômica, onde os ricos paguem pela crise. “Queremos a taxação das grandes fortunas e a repatriação de recursos enviados para o exterior”, completou Bruno.

Diversas entidades que estão se organizando no Fórum de Lutas 29 de Abril realizarão

7 de dezembro de 2015
por admin
9 Comentários

Trabalhadores e estudantes organizam resistência ao golpe

naovaitergolpeO movimento de resistência ao golpe na forma de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff começa a se organizar hoje no Paraná. As centrais sindicais, diversos sindicatos, entidades estudantis e movimentos populares vão se reunir para definir uma agenda de mobilizações em defesa da democracia.

A reunião será às 18h30, desta segunda-feira (7), na sede da APP-Sindicato (Av. Iguaçu, 880, em Curitiba).

O Blog do Esmael conversou com o presidente da União Paranaense dos Estudantes Secundaristas (UPES), Matheus dos Santos. Segundo ele, a democracia no Brasil foi construída com muita luta e muitas vidas, por isso não se pode descuidar e permitir o golpe. “Não se trata somente de defender o mandato da presidente Dilma Rousseff. Vamos para a rua defender antes de tudo a democracia”.

4 de dezembro de 2015
por esmael
20 Comentários

Trabalhadores vão para as ruas contra o impeachment de Dilma; ouça

zenir_cunhaO dirigente sindical Zenir Teixeira, da Central dos Trabalhadores do Brasil (CTB), em comunicado na Rádio Web Fetiep, nesta sexta-feira (4), informou que todas as centrais sindicais e os movimentos populares vão às ruas contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).

Ouça o áudio:

Segundo o membro da CTB, os movimentos sociais irão analisar a conjuntura e definir calendário de mobilizações durante reunião na próxima segunda-feira, às 18h30, na sede da APP-Sindicato (Av. Iguaçu, 880, em Curitiba).

13 de novembro de 2015
por admin
1 Comentário

UBES faz passeata com 7 mil estudantes pelo ‘Fora Cunha’, contra o golpe e ajuste fiscal

ubes

A União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES) fez nesta sexta-feira (13), em Brasília, uma passeata com 7 mil estudantes. A manifestação realizada em conjunto com a Frente Brasil Popular pediu a saída do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

A passeata foi parte do 41º Congresso da UBES, que está acontecendo no Distrito Federal. Também teve como bandeiras o repúdio às tentativas de golpe contra a presidenta Dilma Rousseff (PT) e críticas ao ajuste fiscal do que tem promovido cortes e a retirada de direitos.

“Essa é a juventude combativa, que está aqui para falar muito alto que esse Congresso não nos representa, para dizer que não queremos a redução da maioridade penal, não queremos o Estatuto da Família, não queremos o PL 5069 que penaliza as mulheres. Eles não passarão”, declarou a presidenta da UBES, Bárbara Melo, do alto do carro de som.

Na linha de frente do ato, caminhavam somente mulheres, representando a atual importância da afirmação de gênero no movimento estudantil, que tem presidentas em suas principais entidades.

20 de agosto de 2015
por esmael
31 Comentários

Ao vivo de Curitiba: Manifestação pró-Dilma e contra o golpe; assista

Transmissão ao vivo encerrada às 13h26.

O Blog do Esmael, em parceria com a TV 15, a partir das 11 horas, transmite para o Brasil e o mundo a ‘marcha do antigolpe’ em apoio à presidenta Dilma Rousseff e as conquistas sociais do governo federal.

20 de agosto de 2015
por esmael
7 Comentários

Blog do Esmael transmite ao vivo, a partir das 11h, protesto antigolpe em apoio a Dilma Rousseff

dilma_golpeDaqui a pouco, a partir das 11 horas, o Blog do Esmael, em parceria com a TV 15, transmite para o Brasil e o mundo a ‘marcha do antigolpe’ — em apoio à presidenta Dilma Rousseff e as conquistas sociais do governo federal. Leia mais

18 de agosto de 2015
por esmael
15 Comentários

Blog do Esmael transmite ao vivo na quinta-feira manifestação pró-Dilma

Os movimentos sociais do Paraná e do Brasil estarão nas ruas nesta quinta-feira (20) na luta por direitos, liberdade e democracia, contra o golpismo tucano. O ato em Curitiba será na Praça Santos Andrade com a concentração marcada para 11 horas. Diversas cidades do interior estado realizarão manifestações semelhantes.

O Blog do Esmael transmitirá ao vivo a mobilização na capital paranaense em parceria com a TV 15.

As manifestações pró-Dilma Rousseff serão comentadas pelos senadores Gleisi Hoffmann (PT) e Roberto Requião (PMDB), que intervirão de Brasília, assim como o deputado federal Fernando Francischini (SD).

Nos estúdios da TV 15, em Curitiba, com mediação do repórter César Setti, estarão Murilo Hidalgo, presidente da Paraná Pesquisas; deputado Requião Filho (PMDB); Ricardo Mac Donald, secretário Municipal de Governo de Curitiba; e este editor.

No último domingo (16), o Blog do Esmael e a TV 15 transmitiram ao vivo para o Brasil e o mundo os protestos organizados pelo PSDB contra Dilma e o PT.

Participam da mobilização de quinta entidades como a União Nacional dos Estudantes (UNE), as centrais sindicais (CUT, CTB, Intersindical), a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES), Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), União Brasileira de Mulheres (UBM), União Paranaense dos Estudantes (UPE), União Paranaense dos Estudantes Secundaristas (UPES), entre outras.

As manifestações de quinta-feira serão em defesa da Petrobras, da democracia, contra a terceirização e o ajuste fiscal que tiram direitos dos trabalhadores, em defesa dos empregos do bancários do HSBC, pela saída de Eduardo Cunha (PMDB) da presidência da Câmara dos Deputados e contra a onda conservadora que se instalou no país recentemente.

Uma reforma política efetiva também está na pauta dos movimentos sociais. O fim do financiamento empresarial de campanhas, um dos principais pontos defendidos pelos trabalhadores, é visto como um caminho que poderá encaminhar a resolução de diversos problemas.

Serviço: Ato por Direitos, Liberdade e Democracia
Local: Praça Santos Andrade, Centro. Curitiba -PR
Data: Quinta-feira, 20 de agosto
Horário: 11h

Com informações da CUT-PR.