12 de março de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Oposição vai retomar CPI das milícias na Câmara

Oposição vai retomar CPI das milícias na Câmara

O líder do PT na Câmara, Paulo Pimenta (RS), declarou ao blog de Tales Faria que a oposição retomará a coleta de assinaturas para instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito sobre as milícias do Rio de Janeiro. ... 

Leia mais

11 de março de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em #BolsonaroÉfakenews “bomba” no Twitter

#BolsonaroÉfakenews “bomba” no Twitter

Uma notícia falsa usada por Bolsonaro para atacar a imprensa está repercutindo forte nas redes sociais. A hashtag #BolsonaroÉfakenews está entre as mais comentadas do país nesta segunda-feira. ... 

Leia mais

12 de fevereiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em “PSL inaugurou gráfica mágica que imprime sem máquinas”, diz PT

“PSL inaugurou gráfica mágica que imprime sem máquinas”, diz PT

A situação em que o partido do presidente Bolsonaro (PSL) se meteu é bem difícil de explicar. A ainda rende umas boas piadas; o PT que o diga. ... 

Leia mais

8 de fevereiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Líder do governo na Câmara, Major Victor Hugo, sofre ‘pesado bombardeio’ do PSL

Líder do governo na Câmara, Major Victor Hugo, sofre ‘pesado bombardeio’ do PSL

O deputado Major Vitor Hugo (PSL-GO), líder do governo na Câmara, voltou a ser alvo de fortes questionamentos sobre a capacidade de articular a base de apoio de Bolsonaro na Casa.  ... 

Leia mais

23 de janeiro de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Haddad faz piada com Bolsonaro em Lisboa; assista

Haddad faz piada com Bolsonaro em Lisboa; assista

Fernando Haddad (PT) participou de um evento em Lisboa nesta terça-feira (22) falando sobre os problemas do Brasil. Ele ironizou Bolsonaro dizendo que falaria um pouco mais de seis minutos. ... 

Leia mais

18 de dezembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Pancadaria na diplomação dos eleitos em São Paulo; assista

Pancadaria na diplomação dos eleitos em São Paulo; assista

O coro comeu na tarde desta terça-feira (18) na diplomação dos eleitos em São Paulo. A confusão começou quando Jesus dos Santos, do mandato coletivo da deputada estadual eleita Monica Seixas, do PSOL, subiu ao palco e foi empurrado pelo ex-ator pornô e deputado federal eleito, Alexandre Frota (PSL).

LEIA TAMBÉM:
Petistas de todo o país organizam ‘Ano Novo com Lula’ em Curitiba

Os ânimos já estavam bastante exaltados por causa de manifestações de deputados petistas, que gritavam “Lula Livre” na hora de receber o diploma, e da plateia, que respondia gritando “Mito”, em referência a Jair Bolsonaro (PSL).

Foram diplomados nesta tarde o governador eleito de São Paulo, João Doria (PSDB), o vice Rodrigo Garcia (DEM), senadores, deputados federais e estaduais eleitos por São Paulo.

Assista ao vídeo:

(function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0]; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = 'https://connect.facebook.net/en_US/sdk.js#xfbml=1&version=v3.2'; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);}(document, 'script', 'facebook-jssdk'));

Deputado Federal Alexandre Frota coloca esquerdista pra correr em Diplomação dos eleitos em São Paulo ... 

Leia mais

19 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Em carta aberta a Bolsonaro, médico cubano pede “respeito”

Em carta aberta a Bolsonaro, médico cubano pede “respeito”

A desastrosa decisão de Jair Bolsonaro (PSL), presidente eleito, de colocar em risco o bem sucedido Programa Mais Médicos, com a saída dos médicos cubanos, continua rendendo protestos e a apreensão de amplos segmentos da população sobre as consequências do colapso iminente do programa governamental.

Nesta segunda-feira (19), o médico cubano Yonner Gonzales Infante, integrante do programa Mais Médicos, fez uma carta aberta a Bolsonaro, respondendo os ataques dirigidos ao governo cubano, a modalidade e forma de contratação, a questão salarial e o compromisso dos médicos de Cuba com a medicina pública – humanizada e com foco na prevenção. O profissional pediu que o presidente eleito respeito o trabalho dos médicos cubanos. Leia a íntegra da carta.

A carta foi publicada no site Nocaute do jornalista Fernando Morais.

“Bolsonaro, meu filho, quando o Sr. diz que Cuba fica com meu salário eu só penso nas seguintes questões:

1-Eu aceitei os termos de um contrato por livre e pessoal determinação.

2-Ciente de que, com esse dinheiro, minha mãe, irmãos, sobrinhos, primos, tios , vizinhos, famílias todas tem garantido o cuidado de sua saúde. Sem pagar nada .

3-Ciente de que minha formação como médico é graças à criação de universidades públicas em todo o território nacional. Onde filhos de pedreiros, advogados, fazendeiros, faxineiras, empregados dos correios, médicos, etc compartilham a mesma sala de aulas sem discriminação por sexo, cor, ideologia, ou riqueza. Isso, Bolsonaro, chama-se igualdade. Coisa que Sr. não conhece, porque não existe num país onde a corrupção e os privilégios políticos acabam com a riqueza do Brasil.

4-Eu tenho o coragem de trabalhar para o povo brasileiro ainda sem perceber esse salário de que o Sr. fala. Porque eu não trabalho só por uma questão econômica. Eu trabalho porque gosto da minha profissão, por que jamais vou ficar rico às custas dos pobres. Porque jamais vou usar a política como meio de vida. Porque jamais vou enganar os pobres com falsas promessas. Porque jamais vou plantar o ódio e discriminação no coração de ninguém. Porque vou pensar bem as coisas antes de falar para não ter que fazer como você (pedir desculpas todos o dias pelas loucuras que fala).

5-Eu posso sim trazer alguém de minha família. Não trouxe porque, Sr. Bolsonaro, o pobre tem que ter prioridades na vida e para mim a prioridade é ajudar minha família, mais que comprar um passagem aérea sabendo que em casa temos outras necessidades e prioridades.

6- Sei também que o Sr. conta com o apoio de uma pequena parte de meus colegas que, por motivações políticas e econômicas, acham melhor se enriquecer de dinheiro e não de amor, experiência, valores morais , patriotismo, dignidade. Porque eu posso não concordar com meu salário lá em Cuba. Eu posso até não concordar com o sistema político da Cuba. Mas também não tenho porque difamar meu país. Eu vi isso também nos brasileiros pobres, maioria no Brasil. Eles gostam do Brasil, daquele povinho onde eles nasceram, só que com certeza gostam que esse mesmo Brasil que eles tem no coração tenha igualdade, pobreza zero, fome zero, discriminação zero, violência zero, corrupção zero, saúde e educação de qualidade. Mas ainda assim, no Brasil imperfeito, eles gostam de seu país .

7- O Sr. diz que os cubanos “estão se retirando do Mais Médicos por não aceitarem rever esta situação absurda que viola direitos humanos”. Não, Bolsonaro, o que realmente viola os direitos humanos é privar aos pobres do Brasil do acesso à Saúde por não concordar com outras ideologias políticas. Porque o Sr. quer mudar as regras sem perguntar aos beneficiários do programa se realmente os cubanos fazem o trabalho do jeito que tem que ser. Porque aqui no Brasil a gente tem preceptores brasileiros, a gente está fazendo um curso em medicina familiar, tudo sob a supervisão de excelentes profissionais brasileiros. A gente não está lá em qualquer canto fazendo as coisas por capricho não. Agora vem você a dizer que nós estamos fantasiados de médicos. Aqui o único fantasiado é o Sr. São todos os que apoiam sua absurda visão da realidade. O Sr. só está lutando pelos privilégios da classe médica, da classe política. Lamentável! Sim, sr. Bolsonaro, o que resulta lamentável é ver como um cara sem conhecimentos de nada, apenas só de armas, consegue se eleger presidente . E ainda assim mais lamentável ainda foi ver alguns pobres eleger você. Deus tome conta dos pobres. Deus tome conta do Brasil.

8-Quem estudou na época dos livros, quem estudou na época que as pesquisas eram feitas nos livros e não no Google ou na internet merece respeito. Quem lutou pela vida e chorou pela morte de uma pessoa ou de uma criança merece respeito. Quem foi lá, onde para muitos é o fim do mundo, para cuidar dos doentes, merece respeito. Quem ficou longe da família para devolver o sorriso de um idoso ou uma criança merece respeito. Aí é para tirar o chapéu viu? Absurdo que 66 países no mundo estão se beneficiando de nosso labor e vem você nos chamar de fantasiados. Pior ainda duvidar de que alguém queria ser atendido por cubanos.

Peço respeito pelos meus colegas.

Peço respeito à livre escolha de meu povo.

Peço respeito para os pobres e ignorantes .

Peço respeito para a Medicina Pública.

Peço também ao Sr. estudar o que significa amor ao próximo.

O que significa Pátria.

O que significa dignidade.

O que significa diplomacia.

O que significa Medicina familiar.

O que significa igualdade

O que significa respeito de pensamento

O que significa ser o presidente dos brasileiros pobres também é não só dos ricos e poderosos.

Saúde e longa vida para o Sr.

Deus abençoe você e seu povo.”

Yonner González Infante ... 

Leia mais

18 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Bolsonaro esvazia futura Casa Civil de Onyx Lorezoni e reforça o ‘gerentão’ Mourão

Bolsonaro esvazia futura Casa Civil de Onyx Lorezoni e reforça o ‘gerentão’ Mourão

A equipe de transição do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), opera um novo organograma de atribuições para o futuro ministro da Casa Civil, o deputado federal Onyx Lorezoni (DEM-RS), que passaria a coordenar apenas a relação com as duas casas do Congresso Nacional. O futuro ministro tem enfrentado forte “fogo amigo” de setores bolsonaristas, em particular de parlamentares do PSL, partido de Bolsonaro.

No novo desenho palaciano, ganha força política o vice-presidente Hamilton Mourão, que se transformaria numa espécie de “gerentão” do governo, coordenando e monitorando o trabalho feito por todos os ministérios. Se o novo desenho for adotado, o Palácio do Planalto perde uma secretaria com status de ministério – a de Governo –, ficando com apenas três pastas: Casa Civil mais enxuta, com Lorenzoni; Gabinete de Segurança (GSI), com o general Augusto Heleno, e Secretaria-Geral da Presidência, que deverá ser ocupada pelo advogado e ex-presidente do PSL, Gustavo Bebiano.

O general Hamilton Mourão controlaria também os programas e obras governos do governo, como por exemplo, o PAC – Programa de Aceleração do Crescimento ou similar que venha ser adotado pela gestão Bolsonaro.

*Com informações do Estadão Conteúdo Leia mais

14 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Onyx Lorenzioni só confessou parte dos crimes eleitorais que cometeu

Onyx Lorenzioni só confessou parte dos crimes eleitorais que cometeu

O deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), ministro da transição e futuro Chefe da Casa Civil de Bolsonaro (PSL), só confessou a metade da grana que recebeu como caixa 2 da JBS.

LEIA TAMBÉM:

Moro muda de ideia sobre prática de caixa 2; assista ... 

Leia mais

12 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Centrais preparam atos para barrar a ‘reforma’ da Previdência

Centrais preparam atos para barrar a ‘reforma’ da Previdência


As centrais sindicais – CUT, Força Sindical, CTB, Intersindical, CSB, CSP-Conlutas, NCST, UGT e CGTB – lançaram nesta segunda-feira (12), no auditório da Escola Dieese, em São Paulo, um documento com princípios gerais que garantem a universalidade e o futuro da Previdência e da Seguridade Social. Também anunciaram uma jornada de mobilizações contra o fim da aposentadoria entre os dias 22 e 26 deste mês.

O documento divulgado pelos sindicalistas destaca direitos a serem assegurados, políticas públicas a serem aprimoradas, formas de financiamento alternativas que podem melhorar a gestão, como a revisão de todas as desonerações e isenções e a recriação do Ministério da Previdência Social, além de medidas de avaliação e monitoramento permanente do sistema previdenciário brasileiro.

E para dar início à campanha, no próximo dia 22 de novembro, será realizado um dia Nacional de Mobilização, com panfletagens, assembleias nos locais de trabalho e diálogo com a população para esclarecer os riscos de uma nova proposta de reforma da Previdência nos moldes exigidos pelo mercado, como propõe o presidente de extrema direita, que pretende adotar o modelo de capitalização previdenciário.

No dia 26 de novembro, os trabalhadores e trabalhadoras também farão atos em frente o Ministério do Trabalho e em todas as Superintendências Regionais do Trabalho espalhadas pelo Brasil. O objetivo é protestar contra a proposta do fim do Ministério do Trabalho e denunciar a proposta de reforma da Previdência. Leia mais

9 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Conselho aprova educação a distância no ensino médio

Conselho aprova educação a distância no ensino médio

O Conselho Nacional de Educação (CNE) aprovou nesta quinta-feira (8) a implantação do ensino a distância em parte do currículo do ensino médio brasileiro.

LEIA TAMBÉM:

Depois do reajuste para o Judiciário, Senado aprova corte em fundo para saúde e educação ... 

Leia mais

8 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Movimentos sociais lançam carta em defesa dos direitos civis de LGBTIs

Movimentos sociais lançam carta em defesa dos direitos civis de LGBTIs

Movimentos sociais, institutos, fóruns e diversas outras entidades que defendem os direitos civis LGBTIs divulgaram uma carta pública, na segunda-feira (5), para a população LGBT que teme as ameaças de Jair Bolsonaro e os riscos da adoção de políticas discriminatórias e autoritárias.

Os movimentos reconhecem o avanço do conservadorismo com a vitória de Bolsonaro e a ampliação da bancada conservadora no Congresso Nacional. Além disso, tem crescido no país os casos de violência e assassinatos contra a população LGBTI. Confira a carta na íntegra a seguir.

Seguiremos na luta pela defesa de nossas vidas!

Nos últimos 40 anos, a luta do Movimento de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais e Intersexos (LGBTI) no Brasil resultou em inúmeras conquistas na direção do combate à violência LGBTfóbica e na promoção da cidadania da população LGBT.

Foram inúmeros avanços frutos da luta das organizações da sociedade civil que se materializaram através de políticas públicas como a Política Nacional de ISTs/HIV/Aids, o Programa Brasil Sem Homofobia e a Política Nacional de Saúde Integral LGBT; do controle social e da participação social com a criação do Conselho Nacional de Combate à Discriminação e Promoção dos Direitos LGBT (CNCD/LGBT) e a realização de três conferências nacionais de políticas públicas de Direitos LGBTI.

No âmbito do Poder Judiciário, também conseguimos importantes avanços como o casamento civil entre pessoas do mesmo sexo, bem como o direito de travestis, mulheres transexuais e homens trans de alterar seu nome e sexo no registro civil sem a necessidade da realização de cirurgia.

Apesar destas conquistas, o Brasil ainda é o país campeão de assassinatos motivados por intolerância à diversidade sexual e de gênero. Também não conseguimos avançar no Poder Legislativo com a aprovação de legislações que combatem à LGBTfobia e busquem promover a cidadania da População LGBT. Em grande medida, isso ocorreu devido à forte presença dos setores conservadores, anti direitos humanos LGBTI, presentes no poder legislativo brasileiro. Esses setores conservadores tem se organizado para ocupar os poderes da República com vistas a implantação de uma ideologia antidemocrática que fere de morte a Constituição Federal de 1988 e seus princípios da igualdade, laicidade, liberdade e isonomia.

Lamentavelmente, o resultado das eleições 2018, juntamente com os retrocessos existentes a partir do Governo Michel Temer implementados por meio de suas políticas de austeridade, congelamento orçamentário, reforma trabalhisya e tentativa de reforma da Previdência, apontam para um cenário ainda mais difícil para a população LGBTI. E as alianças de setores ultrarreacionários ocorridas nos últimos meses complicam ainda mais este cenário.

Através desta nota, queremos reafirmar o nosso compromisso com toda a população LGBTI do nosso país. Todas as organizações que a subscrevem, reforçam seus compromissos com o enfrentamento da violência que acomete a população LGBTI brasileira diariamente e com a defesa de todas as conquistas alcançadas nas últimas quatro décadas. Nossos direitos serão assegurados, lutaremos juntos/as por isso.

A mensagem que deixamos aos/às gays, lésbicas, bissexuais, travestis, transexuais e intersexos, é de que continuaremos enfrentando todas as adversidades que nos assolam desde o início da nossa organização enquanto movimentos sociais LGBTI. Independente de quem esteja no poder, e diante da conjuntura que se apresenta, precisaremos aproximar ainda mais todas as organizações que compõe o Movimento LGBTI, a fim de fortalecer nossas bases sociais para preparar a resistência necessária às possíveis dificuldades que se avizinham.

Contem conosco e juntem-se a nós nessa luta.

Nossas vidas importam e seguiremos lutando por elas.

Brasil, 05 de novembro de 2018.

– Associação Brasileira de Intersexos (ABRAI)
– Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e – Intersexos (ABGLT)
– Aliança Nacional LGBTI (ALIANÇA LGBTI)
– Associação Nacional de Travestis e Transexuais (ANTRA)
– Articulação Brasileira de Gays (ARTGAY)
– Articulação Brasileira de Jovens LGBT (ARTJOVEM)
– Articulação Brasileira de Lésbicas (ABL)
– Candaces – Rede Nacional de Lésbicas e Bissexuais Negras
– Comissão da Diversidade Sexual e Gênero da OAB
– Comissão de Direito Homoafetivo e Gênero do IBDFAM
– Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE)
– Coletivo Elas Amam
– Coletivo LGBT Sem Terra – MST
– Coletivo Nacional LGBT – CUT
– Fórum Nacional de Travestis e Transexuais Negras e Negros (FONATRANS)
– Instituto Brasileiro de Transmasculinidades (IBRAT)
– Instituto Brasileiro Trans de Educação (IBTE)
– Instituto Semear Diversidade
– Rede Nacional de Negras e Negros LGBT (REDE AFRO LGBT)
– Rede Nacional de Operadores de Segurança Pública LGBTI (RENOSP -LGBTI)
– Rede Nacional de Pessoas Trans (REDETRANS)
– Rede Nacional de Travestis, Mulheres Transexuais e Homens Trans Vivendo e convivendo com HIV (RNTTHP)
– União Libertária de Travestis e Mulheres Transexuais (ULTRA)
– União Nacional de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (UNALGBT)

Leia mais

5 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em PSB decide “oposição sem tréguas” ao governo de Bolsonaro

PSB decide “oposição sem tréguas” ao governo de Bolsonaro


A Executiva Nacional do Partido Socialista Brasileiro (PSB) decidiu que fará oposição ao governo do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), em defesa de “teses e agendas de interesse nacional e da população”. A resolução foi aprovada em reunião realizada em Brasília (DF) na tarde desta segunda-feira(5). A Executiva do PSB diz que exercerá “resistência sem tréguas, mas em uma perspectiva que busca o bem comum”. “A lógica do ‘quanto pior, melhor’ não nos cativa ou estimula. Não faremos do sofrimento dos brasileiros trampolins para o próximo pleito eleitoral”.

A jornalistas que aguardavam o fim da reunião, o presidente do PSB, Carlos Siqueira, disse que a oposição do partido a Jair Bolsonaro é uma decisão natural. “O candidato que ganhou pensa diametralmente oposto a nós. Naturalmente, vamos exercer essa oposição”.

Segundo Siqueira, o partido agora partirá para conversas com outras legendas de oposição. “Temos posição definida. Agora, vamos partir para conversações com outros partidos e forças políticas que defendem a manutenção da democracia e dos direitos sociais”. Entre os participantes da reunião estavam os governadores Rodrigo Rollemberg (Distrito Federal), Márcio França (São Paulo) e Paulo Câmara(Pernambuco).

*Com informações do PSB e Agências Leia mais

5 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Joaquim Levy cotado para o BNDES bolsonarista

Joaquim Levy cotado para o BNDES bolsonarista

Ex-ministro da Fazenda no primeiro ano da segunda gestão de Dilma Rousseff (PT), Joaquim Levy, foi sondado para presidir o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) na futura gestão de Jair Bolsonaro (PSL). As informações são do Valor Econômico.

 

Bolsonaro ainda não definiu vários cargos na área econômica, considerados importantes, como o do presidente do Banco Central. A expectativa é de que eles sejam definidos esta semana.

Atualmente, Lewy é diretor financeiro do BC, e defende a necessidade da “reforma” da Previdência Social e a privatização das estatais.  Duas medidas da agenda prioritária do governo bolsonarista. ... 

Leia mais

4 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Onyx Lorenzoni vai ser nomeado ministro da transição de Bolsonaro

Onyx Lorenzoni vai ser nomeado ministro da transição de Bolsonaro

O deputado federal Onyx Lorenzoni (DEM-RS), aquele que o senador Renan Calheiros (MDB) disse que tem nome de chuveiro e que admitiu ter recebido dinheiro de caixa 2 da JBS, vai ser nomeado, nesta segunda-feira (5), ministro extraordinário do governo de transição do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL).

Bolsonaro poderá indicar até 50 pessoas para ocupar cargos temporários na equipe de transição de governo, que tem o objetivo de garantir o acesso a dados, documentos e informações do governo federal a futura gestão.

O deputado gaúcho já foi anunciado como chefe da Casa Civil no futuro governo do presidente eleito.
Leia mais

2 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Antipetista Reinaldo Azevedo quer uma Justiça sem Partido

Antipetista Reinaldo Azevedo quer uma Justiça sem Partido

O jornalista Reinaldo Azevedo, antipetista ferrenho, em artigo publicado no jornal Folha de São Paulo nesta sexta-feira (02) afirma que a participação de Sergio Moro no futuro governo de Bolsonaro (PSL) escancara o fato de que o “Partido da Justiça” sempre teve projeto político.

Azevedo afirma que Sergio Moro e os outros responsáveis pela Lava Jato sempre tiveram “um projeto político”.

“O que sempre me pareceu claro, embora fosse constatação quase solitária, revela-se agora de maneira escancarada: protagonistas da Lava Jato estavam e estão empenhados também em um projeto político”, diz o jornalista.

Para o jornalista, em nome do combate a corrupção o “Partido da Justiça” “degenerou os fundamentos do estado de direito”, tudo isso “sob a vigilância rebaixada da imprensa”.

“Passou a vigorar um certo “Padrão Witzel” de combate a criminosos do colarinho branco, reais ou supostos. Se é para pegar bandidos, procuradores e juízes podem atuar como “snipers”, afirma o jornalista.

Segundo Azevedo, os que apontavam os erros e excessos da Justiça eram tratados como tolerantes com a corrupção.

Azevedo também enxergou que o juiz da Lava Jato agiu como cabo eleitoral ao divulgar trechos de delação sem valor durante a campanha eleitoral para prejudicar adversários de Bolsonaro.

“O “Moro político”, que falou com Guedes antes da eleição sobre a possibilidade de integrar o governo, também é o “Moro juiz”, que resolveu liberar trechos da delação de Antonio Palocci. E o fez uma semana antes do primeiro turno” afirma Azevedo.

Azevedo aponta ainda o “superministro” Sergio Moro como candidato à sucessão de Bolsonaro na presidente da República. Leia mais

1 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Moro no superministério de Bolsonaro repercute no PT

Moro no superministério de Bolsonaro repercute no PT

Os petistas estão convencidos que o ex-presidente Lula e o PT foram perseguidos pelo juiz Sergio Moro porque ele queria ser ministro no futuro governo de Jair Bolsonaro (PSL). Nesse sentido, lideranças do partido utilizaram as redes sociais para se manifestarem sobre o assunto.

A senadora e presidenta nacional do PT, Gleisi Hoffmann (PR), afirmou que que se o juiz “ajudou a eleger, vai ajudar a governar”.

Paulo Pimenta (RS), líder do PT na Câmara, acredita que Moro “impediu Lula de disputar a eleição para beneficiar Bolsonaro”.

Lindbergh Farias, senador pelo Rio de Janeiro, afirmou que Moro “atuava como militante, e não como magistrado”.

Rui Falcão, ex-presidente do PT e deputado eleito por São Paulo, disse que “a nomeação de Moro como superministro mostra que a Lava Jato tinha objetivos de poder de longo prazo”.

O deputado federal Paulo Teixeira (SP) pediu a anulação de condenação de Lula porque “as razões da prisão sem provas foram escancaradas”.
Leia mais

31 de outubro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Câmara vota hoje projeto “Escola sem Partido”

Câmara vota hoje projeto “Escola sem Partido”

Relatório sobre o projeto de Lei “Escola sem Partido”, também conhecido como “Lei da Mordaça”, que tem como o seu embaixador o deputado eleito e ator pornô, Alexandre Frota (PSL), deverá ser votado nesta quarta-feira (31) por Comissão Especial que analisa a matéria na Câmara dos Deputados.

O “Escola sem Partido” é uma das principais bandeiras de Jair Bolsonaro (PSL), o presidente eleito acredita que é preciso acabar com a “doutrinação e a sexualização ” que os alunos são submetidos, bem como expurgar a ideologia de Paulo Freire do ensino.

Entre outros absurdos, o projeto de Lei determina que as salas de aula deverão ter um cartaz relacionando o que o professor não pode fazer, como por exemplo, “não cooptar os alunos para nenhuma corrente política, ideológica ou partidária”.

Temas como homossexualidade ou ideologia de gênero não poderão ser debatidos em sala de aula porque não estarão de acordo com os preceitos religiosos e morais.

Assuntos relacionados com a conjuntura política e econômica do país também não poderão ser discutidos nas escolas.

Na prática, o projeto estabelece que os professores se transformem em meros transmissores de conteúdos preestabelecidos.

Caros amigos, apertem os cintos porque o retrocesso conservador está apenas começando! Leia mais

30 de outubro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Witzel vai usar snipers para matar criminosos em favelas do Rio

Witzel vai usar snipers para matar criminosos em favelas do Rio

Em entrevista à Globonews, TV por assinatura da Globo, o governador eleito do Rio, Wilson Witzel (PSC), afirmou nesta terça-feira que (30) quer treinar snipers para matar criminosos em favelas do Rio.

Segundo o governador eleito, serão abatidos todos os criminosos que estiverem com fuzil na mão, mesmo que estejam de costas.

Na prática, Witzel resgata a proposta de “solução” feita pelo presidente da República eleito, Jair Bolsonaro (PSL), para a segurança pública no Rio: metralhar a favela inteira.

O problema é que Bolsonaro, Witzel e as forças de segurança veem as pessoas que moram em favelas todos como bandidos e as favelas como o territórios do crime.

Não precisa nem ter bola de cristal para saber que vão morrer muitos pretos e pobres favelados, bandidos ou não.

Witzel também disse que pretende manter o Exército nas ruas do Rio de Janeiro por mais dez meses – a intervenção termina em 31 de dezembro deste ano.
Leia mais

29 de outubro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Voto anti-PT elegeu Bolsonaro diz procurador Carlos Fernando dos Santos Lima

Voto anti-PT elegeu Bolsonaro diz procurador Carlos Fernando dos Santos Lima

O procurador do Ministério Público Federal (MPF) Carlos Fernando dos Santos Lima, ex-membro da força-tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba, em mensagem postada no seu perfil do Facebook disse que Jair Bolsonaro (PSL) só foi eleito no segundo turno das eleições presidenciais por causa do “voto anti-PT”.

Na rede social, Lima disse esperar que Bolsonaro compreenda que ele foi eleito “apenas porque representou o voto anti-PT”.

O procurador do Ministério Público Federal ainda aproveitou para deixar claro a sua posição antipestista, afirmou que “a democracia pune aqueles que enganam o povo, e Bolsonaro hoje foi um instrumento dessa punição”.

“O difícil não é saber perder, o difícil é saber ganhar, diz uma música que gosto muito. Hoje Bolsonaro ganhou a eleição para presidente com uma margem que não deixa dúvidas quanto à decisão da maioria da população. Agora é esperar que o capitão reformado e deputado federal não seja arrogante e compreenda que os votos que o tornaram presidente não foram porque a maioria dos eleitores o acham um mito, ou sequer porque tem certeza das reais propostas de sua candidatura, mas apenas porque reapresentou o voto anti-PT. O país não aceita mais que lhe vendam esperança e no governo lhe entreguem mais do mesmo esquema político corrupto de sempre. A democracia pune aqueles que enganam o povo, e Bolsonaro hoje foi um instrumento dessa punição. Agora é hora de mostrar que é possível algo diferente, dentro das regras constitucionais, pois se não muitos perderão a confiança de que é possível um governo justo, honesto e para toda a população, disse o procurador.

Leia mais